Autor Tópico: Solução para acessar o home banking do Banco do Brasil no Ubuntu (com warsaw)  (Lida 52539 vezes)

Offline filmax07

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2
    • Ver perfil
Re:Solução para acessar o home banking do Banco do Brasil no Ubuntu (com warsaw)
« Resposta #195 Online: 23 de Março de 2018, 20:07 »
Deu certo Sampayu!
era so fazer os passos de 6 a 8 mesmo, falta de conhecimento e mt dificil kkkkkk

em relacao a atualizacoes, tenho q tomar cuidado? posso fazer normalmente?


desde ja muito obrigado!!

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 415
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Solução para acessar o home banking do Banco do Brasil no Ubuntu (com warsaw)
« Resposta #196 Online: 24 de Março de 2018, 03:37 »
Fiz um teste com o tutorial, no xubuntu 16.04.3 funciona, porém no 16.04.4 não funciona mais.

Solução: Máquina virtual com a versão congelada.

Instalei o KUbuntu 16.04.4 de 64 bits em uma máquina virtual (usando o aplicativo Oracle VirtualBox) e, após executar os comandos dos itens 6 a 9 da resposta 59, consegui acessar normalmente a minha conta via website do BB, utilizando os navegadores Mozilla Firefox e Google Chrome.

O motivo por que você não conseguiu está muito provavelmente relacionado ao plugin Adobe Flash: é bem provável que seu navegador haja bloqueado a execução do Flash na página https://www2.bancobrasil.com.br/aapf/login.jsp. Como essa página requer que o Flash esteja em execução no navegador, esse bloqueio do Flash (causado pelo navegador) está impedindo seu acesso.

As notas de rodapé 2 e 3 da resposta 59 explicam como ativar o Flash, respectivamente nos navegadores Google Chrome e Mozilla Firefox.

Além disso, é necessário ter instalado ou o pacote adobe-flashplugin ou então o pacote flashplugin-installer (algumas versões do *Ubuntu disponibilizam o pacote "adobe-flashplugin" para instalação e outras disponibilizam o pacote "flashplugin-installer"). A instalação de um desses dois pacotes fará com que o sistema passe a ter o plugin Adobe Flash (caso ainda não esteja instalado) e o atualizará sempre que o mantenedor do repositório desse pacote atualizar o repositório com uma versão mais recente daquele plugin.

Em síntese: como o Warsaw precisa do Flash para funcionar no navegador, além de você instalar o Warsaw e desbloquear o firewall é necessário instalar o plugin Flash no sistema e se lembrar de configurar o seu navegador para não impedir a execução do Flash na página do banco.
« Última modificação: 24 de Março de 2018, 13:21 por Sampayu »
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 415
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Solução para acessar o home banking do Banco do Brasil no Ubuntu (com warsaw)
« Resposta #197 Online: 24 de Março de 2018, 03:40 »
Deu certo Sampayu!
era so fazer os passos de 6 a 8 mesmo, falta de conhecimento e mt dificil kkkkkk

em relacao a atualizacoes, tenho q tomar cuidado? posso fazer normalmente?


desde ja muito obrigado!!

Normal. ;D Ninguém nasce sabendo tudo: todos nós estamos constantemente tendo de aprender coisas novas. Que bom que você agora está conseguindo acessar sua conta com o Warsaw.  8)

Pode atualizar seu sistema sem problemas. O Warsaw não "encrenca" com isso não. E, se algum dia encrencar, poste aqui o problema que eu ou alguma outra pessoa vai investigar o problema e tentar descobrir o que está ocorrendo e como solucionar.
« Última modificação: 24 de Março de 2018, 13:05 por Sampayu »
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline Marcopolo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 669
  • Ubuntu forever, ever!!
    • Ver perfil
Re:Solução para acessar o home banking do Banco do Brasil no Ubuntu (com warsaw)
« Resposta #198 Online: 25 de Março de 2018, 11:32 »
Deu certo Sampayu!
era so fazer os passos de 6 a 8 mesmo, falta de conhecimento e mt dificil kkkkkk

em relacao a atualizacoes, tenho q tomar cuidado? posso fazer normalmente?


desde ja muito obrigado!!
Olá, amigo/colega UsersUbuntu, Sampayu, você "É o CARA"! Depois de muito seguir suas informações para instalar e usar o Módulo de acesso ao Banco do Brasil pelo navegador Firefox, sem êxito, segui seu comando para limpar tudo(as cahes) dos navegadores, desinstalar todos e instalar o Opera e Google Chrome, resolvi usar o Opera e deu tudo certo e você "salvou" minha vida! Muitíssimo obrigado e um fraternal abraço! Eu gostaria de saber seu numero no whatsapp, para lhe enviar um áudio de agradecimento! O mesmo, desejo fazer com o amigo/colega Galactus! Eu usei muito o navegador Opera, no passado, qdo iniciei a Internet em 2005, ainda pela discada! Depois tomei gosto pelo Farifox e nunca mais deixei de usá-lo! Agora, consigo acessar minha conta corrente com segurança, pois o nosso Ubuntu é tudo de bom e seguro! Tenho quase 75 anos e, hoje fiquei mais experiente com sua maravilhosa ajuda! Aprender sempre e sempre! Paz e bem, amém! Deus te abençoe, abundantemente!

Normal. ;D Ninguém nasce sabendo tudo: todos nós estamos constantemente tendo de aprender coisas novas. Que bom que você agora está conseguindo acessar sua conta com o Warsaw.  8)

Pode atualizar seu sistema sem problemas. O Warsaw não "encrenca" com isso não. E, se algum dia encrencar, poste aqui o problema que eu ou alguma outra pessoa vai investigar o problema e tentar descobrir o que está ocorrendo e como solucionar.
Editando:
Colegas/amigos, bom dia! Peço desculpas pelo grave erro em postar meu número de telefone, que já devidamente extraído em edição!
Sampayu, hoje ao retornar o acesso à minha conta corrente no BB, deu o impedimento novamente! Pelo jeito, vou ter que refazer todo o processo! Não estou conseguindo pelo Opera e nem pelo Google Chrome. O Firefox, já deletei do sistema! Essa eu não entendi, pois refiz todo sistema de instalação com o módulo "diagbb-1.0-64.run e nada! Um abraço fraterno!
Edit:
Olá amigo Sampayu, bom dia novamente! É somente para lhe informar que não estou mais conseguindo acessar minha conta corrente! Refiz os passos onde consegui êxito, mas continua dando o erro>>>"Problema no Módulo de Segurança W01". Solicitei o chat do banco e a informação é "vazia", ou seja, o mesmo modo como é informado na sessão de ajuda para todos os Sistemas Operacionais! Se você tiver algo mais que possa me ajudar, aquele fraterno abraço e reconhecimento! Uma ótima semana Santa! Outra informação é, que quando eu estava usando o PC anteriormente, o Módulo aparecia no Pesquisar e eu havia colocado o ícone na barra lateral! Agora não o vejo e imagino que não está sendo instalado! O processo de instalação é completado e pedindo o reboot, mas não consigo o devido acesso! Onde foi que eu errei?
« Última modificação: 26 de Março de 2018, 10:56 por Marcopolo »
"Quanto mais aumenta nosso conhecimento, mais evidente fica nossa ignorância" (JFK).http://ubuntuforum-br.org

Desktop, Intel Core i7, Win 7 64 bits, Windows10 Home  e Ubuntu16.04.3 LTS, HD 500 GB, DDR3 4 GB. Laptop Dell Inspiron 14", Intel Core i3, HD 500 GB, .DDR3 4 GB, Win10- 64 bits-Ununtu16.04.

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 415
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Solução para acessar o home banking do Banco do Brasil no Ubuntu (com warsaw)
« Resposta #199 Online: 25 de Março de 2018, 14:14 »
Deu certo Sampayu!
era so fazer os passos de 6 a 8 mesmo, falta de conhecimento e mt dificil kkkkkk

em relacao a atualizacoes, tenho q tomar cuidado? posso fazer normalmente?


desde ja muito obrigado!!
Olá, amigo/colega UsersUbuntu, Sampayu, você "É o CARA"! Depois de muito seguir suas informações para instalar e usar o Módulo de acesso ao Banco do Brasil pelo navegador Firefox, sem êxito, segui seu comando para limpar tudo(as cahes) dos navegadores, desinstalar todos e instalar o Opera e Google Chrome, resolvi usar o Opera e deu tudo certo e você "salvou" minha vida! Muitíssimo obrigado e um fraternal abraço! Eu gostaria de saber seu numero no whatsapp, para lhe enviar um áudio de agradecimento! O mesmo, desejo fazer com o amigo/colega Galactus! Eu usei muito o navegador Opera, no passado, qdo iniciei a Internet em 2005, ainda pela discada! Depois tomei gosto pelo Farifox e nunca mais deixei de usá-lo! Agora, consigo acessar minha conta corrente com segurança, pois o nosso Ubuntu é tudo de bom e seguro! Tenho quase 75 anos e, hoje fiquei mais experiente com sua maravilhosa ajuda! Aprender sempre e sempre! Paz e bem, amém! Deus te abençoe, abundantemente!

