Autor Tópico: [Screenshot] Gentoo XFCE  (Lida 3271 vezes)

Offline pylm69

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 476
    • Ver perfil
[Screenshot] Gentoo XFCE
« Online: 25 de Fevereiro de 2014, 15:06 »
Rolling Release é o máximo \o/

Offline rihoem

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 123
    • Ver perfil
Re: [Screenshot] Gentoo XFCE
« Resposta #1 Online: 25 de Fevereiro de 2014, 23:35 »
Muito bom. Interessante como um ambiente pode ser bonito sem ter quase nada nele :P

E o logo do XFCE sempre foi o mais cativante, na minha opinião. Konqui que o diga, hehe

Offline Turritopsis nutricula

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 102
    • Ver perfil
Re: [Screenshot] Gentoo XFCE
« Resposta #2 Online: 26 de Fevereiro de 2014, 11:12 »
Não vejo graças usar uma distro que tenha que compilar tudo desde o kernel até a interface gráfica.

Antes usar um Sabayon ou outra distro baseada e gentoo que já venha tudo  padrão.

Prefiro Linux Mint mesmo. E graças ao Ubuntu ele existe.

Com o tempo que as pessoas cada dia menos tem, fica impossível as pessoas aprenderem o sistema a fundo a não ser que trabalhe nisso.

Imagine só: Um a dona de casa atarefada usar Gentoo. Ela vive tanto ocupada em casa e iria usar uma distro dessa? Não.

No dia que existir algo mais fácil que Ubuntu(tirando Windows) me avisa tá.

Tenho 16 GB de Ram e até parece que vou me preocupar com o uso de RAM... usar google chrome, chromium ou firefox exige mais que 1 GB de ram na máquina. Eu vou ter tempo de ficar escovando bits pra consumir apenas 170 MB de Ram? Me poupe. Se fosse prático até faria.
« Última modificação: 26 de Fevereiro de 2014, 11:14 por Turritopsis nutricula »

Offline rihoem

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 123
    • Ver perfil
Re: [Screenshot] Gentoo XFCE
« Resposta #3 Online: 26 de Fevereiro de 2014, 11:51 »
Não vejo graças usar uma distro que tenha que compilar tudo desde o kernel até a interface gráfica.

Antes usar um Sabayon ou outra distro baseada e gentoo que já venha tudo  padrão.

Prefiro Linux Mint mesmo. E graças ao Ubuntu ele existe.

Com o tempo que as pessoas cada dia menos tem, fica impossível as pessoas aprenderem o sistema a fundo a não ser que trabalhe nisso.

Imagine só: Um a dona de casa atarefada usar Gentoo. Ela vive tanto ocupada em casa e iria usar uma distro dessa? Não.

No dia que existir algo mais fácil que Ubuntu(tirando Windows) me avisa tá.

Tenho 16 GB de Ram e até parece que vou me preocupar com o uso de RAM... usar google chrome, chromium ou firefox exige mais que 1 GB de ram na máquina. Eu vou ter tempo de ficar escovando bits pra consumir apenas 170 MB de Ram? Me poupe. Se fosse prático até faria.

Calma, rapaz. Pra que todo esse ódio no coração?  :P

Gentoo realmente não foi feito para donas de casa. Aliás, a maioria dos sistemas hoje em dia, na minha opinião, não é feito tendo esse público-alvo em mente. Mas é óbvio que o gentoo é direcionado para quem tem curiosidade, tempo, paciência e conhecimento. Tem uma filosofia diferente do Ubuntu ou Mint, mas escolhe usar quem quiser. Há vários níveis para compilar o sistema, inclusive tendo vários pacotes pré-compilados caso o usuário queira. Embora ainda seja meio polêmico se a compilação em cada máquina oferece resultados vantajosos, em muitos casos a compilação de um programa permite aumentos consideráveis de desempenho.

Aliás, nem é possível fugir totalmente da compilação. A instalação de drivers e alguns outros programas requer que ele sejam compilados, o que na maioria das distros é automatizado.

Offline Arthur Bernardes

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 4.692
    • Ver perfil
Re: [Screenshot] Gentoo XFCE
« Resposta #4 Online: 26 de Fevereiro de 2014, 13:14 »
Pra quem tem tempo "à perder" pode instalar numa boa; mas quem trabalha, estuda e tem família não dá!

