Autor Tópico: Arch Linux: breve resenha  (Lida 43535 vezes)

Offline celsofaf

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 254
  • Ubuntu 12.10
    • Ver perfil
Arch Linux: breve resenha
« Online: 30 de Julho de 2007, 02:12 »
Eu já recebi mensagens de algumas pessoas pedindo para falar mais sobre o Arch. Por conta disso, resolvi abrir o bico e escrever a primeira resenha da minha vida sobre uma distro, nada mais que um humilde relato... Confesso que não sei por onde começar, então por favor não levem isso em conta ao julgar meu relato. :D

Bom, minha história com o Arch começou menos de duas semanas depois que pela primeira vez instalei uma distro no meu computador, que foi o Ubuntu, em agosto de 2006. Gostei tanto do Ubuntu (e gosto!) e passava horas fuçando no fórum, na wiki... Cheguei a ter as três variedades principais (K/U/Xubuntu) instaladas ao mesmo tempo na época. Multi-boot aprendido na marra e com ajuda do que ia lendo. Mas eu não estava satisfeito, apesar de estar feliz com isso. Minha curiosidade era tanta que eu precisava de algo mais, por assim dizer. Foi quando descobri o site Distrowatch e quando fiquei fuçando na seção para outros sistemas operacionais do fórum do Ubuntu. E vi alguém falando do Arch.

No meio de tantos nomes novos para mim à época, o Arch foi o que mais me chamou a atenção. Era descrito como uma distro que presa pela simplicidade - e "simples" não significa necessariamente "fácil" -, dando a oportunidade de construir seu próprio sistema a partir dela, tendo um poderoso gerenciador de pacotes (o pacman!) por trás e a distro inteira otimizada para processadores i686. Com isso tudo, vendo que o fórum deles também é amigável e que há farta documentação disponível, convenci-me após um tempo a arrsicar. Isso foi mais ou menos em outubro. Já havia até então testado outras distros, mas ainda sem coragem o suficiente para partir para o Arch.

Então, vamos lá. Você tem (ou tinha, na época - algumas ocisas mudaram!) a opção de baixar duas mídias diferentes: uma contendo só um sistema básico, e outra com "muitos aplicativos". Fiz o recomendado: como tenho banda bem larga (4mbps), queimei só a mídia com o sistema básico. Também imprimi dois guias de instalação diferentes. :) Dei o boot pelo CD. Apareceu uma tela dando instruções sobre como escolher um layout de teclado (é só selecionar o br-abnt2 para a maioria de nós), e apareceu o programa de instalação, numa interface em texto. Daí, foi tudo mais ou menos nessa ordem:

Primeiro passo: preparar as partições e dizer os pontos de montagem.

Segundo: escolher os pacotes a serem instalados - instalei todos os do sistema básico, como recomendado. E proceder com a instalação.

Terceiro: instalar o kernel.

Quarto: instalar um gerenciador de boot. Ele dá opção entre o GRUB e o LILO. Gosto mais do GRUB.

Quinto (é aí que onça vai beber água): configuração manual dos arquivos de sistema.

Na verdade, pouco precisa realmente ser feito aí. Na maioria dos arquivos, não precisei mexer quase nada; o fstab já estava pronto, e quase nenhum dos outros tem algo que realmente precisa ser mexido. Só duas exceções, no meu caso: no /etc/rc.conf (principal arquivo de configuração do Arch) tive que informar meu modo de conexão em rede (no meu caso, dhcp via eth0) e informar meu fuso horário e, claro, tive que acertar o /boot/grub/menu.lst.

Sexto: salvar e reiniciar. :)

Durante alguma etapa do processo ele te pede uma senha de root. E só.

Bom, após reiniciar e escolher o Arch, você se depara com um terminal no modo texto, pedindo para entrar com usuário e senha. No caso, agora só há root. Beleza. Pronto: bem vindo ao mundo de Arch Linux! Você só tem um terminal e (quase) mais nada! Não, calma lá... Já estou na internet! Dei ping pelo terminal e tá beleza! O Vim também está instalado, viva! Também temos gcc e outras coisinhas! Mas eu quero a derma do meu KDE e minhas "frescuradas", caramba!...

