Autor Tópico: Emby para Ubuntu  (Lida 3773 vezes)

Offline galactus

  • Equipe Ubuntu
  • Usuário Ubuntu
  • *****
  • Mensagens: 4.612
    • Ver perfil
Re:Emby para Ubuntu
« Resposta #15 Online: 06 de Novembro de 2017, 22:43 »
Uma dúvida, quando o Ubuntu entra em tela em espera, apesar de eu ter desativado isso, eu tenho que entrar de novo com minha senha, e noto que a cópia (backup) parou... Tenho que recomeçar de onde foi interrompido. É um parto! Aliás qualquer processo acontece isso.

Olha, o que você está fazendo, ter um monte de HDs externos espetados nas portas USB para usar como se fosse HD interno, eu nunca fiz.

O Gnome está se comportando de maneira diferente por causa disso? Talvez!  Minhas transferências com HDs internos não param por conta do bloqueio da tela, só se ele suspender, mas ele não suspende se eu estou fazendo longas transferências que deixo durante a noite.

Não seria o caso do seu sistema estar suspendendo?

Você já fez esses passos?

1) https://help.ubuntu.com/stable/ubuntu-help/power-autosuspend.html

2)  https://help.ubuntu.com/stable/ubuntu-help/display-blank.html

Se já fez as duas opções acima, você pode tentar o dconf-editor, ele não vem instalado por padrão tá!

https://askubuntu.com/questions/674830/gnome-3-14-is-possible-to-disable-the-lock-screen/674838

Você vai  migrar todos os seus HDs para o ext4?   

Pois ao que tudo indica será necessário indicarmos os pontos de montagem com permissões de leitura e escrita para o Emby.  Então a linha de comando muda conforme o sistema de arquivos!   



Ubuntu  Mate 17.10 64bits

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 5.555
    • Ver perfil
Re:Emby para Ubuntu
« Resposta #16 Online: 07 de Novembro de 2017, 02:54 »
Agora melhorou muito, consegui reproduzir o erro ao montar uma partição ntfs no Ubuntu 17.10   :D

Citar
ubuntu@ubuntu:/$ sudo mount /dev/sdb1 /mnt/outro/
Mount is denied because the NTFS volume is already exclusively opened.
The volume may be already mounted, or another software may use it which
could be identified for example by the help of the 'fuser' command.

Por que aconteceu o erro?
Porque a partição estava montada anteriormente pela interface gráfica

Desmontei fazendo:

sudo umount /dev/sdb1

e aí funcionou a montagem manual normalmente, sem problemas, que já havia cadastrado antes do emby-server.

sudo mount /dev/sdb1 /mnt/outro

www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline maurente

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 68
    • Ver perfil
Re:Emby para Ubuntu
« Resposta #17 Online: 12 de Novembro de 2017, 00:34 »
Uma dúvida, quando o Ubuntu entra em tela em espera, apesar de eu ter desativado isso, eu tenho que entrar de novo com minha senha, e noto que a cópia (backup) parou... Tenho que recomeçar de onde foi interrompido. É um parto! Aliás qualquer processo acontece isso.

Olha, o que você está fazendo, ter um monte de HDs externos espetados nas portas USB para usar como se fosse HD interno, eu nunca fiz.

O Gnome está se comportando de maneira diferente por causa disso? Talvez!  Minhas transferências com HDs internos não param por conta do bloqueio da tela, só se ele suspender, mas ele não suspende se eu estou fazendo longas transferências que deixo durante a noite.

Não seria o caso do seu sistema estar suspendendo?

Você já fez esses passos?

1) https://help.ubuntu.com/stable/ubuntu-help/power-autosuspend.html

2)  https://help.ubuntu.com/stable/ubuntu-help/display-blank.html

Se já fez as duas opções acima, você pode tentar o dconf-editor, ele não vem instalado por padrão tá!

https://askubuntu.com/questions/674830/gnome-3-14-is-possible-to-disable-the-lock-screen/674838

Você vai  migrar todos os seus HDs para o ext4?   

