Fórum Ubuntu Linux - PT
25 de Novembro de 2014, 21:11 *
Olá, Visitante. Faça o login ou registre-se.
Perdeu o seu e-mail de ativação?

Login com nome de usuário, senha e duração da sessão
Notícias: Atualização no plugin de busca para Firefox e Internet Explorer.
 
   Home   Ajuda Regras Pesquisa Login Registre-se  
Anúncios
Páginas: [1] 2 3 4   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Experiência de Instalação do Ubuntu 8.10 em Notebook HP Pavilion dv6750br  (Lida 32198 vezes)
eberval
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 26


Ver Perfil
« em: 10 de Novembro de 2008, 14:40 »

Gostaria de compartilhar a experiência com este laptop caso alguém queira retirar o máximo de desempenho do Ubuntu nesta ótima máquina. Segue a descrição do produto:

HP Pavilion dv6750br
Processador: AMD Turion 64 X2 1.9GHz (TL-58)
Placa-mãe: Quanta
Chipset: Nvidia nForce 630M (MCP67)
Processador gráfico: NVIDIA GForce Go 7150M
Memória: 2GB DDR2 667MHz
Wireless: Broadcom 802.11b/g + Bluetooth (antena embutida na carcaça do LCD)
HD: Toshiba MK1652GSX 160GB SATA 5400rpm
Unidade Óptica: DVD+-RW com LightScribe (TS-L632N)
LCD: 15,4” widescreen 1280x800 com BrightView (high-definition)
Webcam+microfone embutidos
Sensor biométrico (leitor de impressões digitais)
Portas: 3 usb; 1 firewire (IEEE1394); 1 s-video; 1 vga; 1 leitora de cartões 5x1; 1 PCMCIA, 1 interface expansão; 1 RJ-11 (modem); 1 RJ-45 (Ethernet); 3 P2 (microfone externo, 2 saídas de áudio) e 1 interface de infravermelho para controle remoto.
Sistema Operacional: Windows Vista Home Premium SP1 (OEM)
Índice de Experiência do Windows: 3,0

As primeiras impressões

O que mais me chamou a atenção à primeira vista neste modelo foi o excelente design. Como comprei pela internet, confesso que este não era o ponto fundamental pela escolha do equipamento e sim a configuração. Além do mais, uma compra on-line, onde não se tem contato físico com o produto, é bem diferente de uma compra à pronta entrega. A tampa do LCD é escura, em plástico de alto brilho, com uma estampa discreta e elegante, com o logo cromado da HP no canto inferior esquerdo. A carcaça é também de plástico resistente com ótimo acabamento metálico. Numa primeira olhada você até jura que é alumínio trabalhado. O conjunto teclado+touchpad é dos melhores que já utilizei, melhor inclusive, imho, que os da Sony, com destaque especial para os botões do touchpad, cujo mecanismo de acionamento transmite no toque a qualidade do produto. O equipamento é relativamente leve e usando Linux em tarefas básicas não aquece muito graças ao processador AMD de 31W.

Seguem algumas imagens do produto:



Ao ligar o computador, tive minha primeira experiência doméstica com o Vista. Belos efeitos gráficos no seu novo ambiente de janelas retrabalhado, mas no fundo é “mais do mesmo”!  Pesado e consumidor de recursos... não gostei da experiência. Um ponto a ressaltar é que o Vista não dá trégua para o HD... tenho a impressão de que trocar o HD cedo será o destino dos que decidirem por seu uso no dia-a-dia. A rede também fica mais lenta neste sistema e a perda não é pequena. Com netcombo, faço downloads normalmente no Ubuntu a 360 KB/s, no Vista não passa de 290 KB/s (uma perda de 20%). Não me perguntem o porquê disto, pois não faço idéia. Se alguém experimentar algo semelhante, por favor, confirme.

Instalando e configurando o Ubuntu 8.10

Resolvi então utilizar o Ubuntu 8.10 Desktop versão i386 em dual-boot. A minha escolha foi devido à grande disponibilidade de pacotes (por ser baseada em Debian e 32-bits) e à facilidade de manutenção que não encontrei em nenhuma outra distro.

