Autor Tópico: jornal o Estado de SP - sobre o PC Conectado  (Lida 12154 vezes)

spitfire

  • Visitante
jornal o Estado de SP - sobre o PC Conectado
« Resposta #15 Online: 21 de Fevereiro de 2006, 17:47 »
concordo com vc agente100gelo...
e fora esse probleminha, tem a outra coisa que influencia:
ficar chamando winuser de burros, winuser preguiçosos ; só por não precisarem passar horas procurando/pesquisando a solução.
Eu conheço várias pessoas que por causa dessas frases bem 'oportunas' não querem ver linux na frente.
Vc acha que pra conquistar um cliente vc tem que chamá-lo de burro por usar um produto do concorrente?
Que tal dar + atenção e ter + paciencia com os novatos? O melhor jeito é conquistar as pessoas de um jeito tranquilo, para que ela conquistada, possa passar a experiencia dela a diante.

Offline Perícope

  • Vivendo e aprendendo... Liga dos Dinos
  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 299
    • Ver perfil
jornal o Estado de SP - sobre o PC Conectado
« Resposta #16 Online: 21 de Fevereiro de 2006, 18:04 »
Citação de: "agente100gelo"
Muitos usuários Linux pensam que o Espiríto Santo baixa nos novos candidatos a usuários.


Agente100gelo, martelou e pegou no prego! Este é, sem dúvida, outro grande problema: há certo orgulho implícito em muitos usuários Linux. Muitos não parecem lembrar que os usuários M$ estão acostumados a ligar a máquina e sair clicando. Está tudo pronto, no lugar, configurado, identificado, nomeado. É só agitar e beber!  8)  Mas no Linux (com exceção de algumas distros mais simpáticas, como Kuruma e Ubuntu) não é bem assim. Mesmo nestas, as coisas, por vezes, podem ser bem complicadas. Citando-me como exemplo, ainda não tenho som no Ubuntu nem consigo fazê-lo usar o modem SpeedTouch 330. É preciso fuçar a internet, perguntar, experimentar, bagunçar tudo, contar com a bondade dos colegas de fórum... Qual usuário final, que só quer jogar paciência e mandar imeios, quer saber disso? Aí, se ele dá o azar de pegar um desses usuários Linux ultra-apaixonados, vai querer logo lhe empurrar um monte de "abre o terminal como rute [é como o pobre rwindowsista entende] e dá um apitiguétiinstalcinápitiqui e escolhe os pacotes libidigemexis e o gecêmestrim e depois rodar o maiqui e o configue e se precisar manda compilar o quernéu e... fácil, né?" :P  :lol:  Quem agüenta isso?

Entendo que a grande força do Linux, além de ser livre, bom, seguro e outras vantagens tecnológicas, está nos usuários, nos fóruns, em pessoas disponíveis em ajudar os novos, em explicar o passo a passo. Não adianta brigar com o sujeito que não quer ler o Foca Linux nem o Guia Ubuntu todo. Ele nunca precisou pegar em um manual do rwindow$ para fazer tudo o que queria! Depois, aos poucos, conforme o cara vai se apaixonando pelo pingüim, ele pode ser introduzido a planos mais elevados de configuração, segredos, configurações. Aí, ele já está fisgado!

A facilidade de usar coisas M$ piratas só vai ser resolvida quando nós, linuxistas, fizermos uma apresentação mais simpática do sistema a que tanto amamos!  :P   :wink:
Usuário Linux n. 414104 - Usuário Ubuntu n. 3048
| Não tenha pressa: pesquise no fórum primeiro! |

Offline Perícope

  • Vivendo e aprendendo... Liga dos Dinos
  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 299
    • Ver perfil
jornal o Estado de SP - sobre o PC Conectado
« Resposta #17 Online: 21 de Fevereiro de 2006, 18:13 »
Citação de: "KubLin"
tem inúmeros sites, inúmeras distros e longe de dizer que isso é ruim

vamos aos fatos:

o leigo se pergunta: caramba, quantos Linux    isso confunde a mente de qualquer um

e eu pergunto: porque não unir forças frente aos sites/projetos que já existem, cada dia surge um novo e nada da galera  se unir na mesma direção


