Autor Tópico: Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD  (Lida 27838 vezes)

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 423
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #75 Online: 08 de Fevereiro de 2018, 00:23 »
Surgiu uma dúvida aqui .  Quando o Ubuntu 16.04 foi lançado , o Kernel era 4.4.x ou 4.5.x .   Quem usava sem problemas  desde aquela época , ainda está usando o Kernel 4.4.x  até os dias de hoje   ?    Pergunto isso , pois queria testar essas versões mais antigas do que a 4.7.10 .
Quando baixei o Xubuntu 16.04 Xenial e instalei  , acho que foi em novembro de 2017 , não lembro qual o kernel original que veio com ele .

De acordo com o cronograma do Ubuntu 16.04, a versão do kernel é fornecida assim:
  • Ubuntu versão 16.04 (lançado em abril de 2016): kernel versão 4.4
  • Ubuntu versão 16.04.1 (lançado em julho de 2016): kernel versão 4.4
  • Ubuntu versão 16.04.2 (lançado em fevereiro de 2017): kernel versão 4.8
  • Ubuntu versão 16.04.3 (lançado em agosto de 2017): kernel versão 4.10
  • Ubuntu versão 16.04.4 (lançado em fevereiro de 2018): kernel versão 4.13
  • Ubuntu versão 16.04.5 (lançado em agosto de 2018): kernel versão 4.15
Portanto, se p.ex. uma pessoa instalar o Ubuntu 16.04.1 o que essa pessoa vai ver é um sistema com kernel versão 4.4. Mas se essa pessoa executar um comando de atualização como sudo apt-get dist-upgrade -y ou então executar o update manager (gerenciador de atualizações) do Ubuntu e aceitar a sugestão de atualizar o kernel, então a versão do kernel será atualizada para a versão mais recente disponível de acordo com aquele cronograma (embora, por garantia, as versões anteriores do kernel sejam mantidas disponíveis no sistema).

Enfim: como normalmente as pessoas atualizam o sistema regularmente (seja via interface gráfica, seja via terminal), o mais provável é que atualmente a maioria das pessoas esteja realmente usando o kernel mais recente. Mas nada impede você de instalar um kernel mais antigo e em seguida selecionar manualmente esse kernel mais antigo (por intermédio do menu do GRUB, caso queira usar o kernel temporariamente, ou via configurações do GRUB, caso queira tornar permanente a inicialização desse kernel mais antigo). Outra maneira (mais radical) consiste em baixar o arquivo ISO de instalação de uma versão anterior do Ubuntu e então instalá-la. Exemplos de arquivos ISO "antigos" da versão 16.04:
Lista completa: http://old-releases.ubuntu.com/releases/16.04.1/

Claro: a pessoa que instalar uma versão anterior à do Ubuntu 16.04.X atual deverá ter o cuidado de não atualizar os pacotes do kernel, caso contrário o kernel dessa versão mais antiga acabará sendo atualizado.
« Última modificação: 08 de Fevereiro de 2018, 08:50 por Sampayu »
Yuri Sucupira ("Sampayu")