Normal. ;D Ninguém nasce sabendo tudo: todos nós estamos constantemente tendo de aprender coisas novas. Que bom que você agora está conseguindo acessar sua conta com o Warsaw.  8)

Pode atualizar seu sistema sem problemas. O Warsaw não "encrenca" com isso não. E, se algum dia encrencar, poste aqui o problema que eu ou alguma outra pessoa vai investigar o problema e tentar descobrir o que está ocorrendo e como solucionar.
Editando:
Meu número noWhatsapp é (XX)XXXXXXXXX! Tks

Oi, Marcopolo, tudo bem? Estou lhe escrevendo em resposta ao seu comentário. Enfim: fico feliz por saber que as dicas que publiquei lá na resposta 59 ajudaram-lhe a conseguir acessar sua conta bancária com o Warsaw instalado no Linux. :D O esforço conjunto da comunidade Linux fomenta a troca de conhecimentos e é o que torna a comunidade forte, o que por sua vez pavimenta o caminho para que os usuários (os iniciantes, os intermediários e até mesmo os mais experientes) consigam contornar problemas/imprevistos que ocorrem no sistema e consigam, também, aprofundar-se cada vez mais no Linux, o que por sua vez contribui para que os linuxistas (usuários de sistema Linux) adquiram uma crescente autonomia no solucionamento de problemas (embora o Linux seja um constante aprendizado, até porque ele está constantemente sendo manipulado, modificado, atualizado, recebendo recursos novos etc. Nunca dá pra saber "tudo" de Linux).

A respeito das mensagens Whatsapp, por questões de segurança a política do fórum é o não compartilhamento de números telefônicos: sabe-se lá o que alguém pode fazer com o número telefônico que você disponibilizou. Por essa razão, encorajo-o a editar seu comentário, de modo a remover seu número Whatsapp do comentário e, ao invés de contactar o Galactus por Whatsapp, enviar uma mensagem pessoal para ele.

A propósito, eu ia lhe enviar uma mensagem pessoal (MP). No entanto, após eu redigir uma MP endereçada a você e clicar no botão "Enviar", surgiu um aviso de que sua caixa de entrada está cheia. Por isto, tive de vir lhe responder por aqui mesmo, e aproveito a oportunidade para sugerir que você acesse sua caixa de mensagens pessoais, daí esvazie sua caixa de mensagens pessoais e após isso envie mensagem ao Galactus, caso queira. ;) A ferramenta de envio de MP serve justamente para que os usuários consigam se comunicar sem necessidade de Whatsapp e sem necessidade de transformar o tópico do fórum em uma "sala de bate-papo". ;D

Enfim: não se incomode em nos enviar mensagem de voz, a mensagem pode ser de texto mesmo. No que me diz respeito, o principal é saber que quando eu descubro a solução para algum problema e a publico aqui no fórum isso tem um impacto positivo na vida das outras pessoas. Em outras palavras: saber que consegui de certo modo ajudar você já é gratificante por si só.  :)

Abração "procê" e bom domingo.
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 415
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Solução para acessar o home banking do Banco do Brasil no Ubuntu (com warsaw)
« Resposta #200 Online: 27 de Março de 2018, 02:40 »
Editando:
Colegas/amigos, bom dia! Peço desculpas pelo grave erro em postar meu número de telefone, que já devidamente extraído em edição!
Sampayu, hoje ao retornar o acesso à minha conta corrente no BB, deu o impedimento novamente! Pelo jeito, vou ter que refazer todo o processo! Não estou conseguindo pelo Opera e nem pelo Google Chrome. O Firefox, já deletei do sistema! Essa eu não entendi, pois refiz todo sistema de instalação com o módulo "diagbb-1.0-64.run e nada! Um abraço fraterno!
Edit:
Olá amigo Sampayu, bom dia novamente! É somente para lhe informar que não estou mais conseguindo acessar minha conta corrente! Refiz os passos onde consegui êxito, mas continua dando o erro>>>"Problema no Módulo de Segurança W01". Solicitei o chat do banco e a informação é "vazia", ou seja, o mesmo modo como é informado na sessão de ajuda para todos os Sistemas Operacionais! Se você tiver algo mais que possa me ajudar, aquele fraterno abraço e reconhecimento! Uma ótima semana Santa! Outra informação é, que quando eu estava usando o PC anteriormente, o Módulo aparecia no Pesquisar e eu havia colocado o ícone na barra lateral! Agora não o vejo e imagino que não está sendo instalado! O processo de instalação é completado e pedindo o reboot, mas não consigo o devido acesso! Onde foi que eu errei?

Atualizei a resposta 59. Peço que por gentileza execute os passos 1 a 13 da resposta 59  e siga também as dicas que constam lá nas notas de rodapé da resposta 59. Se ainda assim o problema persistir, execute o passo 14 da resposta 59. Caso ainda assim o problema persista, por gentileza postar aqui o resultado de todos estes comandos:

Código: [Selecionar]
sudo netstat -tulapv |grep -i /core
Código: [Selecionar]
ps -ef |grep -i warsaw |grep -v grep
Código: [Selecionar]
ls -las /etc/init.d/warsaw /usr/local/bin/warsaw/
Código: [Selecionar]
sudo iptables -S
Código: [Selecionar]
sudo sysctl -a &> /tmp/syncookies ; grep -i syncookies /tmp/syncookies
Código: [Selecionar]
cat /etc/ufw/sysctl.conf |grep -i syncookies
Código: [Selecionar]
cat /etc/rc.local
Código: [Selecionar]
uname -a
Código: [Selecionar]
lsb_release -a
Código: [Selecionar]
firefox -v
Código: [Selecionar]
opera --version
Código: [Selecionar]
google-chrome --version
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline Marcopolo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 669
  • Ubuntu forever, ever!!
    • Ver perfil
Re:Solução para acessar o home banking do Banco do Brasil no Ubuntu (com warsaw)
« Resposta #201 Online: 27 de Março de 2018, 08:28 »
Editando:
Colegas/amigos, bom dia! Peço desculpas pelo grave erro em postar meu número de telefone, que já devidamente extraído em edição!
Sampayu, hoje ao retornar o acesso à minha conta corrente no BB, deu o impedimento novamente! Pelo jeito, vou ter que refazer todo o processo! Não estou conseguindo pelo Opera e nem pelo Google Chrome. O Firefox, já deletei do sistema! Essa eu não entendi, pois refiz todo sistema de instalação com o módulo "diagbb-1.0-64.run e nada! Um abraço fraterno!
Edit:
Olá amigo Sampayu, bom dia novamente! É somente para lhe informar que não estou mais conseguindo acessar minha conta corrente! Refiz os passos onde consegui êxito, mas continua dando o erro>>>"Problema no Módulo de Segurança W01". Solicitei o chat do banco e a informação é "vazia", ou seja, o mesmo modo como é informado na sessão de ajuda para todos os Sistemas Operacionais! Se você tiver algo mais que possa me ajudar, aquele fraterno abraço e reconhecimento! Uma ótima semana Santa! Outra informação é, que quando eu estava usando o PC anteriormente, o Módulo aparecia no Pesquisar e eu havia colocado o ícone na barra lateral! Agora não o vejo e imagino que não está sendo instalado! O processo de instalação é completado e pedindo o reboot, mas não consigo o devido acesso! Onde foi que eu errei?

