Autor Tópico: Transforme seu Ubuntu em um ChromeOs / FirefoxOS / seu browserprediletoOS  (Lida 3110 vezes)

Offline abdo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 345
  • Vasco / O Sentimento não para - Ilha do Governador
    • Ver perfil
    • Guia Ilha do Governador
Tenha em seu Ubuntu uma sessão com o seu browser preferido como se fosse o sistema operacional da Google, basta seguir esta dica do hardware.com.br

http://www.hardware.com.br/dicas/sessao-navegador-ubuntu.html

Seguindo o tutorial você terá o seu browser preferido como sua área de trabalho, porem com a instalação do fbpanel que ficará escondido na barra superior você poderá acessar o terminal e lançar todos os programas que existem em seu pc.

abcs
abdo
Digo não a pirataria. Uso Linux
linuxuser #535930 | ubuntuuser #33887
http://s19.postimage.org/ys9n31xib/userbar.png

Online platao

  • Equipe Ubuntu
  • Usuário Ubuntu
  • *****
  • Mensagens: 4.994
    • Ver perfil
Re: Transforme seu Ubuntu em um ChromeOs / FirefoxOS / seu browserprediletoOS
« Resposta #1 Online: 30 de Junho de 2011, 12:04 »
Otima dica abdo, se vc colocar todo o conteudo da dica aqui no forum seria otimo, pois os links podem com o tempo ficar quebrados, ou a pagina sair do ar e a dica se perder.

Dessa forma a dica ainda vai estar aqui no forum disponivel para consulta.
\\\\\\\\Apostilas Dicas e Guias do Ubuntu\\\\\\\\\> http://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,79368.msg440997.html#msg440997

Offline abdo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 345
  • Vasco / O Sentimento não para - Ilha do Governador
    • Ver perfil
    • Guia Ilha do Governador
Re: Transforme seu Ubuntu em um ChromeOs / FirefoxOS / seu browserprediletoOS
« Resposta #2 Online: 30 de Junho de 2011, 13:47 »
Platão, atendendo sua sugestão ai vai o tuto completo

Lembrando sempre que esta dica foi retirada do site do Morimoto, hardware.com.br


Citar
O Chrome OS é um sistema do Google constituído basicamente de um navegador, ou seja, você só usa, em suma, aplicativos Web nele. Seguindo esta tendência, temos um recurso no Mac OS X, uma opção que permite iniciar seu sistema para somente um navegador. Ele é chamado de "Restart to Safari", e permite aos Macs reiniciarem diretamente para o navegador Safari, ao invés de todo o sistema OS X. Obviamente, o tempo de inicialização cai sensivelmente neste modo, trazendo ainda uma série de vantagens em termos de segurança.

A principal vantagem de se ter um modo que vá diretamente para o navegador é o fato de você deixar um visitante ou familiar navegar na web em sua máquina, sem o medo dele apagar/acessar arquivos importantes, ou mesmo danificar o sistema. Este modo poderá ser útil ainda no uso em redes públicas, cortando o acesso ao sistema principal. Outro uso em potencial é aquele onde você tem pressa para ver apenas uma notícia importante, sobre a greve dos ferroviários, por exemplo, ou se aquele email desejado chegou. Navegando na Web, conversando pelo Meebo, e editando documentos pelo Google Docs, de que mais será que eu preciso? :-P

Mas enfim, indo direto ao ponto, esta dica permite com que você adicione um modo "somente navegador" ao seu Ubuntu, deixando-o, quando quiser, parecido com o Chrome OS. A ideia básica é rodar somente o Chrome (navegador) ou o Firefox na inicialização da máquina ou da sessão, e mais basicamente nada é lançado. Além das vantagens supracitadas, isso pode economizar uma grande quantidade de RAM, que será destinada somente à Web, neste caso.

Então vamos lá. Esta dica, diferentemente de outras, ensina para que serva cada passo, ao invés de jogar um script na sua frente e pedir para executá-lo. Com estes passos, ao iniciar a sessão especificada, somente o navegador será aberto - e a sessão é encerrada quando o navegador for fechado. Interessante, não?

Instalando os pacotes necessários

Primeiro, dentro do Ubuntu, vamos instalar um gerenciador de janelas básico e altamente personalizável, o OpenBox, economizando RAM. Abra a "Central de Programas do Ubuntu" e procure por "openbox", instalando o pacote. Ou, caso prefira, abra o terminal (Aplicações > Acessórios > Terminal), e rode...