Como acabaram minhas mídias de CD, gravei a imagem do CD em um DVD pelo Desktop (usa Ubuntu amd64). Não sabia se o boot iria funcionar, mas ao reiniciar o note com o DVD, o boot foi reconhecido e iniciei no modo Live-CD.

Durante o boot a barra de progresso laranja parou como se o micro tivesse travado. Pressionei <enter> e ela continuou. Logo em seguida parou de novo... mais um <enter>... e isso se repetiu por diversas vezes até que o X foi carregado. A resolução nativa da tela não foi reconhecida automaticamente nem o sistema wireless (wlan & bluetooth). Até aí tudo bem... iniciei o Gparted e reduzi o tamanho da partição Windows para 40GB, movi a partição de recuperação de 11GB para perto da partição do Vista, criei uma partição estendida com no espaço restante e configurei três partições lógicas: uma para swap de 2GB, uma para a raiz do sistema (/) de 35GB e o restante para a partição que conterá os diretórios dos usuários (/home). Mandei executar as operações e quase 1 hora depois estava tudo pronto! Instalei o Ubuntu 8.10 nas partições lógicas e aceitei a configuração padrão do Grub oferecida pelo instalador.

Ao reiniciar a máquina, conectei o cabo de rede, fui em “Canais de Software” e selecionei as opções “Controladores proprietários para dispositivos (restricted)” e “Software restrito por copyright ou problemas legais (restricted)” e atualizei o sistema. O driver do processador gráfico baixou automaticamente e após a instalação do mesmo, a resolução nativa do LCD foi reconhecida e tudo ficou uma maravilha. O mesmo aconteceu para o driver do módulo wireless. Configurei a rede sem fio na boa... tudo rodou legal.

Reiniciei o computador para verificar como tinha ficado o Vista. Ele simplesmente não iniciou. Voltei no Ubuntu e ao iniciar verifiquei que continuava com o problema de esperar por uma tecla na inicialização. Eu havia lido que a opção “noacpi” resolvia. Tentei e realmente resolveu, mas desativou o gerenciamento de energia... assim não vale, né? Pesquisei mais um pouco e consegui resolver definitivamente este problema acrescentando a opção “acpi=noirq” na linha do arquivo menu.lst referente ao Ubuntu. Após isso verifiquei se o gerenciamento de energia estava funcionando corretamente e não consegui identificar nada de errado (embora não seja expert nisso). Que implicações a opção “acpi=noirq” poderia trazer para o equipamento? Caso alguém saiba eu gostaria de saber, pois fiquei com esta dúvida...

Embora a opção "acpi=noirq" tenha resolvido o problema, posteriormente o carlosaluisio ressaltou que este bug do kernel foi identificado e pode ser corrigido seguindo as informações deste post.

O desempenho usando Ubuntu, nem se fala... a imagem abaixo mostra o monitor do sistema. Estão abertos o Gimp, o Firefox e o gerenciador de pacotes Synaptic e ainda tem muita memória de sobra.



Configurei o leitor biométrico instalando o fprint: http://www.krizka.net/2008/03/28/how-to-setup-fprint-for-fingerprint-authentication-on-ubuntu/

Esse leitor biométrico é show de bola... uma informação importante é que após configurar os arquivos de autenticação e reiniciar o X, não aparecerá nenhuma mensagem na tela do gdm para que a autenticação seja feita pela digital. Você entra com seu login e a interface fica esperando pela leitura da digital. No começo eu achei que tinha algo errado mas só depois caiu a ficha. Então o processo no modo gráfico fica assim: você digita o login e entra com a digital. Se a digital for reconhecida, a autenticação se processa, caso contrário, é solicitada a senha. É possível também configurar para pedir as duas coisas tanto a senha quanto a digital para a autenticação mas este assunto foge do escopo deste tópico (para maiores informações sobre isso: http://www.faqs.org/docs/Linux-HOWTO/User-Authentication-HOWTO.html).

