Autor Tópico: Andrew Morton descarta chances de fragmentação do kernel Linux  (Lida 1739 vezes)

arlei

  • Visitante
Andrew Morton descarta chances de fragmentação do kernel Linux
« Online: 08 de Agosto de 2007, 10:25 »
Não há razões para temer um desmembramento do Linux e nem mesmo para esperar uma migração para a licença GNU General Public License (GPL) versão 3, assegurou o mantenedor do kernel do Linux 2.6, Andrew Morton, durante o LinuxWorld Conference & Expo, em São Francisco.

Reconhecendo o temor que aparece de tempos em tempos de que o Linux se ramifique em diferentes linhas, Morton disse que isso não é possível porque nenhuma organização contribui o suficiente para o kernel ao ponto de ser possível desmembrá-lo.

Com uma ramificação, linhas distintas do kernel surgiriam, o que poderia causar fragmentação e comprometer a padronização da plataforma. “Essa é minha sutil tentativa de dissipar esses rumores. Não vejo nenhuma caminho para que isso aconteça”, disse Morton. A Intel, que acredita-se ser a maior contribuinte para o kernel, tem uma participação de apenas 4%, segundo ele.

Para ele, isso só seria possível se um grupo de organizações controlando 40% do kernel unisse forças para fazer a ramificação.

Fonte: http://br-linux.org/linux/andrew-morton-descarta-chances-de-fragmentacao-do-kernel-linux

T+
Arlei

Offline Eunir Augusto

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 853
  • Embaixador do Projeto Fedora Brasil
    • Ver perfil
    • Comunidade PCLinuxOS Brasil
Re: Andrew Morton descarta chances de fragmentação do kernel Linux
« Resposta #1 Online: 12 de Agosto de 2007, 00:23 »
eu tenho esse msmo pto de vista, arlei  ;) [ ]s
Comunidade PCLinuxOS Brasil - Assinatura modificada a pedido do grande amigo Ricardo (rjbgbo)

Offline celsofaf

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 254
  • Ubuntu 12.10
    • Ver perfil
Re: Andrew Morton descarta chances de fragmentação do kernel Linux
« Resposta #2 Online: 12 de Agosto de 2007, 01:58 »
O Linux realmente está ramificado, mas nada para nos preocuparmos. O ramo 2.4 ainda é desenvolvido de modo ativo: o Linux 2.4.35 foi lançado há duas semanas. Ramificações significativas a partir do 2.6, do jeito que ele anda bem, acho meio difícil. Só mesmo se resolverem abrir o 2.8 (ou mesmo o 3) e algumas pessoas-chave não gostarem!
Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Offline Eunir Augusto

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 853
  • Embaixador do Projeto Fedora Brasil
    • Ver perfil
    • Comunidade PCLinuxOS Brasil
Re: Andrew Morton descarta chances de fragmentação do kernel Linux
« Resposta #3 Online: 12 de Agosto de 2007, 10:33 »
Só mesmo se resolverem abrir o 2.8 (ou mesmo o 3) e algumas pessoas-chave não gostarem!

Eu acredito que essa possibilidade seja muito remota, celsofaf  ;) [ ]s
Comunidade PCLinuxOS Brasil - Assinatura modificada a pedido do grande amigo Ricardo (rjbgbo)