Autor Tópico: "O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"  (Lida 3776 vezes)

Offline jorge505

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 430
  • Ubuntu 12.10
    • Ver perfil
    • Tutoriais GIMP
"O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"
« Online: 17 de Dezembro de 2011, 23:32 »
É... Essa foi a afirmação de Jay Lyman, analista sênior da 451 Research e integrante da equipe do site LinuxInsider, onde escreveu sobre as cinco coisas que se pode esperar sobre o Linux no ano de 2012, a reportagem completa está aqui: http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2011/12/5-previsoes-sobre-linux-para-2012.html
Mas... O que a Canonical pensa disso? O que vocês pensam sobre isso?

Offline Rafa Henrique

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 292
  • Linux! Um Grito de Liberdade.
    • Ver perfil
Re: "O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"
« Resposta #1 Online: 17 de Dezembro de 2011, 23:37 »
a 5º previsão não deve acontecer  ;)

eliseu_carvalho

  • Visitante
Re: "O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"
« Resposta #2 Online: 17 de Dezembro de 2011, 23:47 »
a 5º previsão não deve acontecer  ;)

De todas as previsões, essa última foi a mais furada... Mas as outras certamente acontecerão  :D

Offline Rafa Henrique

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 292
  • Linux! Um Grito de Liberdade.
    • Ver perfil
Re: "O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"
« Resposta #3 Online: 17 de Dezembro de 2011, 23:50 »
a 5º previsão não deve acontecer  ;)

De todas as previsões, essa última foi a mais furada... Mas as outras certamente acontecerão  :D

Certamente  :P

Offline jorge505

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 430
  • Ubuntu 12.10
    • Ver perfil
    • Tutoriais GIMP
Re: "O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"
« Resposta #4 Online: 17 de Dezembro de 2011, 23:51 »
Rss, ele foi bem em suas previsões, mas na última... Os "janeleiros" devem estar pensando:
"haha, 2012 só dará Windows com o aero do 7  ::)"
"Mas e o 8?"
"Ahh, rss o 8?... O 8? Ahh, o 8... O 8, é, o 8..."
rss, mudança bruta de visual não é mais desculpa para não testar o Linux  ;)

Offline SuperEly

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 78
    • Ver perfil
Re: "O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"
« Resposta #5 Online: 18 de Dezembro de 2011, 00:48 »
Não me surpreende que o Linux não cresça no Desktop. O pessoal tem impregnado o costume de usar Windows e refuta completamente qualquer alternativa sem ao menos cogitar um teste. É por isso que nem mesmo o Mac OS consegue crescer.

Offline wildner

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 193
    • Ver perfil
Re: "O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"
« Resposta #6 Online: 18 de Dezembro de 2011, 10:22 »
Morrer não acredito, existe mercado para todos os tipos de loucos. Mas crescer, acho difícil. Ficará neste submundo dos 1% por décadas.  Falta muito para que o Linux deslanche.

Offline jorge505

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 430
  • Ubuntu 12.10
    • Ver perfil
    • Tutoriais GIMP
Re: "O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"
« Resposta #7 Online: 18 de Dezembro de 2011, 11:50 »
Na minha opinião o Linux já tem tudo que precisa: suas distros oferecm um ótimo visual, estrutura, suporte, facilidade, leveza, segurança, etc. Acredito que o que realmemte falta é "marketing", a conscientização das pesssoas de que o mundo Linux não é mais como era, ele evoluiu e está melhor do que o Windows, entretanto, essas ideias de que ele é mais fácil, mais bonito e essas coisas ainda persistem, e então o Linux só irá deslanchar quando isso mudar :)

Offline garfo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 1.024
  • Keep easy and simple.
    • Ver perfil
    • linux
Re: "O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"
« Resposta #8 Online: 18 de Dezembro de 2011, 11:52 »
Morrer não vai não. Mas crescer vigorosamente a ponto de competir com pelo menos o Mac OS X, aí é algo meio impossível, na minha opinião. E competir com o Windows? Vixi... Esqueça. Isso aí já era, o Linux perde (e sempre irá perder) feio pro sistema do Ballmer (no quesito de MarketShare, e não no quesito de funcionalidades e segurança).
Garfo -  linux
"Pra quê complicar? Facilidade e simplicidade é tudo!"