Atualizei a resposta 59. Peço que por gentileza execute os passos 1 a 13 da resposta 59  e siga também as dicas que constam lá nas notas de rodapé da resposta 59. Se ainda assim o problema persistir, execute o passo 14 da resposta 59. Caso ainda assim o problema persista, por gentileza postar aqui o resultado de todos estes comandos:

Código: [Selecionar]
sudo netstat -tulapv |grep -i /core
Código: [Selecionar]
ps -ef |grep -i warsaw |grep -v grep
Código: [Selecionar]
ls -las /etc/init.d/warsaw /usr/local/bin/warsaw/
Código: [Selecionar]
sudo iptables -S
Código: [Selecionar]
sudo sysctl -a &> /tmp/syncookies ; grep -i syncookies /tmp/syncookies
Código: [Selecionar]
cat /etc/ufw/sysctl.conf |grep -i syncookies
Código: [Selecionar]
cat /etc/rc.local
Código: [Selecionar]
uname -a
Código: [Selecionar]
lsb_release -a
Código: [Selecionar]
firefox -v
Código: [Selecionar]
opera --version
Código: [Selecionar]
google-chrome --version
Bom dia, nobre amigo Sampayu! Muitíssimo obrigado por seu pronto atendimento em me auxiliar! Já que tenho 11 anos usando o nosso ótimo Ubuntu, imaginei que não me deparia com problemas do gênero! Vou refazer sua dica e, caso negativo, reinstalarei o FireFox ou reinstalarei a Distro pelo pendrive, não obstante, estarmos próximo de mais uma versão LTS, que é a 18.04, talvez lançada dia 26 de Abril! Um fraterno abraço, paz e bem, amém!
Outra dúvida é se você pode me informar se há diferença nos Módulos WARSAW e diagbb-1.0.64.run, pois os dois surgem no terminal no momento do ls -la? Tks
"Quanto mais aumenta nosso conhecimento, mais evidente fica nossa ignorância" (JFK).http://ubuntuforum-br.org

Desktop, Intel Core i7, Win 7 64 bits, Windows10 Home  e Ubuntu16.04.3 LTS, HD 500 GB, DDR3 4 GB. Laptop Dell Inspiron 14", Intel Core i3, HD 500 GB, .DDR3 4 GB, Win10- 64 bits-Ununtu16.04.

Offline Marcopolo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 669
  • Ubuntu forever, ever!!
    • Ver perfil
Re:Solução para acessar o home banking do Banco do Brasil no Ubuntu (com warsaw)
« Resposta #202 Online: 27 de Março de 2018, 16:12 »
Editando:
Colegas/amigos, bom dia! Peço desculpas pelo grave erro em postar meu número de telefone, que já devidamente extraído em edição!
Sampayu, hoje ao retornar o acesso à minha conta corrente no BB, deu o impedimento novamente! Pelo jeito, vou ter que refazer todo o processo! Não estou conseguindo pelo Opera e nem pelo Google Chrome. O Firefox, já deletei do sistema! Essa eu não entendi, pois refiz todo sistema de instalação com o módulo "diagbb-1.0-64.run e nada! Um abraço fraterno!
Edit:
Olá amigo Sampayu, bom dia novamente! É somente para lhe informar que não estou mais conseguindo acessar minha conta corrente! Refiz os passos onde consegui êxito, mas continua dando o erro>>>"Problema no Módulo de Segurança W01". Solicitei o chat do banco e a informação é "vazia", ou seja, o mesmo modo como é informado na sessão de ajuda para todos os Sistemas Operacionais! Se você tiver algo mais que possa me ajudar, aquele fraterno abraço e reconhecimento! Uma ótima semana Santa! Outra informação é, que quando eu estava usando o PC anteriormente, o Módulo aparecia no Pesquisar e eu havia colocado o ícone na barra lateral! Agora não o vejo e imagino que não está sendo instalado! O processo de instalação é completado e pedindo o reboot, mas não consigo o devido acesso! Onde foi que eu errei?

Atualizei a resposta 59. Peço que por gentileza execute os passos 1 a 13 da resposta 59  e siga também as dicas que constam lá nas notas de rodapé da resposta 59. Se ainda assim o problema persistir, execute o passo 14 da resposta 59. Caso ainda assim o problema persista, por gentileza postar aqui o resultado de todos estes comandos:

Código: [Selecionar]
sudo netstat -tulapv |grep -i /core
Código: [Selecionar]
ps -ef |grep -i warsaw |grep -v grep
Código: [Selecionar]
ls -las /etc/init.d/warsaw /usr/local/bin/warsaw/
Código: [Selecionar]
sudo iptables -S
Código: [Selecionar]
sudo sysctl -a &> /tmp/syncookies ; grep -i syncookies /tmp/syncookies
Código: [Selecionar]
cat /etc/ufw/sysctl.conf |grep -i syncookies
Código: [Selecionar]
cat /etc/rc.local
Código: [Selecionar]
uname -a
Código: [Selecionar]
lsb_release -a
Código: [Selecionar]
firefox -v
Código: [Selecionar]
opera --version
Código: [Selecionar]
google-chrome --version
Edit:
Caríssimo amigo/colega Sampayu, retorno para lhe contar a solução definitiva que encontrei para finalmente acessar minha conta corrente no Banco do Brasil! O seguinte: Depois de tentar mais uma sua bela dica, ainda não consegui o acesso, mas não por sua dica estar errada! Apenas, pelo meu tempo em informática (a maior parte em auto-aprendizagem), cheguei à conclusão que o Sistema deveria estar muito carregado e parti para uma tática antiga e meio radical, ou seja, reinstalei o sistema novamente, baixei somente e novamente o navegador Firefox na versão atual(59.0.1(64-bits), baixei por ela o Módulo indicado pelo banco (diagbb-1.0.64.run), fiz todo o procedimento indicado e.........................."Bingo"! Daí em diante, segui os passos conhecidos de uma pós instalação/reinstalação, ou seja,
Código: [Selecionar]
sudo apt-get install synaptic ubuntu-restricted-extras depois os
Código: [Selecionar]
sudo apt-get update,
Código: [Selecionar]
sudo apt-get upgrade ! Depois fui para o plugin do Java com o comando:
Código: [Selecionar]
sudo apt-get install icedtea-plugin !Atualizou todo sistema por um bom período e tudo ficou "redondinho" novamente! Ja iniciei a máquina, várias vezes e, sempre com êxito no acesso! Espero que continue assim e, que essa minha "luta", não tenha sido em vão e que possa ajudar a alguém que se passar(ou passa) pelo mesmo problema! Novamente, um fraternal abraço e dou por encerrado minha pendência! Paz e bem, amém!
"Quanto mais aumenta nosso conhecimento, mais evidente fica nossa ignorância" (JFK).http://ubuntuforum-br.org

Desktop, Intel Core i7, Win 7 64 bits, Windows10 Home  e Ubuntu16.04.3 LTS, HD 500 GB, DDR3 4 GB. Laptop Dell Inspiron 14", Intel Core i3, HD 500 GB, .DDR3 4 GB, Win10- 64 bits-Ununtu16.04.

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 415
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Solução para acessar o home banking do Banco do Brasil no Ubuntu (com warsaw)
« Resposta #203 Online: 27 de Março de 2018, 22:59 »
Bom dia, nobre amigo Sampayu! Muitíssimo obrigado por seu pronto atendimento em me auxiliar! Já que tenho 11 anos usando o nosso ótimo Ubuntu, imaginei que não me deparia com problemas do gênero! Vou refazer sua dica e, caso negativo, reinstalarei o FireFox ou reinstalarei a Distro pelo pendrive, não obstante, estarmos próximo de mais uma versão LTS, que é a 18.04, talvez lançada dia 26 de Abril! Um fraterno abraço, paz e bem, amém!
Outra dúvida é se você pode me informar se há diferença nos Módulos WARSAW e diagbb-1.0.64.run, pois os dois surgem no terminal no momento do ls -la? Tks

Oi de novo.

O aparecimento de dois módulos "warsaw" deve-se ao fato de existir um executável dele em /usr/local/bin/warsaw/ e um script dele em /etc/init.d/warsaw. Mas ambos referem-se ao mesmo módulo.