E é aí que entra o todo-poderoso pacman. O melhor gerenciador de pacotes que existe. Nunca me deu problemas com dependências (ao contrário do APT), é rápido e eficiente, e é simples. Primeira coisa a se fazer depois de qualquer instalação do Arch: 'pacman -Suy', ou seja, atualizar o sistema. Depois, depende do que você quer... Som? 'pacman -S alsa alsa-utils'. KDE? Calma, antes instale o X: 'pacman -S xorg xorg-utils' e, claro, se tiver placa da nVidia: 'pacman -S nvidia'. Agora é arrumar o /etc/X11/xorg.conf (na verdade, não precisei :D) e 'pacman -S kde'.

Mas lembre-se de apontar um usuário que não é root: 'adduser'. E de colocar seu usuário em grupos interessantes: audio, storage, optical, floppy...

Mas como descobri que tenho que fazer tudo isso? Sei que não listei 100% corretamente os procedimentos, mas é só para ter uma idéia. O negócio é que os requisitos para usar o Arch são:

1) Ter um certo domínio da linha de comando;
2) Ter muita curiosidade;
3) Gostar de ler, de procurar informações na wiki e no fórum;
4) Dispor de algum tempo inicial para perder.

Tanto que eu quebrei minha cara bonito na primeira vez que instalei o Arch e ziquei tudo. :) Só fui tentar novamente quase um mês depois, mas dessa vez devidamente municiado. :D

Devo dizer que o Arch roda comigo muito melhor que o Ubuntu, em termos de desempenho e rapidez. E que, uma vez configurado "certinho", a única manutenção que ele requer é um 'pacman -Suy' de vez em quando. Tenho até auto-montagem de dispositivos e mídias nele.

Mas vamos agora aos verdadeiros diferenciais do Arch:


Pacman (sim, ele de novo)

Ele é uma poderosa ferramenta para gerenciar seus pacotes. Dá flexibilidade total também para adicionar outros repositórios, ou mesmo para usar um CD/DVD ou mesmo alguma pasta da rede como repositório. E também eu nunca ouvi alguém falar dele falhando. :) Algo relacionado é que os pacotes do Arch nada mais são que arquivos .tar.gz, contendo dentro dele um arquivo de texto com informações sobre dependências. Ou seja, se você quiser, pode simplesmente descompactá-lo para alguma pasta se quiser testar. Simples.


ABS (Arch Build System)

Isto é algo que pouco usei até agora, mas já noto o poder. O ABS é um "esquema" que te facilita (e muito) a criação de pacotes do Arch via compilação do código-fonte. Você usa um arquivo chamado PKGBUILD, que basicamente diz para o computador como proceder a instalação/compilação. Já experimentei algumas vezes, e é realmente muito bom. Aliás, você pode, se quiser, combinar o pacman com o ABS e (re)instalar seu sistema inteiro a partir do fonte, a la Gentoo.


AUR (Arch User Repository)

É basicamente um site que contém pacotes criados pela comunidade do Arch que não estão nos repositórios oficiais. Tudo instalado a partir do fonte mas, com ABS/PKGBUILDs, isto não é problema. :) Se alguma coisa não está nos repositórios, existe uma chance enorme de estar no AUR. Ah, sim, existe um programa (baixado da AUR!) chamado yaourt, que é basicamente um modo de usar o pacman para procurar e instalar coisas da AUR, para facilitar e muito a sua vida.


O Arch não possui versões!

Sim, é isso mesmo. Cada vez que o pessoal decide lançar uma nova ISO com o Arch é porque houve alguma mudança no instalador, e o "conteúdo" dela nada mais é que uma xerox do repositório "current" ao momento do lançamento. Tanto que, ao contrário do Ubuntu, você não tem que esperar sair uma nova "versão" para ter um kernel mais novo ou a última versão do seu programa favorito: se o mantenedor do pacote empacotou devidamente a nova versão do programa e está tudo OK, na próxima vez que você der um 'pacman -Suy' você terá seu programa novinho em folha. Isto também serve para o kernel! Por exemplo, o último kernel, o 2.6.22, logo quando saiu já estava no repositório "testing", e pouco mais de uma semana depois foi movido para o "current" - e para meu computador. Enquanto isso, o kernel do Feisty Fawn é o 2.6.20.16. É por isso que o pessoal se refere ao Arch como uma "bleeding edge distro".

Por isso que dizemos que a distro Arch não tem versões. As ISOs lançadas de vez em quando, sim, estas têm versões. Mas, por exemplo, se eu pegar a primeira ISO do Arch (de 2002), instalar e der um 'pacman -Suy', logo terei exatamente o Arch como ele é hoje.

