Autor Tópico: Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD  (Lida 17108 vezes)

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 399
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #45 Online: 14 de Dezembro de 2017, 04:01 »
Agradecida pelo esclarecimento Sampayu!
(...)
Como devo editar o GRUB_DEFAULT=0 ??

Definir o kernel padrão do sistema é uma tarefa um pouco mais complicada, mas nada impossível.

Quando você instala um kernel cuja versão é mais recente que a versão do kernel padrão do seu sistema, é fácil: em tal caso, o GRUB automaticamente faz com que esse kernel mais novo que você instalou passe a ser o kernel padrão do sistema...

...porém, quando você instala um kernel de versão anterior à do kernel padrão do seu sistema, o GRUB continua usando o kernel mais recente como padrão do sistema. Por isto, em tal caso é necessário informar manualmente ao GRUB que o kernel mais antigo que você instalou é que tem de ser considerado o kernel padrão. E, para fazer isso, é antes necessário descobrir, dentro dos menus e das opções dos menus de boot (inicialização) que o GRUB cria para os kernels, qual é a localização desse kernel mais antigo que você instalou e que deseja definir como padrão do sistema. :o

PRIMEIRO PASSO
Bom, o primeiro passo consiste em executar este comando, no terminal do shell do Linux:

Código: [Selecionar]
cat /boot/grub/grub.cfg |grep menuentry |gedit -
...ou, se você estiver sem interface gráfica, alternativamente execute este comando:

Código: [Selecionar]
cat /boot/grub/grub.cfg |grep menuentry |nano -
Obs.: se você não tiver o gedit instalado, instale-o com o comando sudo apt-get install gedit -y e depois execute lá o primeiro comando. Mas, se você não estiver executando a interface gráfica, execute o segundo comando, pois o nano é um editor de textos que "roda" diretamente no shell (editor de textos que é executado em "modo texto"), não precisa de interface gráfica. Dentro do terminal do shell, caso seu sistema esteja conectado à Internet basta executar sudo apt-get install nano -y que o nano será instalado.

Qualquer um dos dois comandos acima irá extrair, de dentro do arquivo de configuração do GRUB do seu sistema Linux, uma cópia dos trechos que citam quais são os menus e as opções de menu de boot (inicialização). Por exemplo, no meu sistema o resultado do comando é este:

Código: [Selecionar]
if [ x"${feature_menuentry_id}" = xy ]; then
  menuentry_id_option="--id"
  menuentry_id_option=""
export menuentry_id_option
menuentry 'Ubuntu' --class ubuntu --class gnu-linux --class gnu --class os $menuentry_id_option 'gnulinux-simple-59917d29-3e78-4cc5-8e87-1aa2c6c2175e' {
submenu 'Opções avançadas para Ubuntu' $menuentry_id_option 'gnulinux-advanced-59917d29-3e78-4cc5-8e87-1aa2c6c2175e' {
menuentry 'Ubuntu, com o Linux 4.7.10-040710-generic' --class ubuntu --class gnu-linux --class gnu --class os $menuentry_id_option 'gnulinux-4.7.10-040710-generic-advanced-59917d29-3e78-4cc5-8e87-1aa2c6c2175e' {
menuentry 'Ubuntu, with Linux 4.7.10-040710-generic (upstart)' --class ubuntu --class gnu-linux --class gnu --class os $menuentry_id_option 'gnulinux-4.7.10-040710-generic-init-upstart-59917d29-3e78-4cc5-8e87-1aa2c6c2175e' {
menuentry 'Ubuntu, with Linux 4.7.10-040710-generic (recovery mode)' --class ubuntu --class gnu-linux --class gnu --class os $menuentry_id_option 'gnulinux-4.7.10-040710-generic-recovery-59917d29-3e78-4cc5-8e87-1aa2c6c2175e' {
menuentry 'Ubuntu, com o Linux 4.7.4-040704-generic' --class ubuntu --class gnu-linux --class gnu --class os $menuentry_id_option 'gnulinux-4.7.4-040704-generic-advanced-59917d29-3e78-4cc5-8e87-1aa2c6c2175e' {
menuentry 'Ubuntu, with Linux 4.7.4-040704-generic (upstart)' --class ubuntu --class gnu-linux --class gnu --class os $menuentry_id_option 'gnulinux-4.7.4-040704-generic-init-upstart-59917d29-3e78-4cc5-8e87-1aa2c6c2175e' {
menuentry 'Ubuntu, with Linux 4.7.4-040704-generic (recovery mode)' --class ubuntu --class gnu-linux --class gnu --class os $menuentry_id_option 'gnulinux-4.7.4-040704-generic-recovery-59917d29-3e78-4cc5-8e87-1aa2c6c2175e' {
menuentry 'Ubuntu, com o Linux 4.7.2-040702-generic' --class ubuntu --class gnu-linux --class gnu --class os $menuentry_id_option 'gnulinux-4.7.2-040702-generic-advanced-59917d29-3e78-4cc5-8e87-1aa2c6c2175e' {
menuentry 'Ubuntu, with Linux 4.7.2-040702-generic (upstart)' --class ubuntu --class gnu-linux --class gnu --class os $menuentry_id_option 'gnulinux-4.7.2-040702-generic-init-upstart-59917d29-3e78-4cc5-8e87-1aa2c6c2175e' {
menuentry 'Ubuntu, with Linux 4.7.2-040702-generic (recovery mode)' --class ubuntu --class gnu-linux --class gnu --class os $menuentry_id_option 'gnulinux-4.7.2-040702-generic-recovery-59917d29-3e78-4cc5-8e87-1aa2c6c2175e' {
menuentry 'Ubuntu, com o Linux 4.7.1-040701-generic' --class ubuntu --class gnu-linux --class gnu --class os $menuentry_id_option 'gnulinux-4.7.1-040701-generic-advanced-59917d29-3e78-4cc5-8e87-1aa2c6c2175e' {
menuentry 'Ubuntu, with Linux 4.7.1-040701-generic (upstart)' --class ubuntu --class gnu-linux --class gnu --class os $menuentry_id_option 'gnulinux-4.7.1-040701-generic-init-upstart-59917d29-3e78-4cc5-8e87-1aa2c6c2175e' {
menuentry 'Ubuntu, with Linux 4.7.1-040701-generic (recovery mode)' --class ubuntu --class gnu-linux --class gnu --class os $menuentry_id_option 'gnulinux-4.7.1-040701-generic-recovery-59917d29-3e78-4cc5-8e87-1aa2c6c2175e' {
menuentry 'System setup' $menuentry_id_option 'uefi-firmware' {