Isso posto, embora só haja como ter 1 módulo Warsaw instalado (pois ao instalar uma outra versão do Warsaw você fatalmente "destrói" a outra versão), é fato que o Warsaw possui diferentes versões. O que o comando do item 13 da resposta 59 ensina a instalar é uma versão do Warsaw e o que o comando do item 14 da resposta 59 ensina a instalar é uma outra versão (mais recente) do Warsaw.
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 415
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Solução para acessar o home banking do Banco do Brasil no Ubuntu (com warsaw)
« Resposta #204 Online: 27 de Março de 2018, 23:31 »
Edit:
Caríssimo amigo/colega Sampayu, retorno para lhe contar a solução definitiva que encontrei para finalmente acessar minha conta corrente no Banco do Brasil! O seguinte: Depois de tentar mais uma sua bela dica, ainda não consegui o acesso, mas não por sua dica estar errada! Apenas, pelo meu tempo em informática (a maior parte em auto-aprendizagem), cheguei à conclusão que o Sistema deveria estar muito carregado e parti para uma tática antiga e meio radical, ou seja, reinstalei o sistema novamente, baixei somente e novamente o navegador Firefox na versão atual(59.0.1(64-bits), baixei por ela o Módulo indicado pelo banco (diagbb-1.0.64.run), fiz todo o procedimento indicado e.........................."Bingo"! Daí em diante, segui os passos conhecidos de uma pós instalação/reinstalação, ou seja,
Código: [Selecionar]
sudo apt-get install synaptic ubuntu-restricted-extras depois os
Código: [Selecionar]
sudo apt-get update,
Código: [Selecionar]
sudo apt-get upgrade ! Depois fui para o plugin do Java com o comando:
Código: [Selecionar]
sudo apt-get install icedtea-plugin !Atualizou todo sistema por um bom período e tudo ficou "redondinho" novamente! Ja iniciei a máquina, várias vezes e, sempre com êxito no acesso! Espero que continue assim e, que essa minha "luta", não tenha sido em vão e que possa ajudar a alguém que se passar(ou passa) pelo mesmo problema! Novamente, um fraternal abraço e dou por encerrado minha pendência! Paz e bem, amém!

Realmente, quando os passos da resposta 59 é porque o sistema da pessoa está com algum problema (conflito de bibliotecas, drivers etc.) ou com alguma pendência (falta configurar um firewall, instalar um plugin Flash ou algum pacote etc.). Nesses casos, a solução que costuma ser mais prática é realmente uma "instalação limpa".

Algumas sugestões para aperfeiçoar os passos pós-instalação que você executou:

1) Substituir o comando sudo apt-get install synaptic ubuntu-restricted-extras por este:
Código: [Selecionar]
sudo apt-get install synaptic gdebi ubuntu-restricted-extras ubuntu-restricted-addons adobe-flashplugin -y
O pacote ubuntu-restricted-addons instala mais algumas bibliotecas e recursos que complementam o pacote "restricted extras", ao passo que o pacote adobe-flashplugin instala o plugin Flash da Adobe. Caso esse pacote da Adobe não esteja disponível no repositório, você pode alternativamente instalar o pacote flashplugin-installer no lugar dele.

O programa Gdebi (abreviação de GNOME DEB Installer ou "Instalador de pacotes DEB para o ambiente GNOME") permite instalar pacotes DEB resolvendo dependências. Se, por exemplo (fictício), você obtiver na Internet um pacote denominado pacote.deb e esse pacote depender de outro denominado biblioteca.deb, então quando você executar o comando sudo dpkg -i pacote.deb o DPKG informar-lhe-á que não é possível instalar pacote.deb porque esse pacote possui dependências. No entanto, se no lugar desse comando aí você executar o comando sudo gdebi pacote.deb o Gdebi automaticamente obterá a mais recente versão do pacote biblioteca.deb que, concomitantemente, estiver disponível nos repositórios na Internet e for compatível com pacote.deb, e em seguida o Gdebi então instalará esses dois pacotes.

2) Substituir os comandos sudo apt-get update e sudo apt-get upgrade por isto:

Código: [Selecionar]
sudo apt-get update ; sudo apt-get check ; sudo apt-get dist-upgrade -y ; sudo apt-get autoremove -y ; sudo apt-get clean
update atualizará a lista de pacotes DEB disponíveis para download nos repositórios, check verificará a integridade da lista de pacotes e informará qualquer problema (para que você possa novamente atualizar o cache de repositórios e pacotes), dist-upgrade executará uma atualização mais profunda do que upgrade (mas jamais atualizará a versão da distribuição), autoremove fará com que o APT automaticamente remova todos os pacotes que estiverem instalados no sistema mas não forem mais necessários (por serem dependências de pacotes que não estão mais instalados) e clean fará o sistema deletar do disco rígido todos os pacotes DEB que foram armazenados em cache, e isso é útil porque embora os pacotes sejam armazenados em cache teoricamente para que você não precise ficar baixando os pacotes na Internet, o cache de pacotes é gigantesco (costuma ter alguns gigabytes) e, além disso, como a gente não vive desinstalando e reinstalando os mesmos programas, na prática esses pacotes acabam ficando parados, "à toa", armazenados no cache sem serem usados, até que tais programas são atualizados pelos desenvolvedores deles e o próximo apt-get dist-upgrade que você executa acaba substituindo esses pacotes (que ficaram um tempão parados no cache do disco rígido) por pacotes mais novos. Portanto, na prática o cache nunca ou quase nunca é usado e acaba servindo apenas para ocupar espaço no disco rígido, espaço esse que poderia ser aproveitado para algo mais útil.

3) Não é mais necessário executar o comando sudo apt-get install icedtea-plugin porque atualmente nenhum navegador web utiliza o plugin Java: conforme explico na seção introdutória deste tutorial, desde 17/03/2017 o suporte dos navegadores web ao plugin Java foi extinto. Consequentemente, a única razão para instalar o JRE (o ambiente de execução Java: não o plugin Java) é caso você queira usar o programa DIRPF (programa para Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física). Veja bem: o DIRPF não precisa do plugin Java (pois o plugin Java serve apenas para vincular o JRE ao navegador, e atualmente não existe nenhum navegador que funcione com o plugin Java). O que ocorre é o que DIRPF "roda" (é executado) dentro do JRE (dentro do Ambiente de Execução Java). Em outras palavras: assim como o seu navegador Firefox é executado dentro do sistema operacional, o programa DIRPF é executado dentro do JRE (Java Runtime Environment / Ambiente de Execução Java). Como o DIRPF precisa do JRE instalado no sistema, quem desejar usar o DIRPF (ou qualquer outro programa que precise do JRE) terá de instalar o JRE no Linux, daí eu haver elaborado aquele tutorial.

Além disso, é altamente recomendável você executar o supercomando do item 8 da resposta 59 nesse seu sistema "limpo" que você instalou. Isso porque tal supercomando ativará o firewall do Linux. Por padrão, o Linux vem com firewall desativado, portanto seu sistema atualmente está com todas as portas abertas (está exposto). O supercomando do item 8 ativará o firewall do Linux e fechará todas as portas do sistema, porém deixando abertas as portas HTTP (portas TCP 80, 8080 e 443) e também as portas TCP 30800 e 30900 (necessárias para o correto funcionamento do Warsaw).

A respeito dos navegadores, é recomendável instalar os três: Mozilla Firefox, Google Chrome e Opera Browser. Isso porque de tempos em tempos alguma atualização no navegador faz com que um deles pare de funcionar com a página do banco. Já houve uma ocasião em que a extensão NoScript do meu Firefox estava bloqueando as conexões websocket do Warsaw, por isto eu só conseguia acessar minha conta com o Chrome e o Opera. Um tempo depois, o NoScript foi aperfeiçoado e parou de bloquear o Warsaw, por isto voltei a conseguir usar o Firefox para acessar minha conta. Ironicamente, mais ou menos na mesma época o Chrome parou de acessar minha conta, e só depois de algum tempo constatei que era porque o Chrome havia passado (e ainda está) a bloquear o plugin Flash, o que no entanto pode ser contornado se a cada acesso à página do banco você autorizar a execução do plugin Flash, tal qual eu explico nas notas de rodapé lá da resposta 59. Além disso, houve um período em que o Opera era o navegador que melhor funcionava com o Warsaw na página do banco: o Opera funcionava melhor que o Firefox e o Chrome. Depois o Opera parou de funcionar com a página do banco, e atualmente voltou a funcionar mas você precisa manualmente autorizar a execução do plugin Flash toda vez em que acessa a página do banco, ou seja, o Opera tornou-se tão "chato" quanto o Chrome, a respeito da execução do plugin Flash.