Pois ao que tudo indica será necessário indicarmos os pontos de montagem com permissões de leitura e escrita para o Emby.  Então a linha de comando muda conforme o sistema de arquivos!

Sim, todos para ext4. Já estão formatados e estou restaurando o backup. Podemos voltar aos serviços.
Quanto ao interromper serviços em estado de espera, eu me enganei. Na verdade ele continua. Bem na verdade não é estado de espera, é quando eu desligo a TV, já que é um PCzinho da sala ligado na TV. Enquanto a tv desligada, eu vejo os HDs trabalhando. Porém quando religo a televisão, ele entra em tela de login, e interrompe a atividade que estava fazendo. Aí eu logo, e tenho que refazer os comando de novo.
« Última modificação: 12 de Novembro de 2017, 00:58 por maurente »

Offline maurente

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 68
    • Ver perfil
Re:Emby para Ubuntu
« Resposta #18 Online: 12 de Novembro de 2017, 00:52 »
Vou ilustrar aqui como estão organizadas as mídias para vocês saberem como ajudar. Dando exemplo do hd Filmes. Nesse hd existem 3 pastas, Filmes, Coleções, Filmes3D. O caminho dele é /dev/sdb1, ou Ext4 (versão 1.0) — Montado em /media/htpc/Filmes, não sei. Já tentei digitar manualmente na tela que o Emby pede para mostrar o caminho destas mídias. Sempre dava uma mensagem dizendo que o Emby User não estava autorizado.
Então resolvi repetir as coisas que já havia feito quando tudo estava NTFS. Primeiro no gerenciador de arquivos, fui nas Propriedades de cada pasta, individualmente, e alterei tudo para criar e excluir arquivos. Depois dei esses sucessivos comandos no terminal:
htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:~$ cd ..
htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:/home$ cd ..
htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:/$ cd /dev/sdb1
bash: cd: /dev/sdb1: Não é um diretório
htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:/$ cd /dev/sdb1/
bash: cd: /dev/sdb1/: Não é um diretório
htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:/$ cd /dev/
htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:/dev$ ls
autofs           loop1               sdd       tty22  tty55      ttyS29
block            loop2               sdd1      tty23  tty56      ttyS3
bsg              loop3               sde       tty24  tty57      ttyS30
btrfs-control    loop4               sde1      tty25  tty58      ttyS31
bus              loop5               sdf       tty26  tty59      ttyS4
char             loop6               sdf1      tty27  tty6       ttyS5
console          loop7               sdf2      tty28  tty60      ttyS6
core             loop-control        sdf5      tty29  tty61      ttyS7
cpu              mapper              sg0       tty3   tty62      ttyS8
cpu_dma_latency  mcelog              sg1       tty30  tty63      ttyS9
cuse             mei0                sg2       tty31  tty7       uhid
disk             mem                 sg3       tty32  tty8       uinput
dri              memory_bandwidth    sg4       tty33  tty9       urandom
drm_dp_aux0      mqueue              sg5       tty34  ttyprintk  usb
ecryptfs         mtd0                shm       tty35  ttyS0      userio
fb0              mtd0ro              snapshot  tty36  ttyS1      vcs
fd               net                 snd       tty37  ttyS10     vcs1
full             network_latency     stderr    tty38  ttyS11     vcs2
fuse             network_throughput  stdin     tty39  ttyS12     vcs3
hidraw0          null                stdout    tty4   ttyS13     vcs4
hidraw1          port                tty       tty40  ttyS14     vcs5
hpet             ppp                 tty0      tty41  ttyS15     vcs6
hugepages        psaux               tty1      tty42  ttyS16     vcsa
hwrng            ptmx                tty10     tty43  ttyS17     vcsa1
i2c-0            pts                 tty11     tty44  ttyS18     vcsa2
i2c-1            random              tty12     tty45  ttyS19     vcsa3
i2c-2            rfkill              tty13     tty46  ttyS2      vcsa4
i2c-3            rtc                 tty14     tty47  ttyS20     vcsa5
i2c-4            rtc0                tty15     tty48  ttyS21     vcsa6
initctl          sda                 tty16     tty49  ttyS22     vfio
input            sda1                tty17     tty5   ttyS23     vga_arbiter
kmsg             sda2                tty18     tty50  ttyS24     vhci
kvm              sdb                 tty19     tty51  ttyS25     vhost-net
lightnvm         sdb1                tty2      tty52  ttyS26     vhost-vsock
log              sdc                 tty20     tty53  ttyS27     zero
loop0            sdc1                tty21     tty54  ttyS28
htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:/dev$ cd sdb1
bash: cd: sdb1: Não é um diretório
htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:/dev$ sdb1
Comando 'sdb1' não encontrado, você quis dizer:
 Comando 'sdb' do pacote 'sdb' (universe)
sdb1: comando não encontrado
htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:/dev$ cd sdb1
bash: cd: sdb1: Não é um diretório
htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:/dev$ chmod -R 777 /media/htpc/FIlmes
chmod: não foi possível acessar '/media/htpc/FIlmes': Arquivo ou diretório não encontrado
htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:/dev$ chmod -R 777 /media/htpc/Filmes
chmod: alterando permissões de '/media/htpc/Filmes/lost+found': Operação não permitida
chmod: não foi possível ler diretório '/media/htpc/Filmes/lost+found': Permissão negada
htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:/dev$ sudo -s
[sudo] senha para htpc:
root@htpc-ULTRATOP-BRIX:/dev# chmod -R 777 /media/htpc/Filmes
root@htpc-ULTRATOP-BRIX:/dev# chmod -R 777 /dev/sdd1
root@htpc-ULTRATOP-BRIX:/dev# chmod -R 777 /dev/sdb1
root@htpc-ULTRATOP-BRIX:/dev# sudo mount /dev/sda5 /mnt
mount: /mnt: special device /dev/sda5 does not exist.
root@htpc-ULTRATOP-BRIX:/dev# sudo mount /dev/sdb1 /mnt
root@htpc-ULTRATOP-BRIX:/dev# chmod -R 777 /dev/sdb1
root@htpc-ULTRATOP-BRIX:/dev# systemctl enable emby-server
root@htpc-ULTRATOP-BRIX:/dev#

