Autor Tópico: Lançada nova versão de "Linux padrão"  (Lida 3510 vezes)

Offline _Luks

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 202
  • Debian Lenny
    • Ver perfil
    • Meu Blog
Lançada nova versão de "Linux padrão"
« Online: 26 de Julho de 2006, 21:00 »


O Linux Standard Base 3.1, que visa padronizar aplicações Linux, foi lançado pelo Free Standards Group, um grupo apoiado por uma série de desenvolvedores de distribuições Linux ou aplicativos.

O apoio de empresas como IBM, HP, Novell, Red Hat, Sun Microsystems e Real Networks pode auxiliar a popularização do sistema operacional de código aberto. A idéia de um padrão fortaleceria a certificação e adoção do Linux como sistema para uma maior base de usuários.

Para mais detalhes a respeito do padrão, visite o site do grupo em freestandards.org.

Fonte http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI978917-EI4801,00.html
 

Offline ppvanzella

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 61
    • Ver perfil
Re: Lançada nova versão de "Linux padrão"
« Resposta #1 Online: 26 de Julho de 2006, 22:52 »
Eu acho a LSB extremamente importante, principalmente em um cenário corporativo, onde é necessário se ter certificação de profissionais e tal...

É uma ótima iniciativa, melhor ainda se as distros seguirem ela à risca como faz o Debian...

Offline Marcus VBP

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 355
  • Anuncie aqui!
    • Ver perfil
    • http://www.marcusvbp.com.br
Re: Lançada nova versão de "Linux padrão"
« Resposta #2 Online: 27 de Julho de 2006, 06:34 »
pena q ela nao eh seguida por todos :(

Offline Supermouse

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 76
    • Ver perfil
Re: Lançada nova versão de "Linux padrão"
« Resposta #3 Online: 27 de Julho de 2006, 09:18 »
opiniao: a LSB vai servir para definir uma padronização para facilitar a criação de programas, nao vai? pois bem, empresas comerciais que venham a distribuir software para Linux com certeza vao adotar esses padrões. Provavelmente, quaisquer projetos open source grandes também vao adotar esses padrões. Distros que nao querem entrar nesse padrao nao vao usar os programas, os usuarios vao migrar para distros que usem e pronto. é aquela lei da tecnologia: ou se atualiza, se adapta ou morre.
Lembrando que essa é apenas a minha opinião, e se você discordar, você está errado.

Offline Fagner Patricio

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 99
    • Ver perfil
    • http://fagnerpatricio.blogspot.com/
Re: Lançada nova versão de "Linux padrão"
« Resposta #4 Online: 27 de Julho de 2006, 19:19 »
Essa nova versão do LSB realmente é muito boa, a principal idéia como já foi mencionada é a padronização dos programas, ou seja daqui em diante se uma empresa lança o pacote LSB nesse padrão todas as distribuições que seguem esse padrão vão aceita-la, não vai ter mais as brigas entre .deb, .rpm e .tar.gz, dizem por ai que a primeira distro a se enquadrar nesse padrão será o proxíma Xandros, mas empresas como Novell, Red Hat e Canonical devem se adequar a ela também e isso é ÓTIMO!!!
Viva o mundo Livre!!!

Offline ppvanzella

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 61
    • Ver perfil
Re: Lançada nova versão de "Linux padrão"
« Resposta #5 Online: 27 de Julho de 2006, 19:57 »
Cara, o ponto da LSB não é com os gerenciadores de pacotes.
Deb, rpm, tgz e talz vão continuar a existir.

O que a LSB faz é manter um padrão como, por exemplo, instalar pacotes compilados em /opt, e pacotes binários em /usr/local.

O que a LSB vai trazer de mudança pros pacotes é que a conversão entre os formatos deles vai ser facilitada.
Só pegar como exemplo debian-likes.

Eu instala qualquer pacote pro debian no ubuntu e vice-versa.

Tenta fazer isso com fedora e suse. Os dois usam RPM, mas cada um tem suas peculiaridades (agora nem tanto, a novell tá adotando legal a LSB eu acho, e o projeto fedora também, mas antes era um caos!)

Isso também vai dar uma mão a projetos como o alien, por exemplo. Tem pacotes rpm que são convertidos numa boa pra deb, enquanto outros dão zica...

Isso também ajuda muito a documentação do sistema, uma vez que há um padrão é possível escrever um "Linux: A Bíblia", porque tu não vais ter que perder tempo explicando que "na distribuição x o arquivo de inicialização rc.local precisa ser criado, enquanto na distribuição y ele está lá, embora com outro nome. Já na distribuição Z ele está presente.". Só vai perder um capítulo explicando diferentes gerenciadores de pacotes (os 3 ou 4 maiores)...

Enfim, LSB é ótima pra comunidade e pra aceitação profissional do software livre.