Autor Tópico: xeracional xerador xeral xeranio xerar xerarca ...  (Lida 8085 vezes)

Offline Jesus

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 77
    • Ver perfil
xeracional xerador xeral xeranio xerar xerarca ...
« Online: 19 de Junho de 2006, 14:27 »
...xerarquía   xerárquico  xeratriz   xerencia   xerente   xerez   xerga  xeriatra   xeriatría   xerifalte   xeringa   xermánico   xermano   xerme   xerminar  xirafas: estas palavras não foram inventadas pela Xuxa. São língua viva, vivíssima, falada.

Só isso já justificaria, acho, a volta da Bodega. Pra gente poder compartilhar amenidades e... cultura (para muitos, inútil; para outros tantos, útil).

Esse excesso (aparente) de xis (não de cheese) está no Galego, uma das línguas faladas na Espanha (e em Portugal). E também no sítio Agnix (http://www.agnix.org) com notícias do mundo linux e informática em geral, escritas em galego (lingua altamente palatável para nós, falantes de português).

Lá pode-se encontrar, entre outras notícias:

OScar, o coche libre (OScar, o carro livre)
Gnome lanza programa para incentivar mulleres desenvolvedoras
CRISTUX, distribución cristiá baseada en Sw GNU
GBuy: A alternativa de Google a PayPal
Como ocultar unha imaxe dentro doutra (como ocultar uma imagem dentro de outra)

Notícias da Galícia podem ser encontradas em http://www.lavozdegalicia.es/se_galicia/index.htm

Para quem prefere textos em catalão:
http://www.elperiodico.com/default.asp?idioma=CAT com versão também em espanhol. Vale dar uma olhada na página de esportes. Entre os assuntos de hoje, Seleção Brasileira, quadrado mágico, Portugal e Felipão, além, é claro, de notícias da seleção espanhola e das demais, na copa.

Offline Kwezer

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 144
    • Ver perfil
Re: xeracional xerador xeral xeranio xerar xerarca
« Resposta #1 Online: 19 de Junho de 2006, 17:40 »
Citação de: "Jesus"
...xerarquía   xerárquico  xeratriz   xerencia   xerente   xerez   xerga  xeriatra   xeriatría   xerifalte   xeringa   xermánico   xermano   xerme   xerminar  xirafas: estas palavras não foram inventadas pela Xuxa. São língua viva, vivíssima, falada.

Só isso já justificaria, acho, a volta da Bodega. Pra gente poder compartilhar amenidades e... cultura (para muitos, inútil; para outros tantos, útil).


Po cara, depois desse seu argumento eu acho que o bodega não servia pra nada mesmo.
O fórum é de suporte ao Ubuntu, não de suporte a estudantes de letras.
Se tu quiser falar sobre essas parada, vai la no fórum da UOL, tem uma seção que de vez enquando eu entro só pra ler e dar risada...

Offline Jesus

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 77
    • Ver perfil
xeracional xerador xeral xeranio xerar xerarca ...
« Resposta #2 Online: 19 de Junho de 2006, 21:44 »
Kwezer, os administradores do fórum e seus moderadores podem estabelecer rígidas regras e impossibilitar qualquer espaço para assuntos não técnicos, decisão que pode estar condicionada por razões técnicas - largura de banda, disponibilidade de servidor etc, etc - ou por convicções pessoais ou filosóficas. Isto está na esfera de poder dos administradores e moderadores. Mas, pode não ser a vontade dos participantes. Eu expressei a minha opinião, tu expressaste a tua.

Tu, Kwezer, estás dentro daquele grupo que eu admiti como achando que outros saberes, como outra língua, são cultura inútil (salvo para dar risada). Respeito a tua opinião. Mas, embora eu esteja mais pra troglodita que pra poliglota, tenho encontrado suporte para aprender alguma coisa - de linux, inclusive - em inglês, francês, italiano, espanhol, galego. Talvez, daqui a algum tempo, em mandarim, em japonês, em russo e até em papiamento e zulu.

Presumo que aches que o Ubuntu e o KDE  (e o Edubuntu) também não têm muita utilidade, por disporem de softwares de línguas - e estimularem o desenvolvimento de softwares educacionais, como os Keduca, Kiten, Klatin, Kig, Kverbos, Kletras, Gcompris, etc. A preocupação com este tipo de assunto e, por conseqüência, de software deveria ser deixado por conta dos usuários do UOL...