Voltei ao Emby e refiz tudo e nada... Aí achei uma pasta chamada /mnt, lá dentro estavam as mesmas pastas que dei as permissões. Acrescentei.
Aí funcionou! O que adiantou? Tentem me dizer porque não tenho certeza.

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 5.555
    • Ver perfil
Re:Emby para Ubuntu
« Resposta #19 Online: 12 de Novembro de 2017, 01:54 »
Voltei ao Emby e refiz tudo e nada... Aí achei uma pasta chamada /mnt, lá dentro estavam as mesmas pastas que dei as permissões. Acrescentei.
Aí funcionou! O que adiantou? Tentem me dizer porque não tenho certeza.

A razão é exatamente aquela que está dita lá atrás já no post #4:

==============

"A única forma que funcionou foi montando manualmente a partição que se quer acessar, aí funcionou tudo e a congfiguração foi até o final.

Por exemplo, supondo que o diretório (=pasta) com os arquivos de filmes estejam na partição sda5, então se fizer:

sudo mount /dev/sda5 /mnt

Dessa forma vai funcionar e conseguirá fazer a configuração.

Pode voltar lá na pasta do localhost e ir clicando no caminho até encontrar a pasta que se quer, funciona.

Note que isso é apenas um exemplo, precisa adequar com os dados reais que tem aí no sistema concreto".