Enfim: o navegador que hoje lhe dá um excelente acesso à sua conta bancária amanhã pode se tornar o pior navegador para acessar sua conta bancária. Por isto, é boa prática possuir dois ou mais navegadores instalados. Por experiência própria, recomendo sempre instalar os 3 navegadores mais populares e que funcionam com o Warsaw: Mozilla Firefox, Google Chrome e Opera Browser. Isso diminuirá bastante a possibilidade de você vir a ficar desamparado caso alguma atualização de software torne seu "navegador padrão" incapaz de acessar sua conta bancária. ;)
« Última modificação: 27 de Março de 2018, 23:38 por Sampayu »
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline Marcopolo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 669
  • Ubuntu forever, ever!!
    • Ver perfil
Re:Solução para acessar o home banking do Banco do Brasil no Ubuntu (com warsaw)
« Resposta #205 Online: 28 de Março de 2018, 00:14 »
Edit:
Caríssimo amigo/colega Sampayu, retorno para lhe contar a solução definitiva que encontrei para finalmente acessar minha conta corrente no Banco do Brasil! O seguinte: Depois de tentar mais uma sua bela dica, ainda não consegui o acesso, mas não por sua dica estar errada! Apenas, pelo meu tempo em informática (a maior parte em auto-aprendizagem), cheguei à conclusão que o Sistema deveria estar muito carregado e parti para uma tática antiga e meio radical, ou seja, reinstalei o sistema novamente, baixei somente e novamente o navegador Firefox na versão atual(59.0.1(64-bits), baixei por ela o Módulo indicado pelo banco (diagbb-1.0.64.run), fiz todo o procedimento indicado e.........................."Bingo"! Daí em diante, segui os passos conhecidos de uma pós instalação/reinstalação, ou seja,
Código: [Selecionar]
sudo apt-get install synaptic ubuntu-restricted-extras depois os
Código: [Selecionar]
sudo apt-get update,
Código: [Selecionar]
sudo apt-get upgrade ! Depois fui para o plugin do Java com o comando:
Código: [Selecionar]
sudo apt-get install icedtea-plugin !Atualizou todo sistema por um bom período e tudo ficou "redondinho" novamente! Ja iniciei a máquina, várias vezes e, sempre com êxito no acesso! Espero que continue assim e, que essa minha "luta", não tenha sido em vão e que possa ajudar a alguém que se passar(ou passa) pelo mesmo problema! Novamente, um fraternal abraço e dou por encerrado minha pendência! Paz e bem, amém!

Realmente, quando os passos da resposta 59 é porque o sistema da pessoa está com algum problema (conflito de bibliotecas, drivers etc.) ou com alguma pendência (falta configurar um firewall, instalar um plugin Flash ou algum pacote etc.). Nesses casos, a solução que costuma ser mais prática é realmente uma "instalação limpa".

Algumas sugestões para aperfeiçoar os passos pós-instalação que você executou:

1) Substituir o comando sudo apt-get install synaptic ubuntu-restricted-extras por este:
Código: [Selecionar]
sudo apt-get install synaptic gdebi ubuntu-restricted-extras ubuntu-restricted-addons adobe-flashplugin -y
O pacote ubuntu-restricted-addons instala mais algumas bibliotecas e recursos que complementam o pacote "restricted extras", ao passo que o pacote adobe-flashplugin instala o plugin Flash da Adobe. Caso esse pacote da Adobe não esteja disponível no repositório, você pode alternativamente instalar o pacote flashplugin-installer no lugar dele.

O programa Gdebi (abreviação de GNOME DEB Installer ou "Instalador de pacotes DEB para o ambiente GNOME") permite instalar pacotes DEB resolvendo dependências. Se, por exemplo (fictício), você obtiver na Internet um pacote denominado pacote.deb e esse pacote depender de outro denominado biblioteca.deb, então quando você executar o comando sudo dpkg -i pacote.deb o DPKG informar-lhe-á que não é possível instalar pacote.deb porque esse pacote possui dependências. No entanto, se no lugar desse comando aí você executar o comando sudo gdebi pacote.deb o Gdebi automaticamente obterá a mais recente versão do pacote biblioteca.deb que, concomitantemente, estiver disponível nos repositórios na Internet e for compatível com pacote.deb, e em seguida o Gdebi então instalará esses dois pacotes.

2) Substituir os comandos sudo apt-get update e sudo apt-get upgrade por isto:

Código: [Selecionar]
sudo apt-get update ; sudo apt-get check ; sudo apt-get dist-upgrade -y ; sudo apt-get autoremove -y ; sudo apt-get clean
Sampayu, atendendo sua nobre informação, dei o primeiro comando acima e deu esse resultado abaixo:
___________________________________________________________________________________________________________________________________
o@evandro-H97-Gaming-3:~$ sudo apt-get install synaptic gdebi ubuntu-restricted-extras ubuntu-restricted-addons adobe-flashplugin -y
[sudo] senha para evandro:
Lendo listas de pacotes... Pronto
Construindo árvore de dependências       
Lendo informação de estado... Pronto
O pacote adobe-flashplugin não está disponível, mas é referenciado por outro pacote.
Isto pode significar que o pacote está faltando, ficou obsoleto ou
está disponível somente a partir de outra fonte

E: O pacote 'adobe-flashplugin' não tem candidato para instalação
evandro@evandro-H97-Gaming-3:~$
_________________________________________________________________________________________
O segundo, gerou um resultado impossibilitado de colocar aqui, pois ultrapassa o número de caracteres!
Aí, eu já estou meio "nebuloso" :D :(



update atualizará a lista de pacotes DEB disponíveis para download nos repositórios, check verificará a integridade da lista de pacotes e informará qualquer problema (para que você possa novamente atualizar o cache de repositórios e pacotes), dist-upgrade executará uma atualização mais profunda do que upgrade (mas jamais atualizará a versão da distribuição), autoremove fará com que o APT automaticamente remova todos os pacotes que estiverem instalados no sistema mas não forem mais necessários (por serem dependências de pacotes que não estão mais instalados) e clean fará o sistema deletar do disco rígido todos os pacotes DEB que foram armazenados em cache, e isso é útil porque embora os pacotes sejam armazenados em cache teoricamente para que você não precise ficar baixando os pacotes na Internet, o cache de pacotes é gigantesco (costuma ter alguns gigabytes) e, além disso, como a gente não vive desinstalando e reinstalando os mesmos programas, na prática esses pacotes acabam ficando parados, "à toa", armazenados no cache sem serem usados, até que tais programas são atualizados pelos desenvolvedores deles e o próximo apt-get dist-upgrade que você executa acaba substituindo esses pacotes (que ficaram um tempão parados no cache do disco rígido) por pacotes mais novos. Portanto, na prática o cache nunca ou quase nunca é usado e acaba servindo apenas para ocupar espaço no disco rígido, espaço esse que poderia ser aproveitado para algo mais útil.

3) Não é mais necessário executar o comando sudo apt-get install icedtea-plugin porque atualmente nenhum navegador web utiliza o plugin Java: conforme explico na seção introdutória deste tutorial, desde 17/03/2017 o suporte dos navegadores web ao plugin Java foi extinto. Consequentemente, a única razão para instalar o JRE (o ambiente de execução Java: não o plugin Java) é caso você queira usar o programa DIRPF (programa para Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física). Veja bem: o DIRPF não precisa do plugin Java (pois o plugin Java serve apenas para vincular o JRE ao navegador, e atualmente não existe nenhum navegador que funcione com o plugin Java). O que ocorre é o que DIRPF "roda" (é executado) dentro do JRE (dentro do Ambiente de Execução Java). Em outras palavras: assim como o seu navegador Firefox é executado dentro do sistema operacional, o programa DIRPF é executado dentro do JRE (Java Runtime Environment / Ambiente de Execução Java). Como o DIRPF precisa do JRE instalado no sistema, quem desejar usar o DIRPF (ou qualquer outro programa que precise do JRE) terá de instalar o JRE no Linux, daí eu haver elaborado aquele tutorial.

Além disso, é altamente recomendável você executar o supercomando do item 8 da resposta 59 nesse seu sistema "limpo" que você instalou. Isso porque tal supercomando ativará o firewall do Linux. Por padrão, o Linux vem com firewall desativado, portanto seu sistema atualmente está com todas as portas abertas (está exposto). O supercomando do item 8 ativará o firewall do Linux e fechará todas as portas do sistema, porém deixando abertas as portas HTTP (portas TCP 80, 8080 e 443) e também as portas TCP 30800 e 30900 (necessárias para o correto funcionamento do Warsaw).