Um inconveniente é que ao tentarmos acessar um serviço privilegiado no modo gráfico (o Synaptic, por exemplo) o sistema fica aguardando a autenticação através do sensor biométrico só que nenhuma mensagem é gerada... a janela simplesmente trava. Às vezes, eu fico esperando para digitar o password... esqueço que o sensor biométrico está ativado. No modo texto não há problema, é sempre solicitada através de uma mensagem a leitura da impressão digital. Se alguém souber como resolver isto, por favor, me ajude.

Resolvi instalar também o synaptic para extrair o máximo do touchpad. Para isso, bastou instalar os pacotes necessário com o comando “sudo apt-get install gsynaptics” e configurar o arquivo /etc/X11/xorg.conf conforme segue abaixo:

Código:
Section "ServerLayout"
    Identifier     "Default Layout"
    Screen         "Default Screen" 0 0
    InputDevice    "Keyboard0"
    InputDevice    "Mouse0"
    InputDevice    "Synaptics Touchpad"
EndSection

Section "Module"
    Load           "synaptics" # driver para o gsynaptics
    Load           "glx"       # driver gráfico nvidia
EndSection

Section "InputDevice"
    Identifier     "Keyboard0"
    Driver         "keyboard"
EndSection

Section "InputDevice"
    Identifier     "Mouse0"
    Driver         "mouse"
    Option         "Protocol" "auto"
    Option         "Device" "/dev/psaux"
    Option         "Emulate3Buttons" "no"
    Option         "ZAxisMapping" "4 5"
EndSection

Section "InputDevice"
    Identifier    "Synaptics Touchpad"
    Driver        "synaptics"
    Option        "SendCoreEvents" "true"
    Option        "Device"    "/dev/psaux"
    Option        "Protocol"    "auto-dev"
    Option        "SHMConfig" "true"
EndSection

Section "Monitor"
    Identifier     "Configured Monitor"
EndSection

Section "Device"
    Identifier     "Configured Video Device"
    Driver         "nvidia"
EndSection

Section "Screen"
    Identifier     "Default Screen"
    Device         "Configured Video Device"
    Monitor        "Configured Monitor"
    DefaultDepth    24
    Option         "NoLogo" "True"
    SubSection     "Display"
        Depth       24
        Modes      "nvidia-auto-select"
    EndSubSection
EndSection

Daí surge uma nova opção chamada Touchpad no menu Sistema>Preferências que oferece diversas opções de configuração de sensibilidade, aceleração entre outras.

Para desabilitar o tapping durante a digitação e evitar os inconvenientes ocorridos quando involuntariamente tocamos o polegar no touchpad, basta criar uma entrada em Sistema>Preferências>Sessões conforme mostrado na figura abaixo.



O comando “syndaemon -k -d -t -i 2” faz com que o touchpad fique parcialmente desabilitado enquanto ocorrem eventos de digitação voltando ao normal após 2 segundos.

Agora só faltava resolver o problema do boot do Vista. Como o produto não veio com nenhum CD ou DVD de recuperação, tentei contato com o suporte da HP.  Já vou lhes avisado que se um dia precisarem deste suporte vão ficar na mão. Tentei pelo site usando o chat... não funciona. Por telefone no 0800 eles informam que vão atender mas vai demorar muito e ficam repetido esta mensagem para desencorajar o usuário a continuar esperando. Tentei no site do fabricante uma forma de adquirir os discos e não consegui pois as informações são desencontradas e mandam entrar em contato por telefone... em fim, é frustante! Tudo que o equipamento tem de bom e de qualidade, o suporte tem de ruim (se é que existe algum suporte). Como sou brasileiro e não desisto nunca(!), dei mais uma vasculhada na rede e encontrei esta dica:http://www.howtogeek.com/howto/windows-vista/using-gparted-to-resize-your-windows-vista-partition/

Arranjei um disco do Vista Ultimate. Como era uma versão diferente da que eu tinha instalada estava com dúvidas de que iria dar certo seguir os passos da dica no link anterior... tentar (às vezes) não custa nada! Fiz, deu certo, e agora o dual-boot está funcionando na boa. Configurei meu desktop como servidor NFS e Samba para sincronizar os arquivos e está tudo bacana!