==============

O problema, @maurente, é que você ainda conhece pouco dos fundamentos do Linux e isso tem dificultado o andamento, o que é natural na curva de aprendizagem, então de todos os comandos erráticos que fez, apenas um era necessário e foi ele que fez funcionar, como já havia sido dito antes que funcionaria.

Se pega um disco e manda montar ele dentro de /mnt, evidentemente que o conteúdo estará dentro de /mnt, já que esse passou a ser o ponto de montagem, mas parece que você não havia entendido bem isso, o que, repito, é natural no processo de aprendizagem.

Uma vez montado dentro do /mnt aí era só voltar lá no navegador, no localhost do Emby, clicar sobre o /mnt e definir as pastas. Isso já estava colocado desde o post #4.

Agora que parece que pegou o fio da meada, precisa organizar as ideias em torno disso e igualmente organizar esses acessos e cadastros dos discos e diretórios dentro deles para poder tornar prático o uso do Emby.


« Última modificação: 12 de Novembro de 2017, 02:01 por druidaobelix »
www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline maurente

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 68
    • Ver perfil
Re:Emby para Ubuntu
« Resposta #20 Online: 13 de Novembro de 2017, 13:35 »
Te agradeço imensamente Druidaobelix! Principalmente pela paciência.
Ainda restou uma ultima dúvida. No Windows, o servidor do Emby ficava com um ícone na bandeja do sistema. Isso era muito útil caso você quisesse desligá-lo quando ele estivesse consumindo muitos recursos rastreando e atualizando a biblioteca. Mas no Ubuntu, onde isso fica?

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 5.555
    • Ver perfil
Re:Emby para Ubuntu
« Resposta #21 Online: 13 de Novembro de 2017, 13:42 »
Ainda restou uma ultima dúvida. No Windows, o servidor do Emby ficava com um ícone na bandeja do sistema. Isso era muito útil caso você quisesse desligá-lo quando ele estivesse consumindo muitos recursos rastreando e atualizando a biblioteca. Mas no Ubuntu, onde isso fica?

Podemos até criar um ícone para ligar e desligar, é algo simples de ser feito, mas por enquanto desligue da forma como se desliga qualquer serviço.

Os comandos básicos para controlar isso (antes de cada um deles precisa do sudo, exceto o de status):

Iniciar o serviço:

Código: [Selecionar]
systemctl start emby-server
Reiniciar o serviço:

Código: [Selecionar]
systemctl restart emby-server
Parar o serviço:

Código: [Selecionar]
systemctl stop emby-server
Habilitar para que seja iniciado junto com o sistema:

Código: [Selecionar]
systemctl enable emby-server
Desabilitar para que não seja iniciado junto com o sistema:

Código: [Selecionar]
systemctl disable emby-server
Verificar o estado:

Código: [Selecionar]
systemctl status --no-pager emby-server

« Última modificação: 13 de Novembro de 2017, 13:44 por druidaobelix »
www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline maurente

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 68
    • Ver perfil
Re:Emby para Ubuntu
« Resposta #22 Online: 13 de Novembro de 2017, 13:55 »
Essa última dica eu cheguei a salvar. Acho que vou fazer um tutorial. Obrigado mais uma vez.

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 5.555
    • Ver perfil
Re:Emby para Ubuntu
« Resposta #23 Online: 13 de Novembro de 2017, 14:00 »
Mas vamos dois passos adiante: como é que você vai efetivamente organizar o emby-server?

Ao usar o comando de montagem manual para montar debaixo do /mnt, cada vez que reinicia isso se desfaz, então na próxima vez que inicia o sistema precisará fazer de novo, eventualmente isso pode não ser lá muito prático. Se é um computador que vai ficar permanentemente ligado e, portanto, com o servidor permanentemente ativo, não faz diferença, mas se é um computer que diariamente se liga e desliga, pode começar a virar um incômodo.

Uma alternativa seria configurar para que sempre o sistema fosse iniciado os disco fossem automaticamente montados.

