Autor Tópico: Virtual Box não reconhece smartphone em modo recovery qnd usando Odin3 com Win7  (Lida 755 vezes)

Offline Ismael Sitko

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 10
    • Ver perfil
   Sou usuário Ubuntu Studio e preciso fazer root num smartphone Samsung Galaxy Pocket Neo GT-S5312. O caminho mais fácil que tentei foi instalar o Virtual Box e dentro instalei o Windows7 Home Basic....para então instalar Odin3 e fazer todo o processo descrito em tutoriais sobre.
    Antes li sobre o modo Heimdall para fazer o root através do Linux mesmo......mas não encontrei tutoriais que explicassem para o pouco conhecimento que tenho no assunto.
    Voltando ao Virtual Box.....habilitei-o para reconhecer dispositivos plugados via USB.....testei e funcionou sem problemas.....tanto pen-drives como o próprio Galaxy Pocket pude visualizar os arquivos através do Win7 rodando na máquina virtual.
    Preparando-se para efetuar o root, fiz downloads dos arquivos que o Odin3 iria precisar para conectar-se com o dispositivo em questão.....mas então na hora de plugar via USB o smartphone em modo recovery (como sabem, quando pressionamos juntamente volume-/select/power) com o Odin3 já aberto esperando pelo dispositivo......ele não reconhece nada, não faz nenhuma ação, mensagem nenhuma na tela.
    Neste momento posso verificar que o Windows reconhece o smartphone plugado se clico com botão direito no ícone referente aos dispositivos, claro que não abre nenhum arquivo do telefone já que o mesmo não está ali com o android funcionando plenamente.
    Acredito que seja um problema com o Virtual Box......já que o Windows7 está funcionando normalmente como descrito e o Odin3, apesar de não ter tido oportunidade de usar ainda, foi instalado sem problemas.
    Desde já agradecimentos a quem puder auxiliar!

Offline galactus

  • Equipe Ubuntu
  • Usuário Ubuntu
  • *****
  • Mensagens: 4.430
    • Ver perfil
O pessoal gosta  de brincar com fogo!

Por sua conta e risco!

Se o telefone morrer...   já viu né!  Não é recomendado usar o Odin pelo Virtualbox!  Mas se é isso mesmo que você quer:

https://www.reddit.com/r/linux/comments/19kaic/using_odin_in_virtualbox_windows_guest_in_linux/

https://forum.xda-developers.com/galaxy-tab-s/general/how-to-linux-virtualbox-odin-samsung-t3134338

https://www.vandorp.biz/2017/02/using-odin-in-virtualbox-on-linux/


Note que a receita de bolo é basicamente a mesma! Não é simples, mas te deixam claro que o seu SmartPhone pode partir desta para melhor!

Que a força esteja com seu pobre Galaxy!

* Linux Mint 18 Mate 64bits / Windows 10 64bits Casa! * CentOS 7 64bits Servidor de arquivos em modo texto - Casa * MacOS Sierra  - Mac Mini servidor multimidia - Casa * DELL Inspiron 14R + Ubuntu Mate 17.04 64bits.

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 5.068
    • Ver perfil
   Sou usuário Ubuntu Studio e preciso fazer root num smartphone Samsung Galaxy Pocket Neo GT-S5312. O caminho mais fácil que tentei foi instalar o Virtual Box e dentro instalei o Windows7 Home Basic....para então instalar Odin3 e fazer todo o processo descrito em tutoriais sobre.
    Antes li sobre o modo Heimdall para fazer o root através do Linux mesmo......mas não encontrei tutoriais que explicassem para o pouco conhecimento que tenho no assunto. [...]

Curioso, porque se tem um Linux instalado, no caso o Ubuntu Studio, o natural seria usar o HEIMDALL mesmo e não a improvisação de outro sistema operacional, ainda mais em máquina virtual.

Não compreendi muito bem qual é a dificuldade, pois esse roteiro abaixo, por exemplo, está muito bem detalhado, notando que na verdade não é necessário nenhum conhecimento especial de Linux, vez que do Linux é apenas instalar o pacote e chamar o programa, nada além, o restante é apenas uso do programa Heimdall em si, em ambiente inteiramente gráfico, o que não requer saber nada em especial de Linux.