Quando tiver um tempinho vou configurar os loadcycles do hd para prolongar a vida útil do equipamento, mas por enquanto já posso ir trabalhando. Abraços a todos!  Piscada
« Última modificação: 10 de Janeiro de 2009, 02:53 por eberval » Registrado
Alakazan
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 763

Tentando ser melhor


Ver Perfil WWW
« Responder #1 em: 10 de Novembro de 2008, 15:09 »

UoU, que bem feito....
Parabéns!
De fato, Ubuntu>Vista.
Registrado

PC é como ar-condicionado: é só abrir Windows que ele para de funcionar.
Tentando ser melhor - desculpem o incômodo!
Polaco
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 526



Ver Perfil
« Responder #2 em: 10 de Novembro de 2008, 20:53 »

Bela análise, já configurei no meu laptop o esquema de desabilitar o touchpad durante a digitação, melhorias são sempre bem vindas! Sorridente

Não sabia também como configurar o sensor biométrico, aparentemente é algo simples, já poderia vir por padrão estes pacotes na distribuição, aposto que muita gente tem o dispositivo e não o utiliza por puro desconhecimento.

Edit:

Só consegui fazer o gsynaptics funcionar depois de seguir o tutorial na documentação do Ubuntu em inglês, acontece um problema com o Intrepid que não possui o xorg.conf (na verdade possui, mas não serve pra nada e está vazio...) e precisa ser editado um arquivo do HAL:

É só digtar o comando

Código:
gksudo gedit /etc/hal/fdi/policy/shmconfig.fdi

Copiar e colar essas linhas no arquivo de texto:

Código:
<?xml version="1.0" encoding="ISO-8859-1"?>
<deviceinfo version="0.2">
 <device>
  <match key="input.x11_driver" string="synaptics">
   <merge key="input.x11_options.SHMConfig" type="string">True</merge>
  </match>
 </device>
</deviceinfo>

Depois é só salvar e reinciar o sistema que o SHMConfig estará habilitado. Sorridente
« Última modificação: 10 de Novembro de 2008, 23:45 por Polaco » Registrado

Ubuntu 10.04 x64 @ Dell Optiplex 740
eberval
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 26


Ver Perfil
« Responder #3 em: 11 de Novembro de 2008, 05:26 »

Obrigado, Polaco.

Sobre a solução dos "unload cycles", instalei o pacote smartmontools e o smart-notifier através do APT com o comando:

Código:
sudo apt-get install smartmontools smart-notifier

No arquivo de configuração /etc/laptop-mode/laptop-mode.conf editei as linhas indicadas abaixo:

Código:
# ...
ENABLE_LAPTOP_MODE_WHEN_LID_CLOSED=1 # Para proteger o LCD de calor excessivo
# ...
LM_AC_HD_IDLE_TIMEOUT_SECONDS=300 # O valor original é "60"
LM_BATT_HD_IDLE_TIMEOUT_SECONDS=300 # O valor original é "60"
# ...
BATT_HD_POWERMGMT=128 # O valor original é "1". Setando em 128 o spin-down não é permitido. (EDITADO)
# ...

Em seguida no arquivo /etc/default/acpi-support fiz as seguintes modificações:

Código:
ENABLE_LAPTOP_MODE=true # O valor original é "false"
SPINDOWN_TIME=60 # Linha adicionada

Acredito que seja suficiente... vou testar por um tempo e posto o resultado em seguida.
« Última modificação: 27 de Novembro de 2008, 14:42 por eberval » Registrado
eberval
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 26


Ver Perfil
« Responder #4 em: 11 de Novembro de 2008, 05:50 »

Aparentemente tudo ok... executei "sudo smartctl -a /dev/sda | grep Load_Cycle_Count" em intervalos de 5 minutos e não aumentou sequer um ciclo de carga/descarga no modo AC. No teste que eu havia feito antes da configuração medi 93 ciclos em apenas 30 min. Vida longa ao HD!... software livre é tudo de bom!  Contente