Concordo com você, KubLin. Para quem vem do mundo M$, essa multiplicidade de distros só causa confusão e repulsa. Mesmo havendo uma penca de rwindow$ (o Até à Vista vai ser lançado em oito versões), as pessoas entendem só como rwindow$. E pronto. Lá de vez em quando um descobre que o 98 não roda coisa do xuxa park, mas, no geral, estão satisfeitos com isso. Agora, ao se chegarem ao universo do pingüim, começam com a interrogação: o que é distro? (Eu me fiz e fiz essa pergunta a alguns, mas nunca obtive resposta muito concreta e fácil. Meti a cara por conta e risco com o Kurumin, mas sei que são poucos os usuários finais que têm tempo, disposição, coragem e conhecimento mínimo para isso.) Depois, vão perguntar: qual eu uso?

Quanto aos projetos e sítios, como você mencionam, há controvérsias. Há um tópico recente aqui no fórum que gerou chamas ardentes  :lol:  Há prós e contras, há bons argumentos a favor e bons contra. Penso que, apesar das possíveis e justificáveis diferenças, poderíamos, sim, juntar mais nossas forças para divulgação e "caquetização" das pessoas quanto ao Linux. Até mesmo no aspecto financeiro. Por exemplo, é um contra-senso e uma afronta, porém uma necessidade financeira, você encontrar anúncios da M$ em revistas Linux. A questão é simples: não há linuxista suficiente para pagar anúncio e, sem anúncio, a revista fecha. Aí, se a M$ anuncia, faz-se o quê?

Acho que se colocarmos essas cabeças brilhantes  :lol:  aqui do fórum a pensar, a sugerir, a trabalhar em conjunto, quem sabe possamos fazer alguma coisa de mais impacto? Quem sabe ter uma "filial" da Canonical aqui para distribuição dos CDs? Outras idéias? Sonhos?
Usuário Linux n. 414104 - Usuário Ubuntu n. 3048
| Não tenha pressa: pesquise no fórum primeiro! |

Offline KubLin

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 428
    • Ver perfil
jornal o Estado de SP - sobre o PC Conectado
« Resposta #18 Online: 21 de Fevereiro de 2006, 19:10 »
Citação de: "Perícope"
Quanto aos projetos e sítios, como você mencionam, há controvérsias. Há um tópico recente aqui no fórum que gerou chamas ardentes  :lol:  Há prós e contras, há bons argumentos a favor e bons contra. Penso que, apesar das possíveis e justificáveis diferenças, poderíamos, sim, juntar mais nossas forças


é neste sentido que digo

pergunto: em vez de ter 10 sites, praticamente falando a mesma coisa, poderíamos ter 1 bem ajeitado e ativo com pessoas comprometidas a colaborar de toda e qualquer forma

Extremist

  • Visitante
jornal o Estado de SP - sobre o PC Conectado
« Resposta #19 Online: 21 de Fevereiro de 2006, 19:22 »
esse detalhe da "configuração" é muito importante,  já é difícil para o user utilizar o Linux, se vier "bugado" entãO!  as montadoras cometem erros "graves" demais!  eh triste saber que 90%  dos PC's que vêm com linux acabam tendo um Pirated Windows inatalado no lugar  :cry:  

esse "Fenix" eu já ouvi falar, mais nunca testei, tive a oportunidade de testar o "Insigne Linux" e achei bem legal! só não conseguir descobrir como "inciar, parar e reiniciar" o SAMBA nele,.. estou acostumado com /etc/init.d/samba stop...start ou restart   nele não encontrei esta opção, e também não funcionou com o padrão conectiva, que é services samba start.......