Ah, sim, dá para deixar o Arch (quase) totalmente em português sem o menor esforço. Basta declarar pt_BR na sua localidade do /etc/rc.conf e apropriadamente serão baixados pacotes em português para os programas.

Também devo dizer que a wiki está ficando bem completa, e que os fórums ajudam muito para qualquer coisa. Iniciantes são muito bem vindos lá. A comunidade ainda é um tanto pequena (crescendo muito), mas ajuda pra caramba.


Bom, galera, é isso. Espero que tenha sido minimamente útil. :) E podem perguntar coisas se quiserem, pois com certeza algum ponto ficou nebuloso e com certeza há curiosidades sobre coisas que não mencionei. E quero deixar claro que continuo usando Ubuntu, neste exato momento inclusive!
« Última modificação: 30 de Julho de 2007, 02:24 por celsofaf »
Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Offline rjbgbo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 3.889
  • Xubuntu 18.04LTS
    • Ver perfil
    • Twitter
Re: Arch Linux: breve resenha
« Resposta #1 Online: 30 de Julho de 2007, 08:59 »
Legal amigo, celsofaf sua resenha, bem interessante as informações sobre atualização do Arch Linux, mas conte-nos também sobre a tipo de instalação:

Citar
... com "muitos aplicativos" ..

Mesmo que vc ñ tenha usado, seria legal postar aqui / a gente saber.
Linux User #440843 | Ubuntu User #11469

Offline gabriel0085

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 577
    • Ver perfil
Re: Arch Linux: breve resenha
« Resposta #2 Online: 30 de Julho de 2007, 09:29 »
Muito boa resenha celsofaf.

Posta aí uns links legais também: wiki oficial, fórum em português (se tiver), sites interessantes....

Valeu pela resenha. 

Offline fabiovalinhos

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 439
  • Vire a direita..para Valinhos-SP! Arch user
    • Ver perfil
Re: Arch Linux: breve resenha
« Resposta #3 Online: 30 de Julho de 2007, 10:33 »
Pô Celso, valeu cara.

Você atendeu meu pedido e de outros.
Nesse tempo, eu já tinha lido o Arch Beginners Guide.

Estou esperando ganhar outro HD, ai sim.

Ei Gabriel,aqui:

http://wiki.archlinux.org/index.php/Beginners_Guide

Em cima tem as abas com a home do Arch, fórum, etc.



7355
« Última modificação: 30 de Julho de 2007, 10:36 por fabiovalinhos »
sudo dpkg no seu quadrado ...sudo dpkg no seu quadrado ...
http://www.youtube.com/watch?v=tHmrq0FtczM

Offline BetinhoDJ

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 129
  • Ubuntu 7.04 / Arch Linux
    • Ver perfil
Re: Arch Linux: breve resenha
« Resposta #4 Online: 30 de Julho de 2007, 10:44 »
Como também sou um feliz usuário do Arch Linux vou meter o bedelho no tópico do amigo celsofaf... :D

Ainda com relação a instalação ela é feita inicialmente em modo gráfico através de um cd de boot com cento e poucos megabytes para instalar o sistema básico que nada mais é que o kernel e os módulos para detecção do hardware e internet.
A partir disso é tudo feito em modo texto através do pacman de forma bem simples... qualquer usuário equipado com as informações disponíveis no wiki pode realizar sem grandes dificuldades, até porque o sistema em modo texto é extremamente informativo e até mesmo na instalação de determinados pacotes, informa sobre procedimentos a serem realizados depois da instalação como por exemplo qual comando rodar para configurar determinadas funções.
A grande vantagem de instalar uma distribuição com esse perfil é que você terá no seu computador um sistema personalizado para o seu uso, ja que só terá instalados os modulos e aplicativos que você usa e isso faz toda a diferença no quesito desempenho... são os benefícios que distribuições como Slackware e Gentoo trazem, mas no Arch os meios para se chegar neste resultado são bem mais simples como bem disse o celsofaf.
A estabilidade do sistema é outro ponto forte a ser citado, para comparar com algo que ja é conhecido por muitos aqui da comunidade posso tranquilamente coloca-lo no mesmo nivel do Debian.
O Arch é uma distribuição para pessoas curiosas e que gostam de aprender... a compreensão sobre o funcionamento do sistema aumenta absurdamente depois que a pessoa pega o jeito para configurar as diversas funções e módulos que o sistema vai utilizar.
Um detalhe sobre a atualização do sistema é que nós ja contamos com um pequeno aplicativo chamado Alunn que cuida da "dificil" tarefa de ter que digitar o pacman -Syu para atualizar o sistema e, alem de informar sobre atualizações disponíveis ainda traz noticias sobre as novidades do Arch.
Se tiverem algum tempo livre pra gastar e disposição para aprender aqui vão as ferramentas... 

