Autor Tópico: Problemas que me incomodam no Ubuntu e o por que de estar mudando de sistema  (Lida 33013 vezes)

MatheusWillder

  • Visitante
Recentemente postei aqui em um tópico que algumas coisas no Ubuntu e no Unity estavam me incomodando, me levando à considerar a abandonar o sistema que outrora tanto adimirei e considerar a migração para outra distro ou até voltar a usar o Windows. Não dei muitos detalhes, pois muito do que me incomodava era coisa de gosto mesmo e que poderia ser resolvido ao mudar o ambiente gráfico ou até de distro. Quando comecei no Ubuntu considerava ele e sua interface Unity inovadores, mas com o tempo vi que não era bem assim, pois comecei a achar problemas que para mim prejudicam muito a usabilidade do sistema. Enfim, criei esse tópico com essas críticas, que reforço, são pessoais e que podem não serem importantes para vocês, mas que são para mim.

É importante notar que não sou nenhum expert no sistema, e portanto vou tentar evitar considerar problemas técnicos. Também acho injusto a comparação com outros sistemas, e por isso também vou tentar evitar comparações, caso eu o faça, será apenas como exemplo de uma característica que me faz falta. Ah, outra coisa: eu sei que alguns problemas seriam resolvidos ou pelo menos remediados com a instalação de algo no sistema, mas estou considerando o sistema sem modificações e complementos!

Eu sei que independente do sistema que eu venha a escolher você escolher dá pra criar uma lista tão grande, ou maior, que essa. Lembrem-se que nenhum software é perfeito. Dá sempre para melhorar o Ubuntu, e minha insatisfação é que há muito tempo que essas coisas não são ajustadas ou melhoradas. No momento uso Ubuntu, estou em um fórum de suporte do Ubuntu, então acho conveniente que falemos de problemas do Ubuntu, deixando de lado limitações e problemas de outros sistemas para tentar justificar porque o Ubuntu é superior ou melhor que outro sistema.

Enfim, vamos lá!

• Desde que comecei no Ubuntu, o Unity recebeu poucos refinamentos importantes entre as versões, tirando o desempenho que melhorou mas ainda deixa a desejar. Concordo que não é necessário reinventar a roda a cada lançamento, não quero isso, queria apenas que coisas simples fossem ajustadas, como por exemplo:

•• Lentes mais inteligentes:
Não entendi direito a funcionalidade do preview dos arquivos no Painel Inicial (Dash), onde ao clicar em qualquer arquivo que está lá (seja vídeo, música ou documentos do LibreOffice) são exibidas informações sobre o arquivo, e não um preview do arquivo. Isso torna desnecessário esse preview, visto que para ter de ver realmente o arquivo devemos clicar em Abrir. O ideal seria que ao clicar no ícone do arquivo esse preview começasse a reproduzir o arquivo, como a tocar a música ou executar o vídeo;
A lente Aplicativos poderia exibir a opção Filtra Resultados de maneira fixa, ou uma maneira de fixar a seleção dessa opção;
A lente Arquivos poderia exibir pastas da Home do usuário, não apenas as recentemente usadas, e quem sabe navegar por essas pastas direto pela lente;
A lente Músicas é uma bagunça, não sei qual critério para exibir as músicas nela, não me parece ser as recentemente tocadas, muito menos as melhores avaliadas, me parece serem as mais tocadas mas por muito tempo ela exibia músicas que eu nunca havia reproduzido, e ainda por cima exibe uma quantidade limitada das minha músicas (aqui, apenas 90), faz sentido não exibir todas, ok, concordo, mas não faz sentido exibir apenas alguns álbuns (aqui, apenas 19), e a opção Filtrar Resultados poderia exibir as categorias contidas nas músicas, não categorias pré-definidas;
A lente Redes Sociais não funciona corretamente pois aparentemente nem sempre é atualizada regularmente e além disso, é uma integração mal feita que nem sempre carrega a imagem da postagem que contém imagens (aqui, algumas vezes carrega a foto, outras é exibida um ícone com simbolo de interrogação: ?), além da lente ser feita com um visual de gosto no mínimo questionável, já que são exibidas mensagens de Redes Sociais misturadas (para mim, o ideal, seria exibir pelo menos um pequeno ícone da Rede Social de onde vem a postagem na parte superior direta da imagem/mensagem), e sim, eu sei que dá para filtrar por Rede Social, mas mais uma vez não dá para fixar essa opção.