É uma questão de escolha.

Como você pretende organizar isso?


www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline maurente

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 68
    • Ver perfil
Re:Emby para Ubuntu
« Resposta #24 Online: 13 de Novembro de 2017, 14:12 »
Não posso dizer que ele vai ficar permanentemente ligado, mas que raramente é desligado, e que eventualmente reinicializado. De qualquer forma é incômodo sim ter que repetir isso tudo.
Então como se faz para que quando sistema fosse iniciado os disco fossem automaticamente montados?

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 5.555
    • Ver perfil
Re:Emby para Ubuntu
« Resposta #25 Online: 13 de Novembro de 2017, 14:18 »
Como todos os seus 'trocentos' discos externos plugados, isto é, aqueles que vai realmente usar para o emby-server, traga ao tópico o resultado para:

Código: [Selecionar]
sudo fdisk -lu
Código: [Selecionar]
cat /etc/fstab
www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline maurente

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 68
    • Ver perfil
Re:Emby para Ubuntu
« Resposta #26 Online: 13 de Novembro de 2017, 14:49 »
Cara, são só 5!  ;D

htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:~$ sudo fdisk -lu
Disk /dev/loop0: 83,1 MiB, 87089152 bytes, 170096 sectors
Units: sectors of 1 * 512 = 512 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 512 bytes
I/O size (minimum/optimal): 512 bytes / 512 bytes


Disk /dev/loop1: 235,4 MiB, 246800384 bytes, 482032 sectors
Units: sectors of 1 * 512 = 512 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 512 bytes
I/O size (minimum/optimal): 512 bytes / 512 bytes


Disk /dev/loop2: 235,4 MiB, 246804480 bytes, 482040 sectors
Units: sectors of 1 * 512 = 512 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 512 bytes
I/O size (minimum/optimal): 512 bytes / 512 bytes


Disk /dev/loop3: 20,6 MiB, 21598208 bytes, 42184 sectors
Units: sectors of 1 * 512 = 512 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 512 bytes
I/O size (minimum/optimal): 512 bytes / 512 bytes


Disk /dev/sda: 931,5 GiB, 1000204886016 bytes, 1953525168 sectors
Units: sectors of 1 * 512 = 512 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 4096 bytes
I/O size (minimum/optimal): 4096 bytes / 4096 bytes
Disklabel type: gpt
Disk identifier: F0317306-9057-453D-8360-4DD8D3292B09

Dispositivo   Start        Fim    Setores  Size Tipo
/dev/sda1      2048    1050623    1048576  512M EFI System
/dev/sda2   1050624 1953523711 1952473088  931G Linux filesystem


Disk /dev/sdb: 4,6 TiB, 5000981077504 bytes, 9767541167 sectors
Units: sectors of 1 * 512 = 512 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 4096 bytes
I/O size (minimum/optimal): 4096 bytes / 33553920 bytes
Disklabel type: gpt
Disk identifier: 1A169237-70F9-455F-B7B1-947ED2A7422B

Dispositivo Start        Fim    Setores  Size Tipo
/dev/sdb1    2048 9767541133 9767539086  4,6T Linux filesystem


Disk /dev/sdc: 1,8 TiB, 2000398934016 bytes, 3907029168 sectors
Units: sectors of 1 * 512 = 512 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 512 bytes
I/O size (minimum/optimal): 512 bytes / 512 bytes
Disklabel type: dos
Disk identifier: 0xa90bd3bd

Dispositivo Inicializar Start        Fim    Setores  Size Id Tipo
/dev/sdc1   *              64 3907024064 3907024001  1,8T 83 Linux


Disk /dev/sdd: 14,9 GiB, 16025387008 bytes, 31299584 sectors
Units: sectors of 1 * 512 = 512 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 512 bytes
I/O size (minimum/optimal): 512 bytes / 512 bytes
Disklabel type: dos
Disk identifier: 0x3d4c49d1