Um abraço a todos!
Registrado
eberval
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 26


Ver Perfil
« Responder #5 em: 13 de Novembro de 2008, 12:01 »

Pessoal tive um pequeno problema que acho interessante reportar aqui. No modo BATT (laptop na bateria), os ciclos de descarga (unload cycles) do hd continuaram subindo estratosfericamente. Resolvi o problema alterando a linha abaixo no arquivo "/etc/laptop-mode/laptop-mode.conf"

Código:
BATT_HD_POWERMGMT=128

Com esta alteração, os ciclos de descarga reduziram-se bastante quando usando baterias... agora encontra-se em níveis normais, o que proporciona vida longa ao HD. Acho melhor editar esta informação no post anterior para evitar que alguém use esta informação e tenha o mesmo problema que eu.

Abraços.
« Última modificação: 13 de Novembro de 2008, 12:03 por eberval » Registrado
rjuren
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 2


Ver Perfil
« Responder #6 em: 14 de Novembro de 2008, 01:12 »

Pessoal, gostaria de uma ajuda. Eu instalei o Ubuntu 8.10 com a opção de manter o Windows Vista (em cima do ntfs). Sei que não é a melhor opção, mas como gostaria de testar esta versão antes de formatar o Windows, mantive o mesmo com dual boot.
Até aí, perfeito.... o Ubuntu está funcionando tudo perfeitamente reconhecendo todo hardware.

O que está acontecendo é que quando eu reinicializo o note e escolho a opção do Ubuntu, assim que ele começa a carregar ele para (em 20% aprox.). Daí eu preciso clicar em alguma tecla para ele prosseguir (isso na tela gráfica de inicialização do Ubuntu). E até terminar de carregar tenho que ficar algumas vezes clicando... Assim que ele termina a barra de inicialização que ele carrega o X, não tenho mais problema. Indeciso

Se alguém tiver uma idéia para me dar eu agradeço.

Meu note é um HP Pavilion DV6748US - Turion 64 x2 - 2 Gb de memória.
Registrado
eberval
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 26


Ver Perfil
« Responder #7 em: 14 de Novembro de 2008, 02:02 »

Prezado amigo. Passei pela mesma experiência conforme descrito no post inicial. Para resolver este problema tente o seguinte:

* abra o arquivo "/boot/grub/menu.lst" em um editor de textos;
* busque a primeira linha que começa com a palavra "kernel" referente à sua instalação;
* adicione a opção "acpi=noirq" ao final desta linha;
* repita o passo anterior para as outras entradas que começam com "kernel".

Exemplo:

Código:
kernel /boot/vmlinuz-2.6.27-7-generic root=UUID=c4d00868-8b83-40be-9314-ed74cd13036e ro quiet locale=pt_BR splash acpi=noirq

Creio que deve resolver. Um abraço.
« Última modificação: 14 de Novembro de 2008, 02:04 por eberval » Registrado
rjuren
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 2


Ver Perfil
« Responder #8 em: 14 de Novembro de 2008, 11:18 »

Caro eberval. Funcionou  Sem Graça . Inseri o comando e após o boot o note está funcinando perfeitamente. Ele carrega direto sem que eu tenha que pressionar qualquer tecla.

Aproveitando, talvez você ou outra pessoa deste fórum possa me ajudar. Como faço para aumentar o tamanho do linux. Meu HD é de 250 Gb e o Ubuntu está utilizando apenas 6 Gb desta partição NTFS. Gostaria de saber qual o comando que aumenta o Ubuntu (já que ele não é uma partição e sim um grande arquivo dentro do Vista).