Offline rihoem

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 123
    • Ver perfil
Re: [Screenshot] Gentoo XFCE
« Resposta #5 Online: 26 de Fevereiro de 2014, 14:35 »
Não é tempo à perder, é uma oportunidade de aprendizado, inclusive para mercado de trabalho. Provavelmente a maior parte dos usuários do gentoo trabalhe com algo relacionado a programação ou coisa do tipo, então a compilação de programas para eles é tão natural quanto a instalação de pacotes prontos. Na realidade, como eu já mencionei, dependendo do nível de compilação que você quer no sistema, você perde tanto tempo compilando você mesmo ou instalando pacotes prontos (como no ubuntu), no caso dos aplicativos mais simples e menores.

Mas mesmo quem não trabalha ou não está inserido nesse universo de programação, pode aprender bastante de onde vem os programas e como funciona um projeto como o próprio ubuntu. Apesar do portage provavelmente facilitar a compilação dos códigos fontes, na verdade é um processo bastante "delicado", no sentido em que há várias opções para gerenciar. Os mantenedores dos repositórios do Ubuntu, debian, ou qualquer outro, precisam decidir quais recursos estarão presentes da versão compilada dos programas, até pelas questões de dependências. O kernel, então, nem se fala. Uma compilação ruim do kernel vai trazer um sistema com péssimos desempenho e compatibilidade.

Enfim, quem trabalha, estuda e tem família pode perfeitamente usar o gentoo, se é o sistema que ele gosta e aprecia. O gentoo não é um sistema inacabado onde o usuário precisa fazer tudo por conta própria (se fosse assim, seria mais fácil baixar e compilar os programas direto das páginas dos projetos), é uma maneira diferente de ter o sistema instalado e gerenciado. Na verdade, por suas características, usar o gentoo pode ser vantajoso e gastar menos tempo, já que os programas disponibilizados encontram-se em versões bem recentes, e como ele é uma distro meio "rolling-release", você não precisa reinstalar o sistema a cada lançamento, ele sempre é a versão mais nova. O ubuntu também tem sua dose de problemas, que afastaria pessoas que trabalham, estudam e tem família. Mas não é esse o caso, pois tudo na vida tem seus contras, que são compensados caso a pessoa realmente goste de fazer aquilo.

Offline pylm69

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 476
    • Ver perfil
Re: [Screenshot] Gentoo XFCE
« Resposta #6 Online: 26 de Fevereiro de 2014, 20:12 »
 A primeira vez que eu usei XFCE como padrão, enchia o painel de coisas, conky lua, plank cheio de itens que eu mal abria (como o gimp por exemplo), previsão do tempo e tudo mais, ai eu fui limpando, limpando, limpando e cheguei a isso  ;D aliás, eu tenho 4 GB de ram, nem tenho no que me preocupar quanto a ram, mesmo rodando uma máquina virtual com efeitos 3D com o compiz, sem problemas, só quis mostrar o mérito do XFCE de fazer isso com um gerenciador de janelas vindo do mutter (gnome3).

 Uma coisa é, vc tem que gostar da distro pra poder usar ela, isso é inegável, se eu não gostasse disso eu teria largado de mão no primeiro dia e nunca mais olhava na cara, acontece que eu gostei  ;D mas eu tenho bastante tempo livre e isso com certeza ajuda bastante, o portage sempre ajuda a compilar as coisas, até pq esse é trabalho dele, mas alguns softwares são mantidos em versões antigas (o mupen64plus ta na versão 1.5, sendo que a 2.0 é a mais atual) ou mesmo não tem o tal software e isso lhe faz ir até o site do desenvolvedor e compilar manualmente, são coisas que vão lhe acrescentando conhecimento, vc vai aprendendo a usar o que tem em mãos.
 E nenhum linux, aliás nenhum sistema, é pensado em donas de casa, nem o windows é assim, em todos vc tem que procurar no google "como eu instalo isso, como eu tiro esse programa, como que coloca um ícone na área de trabalho"