Aquele código menuentry 'Ubuntu' significa que o GRUB do meu Linux tem um menu padrão intitulado "Ubuntu". Além disso, aquele código submenu 'Opções avançadas para Ubuntu' significa que o GRUB do meu Linux tem um menu secundário intitulado "Opções avançadas para Ubuntu".

Dentro do menu secundário "Opções avançadas para Ubuntu" existem 12 opções: a 1ª delas é 'Ubuntu, com o Linux 4.7.10-040710-generic', que executa o kernel "4.7.10-040710-generic", e a última delas (12ª opção) é 'Ubuntu, with Linux 4.7.1-040701-generic (recovery mode)', que executa o kernel 4.7.1-040701-generic em modo de recuperação ("recovery mode").

No GRUB, a contagem dos menus e das opções de menu inicia em zero, assim: 0, 1, 2, 3... Então, no caso do meu sistema, aquele código 'Ubuntu' corresponde ao menu 0 (menu zero) e aquele código 'Opções avançadas para Ubuntu' corresponde ao menu 1. O mesmo vale para as opções que estão lá dentro do "menu 1": o código 'Ubuntu, com o Linux 4.7.10-040710-generic' corresponde à opção 0 e o código 'Ubuntu, with Linux 4.7.1-040701-generic (recovery mode)' corresponde à opção 11.

Digamos, por exemplo, que eu queira inicializar o kernel 4.7.4-040704-generic em modo de recuperação ("recovery mode"). Observe que, no meu caso, esse item é o sexto da lista do segundo menu. Como no GRUB a contagem inicia em zero, o menu em questão é o menu 1 (segundo menu) e a opção dentro dessa lista do menu 1 é a opção 5 (o sexto código da lista de opções, código esse denominado 'Ubuntu, with Linux 4.7.4-040704-generic (recovery mode)').

Vou repetir aqui o resultado lá do primeiro comando, mas desta vez com a numeração dos menus e das opções dentro dos menus, para facilitar a compreensão:

- Menu 0: 'Ubuntu'
- Menu 1: 'Opções avançadas para Ubuntu'
-- Opção 0: 'Ubuntu, com o Linux 4.7.10-040710-generic'
-- Opção 1: 'Ubuntu, with Linux 4.7.10-040710-generic (upstart)'
-- Opção 2: 'Ubuntu, with Linux 4.7.10-040710-generic (recovery mode)'
-- Opção 3: 'Ubuntu, com o Linux 4.7.4-040704-generic'
-- Opção 4: 'Ubuntu, with Linux 4.7.4-040704-generic (upstart)'
-- Opção 5: 'Ubuntu, with Linux 4.7.4-040704-generic (recovery mode)'
-- Opção 6: 'Ubuntu, com o Linux 4.7.2-040702-generic'
-- Opção 7: 'Ubuntu, with Linux 4.7.2-040702-generic (upstart)'
-- Opção 8: 'Ubuntu, with Linux 4.7.2-040702-generic (recovery mode)'
-- Opção 9: 'Ubuntu, com o Linux 4.7.1-040701-generic'
-- Opção 10: 'Ubuntu, with Linux 4.7.1-040701-generic (upstart)'
-- Opção 11: 'Ubuntu, with Linux 4.7.1-040701-generic (recovery mode)'
- Menu 2: 'System setup'

Portanto, se eu quiser que o GRUB por padrão execute a opção 'Ubuntu, with Linux 4.7.4-040704-generic (recovery mode)' do exemplo acima, eu tenho de informar ao GRUB que essa opção está no menu 1 e que, dentro desse menu 1, essa opção é a opção 5. O código que representa essa informação é este, que utiliza a posição ordinal do menu e a posição ordinal da opção dele (lembrando que a contagem das posições ordinais inicia em zero):

Código: [Selecionar]
'1>5'
...ou então este outro código (dá na mesma), que utiliza o nome do menu e o nome da opção que está dentro desse menu:

Código: [Selecionar]
'Opções avançadas para Ubuntu>Ubuntu, with Linux 4.7.4-040704-generic (recovery mode)'
Bom, agora como fazemos para passar essa informação para o GRUB? É simples... ;D

SEGUNDO PASSO
Anote os números ordinais (ou os respectivos nomes) do menu e da opção que você deseja que passe a ser o padrão do GRUB. Em seguida, retorne ao terminal do shell do Linux e execute este comando, que usará o gedit para editar o arquivo de configuração do GRUB:

Código: [Selecionar]
sudo gedit /etc/default/grub
...daí vá até lá na linha onde se lê:

Código: [Selecionar]
GRUB_DEFAULT=0
...e substitua o valor 0 (ou qualquer outro que esteja constando ali depois do sinal de igualdade) pelo valor desejado. No caso do exemplo acima, para se selecionar o menu 1 e a opção 5 desse menu 1 o código, em modo ordinal, deverá ficar assim:

Código: [Selecionar]
GRUB_DEFAULT='1>5'
...e, para se usar o nome do menu e o nome da opção desse menu (ao invés de se usar as posições ordinais deles), o código deverá ficar assim:

Código: [Selecionar]
GRUB_DEFAULT='Opções avançadas para Ubuntu>Ubuntu, with Linux 4.7.4-040704-generic (recovery mode)'
Obs.: caso você esteja no modo sem interface gráfica, use o nano para editar o arquivo de configuração do GRUB:

Código: [Selecionar]
sudo nano /etc/default/grub
Após modificar o valor do parâmetro GRUB_DEFAULT, salve o arquivo e então feche o editor de textos.

Obs.: no gedit, o comando de teclado para salvar as alterações efetuadas no arquivo é a combinação de teclas Ctrl S e o comando de teclado para fechar o gedit é a combinação de teclas Alt F4. Já no nano, a combinação de teclas para salvar as alterações é Ctrl O e a combinação de teclas para fechar o nano é Ctrl X.

TERCEIRO PASSO
Agora que você está de volta ao terminal, execute este comando para que as modificações efetuadas no arquivo de configuração do GRUB sejam gravadas dentro do GRUB:

Código: [Selecionar]
sudo update-grub
Se você fez tudo certo até aqui, reinicie o computador:

Código: [Selecionar]
sudo telinit 6
...que ele passará a, por padrão, inicializar ("boot") o kernel que você definiu lá em GRUB_DEFAULT;)
« Última modificação: 17 de Dezembro de 2017, 23:55 por Sampayu »
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline Izabela

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 3
    • Ver perfil
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #46 Online: 17 de Dezembro de 2017, 12:25 »
Mais uma vez muito agradecida pelos tutoriais!

Consegui padronizar o kernel para o 4.7.10, mas infelizmente estava errada quanto às soluções dos meus problemas  :'(

Estou tentando reutilizar um computador bem antigo com memória de 1 Gb e processador AMD XP-M 2800 (só isso q sei sobre ele). E ele sempre trava quando tento usar algum navegador de internet (Firefox, chromium e midori). Como posso configura-lo pra poder utiliza-lo minimamente (acessar páginas de internet como youtube e tudo mais)?

Agradeço uma indicação de post que direcione melhor a solução destes problemas. Abraços!

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 399
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #47 Online: 17 de Dezembro de 2017, 13:31 »
Mais uma vez muito agradecida pelos tutoriais!

Consegui padronizar o kernel para o 4.7.10, mas infelizmente estava errada quanto às soluções dos meus problemas  :'(

Estou tentando reutilizar um computador bem antigo com memória de 1 Gb e processador AMD XP-M 2800 (só isso q sei sobre ele). E ele sempre trava quando tento usar algum navegador de internet (Firefox, chromium e midori). Como posso configura-lo pra poder utiliza-lo minimamente (acessar páginas de internet como youtube e tudo mais)?

Agradeço uma indicação de post que direcione melhor a solução destes problemas. Abraços!

De nada, Izabela.  :D Que pena que o problema não é o kernel: isso seria mais fácil de se resolver. Mas, pelo visto, no seu caso o problema é que o computador é muito antigo e muito limitado, em termos de desempenho de hardware. No caso, o que você precisa é de uma distribuição Linux que seja lightweight ("peso leve"). Inclusive, como o processador AMD XP-M 2800 é de apenas 32 bits, você tem de instalar um Linux que use kernel de 32 bits (instalar um kernel de 64 bits não servirá para nada).

A propósito: qual distribuição *Ubuntu você está usando? Ubuntu? KUbuntu? XUbuntu? LUbuntu?

Existem muitas distribuições lightweight por aí, mas elas geralmente são mais complicadas de instalar e de usar e, além disso, possuem menos recursos e menos aplicativos que as distribuições *Ubuntu. Na lista acima, eu propositalmente pus as versões do *Ubuntu em ordem crescente de "leveza", da esquerda para a direita, ou seja: Ubuntu é a distribuição que mais demanda recursos de hardware (é a versão mais "pesada" do sistema), KUbuntu requer um pouco menos de desempenho do computador, XUbuntu requer menos ainda, e LUbuntu requer ainda menos.