•• Não há serviço nativo de indexação de conteúdo dos arquivos no Painel Inicial (Dash) ou em qualquer outra parte do sistema, como o Nautilus.

•• O tema padrão do Ubuntu com a cor laranja também é ruim (questão de gosto pessoal, concordo), há planos para alterar os ícones desde que passei a acompanhar notícias do sistema, algo por volta de 2012, e nunca foi trocado. Simples ícones. Sim, eu sei que há como baixar facilmente e instalar outros temas, mas mais temas alternativos poderiam vir pré-instalados (alguns temas bonitos, de preferência), já que a Canonical provavelmente quer manter a identidade visual do sistema com o tema padrão.

•• O Nautilus é uma piada de mal gosto. Não vou nem me aprofundar nas críticas à ele, quem acompanha o fórum e outros sites/blogs e afins sabe das críticas mais constantes.

•• Não há um visualizador e editor nativo de metadados (tags) de arquivos no Ubuntu. Isso torna difícil organizar e até mesmo compartilhar arquivos em sites ou Redes Sociais pelo Ubuntu, visto que não é possível remover (nativamente) dados sensíveis, como localização de uma foto tirada de uma câmera. Obviamente, esse visualizador além de existir deveria estar integrado ao Nautilus.

•• A personalização padrão do Ubuntu e do Unity são outra piada, em alguns aspectos até pior que a do Nautilus. A versão inicial do Unity foi lançada em 2010, a do Cinnamon em 2011. Se considerarmos que esta última possui suporte a várias opções de configurações, como preferência dos efeitos, além de permitir a instalação de temas, extensões e widgets tudo por menus integrados ao sistema, a surra é grande.

•• As instalações de programas pela Central de Programas para mim algumas vezes já apresentaram problemas. Se minha internet cai durante uma instalação (o que era comum um tempo atrás) o processo de instalação não era interrompido, ficando apenas congelado, e não continuava após a conexão voltar (tá, não sei se esse problema foi resolvido, pois felizmente minha internet hoje é bem mais estável que tempos atrás). Outro problema que ainda ocorre hoje é que durante a instalação de certos programas a Central de Programas simplesmente... trava. WTF?! Aconteceu com a instalação do PlayOnLinux (onde o Wine é instalado junto) e se não me engano do Gimp. Esse problema era bem mais frequente nas versões anteriores, parece ter diminuído, mas ainda não acabou.


• Há falta de coisas simples no sistema, nas configurações e nas opções do sistema, por exemplo:

Um editor de imagens simples pré-instalado seria muito bem vindo, poderia ser algum desenvolvido pela comunidade ou até mesmo pela própria Canonical. Ela não parece muito interessada nisso, mas aparentemente está desenvolvendo um browser próprio para o sistema (parece que ele serve apenas para acessar certas páginas, como a Amazon, não ficou claro para mim se a Canonical pretende usar ele para algo além disso). Integrar e manter um editor de imagens seria muito mais simples e muito mais útil que mais um navegador, que dificilmente alcançará a qualidade dos que já existem no mercado;
Gerenciador de dispositivos de hardware conectados ao computador: Comecei no Windows XP e este já possuía essa opção (que recebeu poucas modificações e melhoramentos nas versões posteriores do sistema, concordo). Para mim seria muito útil pois permite ver quais dispositivos estão conectados, devidamente reconhecidos e funcionando corretamente. Tudo isso pode ser feito hoje no Ubuntu... mas só por Terminal. Por esse gerenciador no Windows também é possível instalar ou atualizar drivers, o que pode ser feito hoje pelo “Drivers adicionais” no Ubuntu, mas que este só exibe drivers para hardware reconhecido que ele acha que pode ser necessário que outros drivers sejam instalados. Eu sei que apenas em casos específicos é necessário a instalação de drivers adicionais, mas um gerenciador de dispositivos poderia auxiliar nisso além de poder exibir as informações do hardware;
Perfiz com opções de gerenciamento de energia: Vi isso recentemente no fórum e passei a me perguntar porque nunca foi implementado nativamente no Ubuntu. Como uso desktop, não faz falta, mas já considerei a compra de um notebook, e acho que essas opções seriam muito bem vindas para o usuário decidir qual o perfil que melhor se adapta à necessidade do momento, por exemplo, se ele estiver em alguma viagem longa, essa opção torna-se essencial para que ele controle o uso da bateria, o que reduziria o “poder de fogo” do notebook, mas prolongaria seu tempo ligado para uso básico.