 Compilar um kernel no gentoo... isso sim é uma beleza, nos repositórios tem várias versões (versão com os patchs do gentoo, vanilla, pf, ck, git e ai vai) entretanto vc não pode simplesmente dar um make e pronto, pq ele vem muito, mas muito básico, a primeira vez eu fiz isso e fiquei horas me perguntando pq não o dhcpcd não reconhecia minha conexão, pq eu tava sem aceleração 3D, pq meu gamepad não era reconhecido e etc etc etc e eu recompilei o kernel umas 5 vezes pelo menos, até juntar que fosse necessário a mim e tirar o que era inútil pro meu uso.
 Se quiserem dar uma olhada nas sources que tem nos repositórios:
 http://wiki.gentoo.org/wiki/Kernel/Overview

 Ao meu ver, pra quem gostaria de experimentar o gentoo mas não tem tempo ou não tem coragem pra encarar ele e instalar tudo na mão, o Sabayon é bem, bem interessante, isso pq nele vc pode usar tanto pacotes pré compilados (entropy) quanto pacotes compilados (portage) simultaneamente, então coisas grandes (navegador, gcc, kde...) que demoram muito tempo é só usar o entropy, coisas menores, use o portage.
Rolling Release é o máximo \o/

Offline rihoem

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 123
    • Ver perfil
Re: [Screenshot] Gentoo XFCE
« Resposta #7 Online: 26 de Fevereiro de 2014, 20:37 »
A primeira vez que eu usei XFCE como padrão, enchia o painel de coisas, conky lua, plank cheio de itens que eu mal abria (como o gimp por exemplo), previsão do tempo e tudo mais, ai eu fui limpando, limpando, limpando e cheguei a isso  ;D aliás, eu tenho 4 GB de ram, nem tenho no que me preocupar quanto a ram, mesmo rodando uma máquina virtual com efeitos 3D com o compiz, sem problemas, só quis mostrar o mérito do XFCE de fazer isso com um gerenciador de janelas vindo do mutter (gnome3).

 Uma coisa é, vc tem que gostar da distro pra poder usar ela, isso é inegável, se eu não gostasse disso eu teria largado de mão no primeiro dia e nunca mais olhava na cara, acontece que eu gostei  ;D mas eu tenho bastante tempo livre e isso com certeza ajuda bastante, o portage sempre ajuda a compilar as coisas, até pq esse é trabalho dele, mas alguns softwares são mantidos em versões antigas (o mupen64plus ta na versão 1.5, sendo que a 2.0 é a mais atual) ou mesmo não tem o tal software e isso lhe faz ir até o site do desenvolvedor e compilar manualmente, são coisas que vão lhe acrescentando conhecimento, vc vai aprendendo a usar o que tem em mãos.
 E nenhum linux, aliás nenhum sistema, é pensado em donas de casa, nem o windows é assim, em todos vc tem que procurar no google "como eu instalo isso, como eu tiro esse programa, como que coloca um ícone na área de trabalho"

 Compilar um kernel no gentoo... isso sim é uma beleza, nos repositórios tem várias versões (versão com os patchs do gentoo, vanilla, pf, ck, git e ai vai) entretanto vc não pode simplesmente dar um make e pronto, pq ele vem muito, mas muito básico, a primeira vez eu fiz isso e fiquei horas me perguntando pq não o dhcpcd não reconhecia minha conexão, pq eu tava sem aceleração 3D, pq meu gamepad não era reconhecido e etc etc etc e eu recompilei o kernel umas 5 vezes pelo menos, até juntar que fosse necessário a mim e tirar o que era inútil pro meu uso.
 Se quiserem dar uma olhada nas sources que tem nos repositórios:
 http://wiki.gentoo.org/wiki/Kernel/Overview

 Ao meu ver, pra quem gostaria de experimentar o gentoo mas não tem tempo ou não tem coragem pra encarar ele e instalar tudo na mão, o Sabayon é bem, bem interessante, isso pq nele vc pode usar tanto pacotes pré compilados (entropy) quanto pacotes compilados (portage) simultaneamente, então coisas grandes (navegador, gcc, kde...) que demoram muito tempo é só usar o entropy, coisas menores, use o portage.

Nesse caso em que você compilou o kernel e escolheu as configurações, o gentoo lembra delas nas próximas compilações, correto?

Pelo que entendi desse sistema, esse é um de seus méritos: se manter um sistema personalizado e atualizado.