Chegou a testar esse tutorial?

Heimdall - O substituto do Odin no Linux

http://naufragoweb.blogspot.com.br/p/atualizando-qualquer-celular-samsung.html

Note que quando o autor escreveu o tutorial ele diz que a versão do pacote heimdall-flash ainda era a Versão 1.4 RC1, no Ubuntu 13.10, recomendando usar a versão 1.4 final, o que atualmente não é mais realidade.

O pacote que está nos repositórios já é a versão 1.4, então é só instalar mesmo e usar.

apt-cache policy heimdall-flash
heimdall-flash:
  Installed: 1.4.1-1
  Candidate: 1.4.1-1
  Version table:
 *** 1.4.1-1 500
        500 http://archive.ubuntu.com/ubuntu xenial/universe amd64 Packages
        100 /var/lib/dpkg/status


A instalação do heimdall é exatamente como ele diz lá no tutorial:

Código: [Selecionar]
sudo apt install heimdall-flash heimdall-flash-frontend
E chamar o programa, idem:

Código: [Selecionar]
sudo heimdall-frontend
A fonte original do Heimdall, inclusive o roteiro, está aqui:

https://github.com/Benjamin-Dobell/Heimdall/tree/master/Linux
« Última modificação: 05 de Junho de 2017, 03:33 por druidaobelix »
www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline Ismael Sitko

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 10
    • Ver perfil
   Calma galera....não estou exatamente 'brincando com fogo'. Li sim sobre os riscos de perder o celular durante o processo. Este Galaxy em questão não é um aparelho de alto valor de mercado, já retirei os arquivos de dentro e a lista de contatos está anotada no nosso mundo real físico. Se eu perder o aparelho e tiver que usar outro....único aplicativo que terei de recuperar será o token do banco, ao qual terei de ir pessoalmente numa agência.
   Objetivo do root é apenas desinstalar aplicativos nativos, como joguinhos, play livros, e outras porcarias inúteis jamais utilisáveis por mim e que estão constantemente sendo atualizados pesando o uso do smartphone. Neste caso considero que quem está brincando com fogo são fabricantes abusados que dificulta minha liberdade de consumidor de retirar tais aplicativos.
   Valeu pela ironia do Galactus.....não sabia que 'não é recomendado  usar o odin pela maquina virtual'. Mais uma que aprendi....tomarei meus cuidados.
    Obrigado ao druidaobelix.....imaginei mesmo que o pessoal iria puxar minha orelha para usar o Heimdall, já que estou com o linux em mão....é só pôr a mão na massa. As dificuldades à que me referi é que tenho pouco tempo para ler sobre o assunto, e daí pouco conheço sobre os procedimentos. Sou um mero usuário de um laptop com linux porque não suporto Windows....e esta experiência de tê-lo instalado no Virtual Box foi bem extressante....eu nem sabia o que era uma máquina virtual.....aprendi muito nestas semanas!!!
    Não voltarei mais nestas tentativas via Windows......o que quero mesmo é que emplaque de vez a comercialização de celulares com Ubuntu, quem sabe teremos um pouco mais de liberdade. Vou ler este tutorial sobre o Heimdall indicado pelo druidaobelix e assim que tiver oportunidade tentar rootear este Galaxy.
    Se der pau ou der sucesso...eu volto a postar! Abraços!

Offline Arthur Bernardes

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 4.675
    • Ver perfil
Não acredito que Ubuntu Phone te tratará liberdade com um ambiente tão pesado igual ao Unity (abandonei Ubuntu por causa dele).

Android eu nem comento, peguei nojo por causa da Samsung e alguns Moto, mas a Apple está me dando bastante liberdade em desinstalar os APPs que não uso, sem falar na confiabilidade e estabilidade do iOS.

Mas, como estou num fórum cheio de fã boy do Ubuntu, estou preparado para as pedradas.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 5.068
    • Ver perfil
[...]com um ambiente tão pesado igual ao Unity (abandonei Ubuntu por causa dele).

O Unity não é pesado, pois por ser parte de um sistema operacional moderno, como todo e qualquer sistema operacional moderno ele requer máquina adequada, suficientemente potente.