• A Canonical só recentemente vem correndo para ajustar questões técnicas que já deveriam ter sido ajustadas antes, como o lançamento do Mir, que deveria ser incluído na versão 13.10 e adotado definitivamente na versão 14.04, o que não ocorreu. Já o Snappy, que pretende eliminar a longo prazo o apt, um gerenciador de instalações muito útil e eficaz, mas que as vezes é causador de algumas dores de cabeça aos novatos com PPA's e instalações de pacotes. Só agora ela vem pensar nisso. E lembrando que anos de trabalho e instruções serão perdidos após a migração, pois tutoriais antigos não serão mais funcionais após a migração completa. Migração essa que irá ocorrer só após o Ubuntu 16.04, tornando uma LTS um sistema com duas formas de instalar programas. Afinal, todo mundo que usa Ubuntu é expert e vai saber qual a melhor forma de proceder as instalações e ainda resolver problemas que possam aparecer, e que com certeza aparecerão.

Nota importante: Eu sei das implicações que existem ao criar e lançar um novo software, desde sua construção (seja ela do zero ou adotando códigos de outro já existente) até sua adoção definitiva no sistema. Me parece que os refinamentos no Unity não são prioridade da Canonical, entretanto, são a parte que mais salta a vista ao usuário comum e que portanto, mais incomodam, além da Canonical não estar aberta a críticas e sugestões de como melhorar seu sistema, muito diferente do que grupos da comunidade Linux fazem, e até outras empresas, como a Microsoft, que vem ouvindo as críticas ao Windows 8 e construindo o Windows 10 de acordo com o feedback dos usuários. Já partes mais complexas, como o Mir ou Snappy, devem realmente ficarem em desenvolvimento por um tempo até serem adotados. Entretanto, o lançamento inicial do Ubuntu foi em outubro de 2004, já estamos em 2015, e apenas recentemente a Canonical anunciou o Mir (2013), e anunciou o desenvolvimento e adoção do Snappy (2015), são longos 11 anos nos quais o Ubuntu passou de uma distro com grande destaque, para uma distro que nem de longe atrai a quantidade de usuários que atraiu no passado, com alguns problemas que nunca foram resolvidos e na expectativa do surgimento de mais deles com essas mudanças futuras e, convenhamos, previstas para uma data incerta, já que a adoção do Mir estava prevista para a versão 13.10 e até agora, que já estamos na versão 15.04, ele não foi adotado.

_____

Enfim, esses problemas me incomodam e logo quando estiver com tempo migro para outra distro ou na hipótese mais provável assim que comprar um novo HD (já que o atual está com problemas e não funciona mais no Windows), volto ao Windows. E minha atividade no fórum visando ajudar outros usuários já diminuiu muito, e quando migrar novamente de sistema provavelmente ela cessará, meu objetivo aqui era ajudar aos outros com o que aprendi e consequentemente acabar aprendendo ainda mais, mas não vou ajudar a tapar o Sol com uma peneira em um sistema que não considero mais o ideal para os usuários comuns.

MatheusWillder

  • Visitante
Re: Problemas que me incomodam no Ubuntu e o por que de estar mudando de sistema
« Resposta #1 Online: 03 de Maio de 2015, 20:43 »
Ah, só para esclarecer: realmente eu baseei a estrutura desse depoimento meu nesse texto aqui que mais especificamente faz críticas ao Linux (ecossistema: kernel Linux, servidor gráfico, interface gráfica, etc.) em geral. Mas devido ao meu nível de conhecimento, não abordei muito aspectos mais técnicos, além de se forcar essencialmente no Ubuntu com o Unity. Esse mesmo texto foi alvo de um debate digamos... um pouco "acalorado" aqui nesse fórum.