PS: dei uma olhada nas sources desse link que você passou, e lembrei que o Gentoo é uma das poucas distribuições que pelo menos disponibiliza uma opção de kernel com o BFQ como escalonador de I/O de discos. Honestamente, não sei porque outras distros se mantêm tão relutantes em aplicar esse patch aos seus kernel. Atualmente estou no Mageia, mas foi por pouco não ter migrado para o Sabayon, pela possibilidade de usar esse kernel com o patch, e manter atualizado.
« Última modificação: 26 de Fevereiro de 2014, 20:43 por rihoem »

Offline Renan Rischiotto

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2.888
    • Ver perfil
Re: [Screenshot] Gentoo XFCE
« Resposta #8 Online: 26 de Fevereiro de 2014, 21:25 »
Caramba!!!!

Consegui compilar meu primeiro programa!!! kkkkkkkkkkkk

Oloco, que sensação boa kkkkkkkk

Eu uso o Manjaro e como não tem o SimpleScreenRecorder nos repositórios, tive que baixar o código fonte e compilar. Só foi dar um ./configure + sudo make + sudo make install.

Não tem nada a ver com o tópico mas como estão falando de compilação...rsrs

Offline Turritopsis nutricula

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 102
    • Ver perfil
Re: [Screenshot] Gentoo XFCE
« Resposta #9 Online: 26 de Fevereiro de 2014, 21:33 »
Caramba!!!!

Consegui compilar meu primeiro programa!!! kkkkkkkkkkkk

Oloco, que sensação boa kkkkkkkk

Eu uso o Manjaro e como não tem o SimpleScreenRecorder nos repositórios, tive que baixar o código fonte e compilar. Só foi dar um ./configure + sudo make + sudo make install.

Não tem nada a ver com o tópico mas como estão falando de compilação...rsrs
E dependências ocuparam espaço no HD não foi?

Offline Renan Rischiotto

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2.888
    • Ver perfil
Re: [Screenshot] Gentoo XFCE
« Resposta #10 Online: 26 de Fevereiro de 2014, 21:43 »
Citar
E dependências ocuparam espaço no HD não foi?

Nem sei cara rsrs

Offline pylm69

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 476
    • Ver perfil
Re: [Screenshot] Gentoo XFCE
« Resposta #11 Online: 26 de Fevereiro de 2014, 22:11 »
A primeira vez que eu usei XFCE como padrão, enchia o painel de coisas, conky lua, plank cheio de itens que eu mal abria (como o gimp por exemplo), previsão do tempo e tudo mais, ai eu fui limpando, limpando, limpando e cheguei a isso  ;D aliás, eu tenho 4 GB de ram, nem tenho no que me preocupar quanto a ram, mesmo rodando uma máquina virtual com efeitos 3D com o compiz, sem problemas, só quis mostrar o mérito do XFCE de fazer isso com um gerenciador de janelas vindo do mutter (gnome3).

 Uma coisa é, vc tem que gostar da distro pra poder usar ela, isso é inegável, se eu não gostasse disso eu teria largado de mão no primeiro dia e nunca mais olhava na cara, acontece que eu gostei  ;D mas eu tenho bastante tempo livre e isso com certeza ajuda bastante, o portage sempre ajuda a compilar as coisas, até pq esse é trabalho dele, mas alguns softwares são mantidos em versões antigas (o mupen64plus ta na versão 1.5, sendo que a 2.0 é a mais atual) ou mesmo não tem o tal software e isso lhe faz ir até o site do desenvolvedor e compilar manualmente, são coisas que vão lhe acrescentando conhecimento, vc vai aprendendo a usar o que tem em mãos.
 E nenhum linux, aliás nenhum sistema, é pensado em donas de casa, nem o windows é assim, em todos vc tem que procurar no google "como eu instalo isso, como eu tiro esse programa, como que coloca um ícone na área de trabalho"

 Compilar um kernel no gentoo... isso sim é uma beleza, nos repositórios tem várias versões (versão com os patchs do gentoo, vanilla, pf, ck, git e ai vai) entretanto vc não pode simplesmente dar um make e pronto, pq ele vem muito, mas muito básico, a primeira vez eu fiz isso e fiquei horas me perguntando pq não o dhcpcd não reconhecia minha conexão, pq eu tava sem aceleração 3D, pq meu gamepad não era reconhecido e etc etc etc e eu recompilei o kernel umas 5 vezes pelo menos, até juntar que fosse necessário a mim e tirar o que era inútil pro meu uso.
 Se quiserem dar uma olhada nas sources que tem nos repositórios:
 http://wiki.gentoo.org/wiki/Kernel/Overview

 Ao meu ver, pra quem gostaria de experimentar o gentoo mas não tem tempo ou não tem coragem pra encarar ele e instalar tudo na mão, o Sabayon é bem, bem interessante, isso pq nele vc pode usar tanto pacotes pré compilados (entropy) quanto pacotes compilados (portage) simultaneamente, então coisas grandes (navegador, gcc, kde...) que demoram muito tempo é só usar o entropy, coisas menores, use o portage.