O que acontece é que o Unity não roda bem em bagaça, em computador velho, e como já disse aqui antes, o Linux e nele em especial o Ubuntu, não tem obrigação de ser cemitério de computador obsoleto.
www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline Arthur Bernardes

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 4.675
    • Ver perfil
Em computador velho? Tenho um notebook com i5 de 5a geração e duas placas de vídeo (vídeo híbrido), só me rendeu dor de cabeça. Comprei um Dell com i5 de 7a geração, tentei usar Ubuntu e não suportei a lentidão do sistema como um todo.

Voltei pro Windows 10, que tem um desempenho excepcional e também muito estável. Ubuntu Desktop só tentei duas vezes, e não venha me dizer que é a máquina velha pois não é, são dois notebooks ótimos com processador de bom desempenho.

Mas, é minha opinião e experiência. Não tenho coragem de investir um centavo em Ubuntu Phone, tampouco perder tempo com um sistema que mesmo num hardware bom fica lento.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 5.068
    • Ver perfil
Não compartilho minimamente dessa experiência, ao contrário, encontro excelente desempenho em várias máquinas.

Tenho Ubuntu padrão (=Unity) executando em máquinas semelhantes a essas que menciona e se consegue excelente desempenho, sendo certo que a quantidade de memória RAM disponível é um ponto importante, mehor ainda quando disponível gpu dedicada e disco SSD.

Mesmo em arquiteturas ligeiramente inferiores, porém ainda na família i5 e i7, se com boa ram e bom disco, se consegue bom desempenho.

Tenho ainda executando num Xeon E7, 20 núcleos, 64 GB ram, que é o caso presente, aí então o desempenho é espetacular.

Discordo frontalmente dessa sua experiência, de forma alguma corresponde ao que tenho aqui observado, seja subjetivamente, seja por benchmarks de avaliação de desempenho.

Evidentemente a questão aqui avaliada é Unity em ambiente personal computer (PC) e não Ubuntu Phone, até porque Ubuntu Phone é natimorto.
www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.

Offline Arthur Bernardes

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 4.675
    • Ver perfil
Queria eu ter essa ótima experiência com Unity, mas infelizmente não estou disposto a jogar meu tempo no ralo pra testar mais uma vez.

E sim, tenho SSD nessa máquina, como eu disse, não é uma maquininha qualquer de 2007.

Agora o Ubuntu Server é ótimo e tem tudo para crescer ainda mais, tenho ele rodando em vários servidores aqui (inclusive o MKSolutions com FreeRadius trabalha sobre Ubuntu Server e é ótimo).

Mas beleza, que bom que aqui só tem usuários que tiveram boa experiência com Unity, quem sabe daqui alguns anos eu tenha tempo pra testar de novo.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

Offline druidaobelix

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 5.068
    • Ver perfil
[...] Mas beleza, que bom que aqui só tem usuários que tiveram boa experiência com Unity, [...]

Pois é, aqui é um Fórum Ubuntu e evidentemente aqui existem usuários Ubuntu muito satisfeitos com ele, no que me incluo, até porque, para quem não gosta e não está satisfeito existem outras variantes Linux, aliás, uma enormidade de variantes Linux, é só ir para lá e lá ficar satisfeito, vez que ninguém é obrigado ou arrastado a usar Ubuntu e menos ainda frequentar um Fórum Ubuntu.

De toda forma, como tem sido amplamente noticiado, inclusive aqui mesmo no Fórum, infelizmente a Canonical está deixando o Unity e, parece, caminhando para o Gnome, mas isso certamente não se deve a ausência de qualidade intrínseca do Unity e sim ditado por razões financeiras e de mercado, o que é um indiscutível direito deles enquanto empresa, procurarem o que financeiramente melhor lhes aprouver.

Mas seja qual for o caminho a ser trilhado daqui em diante, todo o passado demonstrou que a equipe de desenvolvedores do Ubuntu é altamente profissional e altamente capacitada, certamente dentre as melhores do mundo Linux, então podemos esperar coisa boa também para as novidades futuras.

http://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,121850.msg669506.html#msg669506


www.arredondar.org.br
Vencedor Desafio de Impacto Social Google 2016!
Você também pode participar e fazer a diferença.