Aos moderadores, se acharem conveniente mover o tópico e anexar ele à outro, como o tópico "O que te irrita no Ubuntu?", não há problema. No início achei que o correto seria postar lá, mas como esse tópico também é um desabafo pessoal além de uma provável despedida, achei melhor postar em um tópico específico para isso.

Outra coisa: inicialmente eu não pretendia postar esses problemas que me incomodam aqui no fórum, pois estimo muito essa comunidade Fórum Ubuntu Linux - PT, mas algumas vezes alguns defendem com unhas e dentes seus pontos de vista e algumas vezes sem respeitar o ponto de vista dos outros. Espero críticas, sim, a esse meu texto, outros pontos de vista ajudam a moldar o meu e estou aberto a eles, mas, por favor, com respeito a mim e aos outros.

Offline garfo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 1.023
  • Keep easy and simple.
    • Ver perfil
    • linux
Re: Problemas que me incomodam no Ubuntu e o por que de estar mudando de sistema
« Resposta #2 Online: 03 de Maio de 2015, 22:02 »
A parte que tu fala do Nautilus e do Dash do ubuntu realmente são verdades. O resto parece ser gosto pessoal mesmo.

Enfim, tu vai pra qual distro? Já decidiu?
Garfo -  linux
"Pra quê complicar? Facilidade e simplicidade é tudo!"

Offline Renan Rischiotto

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2.888
    • Ver perfil
Re: Problemas que me incomodam no Ubuntu e o por que de estar mudando de sistema
« Resposta #3 Online: 04 de Maio de 2015, 07:32 »
The best ;D

\/

MatheusWillder

  • Visitante
Re: Problemas que me incomodam no Ubuntu e o por que de estar mudando de sistema
« Resposta #4 Online: 04 de Maio de 2015, 08:36 »
Obrigado, garfo e Renan Rischiotto.

garfo, eu realmente não sei. Nunca usei outra distro diferente do Ubuntu (mas testei todos os "sabores" dele). O que cheguei mais longe foi testar o Debian. Gostei muito da estabilidade e do visual do Gnome 3, mas não sei se seria o melhor para mim.

Enfim, não sou inimigo de software proprietário e se até o lançamento do Windows 10 eu não achar nenhuma distro que se adapte a mim, provavelmente ficarei com ele. Tenho Windows 7 original e vou poder atualizar para o Windows 10 de graça, e além de todas as novidades do sistema ainda poderei contar com os jogos lançados para ele. Então...

Offline garfo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 1.023
  • Keep easy and simple.
    • Ver perfil
    • linux
Re: Problemas que me incomodam no Ubuntu e o por que de estar mudando de sistema
« Resposta #5 Online: 04 de Maio de 2015, 10:33 »
Obrigado, garfo e Renan Rischiotto.

garfo, eu realmente não sei. Nunca usei outra distro diferente do Ubuntu (mas testei todos os "sabores" dele). O que cheguei mais longe foi testar o Debian. Gostei muito da estabilidade e do visual do Gnome 3, mas não sei se seria o melhor para mim.

Enfim, não sou inimigo de software proprietário e se até o lançamento do Windows 10 eu não achar nenhuma distro que se adapte a mim, provavelmente ficarei com ele. Tenho Windows 7 original e vou poder atualizar para o Windows 10 de graça, e além de todas as novidades do sistema ainda poderei contar com os jogos lançados para ele. Então...

Fora do ubuntu, apenas o Linux Mint e ElementaryOS são as distros mais amigáveis para usuários normais (que não querem usar terminal e querem tudo pronto). Você disse que testou *todos* os sabores do ubuntu, então creio que já deve ter testado essas também. Eu ia recomenda-las pra você.  :)

Também pretendo testar o Windows 10 quando sair, sem preconceito se é software proprietário ou não. Cansei desses extremismos.
Garfo -  linux
"Pra quê complicar? Facilidade e simplicidade é tudo!"