Nesse caso em que você compilou o kernel e escolheu as configurações, o gentoo lembra delas nas próximas compilações, correto?

Pelo que entendi desse sistema, esse é um de seus méritos: se manter um sistema personalizado e atualizado.

PS: dei uma olhada nas sources desse link que você passou, e lembrei que o Gentoo é uma das poucas distribuições que pelo menos disponibiliza uma opção de kernel com o BFQ como escalonador de I/O de discos. Honestamente, não sei porque outras distros se mantêm tão relutantes em aplicar esse patch aos seus kernel. Atualmente estou no Mageia, mas foi por pouco não ter migrado para o Sabayon, pela possibilidade de usar esse kernel com o patch, e manter atualizado.
Sim, as configurações são salvas em um .config na pasta do kernel (que fica em /usr/src/linux-xx)
Rolling Release é o máximo \o/

Offline rihoem

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 123
    • Ver perfil
Re: [Screenshot] Gentoo XFCE
« Resposta #12 Online: 26 de Fevereiro de 2014, 22:25 »
Caramba!!!!

Consegui compilar meu primeiro programa!!! kkkkkkkkkkkk

Oloco, que sensação boa kkkkkkkk

Eu uso o Manjaro e como não tem o SimpleScreenRecorder nos repositórios, tive que baixar o código fonte e compilar. Só foi dar um ./configure + sudo make + sudo make install.

Não tem nada a ver com o tópico mas como estão falando de compilação...rsrs
E dependências ocuparam espaço no HD não foi?

A vantagem de compilar um programa é que ele não necessita de tantas bibliotecas quanto um pacote pronto. Obviamente depende da configuração feita no momento da compilação, escolhendo os recursos de vai usar. Os -devs provavelmente ocupam um bom espaço, mas são desnecessários após a compilação e podem ser removidos sem dó. No fim das contas, compilando com as opções padrão, as dependências tendem a ocupar tanto ou menos que as do pacote pré-compilado, e não mais.

Offline rudregues

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 388
  • Fight!
    • Ver perfil
    • Dieta Paleo
Re: [Screenshot] Gentoo XFCE
« Resposta #13 Online: 27 de Fevereiro de 2014, 17:18 »
http://www.vivaolinux.com.br/screenshot/Xfce-Gentoo-XFCE/
 Limpo, somente.
Demais!
Tenho Fluxbox no meu Gentoo.

Obs.1: Quem acha Gentoo anti-prático não o usou por mais de 1 ano. Pouca manutenção, grande estabilidade, não precisa atualizar a cada seis meses pois é rolling release. Distro ideal para desenvolvedores e "criadores de outras distros" como o Sabayon. Usando o genkernel, que por padrão é recomendado na documentação, não preciso fazer quase nada pra ter um kernel compilado e funcional. Não tem diversos bugs que encontro em versões do Ubuntu do 12.10 para frente. Só é difícil/anti-prático/demorado/etc no iníciozinho, depois pega a manha tranquilo. O "problema" não é a distro em si, mas o fato de precisar usar inglês pra usar, senão teria bem mais brazuca usando.

Obs.2: Existem sistemas Gentoo (em geral servidores, mas também alguns desktops) com mais de 10 anos sem reinstalação alguma e rodando sem problemas.
Gentoo — Controle total sobre o sistema.

Offline pylm69

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 476
    • Ver perfil
Re: [Screenshot] Gentoo XFCE
« Resposta #14 Online: 27 de Fevereiro de 2014, 20:41 »
 Só pra deixar aqui, vc pode criar pacotes pré compilados dos seus programas instalados ;D usando o quickpkg, o uso é extremamente simples, só colocar no make.conf
 PKGDIR="onde os pacotes vão ficar"
 
 E dar um quickpkg <pacote>

 Pra instalar, emerge -K <pacote>
Rolling Release é o máximo \o/