Autor Tópico: Banners na Linux Magazine-agora da Red Hat  (Lida 7861 vezes)

Offline KubLin

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 428
    • Ver perfil
Banners na Linux Magazine-agora da Red Hat
« Online: 13 de Junho de 2005, 17:56 »
Banners da Microsoft na Linux Magazine nacional e internacional

http://www.linuxmagazine.com.br/

Publicado por brain em Seg, 2005-06-13 13:38 http://br-linux.org/linux/?q=node/1044&CACHEMODE=1

Ao longo do final de semana e da manhã desta segunda-feira recebi diversos contatos de leitores sobre a presença de banners da famigerada campanha "Get the Facts", da Microsoft, no site da revista Linux Magazine. Ainda no final de semana enviei à redação um convite para que tornassem pública sua posição a respeito, e ela não se furtou. Como sou colaborador da revista, vou me abster de fazer comentários adicionais, e deixar que cada um analise por si mesmo. Excepcionalmente vou publicar a mensagem integralmente na capa, por se tratar de matéria que merece o debate.

O texto enviado pelo editor-chefe da revista fala sobre a posição da Linux Magazine Brasil em relação a anunciantes em geral, os outros anúncios da MS em publicações da Linux New Media no exterior (e a correspondente doação para o projeto Debian), o papel da revista no mercado Linux brasileiro e a manutenção de sua linha editorial, o significado mercadológico de a Microsoft hoje buscar publicações de Linux para publicar seus anúncios, e o anúncio da Linux Magazine que será publicado na MSDN Magazine. Segue a íntegra do texto:

    "Como veículo de mídia, a Linux Magazine NÃO pode discriminar qualquer cliente que deseje veicular campanhas de propaganda para a sua empresa, uma vez que isso é, em primeiro lugar, ilegal. Temos um produto no mercado, sua empresa deseja veicular anúncio pagando nossos preços públicos, não podemos discriminá-la e simplesmente dizer "NÃO" - especialmente quando há espaço publicitário sobrando dentro da revista e no site. Independente disso, não publicar o anúncio da Microsoft seria algo que contraria totalmente nossos ideais de liberdade de escolha. Ditar o teor da propaganda para a Microsoft veicular seria também discriminá-la, pois não fazemos isso com a IBM ou com a Oracle ou com qualquer outra empresa. O teor do anúncio é prerrogativa E responsabilidade da empresa anunciante e temos que respeitar isso.

    Além disso, vale dizer que a Microsoft já publicou nas revistas da Linux New Media no exterior e, da primeira vez que isso ocorreu, o valor pago pela empresa à editora foi INTEGRALMENTE doado para o projeto Debian. Como veículo de mídia, não precisávamos ter feito isso, mas nossa doação teve o intuito de sinalizar à comunidade nosso comprometimento com a causa do Software Livre. Mais a respeito pode ser lido (em alemão) em http://www.pro-linux.de/news/2004/6655.html. Uma tradução automática (via systran) para o inglês pode ser lida aqui. Além disso, estamos introduzindo mais veículos de propagação do Linux no mercado editorial, como é o caso da revista Easy Linux voltada para o público de massa e com o claro objetivo de popularizar o Linux no mercado brasileiro. Também estamos patrocinado e dando apoio a praticamente TODOS os eventos de Linux e Software Linux no país e no exterior, conversamos abertamente com toda a comunidade, e estamos, inclusive, criando eventos para estabelecer e disseminar a adoção de sistemas de código aberto dentro das empresas.

    É importante esclarecer que não vai mudar NADA no teor editorial da revista por causa do anúncio. Vamos continuar enaltecendo a excelência e a superioridade do Linux e do Software Livre e de Código Aberto perante às tecnologias proprietárias. Além disso, vamos continuar noticiando que, contrariamente ao que todas as campanhas publicitárias da Microsoft tentam fazer parecer verdade, o TCO do Linux é mais baixo do que o do Windows®. Prova disso é o editorial da edição número 4 da Linux Magazine, que pode ser lido em HTML ou baixado em formato PDF de http://www.linuxmagazine.com.br/issue/04/editorial.html.

    O fato da Microsoft publicar com a gente deveria ser motivo de alegria para toda a comunidade: a empresa está reconhecendo o Linux como uma ameaça real agora também no Brasil e se mobilizando para combatê-lo dentro do seu próprio meio. Isso é BOM. Quantos de vocês, leitores, não têm que trabalhar desenvolvendo soluções proprietárias dentro de suas empresas (mesmo que elas rodem em Linux)? E quantos de vocês ainda têm que lidar com aplicativos Microsoft dentro do seu ambiente de trabalho? A Microsoft reconheceu esse público como leitor da Linux Magazine e quis levar sua mensagem até vocês. A Microsoft reconheceu que a Linux Magazine era um espaço importante para veicular sua propaganda - já classificada na Inglaterra como confusa e falsa. É direito deles publicar, e por mais que isso nos tenha incomodado pessoalmente, temos que jogar de acordo com as regras. Aliás, SE a Linux Magazine não tivesse espaço publicitário sobrando na revista e no site, poderíamos até alegar a impossibilidade da publicação do banner/anúncio por falta de espaço. Mas as empresas que se dizem proponentes do Linux insistem em NÃO nos prestigiar com anúncios aqui no Brasil, apesar de todos os nossos esforços e ofertas nesse sentido. Para fechar a conta da editora no final do mês precisamos desses recursos. Temos um custo fixo mensal alto e, com a nossa verba atual de anúncios, não estamos na posição de abrir mão de qualquer cliente que seja. Somente a venda de revistas em banca e de assinaturas não bastam para viabilizar uma revista mensal.

