Autor Tópico: Uso o Mint - Devo migrar para o Ubuntu  (Lida 7410 vezes)

Offline EdlsonAndrade

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 65
    • Ver perfil
Uso o Mint - Devo migrar para o Ubuntu
« Online: 07 de Abril de 2015, 13:38 »
Olá pessoal,

eu estou usando o mint cinnamon faz uns 4 meses, e gostando bastante, tem me servido, não tenho do que reclamar, instalei por indicação do Diolinux que para iniciante, quem estava vindo do windows, seria o indicado, em fim, opiniões a parte e pra mim foi uma boa, mas vejo que muito por ai parece que o Ubuntu é a distro mais utilizada. Bem, eu não tenho motivos pra sair do Mint, é mais uma questão de tendência.

Então gostaria de saber, se devo, ou ao menos, saber a vantagem para eu decidir se vou para o Ubuntu ou me mantenho no Mint.

Obrigado e um abraço

Offline jkmsjq

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 3.343
  • Ubuntu Member
    • Ver perfil
Re: Uso o Mint - Devo migrar para o Ubuntu
« Resposta #1 Online: 07 de Abril de 2015, 13:51 »
[...] Bem, eu motivos pra sair do Mint, [...]

Simples: não saia!

Se o Linux Mint te atende 100%, continue nele!
LinuxUser: 548942 / Dando um tópico como resolvido
"A verdade só é agressiva a quem vive de mentiras". Autor desconhecido.
Twitter: @jeisonkertesz

MatheusWillder

  • Visitante
Re: Uso o Mint - Devo migrar para o Ubuntu
« Resposta #2 Online: 07 de Abril de 2015, 14:53 »
Boa tarde,

Para mim usar o Ubuntu ou o Linux Mint é mais questão de ideologia. O Ubuntu tem como objetivo ser um sistema para seres humanos (ou seja, o mais fácil possível de usar) e ser constituído principalmente por software livre. Já o Linux Mint, também tem por objetivo ser um sistema para seres humanos, mas incluí por padrão software proprietário, como drivers para placas de vídeo (que tem por objetivo tornar o sistema o mais compatível possível com o hardware) ou codecs multimídia (que tem por objetivo rodar praticamente todos os formatos de música/vídeo existentes). Entretanto, é importante ressaltar um ponto: no Windows também é necessário que o usuário instale drivers de vídeos (para rodar jogos, por exemplo) e codecs multimídia (para ouvir músicas ou assistir vídeos em alguns formatos, por exemplo), dessa forma, um usuário médio/experiente no Windows não vai se incomodar em usar o Ubuntu, pois vai precisar instalar coisas no Ubuntu que também são necessárias de serem instaladas no Windows e, se tiver dificuldades para isso, pelas diferenças na plataforma, vai encontrar muita ajuda para como fazer isso na internet. Assim, conclui-se que: 1) O Windows não é tão simples como parece; 2) O Ubuntu é tão simples quanto o Windows, se não mais; 3) O Linux Mint é mais voltado para os usuários também iniciantes no Windows, que não sabem realizar o básico nesse sistema.

Há outros pontos a se considerar: a interface de usuário no Linux Mint é muito semelhante a Windows, de modo que ao migrar deste o usuário não se sente confuso nem tem perda de produtividade. No Ubuntu, a interface de usuário usa um conceito diferente que para mim lembra mais interfaces de sistemas mobile, mas que ainda assim é rápido e intuitivo após um período de adaptação, que em geral é curto, mas pode ser longo para alguns usuários.

Se eu fosse você, e se você está com vontade de experimentar "ares novos" ou até aprender coisas novas, baixaria o Ubuntu, e usaria em um LivePendrive ou LiveDVD para testar, ou até mesmo pode ser testado em uma máquina virtual dentro do Linux Mint. Se não gostar da interface do Ubuntu, há outras, que também são oficiais, como o Kubuntu (Ubuntu com a interface KDE), Ubuntu Gnome (Ubuntu com a interface Gnome 3), Xubuntu (Ubuntu com a interface XFCE) ou o Lubuntu (Ubuntu com a interface LXDE), sendo, essas duas últimas mais voltadas para computadores velhos e com pouca memória, por serem extremamente leves. Nota: clique em cada um dos links para ver a respectiva interface :)

Para finalizar, no DistroWatch, site que mede a popularidade das distros Linux com base no número de visitas ao site, há anos o Linux Mint está na frente do Ubuntu. Assim, a afirmação de que o Ubuntu é mais utilizado que o Linux Mint muito provavelmente não é verdadeira.
« Última modificação: 07 de Abril de 2015, 14:55 por MatheusWillder »

Offline EdlsonAndrade

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 65
    • Ver perfil
Re: Uso o Mint - Devo migrar para o Ubuntu
« Resposta #3 Online: 07 de Abril de 2015, 15:01 »
Pessoal,

Obrigado pelas respostas esclarecedoras e diretas também, por fim, vou ficar com o Mint mesmo, ahh e já tenh o Lubuntu em meu outro note, ja q o mesmo é fraquinho, então o Lubuntu voa nele.

obrigado mesmo, e abraços

Offline hugoleal85

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 508
    • Ver perfil
    • Recanto do Tux
Re: Uso o Mint - Devo migrar para o Ubuntu
« Resposta #4 Online: 10 de Abril de 2015, 18:24 »
Para finalizar, no DistroWatch, site que mede a popularidade das distros Linux com base no número de visitas ao site, há anos o Linux Mint está na frente do Ubuntu. Assim, a afirmação de que o Ubuntu é mais utilizado que o Linux Mint muito provavelmente não é verdadeira.