Dispositivo Inicializar Start      Fim  Setores  Size Id Tipo
/dev/sdd1   *            2048 31299583 31297536 14,9G  c W95 FAT32 (LBA)


Disk /dev/sdf: 931,5 GiB, 1000204886016 bytes, 1953525168 sectors
Units: sectors of 1 * 512 = 512 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 512 bytes
I/O size (minimum/optimal): 512 bytes / 512 bytes
Disklabel type: dos
Disk identifier: 0x68657c4a

Dispositivo Inicializar Start        Fim    Setores   Size Id Tipo
/dev/sdf1   *              64 1953520064 1953520001 931,5G  7 HPFS/NTFS/exFAT


Disk /dev/sdg: 1,8 TiB, 2000398934016 bytes, 3907029168 sectors
Units: sectors of 1 * 512 = 512 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 512 bytes
I/O size (minimum/optimal): 512 bytes / 512 bytes
Disklabel type: dos
Disk identifier: 0x5a1671a9

Dispositivo Inicializar Start        Fim    Setores  Size Id Tipo
/dev/sdg1               16065 3907024064 3907008000  1,8T  f Win95 (LBA) Partiçã
/dev/sdg2                2048      16064      14017  6,9M 83 Linux
/dev/sdg5               16128 3907024064 3907007937  1,8T 83 Linux

Partition table entries are not in disk order.


Disk /dev/sde: 3,7 TiB, 4000787025920 bytes, 976754645 sectors
Units: sectors of 1 * 4096 = 4096 bytes
Sector size (logical/physical): 4096 bytes / 4096 bytes
I/O size (minimum/optimal): 4096 bytes / 4096 bytes
Disklabel type: dos
Disk identifier: 0xe7469026

Dispositivo Inicializar Start       Fim   Setores  Size Id Tipo
/dev/sde1   *              64 976752063 976752000  3,7T 83 Linux
htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:~$

htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:~$ cat /etc/fstab
# /etc/fstab: static file system information.
#
# Use 'blkid' to print the universally unique identifier for a
# device; this may be used with UUID= as a more robust way to name devices
# that works even if disks are added and removed. See fstab(5).
#
# <file system> <mount point>   <type>  <options>       <dump>  <pass>
# / was on /dev/sda2 during installation
UUID=e4c802e7-1b87-4f1d-8fb0-a019e06f1ca7 /               ext4    errors=remount-ro 0       1
# /boot/efi was on /dev/sda1 during installation
UUID=973E-E0C0  /boot/efi       vfat    umask=0077      0       1
/swapfile                                 none            swap    sw              0       0
htpc@htpc-ULTRATOP-BRIX:~$

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 5.555
    • Ver perfil
Re:Emby para Ubuntu
« Resposta #27 Online: 13 de Novembro de 2017, 15:31 »
Bem, todos os discos estão usando formato Linux, o particionamento é em GPT, vez que o setup dessa máquina já é UEFI.

Um resumo dos discos é o seguinte:

sda - 1TB
sda2 --> partição do sistema

sdb - 5TB

sdc - 2TB

sde - 4TB

sdf - 1TB

sdg - 2TB

As medidas que se vê no fdisk são em TiB, isto é, sistema binário que considera o byte como 1024 (como é de fato) e não o SI sistema internacional (ou comercial) que considera como sendo 1000 e múltiplos. O resumo acima está no SI.

Vamos inicialmente pelo mais simples, usando apenas a interface gráfica para criar as entradas correspondentes no fstab.

Para efeitos de experimento, testes e aprendizado, por enquanto, vamos eleger apenas um único disco para fazer o que se pretende, em princípio o sdb que você já testou montar manualmente, depois que aprender você estende o raciocínio para os demais, até porque quero saber se isso vai funcionar de fato no Emby e como.