$ sudo apt-get update ; sudo apt-get -y install openbox openbox-themes

... para atualizar a lista de pacotes e instalar o pacote, respectivamente.

O segundo passo é a instalação de um painel básico e levíssimo, o FBPanel, e um dos gerenciadores de arquivos mais versáteis e leves que já vi, o PCManFM. Faça o mesmo procedimento do OpenBox acima, procurando por "fbpanel" e "pcmanfm" na Central, ou digitando no terminal:

$ sudo apt-get -y install fbpanel pcmanfm

A última instalação é a do navegador Chromium, versão aberta do Chrome, do Google. Se preferir, instale o Firefox. Claro, pesquise por "chromium-browser" ou "firefox" na Central, ou rode:

$ sudo apt-get -y install chromium-browser

ou

$ sudo apt-get -y install firefox

Editando arquivos de configuração

O quarto passo é alterar alguns arquivos de configuração, incluindo o arquivo e o executável de sessão, e de configuração do FBPanel.
Para o Chromium

Começaremos pelo arquivo de sessão: vamos criá-lo. Ele é o responsável por tornar disponível a sessão "Chrome-Session" no GDM.

Abra-o dando Alt+F2 e digitando:

gksu gedit /usr/share/xsessions/Chrome-Session.desktop

... ou no terminal:

$ sudo gedit /usr/share/xsessions/Chrome-Session.desktop

Cole o seguinte conteúdo:

[Desktop Entry]
Name=Chrome-Session
Comment=Custom ~/.xsession script
Exec=chrome-session
X-Ubuntu-Gettext-Domain=gdm
Name[pt_BR]=Chrome-Session
Name[en_US]=Chrome-Session

Salve e feche. Agora é a vez do executável que é rodado quando esta sessão se inicia, sendo o responsável por abrir o navegador, e encerrar a sessão quando este é fechado.

$ sudo gedit /usr/bin/chrome-session

Cole o seguinte:

#!/bin/sh
openbox-session&
fbpanel&
nm-applet&
chromium-browser --user-data-dir="~/.config/chromium"

Salve e feche. Torne-o executável com um:

$ sudo chmod +x /usr/bin/chrome-session

Agora é a vez do arquivo de configuração do FBPanel, que o tornará pequeno, com alguns itens somente. Como usuário comum (não root, por isso não usaremos o sudo), crie a seguinte pasta:

$ mkdir $HOME/.config/fbpanel

E vamos criar/editar o arquivo:

$ gedit $HOME/.config/fbpanel/default

E colemos o conteúdo:

########################################
## fbpanel configuration file             ##
########################################

Global {
        edge = top
        allign = center
        margin = 0
        widthtype = percent
        width = 20
        height = 20
        transparent = false
        tintcolor = #CCCCCC
        alpha = 28
        setdocktype = true
        setpartialstrut = true
        autohide = true
        heightWhenHidden = 2
        roundcorners = true
        roundcornersradius = 7
        layer = none
        MaxElemHeight = 32
}

Plugin {
        type = space
        config {
            size = 2
        }
}

Plugin {
        type = launchbar
        config {
            button {
                icon = terminal
                tooltip = Terminal
                action = x-terminal-emulator
            }
        }
}

Plugin {
        type = space
        config {
            size = 15
        }
}

Plugin {
        type = space
        config {
            size = 10
        }
}

Plugin {
        type = mem
        expand = false
        padding = 2
        config {
            ShowSwap = false
        }
}

Plugin {
        type = cpu
        config {
            Color = green
        }
}

Plugin {
        type = net
        expand = false
        padding = 0
        config {
            #interface = ppp0
            interface = eth0
            # set connection limits to make traffic graph more accurate
            TxLimit = 20
            RxLimit = 190
            TxColor = violet
            RxColor = blue
        }
}


Plugin {
        type = space
        config {
            size = 10
        }
}

#plugin {
#        type = battery
#}

Plugin {
        type = tray
}

Plugin {
        type = space
        config {
            size = 10
        }
}

# Digital Clock
Plugin {
        type = dclock
        config {
            ShowSeconds = false
            HoursView = 24
            TooltipFmt = %A %x
            #Action = xmessage Please define some command &
        }
}