Sou usuário de ambas as distros e no momento tenho como padrão o Mint (apesar de gostar bastante do Ubuntu e seus derivados oficiais), mas gostaria de fazer uma observação em relação a isso: o site Distrowatch não pode ser utilizado para medir qual distro é a mais utilizada. O ranking deles é muito mais uma indicação de interesse e curiosidade na distro (e, portanto, seu potencial de crescimento) do que a quantidade total de usuários.

Existem outras ferramentas, como o Google Trends, que apesar de ainda não serem perfeitas, conseguem medir com melhor precisão o market share de uma distro. Por lá, como se pode ver aqui, apesar do crescimento constante do Mint em relação ao Ubuntu, a distro da Canonical ainda possui uma base maior de usuários.

Obviamente, caso essa tendência de crescimento do Mint persista por mais alguns anos, ela pode de fato se tornar a distro Linux mais utilizada do mundo (desconsiderando o Android), tomando o lugar do Ubuntu.
« Última modificação: 10 de Abril de 2015, 18:36 por hugoleal85 »
"Cada homem que encontro é superior a mim em alguma coisa; e nisto posso aprender dele." [Ralph W. Emerson]
Meu blog

MatheusWillder

  • Visitante
Re: Uso o Mint - Devo migrar para o Ubuntu
« Resposta #5 Online: 10 de Abril de 2015, 18:41 »
Boa noite hugoleal85,

Como eu disse, a afirmação provavelmente não é verdadeira. Provavelmente. O Google Trends mostra a quantidade de pesquisas a determinado termo, e assim também não pode ser usado para saber qual distro seria a mais usada. Essa é uma discussão antiga na comunidade e que muitas vezes não trazem dados concretos. Como eu queria apenas explicar as diferenças dos sistemas ao EdlsonAndrade, eu apenas simplifiquei, usando o DistroWatch como referência.

Offline hugoleal85

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 508
    • Ver perfil
    • Recanto do Tux
Re: Uso o Mint - Devo migrar para o Ubuntu
« Resposta #6 Online: 10 de Abril de 2015, 19:46 »
Boa noite hugoleal85,

Como eu disse, a afirmação provavelmente não é verdadeira. Provavelmente. O Google Trends mostra a quantidade de pesquisas a determinado termo, e assim também não pode ser usado para saber qual distro seria a mais usada. Essa é uma discussão antiga na comunidade e que muitas vezes não trazem dados concretos. Como eu queria apenas explicar as diferenças dos sistemas ao EdlsonAndrade, eu apenas simplifiquei, usando o DistroWatch como referência.

Boa noite, Matheus.

Como disse antes, o Google Trends também não é perfeito, e deve ser observado com atenção e cuidado. Entretanto, a diferença entre a base de dados dele (com o registro de bilhões de acessos de usuários) e o Distrowatch (com um registro de acessos infinitamente menor) é o suficiente para o considerarmos muito mais preciso que o Distrowatch, dado que ambos medem o interesse dos usuários numa determinada distro.

Por isso, sempre indico o Google Trends e/ou outras ferramentas (como o Net market share, stats counter, Alexa, etc.) para a medição de market share de distros e sistemas operacionais.

Ressalto que não estou dizendo que o ranking do Distrowatch não é importante e que portanto não deva ser levado em consideração. Pelo contrário, penso que este ranking é sim importante. Minha crítica a ele se deve apenas a sua pequena base de dados em comparação com outras ferramentas.

Como se sabe, quando estamos falando de previsões estatísticas, o tamanho da base de dados é um fator essencial no nível de precisão.

Abraço e fique com Deus.
« Última modificação: 10 de Abril de 2015, 19:51 por hugoleal85 »
"Cada homem que encontro é superior a mim em alguma coisa; e nisto posso aprender dele." [Ralph W. Emerson]
Meu blog

MatheusWillder

  • Visitante
Re: Uso o Mint - Devo migrar para o Ubuntu
« Resposta #7 Online: 10 de Abril de 2015, 21:00 »
Eu concordo com você, hugoleal85. Mas é como eu havia dito, falei no DistroWatch apenas para exemplificar um ponto, não queria me alongar muito na mensagem, e o DistroWatch foi a primeira coisa que me veio a cabeça quando pensei em fazer essa comparação.