Caso você esteja usando Ubuntu, minha sugestão é que experimente pegar o ISO de instalação do XUbuntu 16.04.3 de 32 bits e então instalá-lo nesse seu computador velho, para ver como fica o desempenho. Eu nem vou dizer pra você testar a versão KUbuntu porque ela é praticamente tão "pesada" quanto a Ubuntu e o seu computador é limitado demais (1 GB de RAM e processador AMD 32 bits de 2.1GHz com barramento de 266MHz, como é o caso do AMD XP-M 2800, é um desempenho baixíssimo. Muito limitado mesmo). Se o seu computador antigo funcionar com um desempenho melhor e não travar mais, que ótimo. Mas, caso o computador continue travando, então experimente pegar o ISO de instalação do LUbuntu 16.04.3 de 32 bits e instalá-lo nesse seu computador velho. Se der certo, que ótimo.

Se nem mesmo a versão LUbuntu ("Light Ubuntu") não ficar leve o bastante com seu velho computador, experimente o Puppy Linux. Mas se seu computador travar mesmo com o LUbuntu, é possível que esse computador esteja com algum defeito no hardware...

Eu nunca usei Puppy Linux, mas certa vez testei-o via VirtualBox (máquina virtual) e achei interessante. Caso você chegue ao ponto de testar todas as versões da distribuição *Ubuntu e nenhuma atender suas necessidades, minha sugestão é que você instale o Puppy Linux, para ver se dá certo, e, se não der, que você procure um fórum de discussão ou artigo a respeito de distribuições Linux leves, pois em tais lugares na web você encontrará opiniões a respeito das melhores distribuições Linux "peso leve" da atualidade. Como este fórum aqui é a respeito do Ubuntu e suas outras versões (KUbuntu, XUbuntu etc.), você não vai encontrar nada muito específico e detalhado a respeito de outras distribuições Linux e de distribuições Linux "peso leve".

Boa sorte!  Espero que o XUbuntu ou pelo menos o LUbuntu consiga atender você. ;)
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline junkle

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 6
    • Ver perfil
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #48 Online: 17 de Dezembro de 2017, 22:16 »
@Sampayu,
Parabéns pelo excelente tutorial.
Ubuntu 16.04 LTS

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 399
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #49 Online: 18 de Dezembro de 2017, 01:34 »
@Sampayu,
Parabéns pelo excelente tutorial.

Obrigado.  :)
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline matitapere

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 1
    • Ver perfil
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #50 Online: 04 de Janeiro de 2018, 01:22 »
(sou iniciante no Linux)
Boa noite,
Dia (28/12/17) ganhei um computador: Dell Inspiron 15, série 5000; CORE i5 7ª Ger.; Memória 8GB; Disco 1TB.
O problema é que ao ligar o aparelho aparece a tela inicial onde coloco a senha, mas após isso a tela fica preta e não sai mais disso.
Descobri que o Ubuntu é o 16.04 e o uname-ir é 4.4.0-104 -generic x86_64 (64Bits).
Me recordo que o aparelho veio com Ubuntu 14.04...

Li este tópico: https://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,120620.0.html
Mas, tem uma discussão sobre "Open Source" e "Privado", e parece que no privado não é recomendado atualizar o Kernel..
Estou confusa.

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 399
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #51 Online: 05 de Janeiro de 2018, 05:36 »
(sou iniciante no Linux)
Boa noite,
Dia (28/12/17) ganhei um computador: Dell Inspiron 15, série 5000; CORE i5 7ª Ger.; Memória 8GB; Disco 1TB.
O problema é que ao ligar o aparelho aparece a tela inicial onde coloco a senha, mas após isso a tela fica preta e não sai mais disso.
Descobri que o Ubuntu é o 16.04 e o uname-ir é 4.4.0-104 -generic x86_64 (64Bits).
Me recordo que o aparelho veio com Ubuntu 14.04...

Li este tópico: https://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,120620.0.html
Mas, tem uma discussão sobre "Open Source" e "Privado", e parece que no privado não é recomendado atualizar o Kernel..
Estou confusa.

Ok, vamos por partes. ;)

1) Elaborei o tutorial para ajudar os proprietários de computadores híbridos em que ao menos uma das GPU é da marca AMD. Digo: caso seu computador não possua nenhuma GPU da marca AMD, dificilmente a substituição do kernel resolverá o problema. Caso resolva, será por coincidência: será porque por acaso o problema que você está vivenciando também é causado pelo kernel e o kernel substituto coincidentemente está livre desse problema.

2) As especificações que você forneceu são insuficientes para se saber exatamente qual notebook você possui. Isso ocorre porque existem diversos modelos de notebooks Dell Inspiron 15 da série 5000 que são vendidos com o Ubuntu Linux pré-instalado. Os Dell Inspiron 15 da série 5000 atualmente não possuem GPU da AMD, portanto é provável que o culpado pelo problema que você está vivenciando não seja o kernel. Além disso, atualmente nenhum dos notebooks Dell Inspiron 15 da série 5000 vem com o Ubuntu 14.04: você citou que o seu notebook foi fornecido com o Ubuntu 14.04, mas isso não faz sentido porque você afirmou que recebeu seu notebook em 28/12/2017, embora o Ubuntu 16.04 tenha se tornado padrão, nos notebooks Dell Inspiron com Linux, desde meados de maio de 2016. Enfim: se seu notebook é novo (posterior a maio de 2016) e é um Dell Inspiron 15 da série 5000, então ele tem de ter vindo com o Ubuntu 16.04 pré-instalado, não pode ter vindo com o Ubuntu 14.04.