A Bodega, pelo que sei, não anularia nem diminuiria - como nunca anulou nem diminuiu - as demais seções, de caráter técnico do fórum. Vai à Bodega quem quer, assim como, em qualquer empresa, vai tomar um cafezinho com os colegas e estabelecer 10 ou 15 minutos de papo ameno quem quer. Ninguém é obrigado a isso. Descartar a possibilidade do fórum do Ubuntu ter um espaço para conversas não diretamente relacionadas com Linux e Ubuntu equivale a proibir o cafezinho na empresa (ou na universidade) porque lá não é cafeteria.

A propósito: nem sou estudante de letras, nem profissional da informática. Isso não me impede nem de aprender tecnologia, nem de aprender línguas aprendendo tecnologia (e vice-versa). Perseguir a integralidade, embora consciente da imperfeição e da parcialidade, está perfeitamente dentro da filosofia do Ubuntu, que adotou a African word, meaning "humanity to others" or "I am what I am because of who we all are".

Em tempo: o fórum é lugar de linguagem informal e não de dissertação de mestrado ou doutorado. Assim, não se exige de ninguém português e digitação perfeitos. Mas o interesse desprendido em uma conversa sobre letras, e até sobre outras línguas, pode ajudar a melhorar a qualidade do texto escrito e da fala.

Offline Alysson Neto

  • Administrador
  • Official Ubuntu Member
  • Usuário Ubuntu
  • *****
  • Mensagens: 606
    • Ver perfil
xeracional xerador xeral xeranio xerar xerarca ...
« Resposta #3 Online: 19 de Junho de 2006, 22:04 »
Pela ultima vez, o forum vai sofrer mudanças, vai ter o Cafe ubuntu no lugar da bodega, mas com outras regras.. esse assunto ja deu o que tinha dar. a bodega morreu, e pronto. Esperem as mudanças que terão um novo local para postar coisas não linux. mas lembrando que tera regras diferentes da antiga bodega, para evitar que a mesma tenha que ser fechada como aconteceu com a bodega
"Eu rejeito sua realidade e substituo pela minha" Adam Savage,

Offline Jesus

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 77
    • Ver perfil
xeracional xerador xeral xeranio xerar xerarca ...
« Resposta #4 Online: 19 de Junho de 2006, 22:26 »
Sem exasperações!

É da natureza da vida a mudança. É da natureza dos fóruns a interação dos membros, que têm legitimidade para tentar influir na formatação do fórum (se não, não será fórum).  E é da natureza da vida em sociedade a limitação da liberdade individual por meio de regras, para viabilizar o convívio pacífico.

O que alguns, poucos, ou muitos, querem é a manutenção de um espaço para assuntos amenos... Que tenha o nome de Bodega, Bar, Café, pouco importa.

Que venham as mudanças, o aperfeiçoamento, e .... o Café.

Piras

  • Visitante
xeracional xerador xeral xeranio xerar xerarca ...
« Resposta #5 Online: 20 de Junho de 2006, 04:10 »
Eu tenho muita simpatia pelo idioma galego e pela cultura galega em geral. Acho um idioma delicioso, aliás, muito próximo do Português, com quem tem uma origem comum, o galaico-português.

E o site Agnix é de fato uma excelente fonte de notícias sobre o Linux, muito atento a páginas brasileiras, aliás.

Por fim, na Galícia há pelo menos duas boas distribuições Linux, todas com tradução completa para o Galego. Uma delas é a GNIX, derivada do nosso Ubuntu; a outra é a Trisguel, uma variação do Debian, que foi de fato a primeira distribuição com suporte ao XGL.

Aliás, uma língua com tanto "x" só poderia ter tudo a ver com a Linux...

____

Citar
O fórum é de suporte ao Ubuntu, não de suporte a estudantes de letras.
Se tu quiser falar sobre essas parada, vai la no fórum da UOL, tem uma seção que de vez enquando eu entro só pra ler e dar risada...


Agressão gratuita! Mesmo discordando do conteúdo ou da conveniência da mensagem, não era para tanto! Vamos criticar sem esculhambar!

Offline Jesus

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 77
    • Ver perfil
xeracional xerador xeral xeranio xerar xerarca ...
« Resposta #6 Online: 20 de Junho de 2006, 11:15 »
Piras, certamente, a seção Bodega foi fechada não por causa daqueles que expõem seus pontos de vista com civilidade, e até com elegância - como é o teu caso. Fechou em decorrência daqueles que lá compareciam para criar caso.

Não sei, de qualquer forma, se é uma boa política fechar uma seção por causa disto. É um risco que se corre em todas as seções, sejam elas técnicas ou não. Em umas e outras, os excessos devem ser coibidos com o rigor, desde a advertência à exclusão do texto ou ao bloqueio do participante.

