Autor Tópico: Governo do Reino unido analisa a segurança do Ubuntu 14.04 LTS.  (Lida 4938 vezes)

Offline hugoleal85

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 509
    • Ver perfil
    • Recanto do Tux
O governo do Reino Unido analisa periodicamente os sistemas operacionais utilizado em seus sistemas e recentemente divulgou um relatório neste sentido.

Em relação ao Ubuntu 14.04 LTS, foram identificados alguns pequenos problemas, mas no geral o SO se comportou muito bem, tendo apresentado um bom nível de segurança e sendo considerado praticamente imune a vírus e malwares (ao contrário do que ocorreu com o Windows da MS), como esperado.

Fonte:
http://news.softpedia.com/news/UK-Government-Analyzes-Ubuntu-14-04-Security-481973.shtml
"Cada homem que encontro é superior a mim em alguma coisa; e nisto posso aprender dele." [Ralph W. Emerson]
Meu blog

Offline garfo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 1.023
  • Keep easy and simple.
    • Ver perfil
    • linux
Re: Governo do Reino unido analisa a segurança do Ubuntu 14.04 LTS.
« Resposta #1 Online: 22 de Maio de 2015, 07:34 »
Típico. O linux (nesse caso o ubuntu) é muito forte em segurança.
Garfo -  linux
"Pra quê complicar? Facilidade e simplicidade é tudo!"

Offline Renan Rischiotto

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2.888
    • Ver perfil
Re: Governo do Reino unido analisa a segurança do Ubuntu 14.04 LTS.
« Resposta #2 Online: 22 de Maio de 2015, 07:52 »
E quanto ao desempenho  ::) :'(

Offline hugoleal85

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 509
    • Ver perfil
    • Recanto do Tux
Re: Governo do Reino unido analisa a segurança do Ubuntu 14.04 LTS.
« Resposta #3 Online: 22 de Maio de 2015, 10:15 »
E quanto ao desempenho  ::) :'(

Aqui em meu laptop i5-4210U o Ubuntu (e o Mint, que é baseado nele) é muito mais rápido e responsivo do que o Windows 7 da MS, que também está instalado em dual boot.

Em todos os outros PCs que instalei distros Linux o SO livre sempre se comporta de forma muito mais leve e responsiva (além de consumir muito menos memória) do que os equivalentes proprietários, mesmo quando utilizados ambientes mais pesados como Gnome-Shell, Unity, Cinnamon, KDE, etc.

Quando você fala de desempenho, se refere a que exatamente? Desempenho gráfico?

Se for esse o caso, os teste de vários sites especializados têm demonstrado que:
1) Drivers NVidia para o Linux são tão bons (ou melhores) do que os do Windows.
2) Drivers AMD para o Linux apresentam desempenho semelhante ao da versão para Windows (talvez um pouco menor no Linux, mais nada que chegue a comprometer a usabilidade).
3) Drivers Intel apresentam desempenho um pouco inferior na versão para Linux (muito provavelmente, entre outras coisas, por ainda não ter implantado sequer o suporte a OpenGL 4.0, ao contrário da versão Windows que já vai no OpenGL 4.4). Obviamente, as causas para isso, entre outras coisas, depende de patentes e coisas do tipo, as quais a Intel prefere não utilizar em seus drivers para o pinguim.

Em suma, os poucos casos em que o desempenho no Linux é inferior ao daqueles verificados em SOs proprietários (em geral, relacionados ao desempenho gráfico) se devem não ao pinguim, mas ao desenvolvimento dos drivers gráficos proprietários. No mais, o desempenho do Linux em geral é bem superior aos dos seus "concorrentes" proprietários.



« Última modificação: 22 de Maio de 2015, 12:22 por hugoleal85 »
"Cada homem que encontro é superior a mim em alguma coisa; e nisto posso aprender dele." [Ralph W. Emerson]
Meu blog

Offline kation

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 12
    • Ver perfil
Re: Governo do Reino unido analisa a segurança do Ubuntu 14.04 LTS.
« Resposta #4 Online: 22 de Maio de 2015, 11:16 »
E entre outras vantagens, vc pode experimentar as diversas distribuições Linux com CDs live, ao passo que, tanto quanto sei, não existem Cds live do Windows.
Seria interessante também comparar o Linux com o OS da Apple.

Creto

  • Visitante
Re: Governo do Reino unido analisa a segurança do Ubuntu 14.04 LTS.
« Resposta #5 Online: 22 de Maio de 2015, 16:51 »
Não, não seria e nem teria comparação viável e comparativa entre Linux X MacOSX diz minha a grande burrice.