São 4 cd's,  ele tem o Gnome como Desk padrão e vem com diversos softwares legais, gostei da configuração

pra quem não conhece:

http://www.insignesoftware.com/default.php

o site acima é o oficial da distro!  tem suporte "online", suporte via "telefone" e outras coisas mais,,.... achei interessante!  cada vez torço mais para que nosso país aprenda a usar coisas decentes!

O Ubuntu é uma ótima distro para um projeto como este do "PC Conectado"....

Offline Frances H

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 23
    • Ver perfil
jornal o Estado de SP - sobre o PC Conectado
« Resposta #20 Online: 21 de Fevereiro de 2006, 20:43 »
Bom .. do meu ponto de vista o q realmente falta eh um comprometimento maior dos usuarios linux a introduzir metodos mais faceis para os novo usuarios . . naum adiante re inventar a roda ..
as comunidade e ditros deverias aproveitar uma o melhor da outro e criar tudo novo .. assim criando um padrao q com o tempo c introduzido no s cursos e escolas acabaria criando um mercado maior de software e com isso acredito, eu , que o numero de usuario mais "avancados" cresceria...

Resumindo, falta uniao ...
LINUX USER #419396

Yuran

  • Visitante
jornal o Estado de SP - sobre o PC Conectado
« Resposta #21 Online: 21 de Fevereiro de 2006, 22:54 »
Vi uma Noticia que acredito se enquadra nesse assunto do qual falamos, "O Usuario tolerante a falhas" artigo do site Br.Office.Org, deem uma lida no link: http://www.openoffice.org.br/?q=node/43

Offline Perícope

  • Vivendo e aprendendo... Liga dos Dinos
  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 299
    • Ver perfil
jornal o Estado de SP - sobre o PC Conectado
« Resposta #22 Online: 22 de Fevereiro de 2006, 10:11 »
Citação de: "KubLin"
é neste sentido que digo

pergunto: em vez de ter 10 sites, praticamente falando a mesma coisa, poderíamos ter 1 bem ajeitado e ativo com pessoas comprometidas a colaborar de toda e qualquer forma


Por que não um sítio "multidistral"? Algumas páginas de orientações gerais sobre Linux, em linguagem acessibilíssima para os novos, com temas mais pesados para os malucos destruidores de sistema, depois páginas específicas para cada distro. Tudo recebendo contribuições dos usuários. Assim, em lugar de termos de nos associar a trocentos fóruns, concentraríamos tudo em um só.

Poderia haver conexões para páginas específicas, como sítios das distros e fóruns, mas haveria a possibilidade de se encontrar todas as informações ali.

A pergunta, claro, é: quem está disposto a participar disso? E quem está disposto a deixar seu projeto particular para participar de uma grande comunidade?

Só pensando/sonhando alto...
Usuário Linux n. 414104 - Usuário Ubuntu n. 3048
| Não tenha pressa: pesquise no fórum primeiro! |

Offline Perícope

  • Vivendo e aprendendo... Liga dos Dinos
  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 299
    • Ver perfil
jornal o Estado de SP - sobre o PC Conectado
« Resposta #23 Online: 22 de Fevereiro de 2006, 10:21 »
Citação de: "Yuran"
Vi uma Noticia que acredito se enquadra nesse assunto do qual falamos, "O Usuario tolerante a falhas" artigo do site Br.Office.Org, deem uma lida no link: http://www.openoffice.org.br/?q=node/43


O texto é excelente! Simples, direto no ponto, irônico e inteligente! Recomendadíssimo!
Usuário Linux n. 414104 - Usuário Ubuntu n. 3048
| Não tenha pressa: pesquise no fórum primeiro! |

Offline Supermouse

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 76
    • Ver perfil
jornal o Estado de SP - sobre o PC Conectado
« Resposta #24 Online: 22 de Fevereiro de 2006, 10:34 »
postei só pra dizer q eu ia fazer um post kilométrico falando como os usuarios de Rwindow$ realmente são ignorantes, nao adianta defender dizendo q "ninguém deve ser obrigado a ler manual pra nada", quando na verdade AS PESSOAS DEVIAM SER OBRIGADAS A FAZER UM CURSO ANTES DE POSSUIR OU USAR UM COMPUTADOR, da msma maneira q as carteiras de motorista.

só q, infelizmente, após meia hora de divagação, numa verdadeira tese de mestrado, A PORCARIA DO RWINDOW$ DEU PAU E EU PERDI TUDO!!!!!!!