Offline Anderson_Coelho

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 628
    • Ver perfil
Re: Problemas que me incomodam no Ubuntu e o por que de estar mudando de sistema
« Resposta #6 Online: 04 de Maio de 2015, 10:45 »
Matheus, parabéns pela postagem. O que eu acho é que cada um deve usar o sistema que lhe atende melhor, independente de qual seja. No seu caso, pelo que vi, muita coisa está relacionada ao Unity e creio que os ambientes que teriam mais chances com você seriam o KDE ou o Gnome, além da opção da MS, é claro, ainda mais para quem gosta de jogos.

No meu caso, usei o Unity no Ubuntu 11.10, 12.10, 12.04 durante uns tempos e, só depois (eu era iniciante), fui ver a questão de mudar o ambiente gráfico e instalei o XFCE. Gostei muito. No 14.04, testei o Unity de novo, mas realmente notei vários pontos desses que você citou aí também, não gostei. E eu acho, que o único motivo lógico (minha opinião) para a Canonical ter investido no Unity e não em outras coisas, é a integração de desktop e dispositivos móveis. Mas precisamos esperar para ver se isso vai valer a pena depois. Se ela acertar, terá sido uma grande jogada, apesar de já estar ficando tarde.

Também pretendo testar o Windows 10 quando sair, sem preconceito se é software proprietário ou não. Cansei desses extremismos.

Lembrando que, se você quiser, já pode testar a versão Technical Preview que, ao que parece, está razoavelmente estável.

MatheusWillder

  • Visitante
Re: Problemas que me incomodam no Ubuntu e o por que de estar mudando de sistema
« Resposta #7 Online: 04 de Maio de 2015, 11:36 »
Desculpa, garfo, me expressei mal, testei todos os sabores oficiais (Ubuntu Gnome, Kubuntu, Xubuntu, Lubuntu). Me dei muito bem com o Debian, acho que aprendi o suficiente no Ubuntu para usá-lo sem problemas, mas devido à filosofia de liberdade da equipe do Debian (que eu gostei bastante), ele não oferece suporte a minha placa Wi-Fi, pede que eu baixe manualmente um arquivo proprietário para a rede Wi-Fi funcionar, mas ao instalar quando é pedido o Wi-Fi é ativado mas não encontra nenhuma rede, eu acho que poderia "fuçar" mais para tentar resolver isso, mas a verdade é que não tenho muito tempo como no passado, quero um sistema que simplesmente funcione. O Linux Mint está nas minhas prováveis opções, já baguncei um pouco nele e no excelente Cinnamon, mas não o suficiente para decidir que será o meu novo sistema.

Quanto ao Windows 10, eu já havia postado um bom tempo atrás aqui que não queria me ver livre do software proprietário, uso software proprietário sem problemas desde que seja bom e respeite a privacidade do usuário. Obviamente, na ocasião os extremistas ficaram muito furiosos comigo, com algumas postagens até... "acaloradas". A Microsoft pode muito bem mudar a estratégia de obter lucro e passar a monitorar alguns dados do usuário para vender serviços, que parece ser a nova estratégia dela (com a análise de alguns métodos avançados no Windows 7, não consegui perceber se ela já fazia isso). E desde que ela venha a fazer isso mas saiba qual o limite, para mim não há problema, visto que a Canonical faz isso com o Ubuntu e eu pessoalmente nunca reclamei. E milhões de usuários usam o Google, Facebook e afins que são bastante agressivos nessa prática e não estão nem aí para isso. As empresas apenas devem saber qual o limite disso, de coletar alguns metadados para obter algum lucro e vender serviços, mas ter ética e responsabilidade com esses dados, além de saber no que pode ou não mexer.

Anderson_Coelho, concordo com você. Como eu disse acima, sempre defendi que o usuário deve usar o software que achar melhor para o seu uso. Postei sobre isso aqui e acho que foi um erro, devido ao nível das críticas que recebi. Enfim, sobre a aposta da Canonical no Unity, eu não acho que foi um erro no início, o erro foi ela não ter promovido melhoras significativas nele. Comecei no Ubuntu 11.10 e hoje olho para a versão mais recente e não vejo grandes mudanças. Houveram ajustes, sim, mas que poderiam ter sidos bem maiores. É difícil fazer isso a cada 6 meses (tempo em que ocorrem os lançamentos regulares do Ubuntu) mas é tempo mais que o suficiente fazer a cada 2 anos (tempo entre as LTS).

