Autor Tópico: Há possibilidade de algum dia o Ubuntu ser vendido?  (Lida 5677 vezes)

Offline yuneyev

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 20
    • Ver perfil
Re: Há possibilidade de algum dia o Ubuntu ser vendido?
« Resposta #15 Online: 05 de Outubro de 2006, 08:18 »
Bem...se lançarem uma versão paga e ela for *realmente* boa, eu não veria problemas em pagar por ela =P

Offline Supermouse

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 76
    • Ver perfil
Re: Há possibilidade de algum dia o Ubuntu ser vendido?
« Resposta #16 Online: 05 de Outubro de 2006, 09:19 »
Depois de ver o comentário de todos, em relação a distribuição free e distribuição paga, dá a impressão de que eles lançam uma versão free para que a comunidade trabalhe de graça para eles fazendo testes e enviando os bugs, para que após corrigido os erros criem uma versão paga. Será isso mesmo ou estou enganado? ???

bom, como é que eu posso explicar... é isso mesmo.

É bastante simples, nao podemos negar que grandes empresas querem ganhar dinheiro, de um jeito ou de outro, mas as que liberam seus produtos de forma open source nao sao parasitas, é mais uma relação simbiótica. Eles liberando seus produtos de forma open source a gratuita para a comunidade, ganham gratuitamente uma base de testes e desenvolvimento, mas a comunidade em troca ganha pltaformas, sistemas e programas open source, o que contribui para o desenvolvimento geral da comunidade open source.

A Sun, por exemplo, não liberou o código fonte do Solaris só por ser boazinha. Eu li uma entrevista com o presidente de tecnologia, e ele disse uma coisa bem interessante, que era: "Desse jeito, melhoramentos interessantes que as pessoas poderiam fazer em outro produto elas fazem no nosso". Então, ambos ganham. A Sun vai ganhar esses melhoramentos, base de testes e desenvolvimento comunitario, e a comunidade ganhou acesso ao código do Solaris, e, futuramente, do Java e outros produtos.

Por mais que do jeito que você falou pareça uma sacanagem que as empresas fazem com a gente, eu gostaria que todas elas fizessem isso. Se a Adobe liberasse o código do Flash, por exemplo, a gente nao ia ter que esperar a boa vontade deles para lançarem o Flash Player 9, e eles iriam ganhar um desenvolvimento acelerado. Mesmo que ela lançasse o Flash Suppa Estudio Professional Master Deluxe Edition cobrando um ou dois olhos da cara, a gente ainda teria o OpenFlash pra usar no Linux (e mais uns trocentos mil forks e "distros" flash, com mudanças incriveis, como a mudança de posição de um menu, uma skin diferente ou um novo esquema de gerenciamento de plugins...)
Lembrando que essa é apenas a minha opinião, e se você discordar, você está errado.