3) O que você escreveu a respeito de "open source" e "privado" refere-se aos diferentes drivers para as GPU da AMD funcionarem no Linux: o driver "privado" é o que foi desenvolvido pela própria fabricante AMD, para fazer as GPU AMD funcionarem no Linux. Esse driver "privado" (proprietário) não funciona no Ubuntu 16.04 (somente no Ubuntu 14.04, embora o Ubuntu 14.04 esteja obsoleto). Já o driver "open source" não foi desenvolvido pela AMD mas sim pela comunidade Linux. Esse driver "open source" (código aberto) é o que já vem, por padrão, no Ubuntu 16.04, porém o Ubuntu 16.04 vinha (não vem mais) com kernel versão 4.4, que dá problema com esse driver "open source". Eu escrevi "vinha" porque, conforme consta no calendário do suporte do kernel do Ubuntu 16.04, desde agosto/2017 o Ubuntu 16.04 está sendo distribuído na versão 16.04.3, que vem com kernel versão 4.10. Enfim: se o seu sistema está lhe informando que o kernel do seu Linux é versão 4.4 e o problema for o kernel, a atualização do kernel (ou a instalação da versão mais nova do Ubuntu 16.04) poderá resolver o problema.

Feitas essas considerações preliminares, minha sugestão é que você primeiro desabilite o KMS, tal como foi explicado aqui, e então verifique se, com o KMS desabilitado, você consegue efetuar login. Se você conseguir se conectar com sua senha, então pelo visto seu notebook possui uma GPU da AMD e o problema realmente é o kernel do seu Linux. Neste caso, aproveite que você está acessando o sistema com o KMS desabilitado e então execute lá o passo-a-passo do tutorial, para substituir o kernel versão 4.4 por um da versão estável que não possui o bug que está causando o problema no seu notebook.

Se mesmo com o KMS desabilitado você não conseguir efetuar login, então provavelmente seu notebook não possui uma GPU da AMD e o problema do login não está relacionado com o kernel mas sim com algum problema na configuração da sua conta de usuário. Neste segundo caso, será necessário criar uma segunda conta de usuário, para verificar se essa segunda conta funciona normalmente. Mas só vamos fazer isso se realmente for necessário: por gentileza, realize o procedimento de desabilitação do KMS e veja se assim você consegue efetuar login. Caso consiga efetuar login, instale o outro kernel, tal qual explicado lá no tutorial, e depois informe aqui se a substituição do kernel resolveu o problema.

Caso desabilitar o KMS não seja suficiente para você conseguir efetuar login, informe isso aqui para que eu possa então explicar como criar uma nova conta de usuário sem você precisar de interface gráfica pra fazer isso. Se antes de criar uma nova conta de usuário você quiser tentar corrigir a instalação dos pacotes do sistema (só para se certificar de que realmente os pacotes estão íntegros e instalados e configurados corretamente), então reinicie o notebook e, quando chegar à tela de login, use a combinação de teclas Ctrl Alt F1 para ir para o terminal virtual 1 (modo texto), daí digite seu nome de usuária e pressione a tecla Enter, em seguida digite sua senha e pressione a tecla Enter. O sistema efetuará login no ambiente do shell (ambiente em que o sistema operacional Linux é executado em modo texto, ou seja, sem interface gráfica). Após efetuar login, execute este comando para se tornar superusuária:

Código: [Selecionar]
sudo su
...e forneça sua senha e confirme com Enter, quando o comando acima solicitar.

Caso queira confirmar que o comando acima funcionou, execute este outro comando:

Código: [Selecionar]
whoami
Se o resultado desse comando for root (que é o nome do "usuário raiz" do sistema Linux), então você de fato estará conectada ao sistema Linux como superusuária.

Uma vez que esteja conectada como superusuária, execute o supercomando abaixo (esse supercomando requer acesso à Internet, mas acredito que seu notebook ainda esteja se conectando automaticamente à Internet, já que no seu relato não consta nada relativo a alguma impossibilidade de acesso a redes TCP/IP):

Código: [Selecionar]
apt-get clean ; apt-get autoremove -y ; dpkg --configure -a ; apt-get update ; apt-get check ; apt-get install unity ubuntu-desktop --reinstall -y ; apt-get dist-upgrade -y ; apt-get autoremove -y ; apt-get clean ; telinit 6
Após o sistema reiniciar, verifique se o problema foi resolvido. Se foi, que ótimo, isso significará que ou a desabilitação temporária do KMS e substituição do kernel resolveu o problema, ou então significará que o problema foi resolvido pela reconfiguração de todos os pacotes instalados no sistema operacional e reinstalação + reconfiguração do DE (ambiente de desktop) do Ubuntu (estou presumindo que você está usando o Ubuntu, que por padrão utiliza o DE denominado Unity).

O Linux é um sistema maravilhoso, mas não é perfeito: ele tem problemas, como qualquer sistema operacional tem. Apesar disso, o esforço para "consertar" o Linux vale a pena: uma vez que esteja instalado, configurado e funcional, você provavelmente nunca mais vai querer voltar para o Ruindows. :P

Caso as dicas acima para resolver o problema não tenham funcionado, o próximo passo será mesmo tentar resolver o problema criando uma nova conta de usuária para você.