Fórum brasileiro: http://forum.archlinux-br.org/index.php
Wiki brasileiro: http://wiki.archlinux-br.org/index.php?title=P%C3%A1gina_principal
Planeta Arch Linux-BR: http://planeta.archlinux-br.org/
Wiki oficial: http://wiki.archlinux.org/index.php/Main_Page
Site oficial: http://www.archlinux.org/

Parabéns ao celsofaf pela resenha e pela divulgação do Arch que hoje em dia é uma das melhores distribuições Linux no "mercado"... e não é papo de fã não...rs... quem experimentar com certeza terá a mesma opinião.

Vivendo e Aprendendo!!

cadiles

  • Visitante
Re: Arch Linux: breve resenha
« Resposta #5 Online: 30 de Julho de 2007, 10:49 »
Pensei que aqui era um forum sobre o ubuntu

Offline dudu_ubuntun

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 507
    • Ver perfil
    • O Tempo do Mundo
Re: Arch Linux: breve resenha
« Resposta #6 Online: 30 de Julho de 2007, 11:20 »
parabens, conhecimento nunca é demais ;)

eu estava com um pouco de receio de testar o arch linux, mas agora essa resenha me motivou, obrigado e parabens mais uma vez ;)

Offline vitor

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 472
  • Uepa!
    • Ver perfil
Re: Arch Linux: breve resenha
« Resposta #7 Online: 30 de Julho de 2007, 11:53 »
Também achei muito bom Celsofaf, e em relação aos guias de instalação, pode nos passar o link? Também tô pensando em me aventurar por este caminho! De novo, ótimo relato!
Jabber: vitorml (a) jabber.cz

gabriel.goc

  • Visitante
Re: Arch Linux: breve resenha
« Resposta #8 Online: 30 de Julho de 2007, 12:05 »
Um dos problemas que eu vejo no meu ubuntu, é que ele está um pouquinho lerdo em relação a atual configuração do meu pc.
Eu estava procurando uma coisa mais "personalizável", para atender melhor minhas necessidades.
O Arch já era visado, e após esse artigo, vou começar a baixá-lo hoje mesmo...xD

Mas só tenho uma dúvida.
Como fica a situação para os usuários de net discada???
Já vem com o driver??( Não né?)
No caso seria eu compilar o driver da smartlink, e conectar com o pon, já existe esse pacote na distro por padrão??

Aguardo a resposta!!!
flws
« Última modificação: 30 de Julho de 2007, 14:01 por gabriel.goc »

Offline HD883

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 12
    • Ver perfil
Re: Arch Linux: breve resenha
« Resposta #9 Online: 30 de Julho de 2007, 12:19 »
há muito tempo que essa distro me deixa curioso. Acho que vai ser desta que vou experimentar :P

Offline AquaMan

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 138
  • <Ubunteiro desde jul/07> Hardy Haron
    • Ver perfil
Re: Arch Linux: breve resenha
« Resposta #10 Online: 30 de Julho de 2007, 12:41 »
Citação de: celsofaf
Bom, galera, é isso. Espero que tenha sido minimamente útil.

É por essas e outras que fazer parte deste fórum é muito bom! :)

Parabéns pela resenha, pela clareza. Eu que sou mais do que novato no mundo Linux (ubunteiro) tenho lido aqui no Forum textos assim, que aos poucos vão me deixando à vontade, entendendo melhor esse ambiente cada vez mais.

Aquele abraço!

(AMD Athlon 64 3.5Ghz/1Gb RAM/80Gb+250Gb/Geforce FX 6200 128Mb/Palm T5)

alarcon

  • Visitante
Re: Arch Linux: breve resenha
« Resposta #11 Online: 30 de Julho de 2007, 13:45 »
Também uso Arch Linux como minha distro secundária e posso dizer que é uma boa distribuição Linux, mas aviso aos empolgados que ela não é indicada para quem tem conexão discada e para quem não gosta de usar linha de comandos, pois o CD é bem básico e o resto você tem de baixar da rede o que demora muito para quem usa internet discada via softmodems, além do mais grande parte das configurações, principalmente as iniciais, são feitas em linha de comandos.