    Vamos crescer gente: isso é NORMAL! Parafraseando Gandhi: "Primeiro eles o ignoram. Em seguida eles o ridicularizam. Depois eles o combatem. Então você vence." Estamos na terceira fase dessa seqüência que Gandhi tão sabiamente descreveu. É inevitável que as tecnologias de código aberto se estabeleçam definitivamente no mercado. Para falar a verdade, a Internet JÁ se baseia nessas tecnologias. O desktop é o último bastião da Microsoft que está em jogo. No resto, já reina a salutar e acirrada concorrência.

    E para finalizar uma boa notícia: vamos publicar um anúncio da Linux Magazine nos próximos meses na MDSN Magazine, a revista voltada para desenvolvedores de aplicativos Microsoft. Para bom entendedor, meia palavra basta.

    Grande abraço,

    Rafael Peregrino da Silva

holokaustu

  • Visitante
Banners na Linux Magazine-agora da Red Hat
« Resposta #1 Online: 13 de Junho de 2005, 19:34 »
Olá,

Sei que este é um assunto algo delicado e que existem fundamentalistas de um lado e fundamentalistas do outro, mas pessoalmente, como técnico de informática e utilizador/contribuidor de sistemas abertos, acho que devemos ter a mente aberta e não ignorarmos os nossos "adversários".

Vamos primar pela diferença e não vamos ignorar a microsoft, tal como eles o fizeram durante mto mto tempo relativamente aos sistemas abertos. É nisso que nós devemos ser diferentes. É por ai que começa a nossa superioridade e a nossa supremacia.

Todos nós já utilizamos sistemas da microsoft, nem que fosse apenas por um dia. Caso contrário não faz sentido criticar se não houve qq tipo de contacto. E para os que são técnicos de informática, ignorar a existencia de um sistema q é utilizado por milhoes de pessoas é quase ser avestruz (enterrar a cabeça na areia).

Posto isto, não acho mal que as revistas especializadas em Linux publiquem publicidade sobre outros sistemas, nem que seja da microsoft. Nós (utilizadores/contribuidores de sistemas abertos) somos diferentes, respeitamos a liberdade de opção, caso contrário não estariamos a respeitar a nossa própria liberdade, a liberdade que tivemos em escolher os sistemas alternativos.

Vamos ser diferentes e não vamos ignorar os outros! Vamos também respeitar a opinião de cada um.

Offline KubLin

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 428
    • Ver perfil
Banners na Linux Magazine-agora da Red Hat
« Resposta #2 Online: 23 de Junho de 2005, 03:00 »
o contra-ataque....rs

banner da Red Hat no site da http://linuxmagazine.com.br/

texto completo: http://br-linux.org/linux/?q=node/1133

boi

  • Visitante
Banners na Linux Magazine-agora da Red Hat
« Resposta #3 Online: 23 de Junho de 2005, 09:56 »
A campanha Get the Facts não é simplesmente "publicidade sobre outros sistemas", quem pensa isso deveria fazer uma visitinha a esse site: http://linuxfud.org. Não é condenável uma revista de Linux aceitar propaganda da Microsoft e de outras empresas de software proprietário, mas é preciso ver que nesse caso não é uma propaganda comum. Não é uma peça feita para vender produtos da empresa, mas para atacar a concorrência. Uma revista que se diz defensora do Linux não poderia nunca ter aceitado essa campanha.
E quanto à liberdade de escolha, felizmente ela existe. Eu mesmo usei essa liberdade e hoje sou um ex-leitor dessa revista. Não faz falta nenhuma.

Offline KubLin

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 428
    • Ver perfil
Banners na Linux Magazine-agora da Red Hat
« Resposta #4 Online: 23 de Junho de 2005, 13:46 »
boi

longe das inflamadas discussões creio que a LM é uma excelente fonte de conhecimento

como vc consegue se atualizar a respeito dos programas, comandos, etc ?

t+

boi

  • Visitante
Banners na Linux Magazine-agora da Red Hat
« Resposta #5 Online: 23 de Junho de 2005, 14:48 »
A LM é legal, mas perfeitamente dispensável. O que você encontra na revista, encontra na internet. Existem milhares de sites sobre Linux na internet, fóruns, listas de discussão. A revista não faz falta. E depois disso não confio mais nessa revista, para mim eles perderam toda a credibilidade.