Autor Tópico: Novo Ubuntu fica mais simples  (Lida 1803 vezes)

Offline Perícope

  • Vivendo e aprendendo... Liga dos Dinos
  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 299
    • Ver perfil
Novo Ubuntu fica mais simples
« Online: 14 de Julho de 2006, 10:37 »
Para enfrentar o poderoso Bill Gates e a Microsoft, que tal convocar um dos principais ativistas do século 20, o ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela? Pois o símbolo da luta contra o apartheid e Prêmio Nobel da Paz vestiu a camisa do software livre e virou garoto-propaganda do Ubuntu 6.06, nova versão de uma das mais populares distribuições do sistema operacional GNU/Linux, lançada no início do mês passado.

Para vencer resistências, a fabricante Canonical apostou em um processo de instalação muito mais simples. Colocar o Ubuntu em um computador agora ficou mais fácil do que instalar o Windows XP. E dá pra fazer isso enquanto você escreve um texto, navega na internet ou lê os seus e-mails.

O grande segredo dessa "virada" está no novo CD de instalação, que permite rodar o sistema sem copiá-lo para o disco rígido. Encomende-o, de graça, no endereço http://shipit.ubuntu.com (demora um mês) ou baixe da página oficial (http://www.ubuntu.com) e queime o arquivo ISO em um CD-R ou CD-RW - isso pode ser feito com softwares como o Nero.

Agora, basta reiniciar o micro, colocá-lo na bandeja e esperar o carregamento. Clique em "Start or Install Ubuntu" e, em poucos minutos, você estará no ambiente de ícones e janelas muito parecido com o usado no Windows e no Mac OS. O visual, aliás, foi bastante aprimorado e ficou mais agradável se comparado ao da versão anterior. O padrão de cores adotou um laranja menos gritante e os ícones ficaram mais coloridos.

Ali, você poderá conhecer todos os programas que fazem parte do sistema operacional e usá-los. Entre os destaques, estão as últimas versões do pacote de aplicativos de escritório OpenOffice, do navegador Firefox e de softwares igualmente bons mas menos conhecidos, como o mensageiro instantâneo Gaim e o editor de imagens Gimp. Você poderá ainda testar impressora, pen-drives, tocadores de MP3, celulares e câmeras digitais, entre outros dispositivos, para ver se são compatíveis com o Linux.

Na Área de Trabalho, haverá uma pasta chamada "Examples". Dentro dela, você vai encontrar amostras de arquivos criados dentro do sistema operacional, como textos, apresentações, planilhas, músicas, imagens e desenhos. Há também um vídeo - é aí que entra o garoto-propaganda Nelson Mandela, que explica o significado da palavra "ubuntu". O termo africano, sem tradução em português, significa uma mistura de solidariedade e cooperação.

Um observador mais atento notará, porém, a falta de arquivos na pasta "Examples" com formatos muito populares que não são livres, como o MP3. Esse ainda é um dos grandes obstáculos para a popularização do Ubuntu e de outros sistemas que têm como base o GNU/Linux. Problemas legais impedem que o suporte a MP3 e os decodificadores que permitem assistir a um DVD já venham com o sistema. Dá para resolver o problema (leia mais no site http://link.estadao.com.br), mas é um pouco trabalhoso e há quem alegue que, ao fazer isso, você cometerá um crime. A acusação, porém, é controversa.

Já os formatos adotados pelos documentos do Microsoft Office (DOC, PPT, XLS) e imagens em JPEG vão funcionar perfeitamente. Por isso, antes de instalar o sistema operacional, certifique-se de que seus arquivos conseguirão ser abertos depois. Se tiver dúvidas, faça uma busca na internet.

SEIS PASSOS

Logo abaixo da pasta "Examples" você verá o ícone de instalação. Clique nele e terá início o processo, dividido em apenas seis etapas. Da versão anterior (5.10) para a atual (6.06), a diferença em termos de facilidade deu um salto assustador. Se antes havia uma série de perguntas a responder, com telas azuis de dar medo, agora o programa resolve quase tudo sozinho e dentro de um ambiente gráfico. Não por acaso, a interface salvadora chama-se "Espresso".

A primeira coisa a fazer é escolher o idioma da instalação. Selecione "Português do Brasil" e clique em "Forward". Agora, informe em que fuso horário do País você está localizado, indicando uma cidade correspondente no mapa-múndi. Dê "Avançar" outra vez e confira se o teclado detectado está correto. Se não estiver, basta escolher outro na lista. Siga adiante e preencha a ficha que aparecerá na tela com o seu nome, o login que usará para entrar no Ubuntu e a senha. Avance.

Agora vem o passo mais difícil: definir o local do disco rígido onde o Ubuntu será gravado. Se for instalá-lo junto com o Windows, escolha a opção "Redimensionar partição e usar o espaço liberado", defina quanto quer deixar para o sistema da Microsoft - recomenda-se no mínimo uns 20 gigabytes - e dê "Ok". Você também pode apagar o HD e deixar só o Ubuntu ou escolher a partição manualmente. Dê "Avançar", confirme as escolhas no passo seguinte e dê "Install". Pronto.

Quando estiver no sistema, você poderá baixar programas adicionais pela internet e instalar. Clique em "Aplicativos" e em "Adicionar/Remover". Escolha o software que quiser e dê "Ok" e "Aplicar". Digite sua senha e espere. Bem mais simples do que você pensava, não?

FICHA TÉCNICA

UBUNTU 6.06 DAPPER DRAKE

WEB - www.ubuntu.com
FABRICANTE - Canonical
DETALHES - Sistema operacional GNU/Linux, gratuito, que conta com todos os aplicativos usados por um usuário médio de computador


(http://ultimosegundo.ig.com.br/materias/mundovirtual/2447501-2448000/2447619/2447619_1.xml)
Usuário Linux n. 414104 - Usuário Ubuntu n. 3048
| Não tenha pressa: pesquise no fórum primeiro! |