Já quanto a aposta dela no Unity para unir as plataformas, no início era uma aposta lógica e de certa forma até inovadora, mas devemos lembrar que ela vai tentar unir os "núcleos" dos sistemas (desktop e smartphone) apenas no futuro, com o Unity 8. A Microsoft, que não é boba, viu que ficou para trás (não só da Canonical mas também e principalmente da Apple) e correu atrás, e vai apresentar essa união já em 2015, aparentemente bem mais executada que as outras vem tentando fazer, com a expectativa de tornar o Windows 10 um sistema praticamente "universal".

Eu já havia falado sobre isso aqui:
Citar
[...] E é bom lembrar, também, que ela promete tornar o Windows 10 "universal", se adaptando as mais variadas plataformas, coisa que parece que era o objetivo da Canonical com o Unity, mas que parece que só será colocado em prática com o Unity 8, no Ubuntu 16.04. Vai chegar depois da Microsoft e ainda sem nenhuma garantia de sucesso, para não dizer um sucesso muito improvável, visto que a mesma coisa já vai ter sido feita por uma empresa que domina o mercado e pode dominar ainda mais no futuro próximo.

E sim, jogos sempre foram importantes para mim.

Para piorar, eu acho as ações da Canonical de desenvolver e adotar o Mir e o Snappy acertadas mas bastante... tardias. Como eu citei na primeira mensagem, pelo menos para mim há muitas coisas básicas ainda faltando e essas partes do sistema que são mais importantes já deveriam estar prontas e apenas recebendo ajustes. Já são 11 anos desde o lançamento inicial.

Já que o pessoal mais adepto ao Software Livre presa muito pela palavra do Stallman em quase tudo que ele diz, deixo uma citação dele:
Citar
Desenvolvedores de software proprietário não são necessariamente incompetentes.

Obrigado à todos pelas respostas!

Offline Adriano R.N.

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 1.095
    • Ver perfil
Re: Problemas que me incomodam no Ubuntu e o por que de estar mudando de sistema
« Resposta #8 Online: 04 de Maio de 2015, 12:29 »
Um abraço e boa sorte em seus caminhos.
Gostaria de salientar que escrever tudo isso num fórum não vai ajudar em nada, mas a escolha é sua.
Boa sorte e Muito AXÉ!!!

MatheusWillder

  • Visitante
Re: Problemas que me incomodam no Ubuntu e o por que de estar mudando de sistema
« Resposta #9 Online: 04 de Maio de 2015, 13:32 »
Obrigado, Adriano R.N..

Certa vez eu escrevi um tutorial no meu blog que ensina o por que de usar, como baixar, testar e instalar o Ubuntu além de algumas dicas para tornar ele mais completo (como instalar sensor de temperatura, indicador de clima, etc.). O blog está parado mas mesmo assim ainda atrai alguns visitantes que vem do Google, que acham essas dicas nas pesquisas (dados do Google Analytics). Também foi lido por amigos pessoais meus por indicação. Como eu não acho mais o Ubuntu o sistema ideal para iniciantes (meu ponto de vista) devido à essas limitações e problemas que o sistema possui, acho válido postar tanto aqui, como lá no blog, o que farei em breve.

Muito menos útil seria se eu decidisse enviar isso para a Canonical, visto que segundo um usuário recente daqui ele entrou em contato com a mesma para fazer parceria e incluir o Ubuntu nos computadores que ele vende, e ela não retornou ao contato dele. Da mesma forma, quando a Canonical tomou certas decisões que desagradaram os usuários, ela nada disse, e nada fez. Claro, como empresa ela deve manter o desenvolvimento daquilo que acredita e manter seus pontos de vista, mas, como eu disse, é um caminho diferente do que outras empresas vem fazendo, incluindo a Microsoft com o Windows 10.

Não me entenda errado, não me tornei um "hater" do sistema, mas acho importante compartilhar com os outros meu ponto de vista, pode ser útil para os novatos que estão indecisos, ou mesmo para quem já usa o sistema poder também refletir sobre os problemas que o mesmo tem, se esses problemas o incomodarem, claro. E acho que essa seção do Fórum, "Depoimentos", é o local ideal para compartilhar essas coisas.

Enfim, novamente obrigado e nos encontramos por esses mares da internet!