A respeito dos navegadores, é recomendável instalar os três: Mozilla Firefox, Google Chrome e Opera Browser. Isso porque de tempos em tempos alguma atualização no navegador faz com que um deles pare de funcionar com a página do banco. Já houve uma ocasião em que a extensão NoScript do meu Firefox estava bloqueando as conexões websocket do Warsaw, por isto eu só conseguia acessar minha conta com o Chrome e o Opera. Um tempo depois, o NoScript foi aperfeiçoado e parou de bloquear o Warsaw, por isto voltei a conseguir usar o Firefox para acessar minha conta. Ironicamente, mais ou menos na mesma época o Chrome parou de acessar minha conta, e só depois de algum tempo constatei que era porque o Chrome havia passado (e ainda está) a bloquear o plugin Flash, o que no entanto pode ser contornado se a cada acesso à página do banco você autorizar a execução do plugin Flash, tal qual eu explico nas notas de rodapé lá da resposta 59. Além disso, houve um período em que o Opera era o navegador que melhor funcionava com o Warsaw na página do banco: o Opera funcionava melhor que o Firefox e o Chrome. Depois o Opera parou de funcionar com a página do banco, e atualmente voltou a funcionar mas você precisa manualmente autorizar a execução do plugin Flash toda vez em que acessa a página do banco, ou seja, o Opera tornou-se tão "chato" quanto o Chrome, a respeito da execução do plugin Flash.

Enfim: o navegador que hoje lhe dá um excelente acesso à sua conta bancária amanhã pode se tornar o pior navegador para acessar sua conta bancária. Por isto, é boa prática possuir dois ou mais navegadores instalados. Por experiência própria, recomendo sempre instalar os 3 navegadores mais populares e que funcionam com o Warsaw: Mozilla Firefox, Google Chrome e Opera Browser. Isso diminuirá bastante a possibilidade de você vir a ficar desamparado caso alguma atualização de software torne seu "navegador padrão" incapaz de acessar sua conta bancária. ;)
« Última modificação: 28 de Março de 2018, 00:30 por Marcopolo »
"Quanto mais aumenta nosso conhecimento, mais evidente fica nossa ignorância" (JFK).http://ubuntuforum-br.org

Desktop, Intel Core i7, Win 7 64 bits, Windows10 Home  e Ubuntu16.04.3 LTS, HD 500 GB, DDR3 4 GB. Laptop Dell Inspiron 14", Intel Core i3, HD 500 GB, .DDR3 4 GB, Win10- 64 bits-Ununtu16.04.

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 415
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Como instalar manualmente o certificado do Warsaw nos principais navegadores web
« Resposta #206 Online: 02 de Abril de 2018, 03:11 »
SEÇÃO 1 - CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES
Como todos sabemos, o desenvolvimento do Warsaw há tempos vem deixando muito a desejar (olha eu usando um eufemismo...  ::)) e é daí que advém a necessidade de o linuxista (usuário de Linux) executar "trocentos" comandos mirabolantes para sanar tais falhas de desenvolvimento e, deste modo, conseguir usar o Warsaw no Linux.

Pois é: entre os tantos problemas já relatados e contornados na resposta 59, uma (infeliz) novidade um pouco mais recente é que algumas versões do Warsaw estão sendo lançadas com falhas de desenvolvimento que fazem com que o certificado do Warsaw, denominado Warsaw Personal CA (abreviação inglesa de Autoridade Certificadora do Warsaw Pessoal), não seja gerado (ou seja gerado mas não instalado) corretamente no *Ubuntu e, por isso, acabe não sendo detectado por nenhum navegador. Como sem esse certificado instalado no sistema (ou com ele instalado porém "invisível" para os navegadores) o acesso à sua conta bancária via navegador web não é possível, o jeito é manualmente gerar o certificado e instalá-lo no sistema...

Os comandos que seguem na SEÇÃO 2 ajudarão você a gerar e instalar o certificado. No entanto, para que os comandos abaixo funcionem é imprescindível que o Warsaw já esteja instalado e em execução no sistema. Portanto, caso você não tenha certeza de que o Warsaw foi instalado e posto em execução em seu sistema, acesse o terminal do shell e execute nele este comando:
Código: [Selecionar]
sudo netstat -tulapv |grep -i core
Caso o resultado do comando acima seja algo assim:
Código: [Selecionar]
tcp        0      0 localhost:30800         0.0.0.0:*               OUÇA       725/core           
tcp        0      0 localhost:30900         0.0.0.0:*               OUÇA       725/core

...isso significa que o daemon denominado core, que é o monitor de serviço do Warsaw (esse é o verdadeiro "nome" do Warsaw), está instalado, está em execução e, por estar em execução, está no momento "escutando" as (está como listener das) portas TCP 30800 e 30900. De fato, isso tudo aí precisa ocorrer para que o Warsaw possa ser considerado instalado e em execução no sistema Linux do seu computador.

Ah, sim: aquele número 725 é o número do processo core que estava em execução no meu sistema Linux quando eu redigi este texto. No seu sistema Linux esse número poderá ser outro e isso é normal, pois cada vez que o computador é ligado ou reiniciado o sistema atribui um novo número de processo (PID) para o daemon core, ou seja: esse número vive mudando mesmo e isso não é relevante.

Em outras palavras, no resultado do comando acima o que importa é que constem aquelas duas linhas: uma da escuta TCP na porta 30800 para o daemon core e outra da escuta TCP na porta 30900 para o mesmo daemon core.
  • Caso o Warsaw não esteja em execução em seu sistema Linux, retorne à resposta 59 e siga as dicas lá apresentadas para que você consiga instalar o Warsaw e colocá-lo em execução. Só retorne pra cá após o Warsaw estar instalado e em execução.
  • Caso o Warsaw esteja instalado e em execução em seu sistema Linux mas, apesar de você ter seguido todas as dicas da resposta 59, o certificado Warsaw Personal CA continue não aparecendo em seu(s) navegador(es), siga para a SEÇÃO 2 abaixo.


SEÇÃO 2 - GERAR E INSTALAR O CERTIFICADO DO WARSAW NOS NAVEGADORES

Abra uma janela do terminal do shell do Linux, em modo usuário (não use o modo root / superusuário!) e siga os passos abaixo para gerar e instalar manualmente o certificado Warsaw Personal CA em seus navegadores web.

2.1. Gere o certificado.
Execute este supercomando quilométrico para gerar o certificado Warsaw Personal CA:
Código: [Selecionar]
echo Acessando /var/tmp ; sleep 3 ; clear ; pushd /var/tmp ; echo Copiando arquivo de config do Warsaw... ; sleep 3 ; clear ; cp /usr/local/etc/warsaw/ws.cnf openssl.conf.gz ; echo Descompactando o arquivo de config do Warsaw... ; sleep 3 ; clear ; gzip -df openssl.conf.gz ; echo Executando comandos openssl para gerar o certificado... ; sleep 3 ; clear ; sudo openssl genrsa -des3 -passout pass:$(< /sys/class/dmi/id/modalias) -out root_ca.key 4096 ; sudo openssl req -new -sha256 -x509 -days 3650 -key root_ca.key -passin pass:$(< /sys/class/dmi/id/modalias) -out root_ca.cer -config openssl.conf -subj "/CN=Warsaw Personal CA" ; sudo openssl genrsa -des3 -passout pass:$(< /sys/class/dmi/id/modalias) -out localhost.key 4096 ; sudo openssl req -new -key localhost.key -passin pass:$(< /sys/class/dmi/id/modalias) -out localhost.csr -config openssl.conf -subj "/CN=127.0.0.1" ; sudo openssl x509 -req -sha256 -days 3650 -in localhost.csr -CA root_ca.cer -CAkey root_ca.key -passin pass:$(< /sys/class/dmi/id/modalias) -set_serial 1 -out localhost.crt ; cat localhost.crt localhost.key |sudo tee /usr/local/etc/warsaw/ws.dat ; md5sum "/sys/class/dmi/id/modalias" | awk '{ print $1 }' |sudo tee /usr/local/etc/warsaw/ws.hsh
2.2. Informe ao sistema qual sua conta de usuário e conta no Firefox.
Execute o supercomando abaixo para que o sistema temporariamente armazene o nome da sua conta de usuário Linux e o nome do seu perfil de usuário Firefox:
Código: [Selecionar]
userprofile=`whoami` ; export userprofile ; for line in $(sudo cat /home/$userprofile/.mozilla/firefox/profiles.ini) ; do campo=${line%=*} ; if [ "$campo" = "Path" ] ; then firefoxprofile=${line#*=} ; export firefoxprofile ; fi ; done
2.3. Instale o certificado.
Execute o supercomando abaixo para excluir algum certificado do Warsaw que porventura esteja danificado e em seguida instalar o certificado do Warsaw para todos os navegadores do sistema (isso se aplica apenas ao seu login de usuário no Linux):
Código: [Selecionar]
pal1=C ; pal2=u ; pal=$pal1$pal2 ; sudo certutil -D -d sql:/home/$userprofile/.pki/nssdb -n "Warsaw Personal CA" $userprofile ; sudo certutil -A -n "Warsaw Personal CA" -t ""TCu,$pal,Tuw"" -i /var/tmp/root_ca.cer -d sql:/home/$userprofile/.pki/nssdb $userprofile
2.4. Torne o certificado visível também para o Firefox.
Caso você utilize o Firefox e ele não esteja exibindo o certificado do Warsaw, execute o comando abaixo para resolver o problema:
Código: [Selecionar]
sudo killall firefox ; sudo ln -sf /home/$userprofile/.pki/nssdb/cert9.db /home/$userprofile/.mozilla/firefox/$firefoxprofile/cert9.db ; sudo ln -sf /home/$userprofile/.pki/nssdb/key4.db /home/$userprofile/.mozilla/firefox/$firefoxprofile/key4.db
Se tudo deu certo, o certificado Warsaw Personal CA agora estará aparecendo em todos os seus navegadores: Google Chrome, Mozilla Firefox, Opera Browser etc. Basta executar seu navegador web, acessar a página de preferências/configurações dele, seguir para a seção que mostra os certificados, daí clicar sobre o item Autoridades e procurar pelo certificado Warsaw Personal CA. ;)

