Autor Tópico: Percentual de uso de linux em desktops no Brasil!!  (Lida 13148 vezes)

Offline OsvaldoPTux

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 42
    • Ver perfil
    • Ubuntupédia
Re: Percentual de uso de linux em desktops no Brasil!!
« Resposta #15 Online: 28 de Outubro de 2006, 04:26 »
Há uns anos atrás muito poucas pessoas se preocupavam com questões ambientais ou com os direitos humanos. Hoje contudo nem todas as pessoas se preocupam, mas a quantidade de pessoas que se preocupam é muito maior, quando comparada com anos anteriores.

Acredito que de futuro as pessoas se preocuparão mais porque a liberdade é importante. Contudo antes de mais o software tem que funcionar bem para o fim em vista, e a sua aprendizagem tem que ser acessível para o cidadão comum (aquele que hoje usa Win ou Mac). A liberdade do soft permite a sua legalidade.

Deixe-me dar-he um exemplo. Como fotógrafo sei usar o Gimp relativamente bem e na minha empresa usamos também o Gimp. Se um dia eu mudar de emprego, quando chegar a um novo local de trabalho posso usar o Gimp. Se fôr promovido e me derem um novo posto de trabalho posso continuar a usar o Gimp, desde que tenha um computador. Não preciso de comprar ou pedir que comprem qualquer software. O mesmo princípio se aplica ao Open Office. Isso é liberdade e constitui uma vantagem para mim enquanto trabalhador ao serviço de empresas. Claro que o Gimp tem que fazer o que eu preciso, mas não tem que ser melhor do que o Photoshop.

Concorda?

Abraço

Osvaldo
**********************************
http://ubuntupedia.info/

Offline LedStyle

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 1.347
    • Ver perfil
    • http://www.tuxresources.org
Re: Percentual de uso de linux em desktops no Brasil!!
« Resposta #16 Online: 28 de Outubro de 2006, 05:38 »
Há uns anos atrás muito poucas pessoas se preocupavam com questões ambientais ou com os direitos humanos. Hoje contudo nem todas as pessoas se preocupam, mas a quantidade de pessoas que se preocupam é muito maior, quando comparada com anos anteriores.

Acredito que de futuro as pessoas se preocuparão mais porque a liberdade é importante. Contudo antes de mais o software tem que funcionar bem para o fim em vista, e a sua aprendizagem tem que ser acessível para o cidadão comum (aquele que hoje usa Win ou Mac). A liberdade do soft permite a sua legalidade.

Deixe-me dar-he um exemplo. Como fotógrafo sei usar o Gimp relativamente bem e na minha empresa usamos também o Gimp. Se um dia eu mudar de emprego, quando chegar a um novo local de trabalho posso usar o Gimp. Se fôr promovido e me derem um novo posto de trabalho posso continuar a usar o Gimp, desde que tenha um computador. Não preciso de comprar ou pedir que comprem qualquer software. O mesmo princípio se aplica ao Open Office. Isso é liberdade e constitui uma vantagem para mim enquanto trabalhador ao serviço de empresas. Claro que o Gimp tem que fazer o que eu preciso, mas não tem que ser melhor do que o Photoshop.

Concorda?

Abraço

Osvaldo


Concordo, plenamente. Mas você não usa o GIMP simplismente porque ele é free, você usa ele porque ele é bom. E se o GIMP fosse ruim você não o usaria só porque é grátis. Concorda?

Offline Intruder_A6

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 232
  • Kubuntu 14.04
    • Ver perfil
Re: Percentual de uso de linux em desktops no Brasil!!
« Resposta #17 Online: 28 de Outubro de 2006, 07:32 »
Realmente.

Além dos problemas com hardware no Linux ( por exemplo, não consigo fazer funcionar um adaptador USB/WIFI no Kubuntu ), tem o marketing que é ruim ( ou inexistente ). Um ótimo exemplo para ser seguido é o do Firefox, que tem um marketing bem agressivo e eficiente, tanto que ele aos poucos ( não tão aos poucos assim ) está mordendo a participação do IEca. E é claro, o produto é excelente, mas o marketing fez ele ficar popular muito mais rápido do que se fosse apenas pelo boca a boca.