Porque? Ora pois, o MacOSX tem um hardware próprio dele, feito tudo a medida e milimetrado para o SO deles, e se for comparar com um um Linux que vem embarcado por algumas montadoras mesmo essa sendo de excelente qualidade como a Dell, compare um hardware com W$ da Dell e depois tente comprar um hardware equivalente com o Ubuntu. Não existe.

Amigos comparativos são bons para o Linux, mas sendo ele feitos por esses sites especializados e, se for feito com o mesmo hardware para os dois o que eu acho que não fazem mas dizem fazer, portanto ainda sou e sempre serei daqueles que acreditam que nem tudo o que se lê de mídias onde o foco é jornalistico, não dá para confiar cegamente.

Essa é minha opinião e sempre será, mas não discordo de nada.

T+
« Última modificação: 22 de Maio de 2015, 16:54 por Creto »

Offline hugoleal85

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 509
    • Ver perfil
    • Recanto do Tux
Re: Governo do Reino unido analisa a segurança do Ubuntu 14.04 LTS.
« Resposta #6 Online: 22 de Maio de 2015, 19:48 »

Vejam o resultado de um comparativo entre o Ubuntu e o MacOS, ambos rodando num MacBook Air:
http://www.phoronix.com/scan.php?page=article&item=osx10_ubuntu1410&num=1

A distro da Canonical teve um desempenho superior na esmagadora maioria dos testes, mesmo com o SO da Apple sendo feito sob medida para o hardware.

Por essas e outras eu digo que em geral as distros Linux não ficam a dever em questão de desempenho em relação aos SOs proprietários, pelo contrário, em geral elas têm desempenho bem melhor.
"Cada homem que encontro é superior a mim em alguma coisa; e nisto posso aprender dele." [Ralph W. Emerson]
Meu blog

MatheusWillder

  • Visitante
Re: Governo do Reino unido analisa a segurança do Ubuntu 14.04 LTS.
« Resposta #7 Online: 22 de Maio de 2015, 21:01 »
E entre outras vantagens, vc pode experimentar as diversas distribuições Linux com CDs live, ao passo que, tanto quanto sei, não existem Cds live do Windows.
Seria interessante também comparar o Linux com o OS da Apple.

Existe um software chamado WinBuilder que faz CDs/DVDs bootáveis do Windows. Você pode criar uma mídia e incluir programas, drivers e toda personalização que desejar. Existem muitas .isos assim espalhadas na internet pelos pirateiros, confesso que tenho algumas, mas sem peso na consciência pois tenho uma versão original do Windows sem uso.

Te adianto que o desempenho é... sofrível. Como o Windows não vem com os drivers para aproveitar bem o hardware, essas .isos vêm com os "drivers genéricos" da Microsoft, que em hardwares novos são uma m... deixa para lá.

Ainda assim, já achei alguns motivos para ter essas mídias aqui em casa. Por exemplo, tempo atrás eu estava tentando rodar um jogo pelo Wine, esse jogo tinha um .exe próprio para configurar o jogo, como os gráficos, diferente da maioria dos jogos em que a configuração é feita diretamente nas configurações dentro do jogo. A janela desse .exe não abria no Wine, o que fazia o jogo rodar com as configurações no medium-low. Tentei várias formas de fazer a configuração, e por final resolvi fazer um último teste, configurar pelo "liveWindows" e copiar os arquivos de configuração para a pasta do Wine, e... pimba! O jogo rodou muito bem com as configurações no alto pelo Wine.  8)

Também é uma boa fonte de .dlls para o Wine, e para não ter de sair registrando várias .dlls após copiar elas para o Wine, basta copiar e exportar as entradas delas no Registro e depois importar no Wine.

Teoricamente, dá para incluir drivers durante o processo de criação de uma mídia do WinBuilder e assim ter um desempenho bom, assim como nas versões Live das distros Linux, mas eu nunca consegui usar... E obviamente, com os drivers o sistema só vai funcionar bem no mesmo hardware para o qual os drivers foram feitos.

Mas o uso prático para mim acaba aqui. É uma péssima ideia fazer manutenção de computadores com essas versões do Windows. Certa vez, quando eu não estava com uma distro Linux em mãos, tentei fazer backup de arquivos pessoais de um conhecido em um computador com Windows que não iniciava mais. Quando tentei copiar os arquivos para um pendrive, tudo desapareceu... descobri que o vírus que havia infectado o Windows estava no pendrive, e bastava abrir a janela com os arquivos do pendrive que ele conseguia infectar o sistema.

Quanto à legalidade do WinBuilder, bem... estou apenas informando.