Caso o certificado esteja aparecendo em seu navegador, retorne à página do Banco do Brasil e veja se agora a tela de acesso à conta é inicializada corretamente.


IMPORTANTE: outro ponto falho do Warsaw é que a instalação dele é global mas a instalação do certificado do Warsaw é local (aplica-se somente ao usuário que instalou o Warsaw no sistema). Digo: o instalador do Warsaw não lhe dá a opção de escolher quais usuários do sistema você deseja que possuam o certificado do Warsaw (sem o qual não é possível usar o Warsaw nos navegadores web). Em outras palavras: uma vez que o Warsaw esteja instalado, aquele daemon core ficará em execução independentemente da conta de usuário Linux que esteja conectada no momento (o Warsaw ficará "disponível" para todos os usuários do sistema Linux), porém o certificado do Warsaw será instalado somente na conta do usuário que executou os procedimentos da SEÇÃO 2, o que deixará os demais usuários do sistema sem o certificado do Warsaw. :(

Exemplo: se no seu sistema Linux você tiver uma conta denominada bogus que possua acesso root / superusuário (por intermédio do comando sudo) mas sua irmã tiver, nesse mesmo sistema Linux, uma conta denominada mana, então quando você se conectar à conta bogus e executar os comandos da SEÇÃO 2 você instalará o certificado Warsaw Personal CA para - e somente para - a sua conta bogus: se a sua irmã efetuar login no Linux usando a conta mana, o(s) navegador(es) dela não mostrará/mostrarão o certificado do Warsaw.

Para resolver isso, será necessário que a sua irmã efetue login no sistema com a conta mana e em seguida execute os comandos da SEÇÃO 2. No entanto, os comandos só funcionarão caso a conta mana esteja autorizada a executar o comando sudo (abreviação de superuser do, ou seja, "temporariamente executar algo, com poderes de superusuário"): caso a conta mana não possua essa autorização é porque a conta mana não pertence ao grupo sudo. Se quiser ver quem no seu sistema pertence ao grupo sudo, execute este comando, no terminal do shell:
Código: [Selecionar]
cat /etc/group |grep -i sudoSe o resultado do comando acima for algo assim:
Código: [Selecionar]
sudo:x:33:bogus,mana...então tanto a conta bogus quanto a conta mana podem executar o comando sudo e, portanto, a conta mana pode executar todos os comandos da SEÇÃO 2 tranquilamente, pois neste cenário eles funcionarão e instalarão corretamente o certificado do Warsaw para a conta mana.

No entanto, caso no resultado do comando acima a conta mana não apareça, isso significa que a conta mana não está autorizada a executar o comando sudo. Neste caso, a solução consiste em você se conectar ao sistema normalmente, usando sua conta bogus mesmo, então abrir uma janela do terminal do shell, executar normalmente o comando ali do item 2.1, só que em seguida você executará o comando do item 2.2 substituindo aquele código `whoami` pela palavra mana, ou seja: no lugar de `whoami` você vai usar o nome da conta de usuário em que você deseja instalar o certificado. ;)

Seguindo o exemplo acima (em que supostamente sua conta de usuário chama-se bogus e possui autorização para executar o comando sudo, porém existe uma segunda conta no seu sistema Linux, conta essa denominada mana, e essa conta mana não possui autorização para executar o comando sudo porém essa conta mana também precisa ter o certificado do Warsaw instalado), o comando do item 2.2 deverá então ficar assim:
Código: [Selecionar]
userprofile=mana ; export userprofile ; for line in $(sudo cat /home/$userprofile/.mozilla/firefox/profiles.ini) ; do campo=${line%=*} ; if [ "$campo" = "Path" ] ; then firefoxprofile=${line#*=} ; export firefoxprofile ; fi ; done
Após você executar o comando 2.2 modificado, seu sistema Linux estará "sabendo" que o usuário a ser afetado pelos demais comandos será a conta mana, portanto agora basta executar os comandos dos itens seguintes (2.3 e 2.4) que o certificado será instalado na conta mana. E tudo isso sem precisar torná-la superusuária, sem ela precisar efetuar login na conta mana e executar comando nenhum. ;)
« Última modificação: 02 de Abril de 2018, 17:52 por Sampayu »
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline Marcopolo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 669
  • Ubuntu forever, ever!!
    • Ver perfil
Re:Como instalar manualmente o certificado do Warsaw nos principais navegadores web
« Resposta #207 Online: 02 de Abril de 2018, 07:26 »
SEÇÃO 1
Como todos sabemos, o desenvolvimento do Warsaw há tempos vem deixando muito a desejar (olha eu usando um eufemismo...  ::)) e é daí que advém a necessidade de o linuxista (usuário de Linux) executar "trocentos" comandos mirabolantes para sanar tais falhas de desenvolvimento e, deste modo, conseguir usar o Warsaw no Linux.

Pois é: entre os tantos problemas já relatados e contornados na resposta 59, uma (infeliz) novidade um pouco mais recente é que algumas versões do Warsaw estão sendo lançadas com falhas de desenvolvimento que fazem com que o certificado do Warsaw, denominado Warsaw Personal CA (abreviação inglesa de Autoridade Certificadora do Warsaw Pessoal), não seja gerado (ou seja gerado mas não instalado) corretamente no *Ubuntu e, por isso, acabe não sendo detectado por nenhum navegador. Como sem esse certificado instalado no sistema (ou com ele instalado porém "invisível" para os navegadores) o acesso à sua conta bancária via navegador web não é possível, o jeito é manualmente gerar o certificado e instalá-lo no sistema...

Os comandos que seguem na SEÇÃO 2 ajudarão você a gerar e instalar o certificado. No entanto, para que os comandos abaixo funcionem é imprescindível que o Warsaw já esteja instalado e em execução no sistema. Portanto, caso você não tenha certeza de que o Warsaw foi instalado e posto em execução em seu sistema, acesse o terminal do shell e execute nele este comando:
Código: [Selecionar]
sudo netstat -tulapv |grep -i core
Caso o resultado do comando acima seja algo assim:
Código: [Selecionar]
tcp        0      0 localhost:30800         0.0.0.0:*               OUÇA       725/core           
tcp        0      0 localhost:30900         0.0.0.0:*               OUÇA       725/core

...isso significa que o daemon denominado core, que é o monitor de serviço do Warsaw (esse é o verdadeiro "nome" do Warsaw), está instalado, está em execução e, por estar em execução, está no momento "escutando" as (está como listener das) portas TCP 30800 e 30900. De fato, isso tudo aí precisa ocorrer para que o Warsaw possa ser considerado instalado e em execução no sistema Linux do seu computador.