Offline Ioca100

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2.850
  • Rio,Brasil
    • Ver perfil
Re: "O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"
« Resposta #9 Online: 18 de Dezembro de 2011, 11:52 »
Morrer não acredito, existe mercado para todos os tipos de loucos. Mas crescer, acho difícil. Ficará neste submundo dos 1% por décadas.  Falta muito para que o Linux deslanche.
Também acho, veja que a Canonical vai levar o Ubuntu à mobilidade, smartphones, tablets, tvs, geladeiras, torradeiras, batatas, hehehe, isto é, o mercado está mudando e o próprio desktop está diminuindo...
« Última modificação: 18 de Dezembro de 2011, 11:54 por Ioca100 »
Usuário Linux- 449417

Offline rhuan 261

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 141
  • Para todo débito existe um crédito de igual valor.
    • Ver perfil
Re: "O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"
« Resposta #10 Online: 18 de Dezembro de 2011, 12:10 »
Bom penso que quem pensa desta forma não tem a minima visão de negócios, pois hoje em dia onde as empresas buscam maneira de reduzir custos para ter-se maiores lucros e maior competitividade no mercado, é complicado não imaginar nessa possibilidade, de se adotar linux. Pois nesta década, principalmente nos últimos 3 anos o linux avançou muito, hoje em dia é um OS bem menos complicado, a instalação de programas onde antigamente era um problema, hoje em dia principalmente para ubuntu e derivados do debian, já não é um dos maiores problemas.

Hoje em dia o linux oferece segurança, custos menores e mais praticidades, vale dizer que o libreoffice já é adotado em várias empresas. O que falta é uma publicidade mais positiva nas distro Linux, pois como vimos com nosso ubuntu, só porque adotou o unity tornou-se uma porcaria de OS, como afirmaram muitos usuários. O que não é verdade.

A partir do momento em que se tiver mais softwares de contabilidade e os usuários pararem de reclamar só por que não dá para para colocar icones numa barra, veremos nosso pinguim avançar, pois com o linux temos velocidade, redução de custos, segurança e estabilidade.
É Iniciante??????????????????
Leia isto Primeiro

Offline jorge505

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 430
  • Ubuntu 12.10
    • Ver perfil
    • Tutoriais GIMP
Re: "O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"
« Resposta #11 Online: 18 de Dezembro de 2011, 12:25 »
Citar
Bom penso que quem pensa desta forma não tem a minima visão de negócios, pois hoje em dia onde as empresas buscam maneira de reduzir custos para ter-se maiores lucros e maior competitividade no mercado, é complicado não imaginar nessa possibilidade, de se adotar linux. Pois nesta década, principalmente nos últimos 3 anos o linux avançou muito, hoje em dia é um OS bem menos complicado, a instalação de programas onde antigamente era um problema, hoje em dia principalmente para ubuntu e derivados do debian, já não é um dos maiores problemas.

Hoje em dia o linux oferece segurança, custos menores e mais praticidades, vale dizer que o libreoffice já é adotado em várias empresas. O que falta é uma publicidade mais positiva nas distro Linux, pois como vimos com nosso ubuntu, só porque adotou o unity tornou-se uma porcaria de OS, como afirmaram muitos usuários. O que não é verdade.

A partir do momento em que se tiver mais softwares de contabilidade e os usuários pararem de reclamar só por que não dá para para colocar icones numa barra, veremos nosso pinguim avançar, pois com o linux temos velocidade, redução de custos, segurança e estabilidade.
hehe, é isso ae, e bom, o mercado de desktops pode estar diminuindo entre usuários comuns, mas já imaginou uma empresa baseada somente em tablets? Isso ainda vai durar por muito tempo, tempo suficiente para o Linux crescer, mas isso só irá acontecer quando os próprios usuários divulgarem o que usam, pois, afinal, isso quebraria muitas ideias erradas sobbre o Linux, mas relacionado as empresas, um problema é o treinamento dos funcionários para se adaptarem ao novo sistema, nem sempre compensando, mas o Linux pode sim crescer, e muito  ;)

