Autor Tópico: Banco do Brasil substitui MS-Office pelo software livre  (Lida 3199 vezes)

Offline fabiodsp

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 61
    • Ver perfil
    • http://www.flickr.com/photos/fabio_dsp
Banco do Brasil substitui MS-Office pelo software livre
« Online: 12 de MAR?O de 2006, 07:45 »
Banco do Brasil substitui MS-Office pelo software livre OpenOffice.org
11 de março de 2006

O Banco do Brasil iniciou, em 27 de outubro, a implantação do software livre "OpenOffice.org" nas dependências de todo o país.

Para evitar problemas na instalação e na utilização do aplicativo, vários testes piloto foram realizados nos meses de julho e agosto. Os resultados foram excelentes e os usuários sentiram-se à vontade com a interface de trabalho, características de utilização e funcionalidades do produto.

A sua instalação será feita por meio de CDs que serão enviados para todas as dependências. A previsão é que a implantação do OpenOffice.org nas agências e demais dependências do BB ocorra até dezembro deste ano e início de 2006, respectivamente.

 

Fonte: http://www.amauta.inf.br/index.php?option=com_content&task=view&id=929&Itemid=29

Offline CBotelho

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 96
  • Yo! I'm Luna! The Sniffer Beagle!
    • Ver perfil
Banco do Brasil substitui MS-Office pelo software livre
« Resposta #1 Online: 12 de MAR?O de 2006, 08:28 »
Meu primo testou...
Gostou bastante...
Disse que é bem rápido comparado com Excel do Office "normal"...

Offline fabiodsp

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 61
    • Ver perfil
    • http://www.flickr.com/photos/fabio_dsp
BB substituirá todas licenças do MS Office até o fim do ano
« Resposta #2 Online: 12 de MAR?O de 2006, 08:42 »
BB substituirá todas licenças do MS Office até o fim do ano
Segunda-feira, 06 de Março de 2006, 21h11

Seguindo a sua estratégia de apoiar e fomentar o uso de software livre, o Banco do Brasil anunciou que até o fim deste ano deve substituir todas as licenças do Microsoft Office pelo pacote de escritório OppenOffice.org, composto por editor de texto, planilha eletrônica e apresentações, entre outros aplicativos, e que já foi instalado em 23 mil máquinas do banco em todo o país. Com a mudança, o BB diz que irá economizar aproximadamente R$ 13 milhões com licenças de utilização.

A substituição gradativa de seus sistemas operacionais e aplicativos proprietários por soluções baseadas em software livre inclui também a adoção (operacionalização) do software livre GNU/Linux nos servidores de todas as suas agências. As instalações nos servidores estão ocorrendo na medida em que as dependências passam a operar com a nova rede de transmissão de dados do BB. Hoje o banco estatal já tem 20% da migração da rede feita e a previsão é encerrar todo processo até meados do ano, quando as 5,5 mil dependências do banco estarão utilizando servidores GNU Linux.

O BB lança, também, nesta quarta-feira (8/3), um pacote de programas baseados em softwares livres, que será utilizado em salas de informática e telecentros mantidos pelo Programa de Inclusão Digital do banco.

O suíte Telecentro foi desenvolvido em parceria com a Otun (entidade sem fins lucrativos que reúne empresas e grupos em torno de iniciativas de desenvolvimento de software livre para uso corporativo) e é composto pelos programas Debian 3.1, Ocara e LTSP, utilizados respectivamente na configuração de redes, gerenciamento de telecentros e mapeamento de estações.

Algumas soluções, como o software Debian 3.0, tiveram suas versões adaptadas pelo BB para melhor atender a realidade dos cerca de 1,5 mil telecentros criados pelo Programa de Inclusão Digital e que beneficiam atualmente a mais de 4 milhões de pessoas em todo o país.

fonte: http://www.tiinside.com.br/Filtro.asp?C=265&ID=60859

Offline fabiodsp

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 61
    • Ver perfil
    • http://www.flickr.com/photos/fabio_dsp
Banco do Brasil substitui MS-Office pelo software livre
« Resposta #3 Online: 17 de MAR?O de 2006, 09:46 »
Banco do Brasil adotará OpenOffice em 2006

Aplicativo de automação de escritório de código aberto substituirá pacote da Microsoft.
Alexandre Barbosa



SÃO PAULO - O Banco do Brasil decidiu substituir todas as suas licenças do Microsoft Office pelo pacote de escritório OpenOffice.org.

A suíte de aplicativos de código aberto, gratuita, tem programas para edição de texto, planilhas e apresentações e já foi instalada em mais de 20 mil máquinas do banco em todo o Brasil.

Além disso, a instituição está adotando o Linux nos servidores da agência. Segundo estimativas do BB, até meados deste ano seus 5,5 mil pontos de presença terão servidores rodando Linux.

Segundo nota da instituição, o banco planeja economizar R$ 13 milhões de reais com a migração para o OpenOffice (que pode ser baixado gratuitamente, pela internet).

Em um comunicado separado, a instituição anunciou também o lançamento de um conjunto de programas baseado em software livre para salas de informática do Programa de Inclusão Digital do Banco do Brasil. O projeto tem 1,5 mil telecentros e atende mais de 4 milhões de pessoas.

Fonte: http://www.estadao.com.br/tecnologia/informatica/noticias/2006/mar/16/193.htm