Plugin {
        type = icons
        config {
            DefaultIcon = /usr/share/fbpanel/images/default.xpm
            application {
                icon = gnome-terminal
                ClassName = XTerm
            }
            application {
                icon = gnome-terminal
                ClassName = mlterm
            }
            application {
                icon = gnome-terminal
                ClassName = URxvt
            }
            application {
                icon = gnome-emacs
                ClassName = Emacs
            }
            application {
                icon = mozilla-firefox
                ClassName = Firefox-bin
            }
            application {
                icon = mozilla-firefox
                ClassName = Firefox
            }
        }
}

Feche, após salvar. Pimba!
No Firefox

No Firefox o procedimento é similar. Vamos lá:

No /usr/share/xsessions/Firefox-Session.desktop:

[Desktop Entry]
Name=Firefox-Session
Comment=Custom ~/.xsession script
Exec=firefox-session
X-Ubuntu-Gettext-Domain=gdm
Name[en_US]=Firefox-Session Name[pt_BR]=Firefox-Session

E no /usr/bin/firefox-session:

#!/bin/sh
openbox-session&
fbpanel&
nm-applet&
firefox

Não se esqueça de torná-lo executável!

Caso queira o login automático...

Acione o modo de login automático se deseja entrar o mais rápido possível no nosso "modo navegador". Se quiser deixar este modo somente para os visitantes de sua casa, ou para aquele irmãozinho ou filho pequeno seu, deixe essa etapa para lá.

Vá para "Sistema > Adminsitração > Tela de login", e clique no botão "Desbloquear", digite a senha para destravar, e ative o campo "Iniciar sessão automaticamente como...", escolhendo a sessão "Chrome-Session" ou "Firefox-Session".

Configurações da tela de login
Algumas telas

Seguem algumas telas de como ficou meu Chrome-Session, lembrando que o único 'porém', em meu caso, foi que o FBPanel "comeu" o relógio. Fora isso, tudo bem.

Chromium-Session no Ubuntu

Chromium-Session no Ubuntu

Chromium-Session no Ubuntu

Chromium-Session no Ubuntu

Chromium-Session no Ubuntu
Finalizando

Agora você pode fazer logout do sistema, e na tela de login, selecionar a sessão "Chrome-session" ou "Firefox-session". Você deverá ver o Chromium ou o Firefox rodando com o FBPanel no topo (e com a auto ocultação ligada), aparecendo quando o mouse é colocado sobre a borda da tela neste ponto.

Para sair da sessão basta... fechar o navegador!

Ah, e algumas dicas: acesse a Internet usando o mesmo nm-applet, do Network Manager, que você utiliza usualmente no Gnome; acesse pastas com o PCManFM, como em qualquer outro ambiente desktop; use e abuse do Chrome Market ou dos complementos do Firefox, dependendo menos de aplicativos na máquina; navegue entre várias janelas usando o Alt+Tab. Para reverter a situação, faça o logout, e selecione a sua sessão "Unity" ou "Ubuntu Classic", voltando assim ao seu ambiente completo novamente.

Escolhendo o Ubuntu Classic no GDM

Como se pode perceber, esta dica é voltada mais ao uso pessoal desse tipo de sessão exclusiva para o navegador, e não para outros usos como de visitante, público, etc. Claro, neste caso há uma brecha do usuário poder usar o terminal disponível no FBPanel (mas daí meu amigo, se o cara souber comandos, ninguém segura ele :-P), ou no navegador de arquivos (PCManFM) para fuçar seu sistema. Neste caso, você pode criar um novo usuário (em Sistema > Administração > Usuários e grupos) especialmente para esta sessão personalizada, podendo inclui-lo naquela configuração de inicialização automática.

Você pode até, se assim preferir, desabilitar o FBPanel, bastando comentar sua linha correspondente lá no executável da sessão, ou, através da edição do arquivo de configuração do FBPanel, remover o ícone do terminal, etc. Podemos, quem sabe, colocar o próprio Chromium ou Firefox como gerenciadores de arquivos, já que eles também conseguem listar pastas locais numa boa. Mas isso é assunto para outra dica :-)

Boa diversão!


usei esta dica numa instalação do xubuntu 11.04 usando o browser seamonkey da mozila, a opção por este browser foi por ele já ter consigo um editor html tornando assim mais pratico o meu dia a dia de atualização de sites.
« Última modificação: 30 de Junho de 2011, 13:54 por abdo »
Digo não a pirataria. Uso Linux
linuxuser #535930 | ubuntuuser #33887
http://s19.postimage.org/ys9n31xib/userbar.png