Offline rhuan 261

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 141
  • Para todo débito existe um crédito de igual valor.
    • Ver perfil
Re: "O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"
« Resposta #12 Online: 18 de Dezembro de 2011, 12:38 »
Jorge505, hoje em dia o linux, principalmente o ubuntu está tão simples e a população bem familiarizada com tecnologia, que falar em treinamento em uma empresa para funcionários acessarem a internet, digitar textos e fazer planilhas é meio exagerado. É questão cultural, eu mesmo comecei a usar broffice no estágio, confesso no começo amaldiçoava este aplicativo, hoje em dia só uso o Moffice quando vou digitar formulas no artigo que estou desenvolvendo, acho mais pratico.

Quanto ao uso de tablet, confesso que não tinha pensado, haja vista que a tributação em nosso país complica para as empresa adquirirem estes produtos, apriore. Falei mesmo pensando em desktops, pois hoje em dia que empresário não almeja lucros maiores? e como a fórmula do lucro mostra L = R-D, então é possível sim. Basta mudar a visão sobre o linux que a sociedade tem.
É Iniciante??????????????????
Leia isto Primeiro

Offline jorge505

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 430
  • Ubuntu 12.10
    • Ver perfil
    • Tutoriais GIMP
Re: "O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"
« Resposta #13 Online: 18 de Dezembro de 2011, 13:18 »
Bom, isso é verdade, talvez os cursos de "digitação", excel e internet já não sejam tão necessários assim, talvez isso já esteja tão incoporado em nos que já virou instinto (rss), mas mesmo que os tablets baixem e preço ainda vai demorar muito tempo para eles se popularizarem entre as empresas, pois mal trocam os monitores dos pcs (é comum ver aqueles quadrados, grandes e pesados ainda rss), Linus mesmo disse que no fim o Open Source venccerá, e eu tambpem acredito nisso, talvez o Linux perca a batalha, as dificilmente a guerra, pois vejam o Internet Explorer, ontem mesmo era o navegador mais utilizado, as redes sociais engatinhavam e o Linux um dificil sistema, hoje tudo mudou, o Linux está fácil, está bonito, e está crescendo, e tende a crescer cada vez mais, para uns porque é bonito, para outros porque é leve, e para as empresas porque é barato  :D

Offline jkmsjq

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 3.345
  • Ubuntu Member
    • Ver perfil
Re: "O Linux no desktop deve morrer (ou, pelo menos, não crescer)"
« Resposta #14 Online: 18 de Dezembro de 2011, 14:54 »
Vou destoar completamente de todos os comentários feitos até agora. Acredito que o GNU/Linux em quase todas as suas versões que tenham alguma grande empresa apoiando o seu desenvolvimento já estejam tão maduro na sua usabilidade quanto na sua segurança, talves o que falta seja uma melhoria no sistema de apoio nos fóruns com os integrantes sendo mais humildes e acessíveis aos iniciantes (coisa que o fórum do Ubuntu dá um banho nos demais).
Na verdade o que acredito que deixa difícil a integração do GNU/Linux nos ambientes desktops como um todo (tanto particular como empresarial) são justamente os aplicativos. Quando existirem programas tão bons e bonitos como os que existem no ambiente proprietário, aí sim, as coisas vão melhorar e muito. Por exemplo, quem nunca leu, ouviu ou mesmo reclamou de aplicativos do nível Photoshop, Illustrator, InDesign, AutoCAD, etc... Atualmente o único aplicativo open source que realmente está no nível ou mesmo, melhor, dos proprietários é o Blender, os demais deixa muito a desejar, mesmo o GIMP, Inkscape, Scribus, DraftSight. Esses para quem necessita, precisa ou apenas quer fazer trabalhos básico, dá e de sobra, mas, se for necessário para uso profissional, os proprietários tem "atalhos" que facilitam demais a utilização desses aplicativos em ambientes produtivos.
LinuxUser: 548942 / Dando um tópico como resolvido
"A verdade só é agressiva a quem vive de mentiras". Autor desconhecido.
Twitter: @jeisonkertesz