Sempre gostei do Slackware, mas o que me deixava descontente com ele era sua forma de instalação de programas. Nunca encontrei uma distro que esta questão fosse tão bem resolvida quanto as distribuições baseadas no Debian e ele próprio, é claro, com seu já famoso apt-get (ou synaptic). O Arch Linux foi uma grata surpresa com seu Pacman que é rápido e tão eficiente quanto o apt-get na resolução de depêndencias.

Para quem gosta do Gnome basta instalar assim: pacman -Sy gnome gnome-extra.

Até tinha postado aqui umas screenshots do meu Arch Linux, mas infelizmente foi trancado do alcatraz, nada contra a política deste fórum ok. Para quem quiser dar uma olhada o link é esse:

http://ubuntuforum-pt.org/index.php/topic,21990.msg124908.html#msg124908



« Última modificação: 31 de Julho de 2007, 10:01 por alarcon »

Offline celsofaf

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 254
  • Ubuntu 12.10
    • Ver perfil
Re: Arch Linux: breve resenha
« Resposta #12 Online: 30 de Julho de 2007, 14:10 »
Pessoal, muito obrigado pelas respostas e pelos relatos. Sinto-me gratificado. :)


mas conte-nos também sobre a tipo de instalação:

Citar
... com "muitos aplicativos" ..

Mesmo que vc ñ tenha usado, seria legal postar aqui / a gente saber.

Seria apenas coisas como servidor X, KDE, fontes, bibliotecas, suporte a multimídia, ferramentas especializadas de rede, etc etc etc. Ou seja, apenas coisas que não são necessariamente de uso geral. A idéia do Arch é prover-te um sistema mínimo inicialmente para que, então, você adicione apenas o que for usar.


Mas só tenho uma dúvida.
Como fica a situação para os usuários de net discada???
Já vem com o driver??( Não né?)
No caso seria eu compilar o driver da smartlink, e conectar com o pon, já existe esse pacote na distro por padrão??

O pacote base vem com ppp, para você poder usar conexão discada. Nunca usei, e sugiro a você dar uma olhada na wiki ou nos fórums caso tenha problemas.


Fórum brasileiro: http://forum.archlinux-br.org/index.php
Wiki brasileiro: http://wiki.archlinux-br.org/index.php?title=P%C3%A1gina_principal
Planeta Arch Linux-BR: http://planeta.archlinux-br.org/
Wiki oficial: http://wiki.archlinux.org/index.php/Main_Page
Site oficial: http://www.archlinux.org/

Complementando a lista...

Fórum oficial: http://bbs.archlinux.org/
AUR: http://aur.archlinux.org/
Planet Arch: http://planet.archlinux.org/
Guias diversos: http://wiki.archlinux.org/index.php/Category:Getting_and_installing_Arch_%28English%29
Rio de Janeiro, RJ, Brasil

alarcon

  • Visitante
Re: Arch Linux: breve resenha
« Resposta #13 Online: 30 de Julho de 2007, 14:27 »
Um dos problemas que eu vejo no meu ubuntu, é que ele está um pouquinho lerdo em relação a atual configuração do meu pc.
Eu estava procurando uma coisa mais "personalizável", para atender melhor minhas necessidades.
O Arch já era visado, e após esse artigo, vou começar a baixá-lo hoje mesmo...xD

Mas só tenho uma dúvida.
Como fica a situação para os usuários de net discada???
Já vem com o driver??( Não né?)
No caso seria eu compilar o driver da smartlink, e conectar com o pon, já existe esse pacote na distro por padrão??

Aguardo a resposta!!!
flws

quanto ao modem que usa driver Smartlink veja:

http://wiki.archlinux.org/index.php/Smartlink_Modem_drivers

Offline samuelbh

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 582
    • Ver perfil
Re: Arch Linux: breve resenha
« Resposta #14 Online: 30 de Julho de 2007, 14:30 »
Muito bom este artigo. Realmente pelos seus relatos parece bem simples para instalar (mas isso pq já tenho uam certa experiência com linux). Irei testar quando tiver tempo.
Assinatura removida pela Equipe do Fórum