Se em algum momento você porventura desistir dos procedimentos acima relatados e decidir instalar uma versão mais nova do Ubuntu 16.04, recomendo bastante instalar o XUbuntu 16.04.3 de 64 bits, já que ele vem com kernel versão 4.10 e utiliza a interface XFCE, que é mais leve, mais rápida, mais estável etc. que a interface do Ubuntu. Eu uso XUbuntu desde 2009 e não sinto saudade nenhuma da interface Unity do Ubuntu. :P O link que disponibilizei ali é para download de um arquivo ISO que pode ser gravado em um DVD para instalação do XUbuntu 16.04.3 de 64 bits.
« Última modificação: 06 de Janeiro de 2018, 20:22 por Sampayu »
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline gelk98

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 21
    • Ver perfil
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #52 Online: 19 de Janeiro de 2018, 11:28 »
 :( Olá bom dia, fui instruído a acionar este tópico para o meu problema com imagem no sistema Youtube, ocorre que qdo eu abro uma tela do youtube que a transmissão esta sendo feita "ao vivo" simplesmente não aparece a imagem e sim uma informação com o problema do HTML5 ou então a tela fica preta e não roda. O Kernel que estou usando é o 4.10.0-28 - generic - Ubuntu 16.04.03 LTS. Computador Inspiron 1545 64bits, Intel Core @ Dua CPU T6600  2.20GHz x2, placa gráfica Mobile Intel GM45 Express Chipset.

Obs.: Qdo eu instalei o sistema Ubuntu 17.10 não havia este problema, funcionava eu tive que voltar para o 16.04, em virtude de não conseguir acessar o sistema Warsan do banco do Brasil, sendo que neste 16.04.03, funciona perfeitamente.

Desde já agradeço pela ajuda.

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 399
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #53 Online: 19 de Janeiro de 2018, 11:56 »
:( Olá bom dia, fui instruído a acionar este tópico para o meu problema com imagem no sistema Youtube, ocorre que qdo eu abro uma tela do youtube que a transmissão esta sendo feita "ao vivo" simplesmente não aparece a imagem e sim uma informação com o problema do HTML5 ou então a tela fica preta e não roda. O Kernel que estou usando é o 4.10.0-28 - generic - Ubuntu 16.04.03 LTS. Computador Inspiron 1545 64bits, Intel Core @ Dua CPU T6600  2.20GHz x2, placa gráfica Mobile Intel GM45 Express Chipset.

Obs.: Qdo eu instalei o sistema Ubuntu 17.10 não havia este problema, funcionava eu tive que voltar para o 16.04, em virtude de não conseguir acessar o sistema Warsan do banco do Brasil, sendo que neste 16.04.03, funciona perfeitamente.

Desde já agradeço pela ajuda.

Oi, bom dia. :)

Ok, vamos por partes: como você ainda não trocou o kernel, peço que primeiro troque o kernel, conforme explicado lá no tutorial.

Pra você não se perder, a sequência que você precisa seguir é a seguinte:
1) Primeiro você formata a máquina e instala o Ubuntu 16.04.3, conforme havíamos conversado. Essa etapa você pelo visto já executou.
2) Após a instalação do Ubuntu 16.04.3 estar concluída, o segundo passo que precisa ser executado é a substituição do kernel, tal qual explicado lá no tutorial.
3) Somente após o Ubuntu 16.04.3 estar instalado e o kernel substituto estar instalado e configurado para iniciar como kernel padrão (conforme explicado neste post, desinstale completamente seus navegadores e então instale os navegadores Mozilla Firefox, o Opera Browser e Google Chrome. Para saber como executar a desinstalação completa e depois a reinstalação desses navegadores, siga os procedimentos deste post.
4) Após os três navegadores estarem instalados, verifique se o problema com HTML5 ocorre nos três navegadores ou em apenas um deles e informe aqui se algum dos navegadores está funcionando corretamente com transmissão ao vivo no YouTube.

Não apenas o Linux, mas todos os navegadores e sistemas operacionais estão passando por uma fase de mudanças: o Flash está sendo gradualmente substituído pelo HTML5. Por causa disso, às vezes um navegador tem plugin Flash (para poder reproduzir vídeos em Flash) mas o website só disponibiliza o vídeo por intermédio de HTML5. Às vezes é o contrário: o vídeo está disponível em formato Flash mas o seu navegador não tem mais suporte ao plugin Flash, seu navegador só consegue executar vídeo via HTML5. Pior: seu navegador pode informar que executa Flash, mas na prática não executar (isso tem ocorrido comigo lá no website do Banco do Brasil, tanto para o navegador Opera quanto para o Chrome: esses dois navegadores possuem um menu de configuração do Flash, mas mesmo com o Flash habilitado a página de acesso ao banco não funciona para acesso com Warsaw, porque a página requer Flash e o Flash não funciona, nesses navegadores. O Mozilla Firefox é o único navegador que continua, no momento, executando o Flash corretamente).