Mas, creio que o fechamento da Bodega e sua substitução por uma seção denominada Café vem mesmo a calhar. Talvez a mudança do termo mostre melhor o objetivo da seção e o desejado nível de relacionamento social. Isto porque, embora o Dicionário "Lingua Portuguesa On Line" da Priberam Informática - Texto Editores (http://www.priberam.pt/dlpo/dlpo.aspx)  ressalve que, no Brasil, o termo bodega (http://www.priberam.pt/dlpo/definir_resultados.aspx?bodega) corresponda a pequeno armazém de secos e molhados, indicativo da pluralidade de assuntos que poderiam ser debatidos na Bodega - alguns talvez o tenham entendido na acepção comum da língua portuguesa:  taberna ordinária, tasca; casa suja; porcaria. O Houaiss ainda registra: pândega, baderna, ação contrária ao decoro, indecência, impropriedade; taverna de baixa classe.

Embora a palavra Café signifique estabelecimento onde, além de servir-se café - local propício à conversa descontraída -, são servidas também outras bebidas e pequenas refeições, está despida da carga pejorativa suportada pelo termo bodega. Esperemos que os aficcionados por bebidas -  e comidas - que possam provocar descontrole psíquico consumam-nas com moderação.

Em caso de excessos, que o gerente do Café aja com energia e corte, temporariamente, aos indisciplinados os suprimentos; ou ponha-os para fora, mantendo a ordem no estabelecimento e o local aberto aos clientes ordeiros.

Offline Kwezer

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 144
    • Ver perfil
xeracional xerador xeral xeranio xerar xerarca ...
« Resposta #7 Online: 20 de Junho de 2006, 15:06 »
Citação de: "Jesus"
Mas, creio que o fechamento da Bodega e sua substitução por uma seção denominada Café vem mesmo a calhar. Talvez a mudança do termo mostre melhor o objetivo da seção e o desejado nível de relacionamento social. Isto porque, embora o Dicionário "Lingua Portuguesa On Line" da Priberam Informática - Texto Editores (http://www.priberam.pt/dlpo/dlpo.aspx)  ressalve que, no Brasil, o termo bodega (http://www.priberam.pt/dlpo/definir_resultados.aspx?bodega) corresponda a pequeno armazém de secos e molhados, indicativo da pluralidade de assuntos que poderiam ser debatidos na Bodega - alguns talvez o tenham entendido na acepção comum da língua portuguesa:  taberna ordinária, tasca; casa suja; porcaria. O Houaiss ainda registra: pândega, baderna, ação contrária ao decoro, indecência, impropriedade; taverna de baixa classe.

Embora a palavra Café signifique estabelecimento onde, além de servir-se café - local propício à conversa descontraída -, são servidas também outras bebidas e pequenas refeições, está despida da carga pejorativa suportada pelo termo bodega. Esperemos que os aficcionados por bebidas -  e comidas - que possam provocar descontrole psíquico consumam-nas com moderação.

Em caso de excessos, que o gerente do Café aja com energia e corte, temporariamente, aos indisciplinados os suprimentos; ou ponha-os para fora, mantendo a ordem no estabelecimento e o local aberto aos clientes ordeiros.


Café ou Bodega, a "zona" que tinha lá antes vai continuar.
Dúvido muito que a grande massa de usuarios querem o Bodega de volta para discutir filosofia,lingua portuguesa, chinesa ou sei la o que.
Você Jesus é um caso a parte, um em um milhão.

Citação de: "Jesus"
Tu, Kwezer, estás dentro daquele grupo que eu admiti como achando que outros saberes, como outra língua, são cultura inútil (salvo para dar risada). Respeito a tua opinião. Mas, embora eu esteja mais pra troglodita que pra poliglota, tenho encontrado suporte para aprender alguma coisa - de linux, inclusive - em inglês, francês, italiano, espanhol, galego. Talvez, daqui a algum tempo, em mandarim, em japonês, em russo e até em papiamento e zulu.


Desculpe-me, mais em nenhum momento afirmei que outras linguas/culturas são inúteis.
Eu apenas acredito que uma pessoa entra no fórum para discutir/debater assuntos sobre Ubuntu/Linux e não sobre Literatura Portuguêsa/Brasileira.
Existe poucos usuarios que estão afim de fazer isso.
Eu realmente não sinto vontade em debater isso nesse fórum, prefiro conversar assuntos desse tipo com amigos de fora da internet.
Veja bem, não estou querendo dizer que é impossivel se abordar tais assuntos aqui no fórum!