Valeu.
Registrado
eberval
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 26


Ver Perfil
« Responder #9 em: 15 de Novembro de 2008, 01:06 »

Permita-me uma sugestão: redimensione a sua partição rwindows, liberando espaço para o GNU/Linux. Uma partição linux nativa é outra realidade, né? Basta seguir os passos do link abaixo:

http://casadainformatica.blogspot.com/2007/10/redimensionar-parties-no-windows-vista.html

Abraços.
Registrado
felipe.sikansi
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 7


Ver Perfil
« Responder #10 em: 16 de Novembro de 2008, 00:50 »

Para que o leitor de digitais funcione apenas no login basta apnas mudar o ultimo passo do link que você postou

Não altere nenhuma linha do arquivo /etc/pam.d/common-auth, se você já mudou acho que so precisa retirar a linha auth sufficient pam_fprint.so

Para a digital ser pedida só no login digite no terminal

Código:
sudo gedit /etc/pam.d/gdm

Cole a linha auth sufficient pam_fprint.so antes do primeiro @include common-auth, seu arquivo deve ficar parecido a isto

Código:
#%PAM-1.0
auth    requisite       pam_nologin.so
auth    required        pam_env.so readenv=1
auth    required        pam_env.so readenv=1 envfile=/etc/default/locale
auth    sufficient      pam_fprint.so
@include common-auth
auth    optional        pam_gnome_keyring.so
@include common-account
session required        pam_limits.so
@include common-session
session optional        pam_gnome_keyring.so auto_start
@include common-password

Eu fiz essa alteração agora aqui e aparenta estar funcionando normalmente, so não gostei muito da precisão do programa, na maioria das vezes falha minha tentativa de logar com a digital e eu tenho que digitar a senha




Agora eu tenho uma duvida, alguem conseguiu fazer o microfone interno funcionar, aqui eu nunca consegui isso, nem com o 8.04


« Última modificação: 16 de Novembro de 2008, 00:55 por felipe.sikansi » Registrado
superpina
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 5


Ver Perfil
« Responder #11 em: 16 de Novembro de 2008, 02:28 »

Pessoal td bem? Vejo que nao estou sozinho tentando colocar meu dv6750br com linux. Instalei o Ubuntu Studio 8.10 e td funcionou de prima menos a placa de som e a placa wireless (só não testei a firewire). Alguém tem uma dica de onde começar a resolver o problema? No caso da placa wireless, ja baixei driver de da Broadcom e nada  Chorar.

Qualquer dica será bem vinda.

Obrigado,
Alexandre.
Registrado
felipe.sikansi
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 7


Ver Perfil
« Responder #12 em: 16 de Novembro de 2008, 09:58 »

Veja se o drive d placa wireless não está em Sistema > administração > Drivers de ardware, se estiver ative ele e reinicie o computador que a placa sem fio deve funcionar
Registrado
superpina
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 5


Ver Perfil
« Responder #13 em: 16 de Novembro de 2008, 11:00 »

Veja se o drive d placa wireless não está em Sistema > administração > Drivers de ardware, se estiver ative ele e reinicie o computador que a placa sem fio deve funcionar

Valeu Felipe. Já está instalado sim, aqui aparece como Driver sem fio Broadcom STA mas até agora nada. O som tambémém ainda não consegui fazer funcionar ainda.

Alexandre.
Registrado
felipe.sikansi
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 7


Ver Perfil
« Responder #14 em: 16 de Novembro de 2008, 14:03 »

Veja se o drive d placa wireless não está em Sistema > administração > Drivers de ardware, se estiver ative ele e reinicie o computador que a placa sem fio deve funcionar

Valeu Felipe. Já está instalado sim, aqui aparece como Driver sem fio Broadcom STA mas até agora nada. O som tambémém ainda não consegui fazer funcionar ainda.

Alexandre.

Quando você clica no ícone de conexões não aparece as redes sem-fio? quando instalei o 8.10 foi só fazer isso que funcionou, no ubuntu 8.04 eu fiz isso para funcionar, talvez passe a funcionar:
http://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,36152.msg234961.html#msg234961

Sobre o audio eu não tive que mudar nada para funcionar aqui, só o microfone interno que não funciona de jeito nenhum.
Registrado
Páginas: [1] 2 3 4   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Tema desenvolvido por FaBMak e n3t0
Powered by SMF 1.1.19 | SMF © 2006-2009, Simple Machines
© 2014 Canonical Ltd. Ubuntu e Canonical são marcas registradas da Canonical Ltd.
XHTML 1.0 válido! CSS válido!