Offline Renan Rischiotto

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2.888
    • Ver perfil
Re: Problemas que me incomodam no Ubuntu e o por que de estar mudando de sistema
« Resposta #10 Online: 05 de Maio de 2015, 04:37 »
Um abraço e boa sorte em seus caminhos.
Gostaria de salientar que escrever tudo isso num fórum não vai ajudar em nada, mas a escolha é sua.

Gostaria de salientar que esse comentário também não vai ajudar em nada, além de ser insensível e errado; pois o tópico é para isso.

Offline Renan Rischiotto

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2.888
    • Ver perfil
Re: Problemas que me incomodam no Ubuntu e o por que de estar mudando de sistema
« Resposta #11 Online: 05 de Maio de 2015, 05:15 »
Enfim Matheus, concordo com o que você disse, o Ubuntu é uma piada mesmo. Pra quem está começando é muito bom, mas depois que você se aprofunda descobre os defeitos.

Eu já testei muitas distros, a que mais me agradou foi o Manjaro Xfce. Simplesmentes por ser simples, leve, customizável, rolling release (gosto muito de ter as coisas mais novas) e tal. Mas recentemente resolvi partir pro Arch puro, que é ainda MELHOR!

Arch não possui PPA, você têm os programas que você quer já no AUR (se não estiver nos repositórios padrão). As coisas parecem ser mais simples (digo parece porque sou um novato no Arch, e no Linux em geral), o pacman é mais simples. Ele é mais fácil do que o Ubuntu (tirando a parte da instalação e configuração). Veja bem, tente instalar o Tibia (um jogo simples e muito bom) no Ubuntu. Ele não está nos repositorios oficiais, você terá que caçar um PPA pra instalar (se houver) ou então baixar do site. Bom, suponhamos que você baixe do site. Dois cliques no .deb e pronto? Não, vai te dar um erro dizendo que falta uma biblioteca. Então você terá que primeiro instalar essa biblioteca para rodar o game. Veja:

http://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,116671.0.html

Tinha nego até falando pra usar o PlayOnLinux.

Como instalar no Arch ou variantes?

yaourt -S tibia

O único problema é que se o cara não atualizar o programa você não consegue instalar, pelo menos não do modo fácil. Mas é a única coisa "ruim" do Arch.

Mas não precisa se desligar do fórum se não quiser. Porque querendo ou não, o suporte ao Ubuntu é o maior da comunidade Linux.
« Última modificação: 05 de Maio de 2015, 06:44 por Renan Rischiotto »

MatheusWillder

  • Visitante
Re: Problemas que me incomodam no Ubuntu e o por que de estar mudando de sistema
« Resposta #12 Online: 05 de Maio de 2015, 09:15 »
Obrigado pelo apoio, Renan Rischiotto, muito obrigado mesmo!

Eu irei usar as distros que são consideradas mais populares, não as que são mais fáceis de instalar e configurar. Mas preciso de distros populares pois algumas vezes gosto de usar programas e jogos que não são tão populares, então é sempre importante que a distro tenha certa notoriedade para que os programas que uso tenham versão para ela, sem que seja necessário compilar direto do código fonte, se esse estiver disponível. E além disso, é necessário ter certa popularidade para poder obter algum suporte da comunidade de usuários caso eu venha a precisar.

Quanto ao Tibia, um tempo atrás apareceu aqui um usuário novato com esse problema para rodar ele no Ubuntu. Depois de pesquisar sobre como resolver o problema para tentar ajudar, foi eu que sugeri usar o PlayOnLinux. Eu sabia da necessidade dessa biblioteca para poder rodar o Tibia, descobri isso nas pesquisas, mas como o mesmo usuário já havia postado no tópico que você passou agora que dizia da necessidade de instalação dessa biblioteca, deduzi que ele já havia feito isso e não tive ideia melhor que senão sugerir o uso do PlayOnLinux e Wine.