Aguardo você executar os procedimentos na sequência indicada acima e então reportar aqui se conseguiu substituir o kernel e tornar esse kernel substituto o padrão do seu sistema, e também informar aqui se algum dos três navegadores (re)instalados está conseguindo executar os vídeos ao vivo do YouTube.

A vantagem de instalar três navegadores é que isso aumenta as chances de pelo menos 1 deles funcionar no website do banco do Brasil e ao menos 1 deles funcionar com transmissão de vídeos ao vivo do YouTube etc. Enfim: o problema de HTML5 que um navegador apresente talvez não ocorra em outro navegador, assim como o problema de Flash que um navegador apresente talvez não ocorra em outro navegador. ;)
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline gelk98

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 21
    • Ver perfil
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #54 Online: 19 de Janeiro de 2018, 13:34 »
 :-\ Olá, boa tarde Sampayu, agradeço desde já pelas dicas, mas vamos lá quanto aos resultados após todo o passo a passo:

- BB abre no Firefox, mas não abre os vídeos ao vivo, continua com o problema do HTML5

- O Chromo abre os vídeos ao vivo, mas solicita a instalação do sistema warsan do banco do brasil, pergunto devo fazer o processo? ou haverá conflito do Firefox?

- O Opera não faz nada sem vídeo e solicita a instalação do modulo warsan.

Se houver chance de acertar o Firefox será uma maravilha, sendo que caso eu possa realizar o processo de instalação do modulo nele sem que haja conflito, ficará mais interessante manter o Firefox e o Chromo.

Fico no aguardo,

abs


Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 399
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #55 Online: 19 de Janeiro de 2018, 14:01 »
:-\ Olá, boa tarde Sampayu, agradeço desde já pelas dicas, mas vamos lá quanto aos resultados após todo o passo a passo:

- BB abre no Firefox, mas não abre os vídeos ao vivo, continua com o problema do HTML5

- O Chromo abre os vídeos ao vivo, mas solicita a instalação do sistema warsan do banco do brasil, pergunto devo fazer o processo? ou haverá conflito do Firefox?

- O Opera não faz nada sem vídeo e solicita a instalação do modulo warsan.

Se houver chance de acertar o Firefox será uma maravilha, sendo que caso eu possa realizar o processo de instalação do modulo nele sem que haja conflito, ficará mais interessante manter o Firefox e o Chromo.

Fico no aguardo,

abs

Então... Atualmente você alcançou a mesma situação que eu: Firefox para poder acessar o BB com Warsaw, Chrome para vídeos no YouTube (mas não funciona com BB / Warsaw), e Opera não funciona no BB/Warsaw mas comigo tem funcionado no YouTube.

* Em relação ao Firefox: é só esse navegador mesmo que você vai usar para acessar o BB. Pelo menos enquanto o BB não surge com uma versão do Warsaw que não dependa de Flash. Para melhorar o desempenho do Firefox com vídeos no YouTube, execute os procedimentos deste tutorial de instalação manual do Adobe Flash e reporte lá no tópico do tutorial caso o Firefox continue não executando vídeos do YouTube mesmo após a instalação manual do Adobe Flash.

* Em relação ao Chrome: você não vai conseguir acessar o BB com o Chrome, pois o Chrome não suporta mais Flash (somente HTML5, no lugar do Flash). Como o website do BB requer Flash, não vai rolar... Pelo menos não até o BB surgir com uma nova versão do Warsaw que não dependa do Flash. Enfim: use Chrome para outras coisas, mas não para acessar o BB.

* Em relação ao Opera: mesmo problema do Chrome, ou seja, não funciona com Flash (embora o menu de configuração do Opera informe que há suporte para Flash... Não está funcionando). Portanto, você não vai conseguir acessar o BB com o Opera. Mas é recomendável deixar o Opera instalado porque de tempos em tempos o Opera é instalado com algum recurso bacana que amplia o funcionamento dele. Na época em que instalei o Warsaw o Opera era o navegador que melhor funcionava com o BB / Warsaw e também com Flash e HTML5 do YouTube, então veja como são as coisas: o Opera atualmente é o menos compatível, mas já foi o mais compatível e ninguém garante que o Opera não voltará a ser o mais compatível, daqui a uns tempos. Não dói nada deixar o Opera instalado, só por garantia. ;) Ainda no Opera, não se esqueça de acessar o endereço opera://settings/#plugins, clicar no item Sites (no painel esquerdo) e certificar-se de que lá na opção Flash a caixa Perguntar antes de permitir a execução do Flash nos sites (recomendado) esteja marcada.
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline gelk98

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 21
    • Ver perfil
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #56 Online: 19 de Janeiro de 2018, 15:17 »
 :-[ No passo 5 não criou a pasta vide mensagem no terminal: ( impossível criar o diretório )

5. Crie a pasta do plugin flash NPAPI da Adobe.
Execute o comando abaixo, dentro do terminal do shell, para que o diretório do plugin seja criado:
Código: [Selecionar]

usr/lib64/kde4/kcm_adobe_flash_player.so
license.pdf
luciene@Inspiron-1545:/tmp$ sudo mkdir /usr/lib/adobe-flashplugin
mkdir: é impossível criar o diretório “/usr/lib/adobe-flashplugin”: Arquivo existe
luciene@Inspiron-1545:/tmp$ sudo mkdir /usr/lib/adobe-flashplugin
mkdir: é impossível criar o diretório “/usr/lib/adobe-flashplugin”: Arquivo existe
luciene@Inspiron-1545:/tmp$