Ah, sim: aquele número 725 é o número do processo core que estava em execução no meu sistema Linux quando eu redigi este texto. No seu sistema Linux esse número poderá ser outro e isso é normal, pois cada vez que o computador é ligado ou reiniciado o sistema atribui um novo número de processo (PID) para o daemon core, ou seja: esse número vive mudando mesmo e isso não é relevante.

Em outras palavras, no resultado do comando acima o que importa é que constem aquelas duas linhas: uma da escuta TCP na porta 30800 para o daemon core e outra da escuta TCP na porta 30900 para o mesmo daemon core.
  • Caso o Warsaw não esteja em execução em seu sistema Linux, retorne à resposta 59 e siga as dicas lá apresentadas para que você consiga instalar o Warsaw e colocá-lo em execução. Só retorne pra cá após o Warsaw estar instalado e em execução.
  • Caso o Warsaw esteja instalado e em execução em seu sistema Linux mas, apesar de você ter seguido todas as dicas da resposta 59, o certificado Warsaw Personal CA continue não aparecendo em seu(s) navegador(es), siga para a SEÇÃO 2 abaixo.


SEÇÃO 2

Abra uma janela do terminal do shell do Linux, em modo usuário (não use o modo root / superusuário!) e siga os passos abaixo para gerar e instalar manualmente o certificado Warsaw Personal CA em seus navegadores web.

2.1. Gere o certificado.
Execute este supercomando quilométrico para gerar o certificado Warsaw Personal CA:
Código: [Selecionar]
echo Acessando /var/tmp ; sleep 3 ; clear ; pushd /var/tmp ; echo Copiando arquivo de config do Warsaw... ; sleep 3 ; clear ; cp /usr/local/etc/warsaw/ws.cnf openssl.conf.gz ; echo Descompactando o arquivo de config do Warsaw... ; sleep 3 ; clear ; gzip -df openssl.conf.gz ; echo Executando comendos openssl para gerar o certificado... ; sleep 3 ; clear ; sudo openssl genrsa -des3 -passout pass:$(< /sys/class/dmi/id/modalias) -out root_ca.key 4096 ; sudo openssl req -new -sha256 -x509 -days 3650 -key root_ca.key -passin pass:$(< /sys/class/dmi/id/modalias) -out root_ca.cer -config openssl.conf -subj "/CN=Warsaw Personal CA" ; sudo openssl genrsa -des3 -passout pass:$(< /sys/class/dmi/id/modalias) -out localhost.key 4096 ; sudo openssl req -new -key localhost.key -passin pass:$(< /sys/class/dmi/id/modalias) -out localhost.csr -config openssl.conf -subj "/CN=127.0.0.1" ; sudo openssl x509 -req -sha256 -days 3650 -in localhost.csr -CA root_ca.cer -CAkey root_ca.key -passin pass:$(< /sys/class/dmi/id/modalias) -set_serial 1 -out localhost.crt ; cat localhost.crt localhost.key |sudo tee /usr/local/etc/warsaw/ws.dat ; md5sum "/sys/class/dmi/id/modalias" | awk '{ print $1 }' |sudo tee /usr/local/etc/warsaw/ws.hsh
2.2. Informe ao sistema qual sua conta de usuário e conta no Firefox.
Execute o supercomando abaixo para que o sistema temporariamente armazene o nome da sua conta de usuário Linux e o nome do seu perfil de usuário Firefox:
Código: [Selecionar]
userprofile=`whoami` ; export userprofile ; for line in $(cat /home/$userprofile/.mozilla/firefox/profiles.ini) ; do campo=${line%=*} ; if [ "$campo" = "Path" ] ; then firefoxprofile=${line#*=} ; export firefoxprofile ; fi ; done
2.3. Instale o certificado.
Execute o supercomando abaixo para excluir algum certificado do Warsaw que porventura esteja danificado e em seguida instalar o certificado do Warsaw para todos os navegadores do sistema (isso se aplica apenas ao seu login de usuário no Linux):
Código: [Selecionar]
pal1=C ; pal2=u ; pal=$pal1$pal2 ; sudo certutil -D -d sql:/home/$userprofile/.pki/nssdb -n "Warsaw Personal CA" $userprofile ; sudo certutil -A -n "Warsaw Personal CA" -t ""TCu,$pal,Tuw"" -i /var/tmp/root_ca.cer -d sql:/home/$userprofile/.pki/nssdb $userprofile
2.4. Torne o certificado visível também para o Firefox.
Caso você utilize o Firefox e ele não esteja exibindo o certificado do Warsaw, execute o comando abaixo para resolver o problema:
Código: [Selecionar]
sudo killall firefox ; ln -sf /home/$userprofile/.pki/nssdb/cert9.db /home/$userprofile/.mozilla/firefox/$firefoxprofile/cert9.db ; ln -sf /home/$userprofile/.pki/nssdb/key4.db /home/$userprofile/.mozilla/firefox/$firefoxprofile/key4.db
Se tudo deu certo, o certificado Warsaw Personal CA agora estará aparecendo em todos os seus navegadores: Google Chrome, Mozilla Firefox, Opera Browser etc. Basta executar seu navegador web, acessar a página de preferências/configurações dele, seguir para a seção que mostra os certificados, daí clicar sobre o item Autoridades e procurar pelo certificado Warsaw Personal CA. ;)

Caso o certificado esteja aparecendo em seu navegador, retorne à página do Banco do Brasil e veja se agora a tela de acesso à conta é inicializada corretamente.
Valeu muito sua dica, prezado amigo Sampayu! Tenha um bom dia com uma ótima semana útil!
Abaço!
Marcopolo
"Quanto mais aumenta nosso conhecimento, mais evidente fica nossa ignorância" (JFK).http://ubuntuforum-br.org

Desktop, Intel Core i7, Win 7 64 bits, Windows10 Home  e Ubuntu16.04.3 LTS, HD 500 GB, DDR3 4 GB. Laptop Dell Inspiron 14", Intel Core i3, HD 500 GB, .DDR3 4 GB, Win10- 64 bits-Ununtu16.04.

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 415
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Como instalar manualmente o certificado do Warsaw nos principais navegadores web
« Resposta #208 Online: 02 de Abril de 2018, 11:58 »
Valeu muito sua dica, prezado amigo Sampayu! Tenha um bom dia com uma ótima semana útil!
Abaço!
Marcopolo

Bacana, Marcopolo. De nada. Boa semana. :)

Edit: atente para o fato de que atualizei meu post com mais algumas informações. Eu melhorei um pouco alguns comandos e também adicionei uma explicação esclarecendo como instalar o certificado para outras contas do sistema (pois hoje me dei conta de que se o sistema for multiusuário e o administrador quiser autorizar diversos usuários a usar o Warsaw, será necessário o administrador do sistema instalar o certificado para cada um desses usuários).
« Última modificação: 02 de Abril de 2018, 13:19 por Sampayu »
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline Marcopolo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 669
  • Ubuntu forever, ever!!
    • Ver perfil
Re:Como instalar manualmente o certificado do Warsaw nos principais navegadores web
« Resposta #209 Online: 02 de Abril de 2018, 20:06 »
Valeu muito sua dica, prezado amigo Sampayu! Tenha um bom dia com uma ótima semana útil!
Abaço!
Marcopolo

Bacana, Marcopolo. De nada. Boa semana. :)

Edit: atente para o fato de que atualizei meu post com mais algumas informações. Eu melhorei um pouco alguns comandos e também adicionei uma explicação esclarecendo como instalar o certificado para outras contas do sistema (pois hoje me dei conta de que se o sistema for multiusuário e o administrador quiser autorizar diversos usuários a usar o Warsaw, será necessário o administrador do sistema instalar o certificado para cada um desses usuários).
Valeu, amigão! tamo junto, estou ligado!
Aquele fraternal abraço!
Paz e bem, amém!
"Quanto mais aumenta nosso conhecimento, mais evidente fica nossa ignorância" (JFK).http://ubuntuforum-br.org

Desktop, Intel Core i7, Win 7 64 bits, Windows10 Home  e Ubuntu16.04.3 LTS, HD 500 GB, DDR3 4 GB. Laptop Dell Inspiron 14", Intel Core i3, HD 500 GB, .DDR3 4 GB, Win10- 64 bits-Ununtu16.04.