Vamos usar o "Discos" (=Disks), cujo ícone se encontra normalmente e que corresponde ao software gnome-disk-utility

Através dele é possível produzir as entradas para montagem automática no fstab

Acione o ícone do programa "Discos",

Localize do lado esquerdo o disco correspondente ao sdb (no o caso o disco de 5TB)

Click sobre o quadro "Volumes" que há no centro da janela.

Click na pequena engrenagem que há ao lado esquerdo debaixo de Volumes (tem uma seta, um traço (cuidado!) e a engrenagem)

No menu que se abre escolha "Editar opções de montagem"

Na janela que se abre arraste o botão "Opções automáticas de montagem" para a direita (a cor do botão deixa de ser alaranjada e fica toda branca).

Deixe marcado o quadro "Montar ao inicializar"

Click em OK (vai pedir a senha do sudo)

Tudo pronto, fecha a janela do "Disks"

Agora confira se alteração foi feita no fstab fazendo:

Código: [Selecionar]
cat /etc/fstab
Copie e cole essa saída aqui no tópico.

Reincie o sistema.

O disco deverá iniciar já montado.


www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline maurente

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 68
    • Ver perfil
Re:Emby para Ubuntu
« Resposta #28 Online: 13 de Novembro de 2017, 16:20 »
Só uma correçãozinha sdf1 de 1TB está em NFTS, e eu gostaria de mantê-lo assim, se possível, como uma especie de coringa, caso tenho que transportá-lo.
O resto deu tudo certo, mas gostaria de apontar umas ressalvas.

1- Ele montou assim: /mnt/wwn-0x5000c50090008318-part1/Filmes3D. Esse código "wwn-0x5000c50090008318-part1" não tinha antes, mas tudo bem. Só queria ter certeza que ele não é aleatória a cada inicialização? Pois se ele muda, o Emby não vai encontrar o caminho e eu vou precisar repetir a configuração da biblioteca sempre.
2- O som no Ubuntu é melhor que no Windows. Não sei explicar como mas, é melhor até o som do Netflix no Ubuntu.
3- Uma coisa me deixou desconfiado, demorou um pouco para carregar. E eu acho que tem ha ver com outra coisa que me deixa indignado no Ubuntu, a intensa atividade em disco. Eu não sei se é comigo ou o Ubuntu não se dá bem com isso. Quando estava fazendo o backup e movendo gigabytes, terabytes de dados, o Ubuntu travou muitas vezes. Tendo que algumas vezes desligar o disco ou resetar o pc. Trava até movimento de mouse.

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 5.555
    • Ver perfil
Re:Emby para Ubuntu
« Resposta #29 Online: 13 de Novembro de 2017, 16:35 »
Não há nenhuma dificuldade em ter disco em NTFS, isso não será problema.

A configuração no fstab é feita a partir do uuid e exatamente por isso será sempre a mesma.

UUID é Universal Unique Identifier, isto é, identificador único universal, que é uma chave de 128 bits criada conforme certos critérios e que objetiva ter, como o proprio nome diz, um identificador único para o disco/partição. Só muda se você formatar o disco, aí será criado um novo UUID.

Aprenda sobre UUID de forma fácil aqui:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Identificador_%C3%BAnico_universal

A identificação do tipo sda, sdb, sdc, etc é frágil e variável, pode ser alterada sem que se perceba, dependendo da ordem que se pluga os discos no sistema, porém o uuid não, é fixo, qualquer que seja a ordem de entrada no sistema.

Como obtenho os uuid's dos discos que tenho no sistema?

Fazendo esse comando:

Código: [Selecionar]
sudo blkid
Mas voltando ao assunto, como dito antes, a ideia era fazer apenas com a unidade sdb de 5TB também para poder melhor examinar e fazer os testes dentro do emby-server.

Vamos em frente, traga o resultado do comando que havia pedido antes, quero ver como ficou o fstab

Código: [Selecionar]
cat /etc/fstab
« Última modificação: 13 de Novembro de 2017, 17:22 por druidaobelix »
www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.