EU ODEIO RWINDOW$, ODEIO A MICROSOFT E ODEIO SER OBRIGADO A USAR RWINDOW$ NO TRABALHO!!!!
Lembrando que essa é apenas a minha opinião, e se você discordar, você está errado.

Offline marcelinux

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 7
    • Ver perfil
jornal o Estado de SP - sobre o PC Conectado
« Resposta #25 Online: 22 de Fevereiro de 2006, 11:15 »
De tudo que li só queria acrescentar o seguinte: o dia em que o linux (qualquer de suas distros) for fácil e intuitivo o suficiente, e seja realmente, em pé de igualdade, uma alternativa ao Windows, pelo seu custo, naturalmente o povo irá aceitá-lo. É o que se vê em matéria de servidores. As grandes corporações se convenceram de que o Linux é tão bom, ou melhor que o Windows, e é muito mais barato implantar e manter o Linux, por isso estão migrando cada vez mais.
Deixem-me relatar-lhes porque resolvi "mexer com Linux". Primeiro, por formação, não me sentia bem usando produtos piratas, e isto porque ? Porque o preço do produto é impraticável. Segundo, pela filosofia: liberdade, autonomia, variedade. Lembram-se quando a informática começou ? A imensa variedade de programas existentes de particulares e empresas, fazendo a mesma coisa ? Pois é, com o tempo, só os mais "fortes" restaram. Creio que o Linux isto poderá ocorrer também, mas não é certeza.
"... quem pode querer ser feliz se não for por amor ..." (J. Bosco)

Offline dop182

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 204
  • Ubuntu User since Breezy Badger
    • Ver perfil
jornal o Estado de SP - sobre o PC Conectado
« Resposta #26 Online: 22 de Fevereiro de 2006, 11:40 »
Concordo, o Linux não está tão bom pra desktop como o Windows (mesmo este tendo os problemas que tem) mais agora no ambiente corporativo, o Linux é a solução. O Linux pra desktop ainda é deficiente em alguns aspectos de suporte de hardware e familiaridade.


Ubuntu User Nº:

Offline agente100gelo

  • Administrador
  • Usuário Ubuntu
  • *****
  • Mensagens: 4.347
  • @Ceará
    • Ver perfil
jornal o Estado de SP - sobre o PC Conectado
« Resposta #27 Online: 22 de Fevereiro de 2006, 12:06 »
Citar
De tudo que li só queria acrescentar o seguinte: o dia em que o linux (qualquer de suas distros) for fácil e intuitivo o suficiente, e seja realmente, em pé de igualdade, uma alternativa ao Windows, pelo seu custo, naturalmente o povo irá aceitá-lo.


Não é tão fácil. O povo vai por inércia. O Linux só vai ganhar mercado mesmo quando a ABES entrar nas casas e multar as pessoas com cópias piratas (alguém acha q vai acontecer isso?). Assim o "custo"/benefício balança pro Linux. Ou ainda quando nas escolas básicas forem apresentado o Linux.

Eu sinceramente acho q o Windows não está bom para o Desktop: Cadê as áreas de trabalho? Cadê o salvar sessão? Cadê os dois painéis? Cadê os locais? Eu fico perdido no Windows sem coisas que existem a mais de 8 anos no Linux.
Advogado e analista de sistema cearense.
Twitter: @glaydson

Offline KubLin

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 428
    • Ver perfil
jornal o Estado de SP - sobre o PC Conectado
« Resposta #28 Online: 22 de Fevereiro de 2006, 12:48 »
este tópico rendeu muito.....rs

é bom que todos externem seu pensamentos e assim colaborem pro desenvolvimento de novas soluções/metodologia a serem adotadas e/ou melhoradas

abraços