Citação de: "Jesus"

Presumo que aches que o Ubuntu e o KDE (e o Edubuntu) também não têm muita utilidade, por disporem de softwares de línguas - e estimularem o desenvolvimento de softwares educacionais, como os Keduca, Kiten, Klatin, Kig, Kverbos, Kletras, Gcompris, etc. A preocupação com este tipo de assunto e, por conseqüência, de software deveria ser deixado por conta dos usuários do UOL...


Pelo contrário!
Eu e mais um amigo estamos colocando o Edubuntu em algumas escolas publicas aqui da minha cidade, já fizemos alguns testes em uma escola e tivemos resultados positivos.
Vale lembrar que a distribuição Edubuntu não foca apenas na lingua!
A distribuição vem repleta de programas para matemática,português, química e etc.

Citação de: "Jesus"

A Bodega, pelo que sei, não anularia nem diminuiria - como nunca anulou nem diminuiu - as demais seções, de caráter técnico do fórum. Vai à Bodega quem quer, assim como, em qualquer empresa, vai tomar um cafezinho com os colegas e estabelecer 10 ou 15 minutos de papo ameno quem quer. Ninguém é obrigado a isso. Descartar a possibilidade do fórum do Ubuntu ter um espaço para conversas não diretamente relacionadas com Linux e Ubuntu equivale a proibir o cafezinho na empresa (ou na universidade) porque lá não é cafeteria.


Claro, aquele foi meu ponto de vista.
Como já disse, acho que não é bom misturar as coisas, mas, isso vai de pessoa para pessoa.

Citação de: "Piras"
Agressão gratuita! Mesmo discordando do conteúdo ou da conveniência da mensagem, não era para tanto! Vamos criticar sem esculhambar!


Amigo, me desculpe, mas é impossivel afirmar se estou sendo agressivo ou não na internet.
Não é a forma que coloco um texto ou redijo que informa meu estado, a minha intenção não foi de ofender o outro usuario.
Eu apenas coloquei meu ponto de vista, o qual continuo a afirmar.
De qualquer modo, se eu ofendido alguém, fica aqui minhas desculpas.

Até mais  :wink:

Offline Jesus

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 77
    • Ver perfil
xeracional xerador xeral xeranio xerar xerarca ...
« Resposta #8 Online: 20 de Junho de 2006, 19:48 »
Citar
Dúvido muito que a grande massa de usuarios querem o Bodega de volta para discutir filosofia,lingua portuguesa, chinesa ou sei la o que. Você Jesus é um caso a parte, um em um milhão.


Citar
Eu apenas acredito que uma pessoa entra no fórum para discutir/debater assuntos sobre Ubuntu/Linux e não sobre Literatura Portuguêsa/Brasileira. Existe poucos usuarios que estão afim de fazer isso.

a) Bodega era espaço para o livre debate civilizado. Lamento por nem todos terem agido como deveriam. Mas, sobrevindo o Café, se ninguém quiser debater (não discutir) filosofia, língua portuguesa, chinesa ou sei lá o quê comigo, não precisas te preocupar, Kwezer. Ficarei "falando" sozinho. Se eu for o único ou um dos poucos a freqüentar a Bodega, ou o Café, os Administradores certamente o entenderão dispensável e o fecharão, justificadamente, pelo desinteresse geral;

b) Não propus nenhum debate sobre línguas. Apenas utilizei a curiosa riqueza da língua galega para dar um exemplo de assunto que poderia ser mote de conversa numa seção como a Bodega, ainda assim mostrando como assuntos que, aparentemente nada tem a ver com informática, podem ter vínculo com a matéria principal do Fórum.

c) Eu entro neste Fórum porque neste Fórum há pessoas que têm interesses que eu tenho, sendo o ponto de convergência o Ubuntu. Entro neste Fórum para aprender, e para compartilhar o pouco que sei, de Linux, do Ubuntu... E como somos gente, não saímos programados de fábrica para processar um só tipo de operação, podemos nos autorizar a não falar só de Linux e Ubuntu, se houver uma seção para isso. E se há uma seção para sugestões, posso sugerir (ainda que eu seja um caso à parte, um em um milhão, tenho o direito à sugestão) -e sugiro - uma seção para jogar conversa fora, o que não significa conversa inútil. Nunca é inútil uma conversa quando se estabelece um relacionamento respeitoso com outra pessoa.
 