Você não é o primeiro aqui que me condena por essa atitude. Tempo atrás, quando eu estava começando a aprender sobre o Linux e Ubuntu na versão 12.04, eu queria rodar o emulador de Playstation 1 ePSXe. Mas o emulador não rodava. Pesquisei bastante até que minha paciência se esgotou e dei um basta nas pesquisas e resolvi rodar via PlayOnLinux. Reforço: eu era novato, e não sabia sequer o que era uma dependência para que um determinado software funcionasse. Tempos depois, já no Ubuntu 14.04 e bem mais experiente, um usuário daqui postou como resolver o problema para rodar o ePSXe nativamente, bastava a instalação de algumas libs. Eu, ingenuo mais uma vez, resolvi contar que achei bem mais fácil rodar por PlayOnLinux, e mais uma vez fui "malhado" pelos usuários mais experientes do fórum que segundo eles o que aconteceu foi "preguiça" de pesquisar quais libs necessárias para rodar o dito cujo. A ironia? Respondo: mesmo com a instalação dessas libs o emulador roda apresentando problemas, enquanto que por PlayOnLinux roda perfeito.

Viu um dos motivos de estar pensando em abandonar o fórum? Os usuários daqui são muito bem intencionados e dispostos a ajudar os outros que precisam. Eu também. Mas basta dar uma alternativa diferente da doutrina do Software Livre que eles defendem para que o usuário seja taxado de preguiçoso e seja mais o quê. Além disso, já considerei o fórum um excelente lugar para conversar com os outros sobre Software Livre, Linux e Ubuntu, mas o fórum anda parado, muito parado. Foi abandonado por muitos usuários das antigas e alguns que permanecem estão com seus tempos livres disponíveis bastante limitados, limitando a passagem desses por aqui a apenas tentar resolver problemas de algum tópico de maneira rápida. Além disso, como já disse, postar aqui apenas para tentar ajudar os outros para mim é muito bom, pois além de ajudar acabo aprendendo, mas considero essa atividade a mesma coisa de tapar o Sol com uma peneira, visto que devido a essas grandes alterações que o sistema vai sofrer no futuro (Mir e Snappy) muitos outros tendem a aparecer, enquanto que se a tendencia continuar, os usuários do sistema tendem apenas a diminuir. Fora o simples inconveniente que todos os tutoriais que envolvem a instalação de alguma coisa via apt deixarão de funcionar quando este for abandonado em pró do Snappy.

Enfim, o Ubuntu para mim não é uma piada, piada é o que a Canonical faz com o seu sistema e com os seus usuários.

Offline garfo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 1.023
  • Keep easy and simple.
    • Ver perfil
    • linux
Re: Problemas que me incomodam no Ubuntu e o por que de estar mudando de sistema
« Resposta #13 Online: 05 de Maio de 2015, 09:46 »
Citar
piada é o que a Canonical faz com o seu sistema e com os seus usuários.

Sábias palavras, Matheus.

É exatamente o que a Canonical está fazendo ultimamente.
Garfo -  linux
"Pra quê complicar? Facilidade e simplicidade é tudo!"

Offline Renan Rischiotto

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2.888
    • Ver perfil
Re: Problemas que me incomodam no Ubuntu e o por que de estar mudando de sistema
« Resposta #14 Online: 05 de Maio de 2015, 10:22 »
Citar
Quanto ao Tibia, um tempo atrás apareceu aqui um usuário novato com esse problema para rodar ele no Ubuntu. Depois de pesquisar sobre como resolver o problema para tentar ajudar, foi eu que sugeri usar o PlayOnLinux. Eu sabia da necessidade dessa biblioteca para poder rodar o Tibia, descobri isso nas pesquisas, mas como o mesmo usuário já havia postado no tópico que você passou agora que dizia da necessidade de instalação dessa biblioteca, deduzi que ele já havia feito isso e não tive ideia melhor que senão sugerir o uso do PlayOnLinux e Wine.

Foi você? uHSAUHAUAHSuHASHUSHUAu

Nem vi veio...lol

Mas faz de conta que não foi você que falou, porque eu só dei um exemplo. Você ter falado ou não pra usar o PlayOnLinux não iria resolver o problema do cara. O ponto é a dificuldade que as vezes é para se instalar um programa no Ubuntu.

E ignore o comentário do Adriano, que deve ser mais um fanático do Ubuntu, que se alguém fala algo "contra" o sistema, já fala o que não deve.
« Última modificação: 05 de Maio de 2015, 10:25 por Renan Rischiotto »