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 399
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #57 Online: 19 de Janeiro de 2018, 15:49 »
:-[ No passo 5 não criou a pasta vide mensagem no terminal: ( impossível criar o diretório )

5. Crie a pasta do plugin flash NPAPI da Adobe.
Execute o comando abaixo, dentro do terminal do shell, para que o diretório do plugin seja criado:
Código: [Selecionar]

usr/lib64/kde4/kcm_adobe_flash_player.so
license.pdf
luciene@Inspiron-1545:/tmp$ sudo mkdir /usr/lib/adobe-flashplugin
mkdir: é impossível criar o diretório “/usr/lib/adobe-flashplugin”: Arquivo existe
luciene@Inspiron-1545:/tmp$ sudo mkdir /usr/lib/adobe-flashplugin
mkdir: é impossível criar o diretório “/usr/lib/adobe-flashplugin”: Arquivo existe
luciene@Inspiron-1545:/tmp$

Substitua o comando do item 5 por este:

Código: [Selecionar]
if [ -d /usr/lib/adobe-flashplugin ]; then sudo rm -r /usr/lib/adobe-flashplugin; fi ; sudo mkdir /usr/lib/adobe-flashplugin
Já atualizei o tutorial com esse comando aí. ;)
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline gelk98

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 21
    • Ver perfil
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #58 Online: 19 de Janeiro de 2018, 16:29 »
 :-[ Olá, mas dando continuidade ao assunto, não funcionou, veja imagem abaixo do terminal:

usr/lib64/kde4/
usr/lib64/kde4/kcm_adobe_flash_player.so
license.pdf
luciene@Inspiron-1545:/tmp$ if [ -d /usr/lib/adobe-flashplugin ]; then sudo rm -r /usr/lib/adobe-flashplugin; fi ; sudo mkdir /usr/lib/adobe-flashplugin
luciene@Inspiron-1545:/tmp$ sudo cp -f libflashplayer.so /usr/lib/adobe-flashplugin/
luciene@Inspiron-1545:/tmp$ sudo ln -sf /usr/lib/adobe-flashplugin/libflashplayer.so /usr/lib/flashplugin-installer/libflashplayer.so
ln: falhou ao criar link simbólico '/usr/lib/flashplugin-installer/libflashplayer.so': Arquivo ou diretório não encontrado
luciene@Inspiron-1545:/tmp$

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 399
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #59 Online: 19 de Janeiro de 2018, 16:45 »
:-[ Olá, mas dando continuidade ao assunto, não funcionou, veja imagem abaixo do terminal:

usr/lib64/kde4/
usr/lib64/kde4/kcm_adobe_flash_player.so
license.pdf
luciene@Inspiron-1545:/tmp$ if [ -d /usr/lib/adobe-flashplugin ]; then sudo rm -r /usr/lib/adobe-flashplugin; fi ; sudo mkdir /usr/lib/adobe-flashplugin
luciene@Inspiron-1545:/tmp$ sudo cp -f libflashplayer.so /usr/lib/adobe-flashplugin/
luciene@Inspiron-1545:/tmp$ sudo ln -sf /usr/lib/adobe-flashplugin/libflashplayer.so /usr/lib/flashplugin-installer/libflashplayer.so
ln: falhou ao criar link simbólico '/usr/lib/flashplugin-installer/libflashplayer.so': Arquivo ou diretório não encontrado
luciene@Inspiron-1545:/tmp$

Esse erro é normal: significa que você não tem o instalador automatizado instalado, o que inclusive significa que é melhor você desinstalar essa instalação manual e então instalar o instalador automatizado, já que pelo visto você não chegou a testá-lo.

Para excluir essa instalação manual aí e instalar o instalador automatizado do Adobe Flash, execute este supercomando (um supercomando é uma combinação de vários comandos):

Código: [Selecionar]
sudo rm -r /usr/lib/adobe-flashplugin /usr/lib/flashplugin-installer/libflashplayer.so /usr/bin/flash-player-properties /usr/lib/kde4/kcm_adobe_flash_player.so /usr/lib64/kde4/kcm_adobe_flash_player.so /usr/share/applications/flash-player-properties.desktop /usr/share/kde4/services/kcm_adobe_flash_player.desktop /usr/share/pixmaps/flash-player-properties.png ; cd /usr/share/icons/hicolor ; sudo find . -name "flash-player-properties.png" -delete ; sudo apt-get update ; sudo apt-get check ; sudo apt-get install adobe-flashplugin -y ; sudo apt-get dist-upgrade -y ; sudo apt-get autoremove -y ; sudo apt-get clean
O supercomando acima é quilométrico, mas ele vai resolver tudo "numa tacada só".

Para colocar esse supercomando aí no terminal do shell, basta usar o ponteiro do mouse / touchpad para selecionar o supercomando acima, em seguida copiar o supercomando acima e, ainda usando o ponteiro do mouse / touchpad, colar esse supercomando na janela do terminal e pressionar a tecla Enter para executar o supercomando.
« Última modificação: 19 de Janeiro de 2018, 16:49 por Sampayu »
Yuri Sucupira ("Sampayu")