Citar
Eu e mais um amigo estamos colocando o Edubuntu em algumas escolas publicas aqui da minha cidade, já fizemos alguns testes em uma escola e tivemos resultados positivos. Vale lembrar que a distribuição Edubuntu não foca apenas na lingua! A distribuição vem repleta de programas para matemática,português, química e etc.


a) Meus cumprimentos pela tua atuação junto à área educacional, com o Edubuntu. Estranho que alguém com tamanhas preocupações educacionais se disponha a participar de um fórum de estudantes de Letras, no UOL, só para rir. O pessoal lá deve escrever muito mal...

b) Dentre os softwares que mencionei, verás que há alguns que não se referem ou não estão restritos ao aprendizado de línguas. É só uma questão de ler e compreender o que está escrito. Como vês, sem domínio da língua, a compreensão se torna mais difícil.

Citar
Amigo, me desculpe, mas é impossivel afirmar se estou sendo agressivo ou não na internet. Não é a forma que coloco um texto ou redijo que informa meu estado


Kwezer, a língua escrita, como a falada, ou os gestos e as expressões faciais, são instrumentos de expressão. Quando a gente não domina os instrumentos de comunicação (tátil, gesticular, escrita, falada...) pode pretender fazer um afago e produzir uma agressão. Desta forma, não é impossível, não, afirmar a agressividade da mensagem. Pode até ser impossível dizer se o autor pretendeu ser agressivo, mas a mensagem agressiva é perfeitamente detectável. A responsabilidade não se configura só pelos atos praticados de forma dolosa. Pelos procedidos com negligência, imprudência ou imperícia também. Talvez por alguns não se darem conta disto é que a Bodega virou, como dizes, uma zona.  Desculpa-me. Isto não é relativo nem a Linux, nem a Ubuntu.


Xiii, o arquivo iso do Xubuntu-6.06, para eu testar, ainda não terminou de baixar.

Um abraço, Kwezer...

Offline Kwezer

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 144
    • Ver perfil
xeracional xerador xeral xeranio xerar xerarca ...
« Resposta #9 Online: 20 de Junho de 2006, 20:06 »
Citação de: "Jesus"

a) Meus cumprimentos pela tua atuação junto à área educacional, com o Edubuntu. Estranho que alguém com tamanhas preocupações educacionais se disponha a participar de um fórum de estudantes de Letras, no UOL, só para rir. O pessoal lá deve escrever muito mal...


Ué, do mesmo jeito que você acha tempo para entrar no Bodega eu acho para entrar no fórum do UOL.
Tu mesmo utilizou o seguinte exemplo para justificar a utilização do Bodega.

Citação de: "Jesus"
Vai à Bodega quem quer, assim como, em qualquer empresa, vai tomar um cafezinho com os colegas e estabelecer 10 ou 15 minutos de papo ameno quem quer. Ninguém é obrigado a isso. Descartar a possibilidade do fórum do Ubuntu ter um espaço para conversas não diretamente relacionadas com Linux e Ubuntu equivale a proibir o cafezinho na empresa (ou na universidade) porque lá não é cafeteria.


A diferença é que eu vou no do UOL, e não é porque o pessoal escreve errado.
Pra falar verdade eu nem disse isso...

Citação de: "Jesus"
b) Dentre os softwares que mencionei, verás que há alguns que não se referem ou não estão restritos ao aprendizado de línguas. É só uma questão de ler e compreender o que está escrito. Como vês, sem domínio da língua, a compreensão se torna mais difícil.


 :roll:

Inté maiz  :wink:

Offline Jesus

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 77
    • Ver perfil
xeracional xerador xeral xeranio xerar xerarca ...
« Resposta #10 Online: 22 de Junho de 2006, 03:04 »
É de se supor que um fórum de estudantes de Letras, para debate sobre Línguas e/ou Letras seja algo sério para eles. Claro que vai lá (e em qualquer lugar) quem quer. Mas eu não iria na casa dos outros só pra me divertir com o assunto sério deles, quando não admito amenidades na casa dos meus.

Se releres sem paixão o que escrevi, verás que o que estranhei não é teres tempo (qualquer pessoa competente e organizada tem tempo para fazer o que quer - e, tenho certeza, este é o teu caso): minha estranheza foi teres disposição para participar de um fórum de estudantes de Letras, no UOL, só para rir.

Tens razão de sobra no teu destaque: ... sem domínio da língua, a compreensão se torna mais difícil.

Quando abrir o Café, terei prazer em bater longos papos contigo, lá. Espero contar com a tua reciprocidade. Afinal de contas, conforme reza a sabedoria popular, conversando a gente se entende.

Um abração, Kwezer.