Autor Tópico: Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD  (Lida 13732 vezes)

Offline Zé Eduardo

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 1
    • Ver perfil
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #30 Online: 04 de Maio de 2017, 23:01 »
Pessoal,

Eu estava com os mesmos problemas relatados pelos colegas anteriormente aqui no fórum.
Acontecia com muita frequência de fechar a tampa do notebook e depois quando eu abria a tela não ligava mais e eu tinha que reiniciar tudo a força.
Aparentemente este problema foi resolvido com a mudança do kernel, como "tutoriado" aqui.
Agora, com outros problemas não vi tanta melhora.

Explicando:
Trabalho usando dois monitores, o do próprio PC e um acessório ligado por conexão vga. Quando só o do PC está ligado funciona até bem,  quando o acessório está ligado trava um pouco, e quando os dois estão ligados trava muito.
Percebo os problemas de diversas maneiras, no movimento do cursor do mouse, rolando uma página de fotos da web, abrindo fotos do PC com o visualizador de imagens, abrindo fotos com o GIMP (trava muito esse), até mesmo rolando páginas de um PDF.

Só pra esclarecer, estou me referindo como travar, mas por vezes isso é uma lentidão na resposta.

Gostaria então de saber se isso é problema com o driver da placa de vídeo e se tem como solucionar.

___________________________________

Meu notebook é um Dell inspiron 5448, com processador i5, 4 gb de ram e uma placa de vídeo AMD radeon m265.
Estou usando o Xubuntu 16.04 e acabei de atualizar o kernel pra versão 4.7.10

Agradeço qualquer ajuda

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 368
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #31 Online: 05 de Maio de 2017, 01:17 »
Pessoal,

Eu estava com os mesmos problemas relatados pelos colegas anteriormente aqui no fórum.
Acontecia com muita frequência de fechar a tampa do notebook e depois quando eu abria a tela não ligava mais e eu tinha que reiniciar tudo a força.
Aparentemente este problema foi resolvido com a mudança do kernel, como "tutoriado" aqui.
Agora, com outros problemas não vi tanta melhora.

Explicando:
Trabalho usando dois monitores, o do próprio PC e um acessório ligado por conexão vga. Quando só o do PC está ligado funciona até bem,  quando o acessório está ligado trava um pouco, e quando os dois estão ligados trava muito.
Percebo os problemas de diversas maneiras, no movimento do cursor do mouse, rolando uma página de fotos da web, abrindo fotos do PC com o visualizador de imagens, abrindo fotos com o GIMP (trava muito esse), até mesmo rolando páginas de um PDF.

Só pra esclarecer, estou me referindo como travar, mas por vezes isso é uma lentidão na resposta.

Gostaria então de saber se isso é problema com o driver da placa de vídeo e se tem como solucionar.

___________________________________

Meu notebook é um Dell inspiron 5448, com processador i5, 4 gb de ram e uma placa de vídeo AMD radeon m265.
Estou usando o Xubuntu 16.04 e acabei de atualizar o kernel pra versão 4.7.10

Agradeço qualquer ajuda

Embora meu notebook seja exatamente o mesmo que o seu, eu não tenho um monitor externo para poder simular o problema que você está vivenciando. De qualquer modo, existem algumas possibilidades para o porquê de isso estar ocorrendo, entre elas:

1) Limitação do driver de vídeo.
2) Excesso de monitores virtuais.
3) Má configuração do servidor Xorg.

Não há muito o que se possa fazer a respeito de 1, exceto talvez atualizar o *Ubuntu para a última versão disponível (17.04) caso ela funcione com novas versões dos drivers de vídeo i915 e amdgpu-pro. Como eu uso XUbuntu 16.04 e não li nada a respeito da versão 17.04, estou completamente "por fora" das novidades trazidas pela versão 17.04, por isto vou seguir para a hipótese 2 e sugerir que você reduza a quantidade de monitores virtuais para algo entre 4 e 2 (caso você esteja com mais de 4 monitores virtuais ativados), pois quando você conecta um monitor externo ao computador o servidor Xorg do seu sistema Linux cria, no monitor externo, a mesma quantidade de monitores virtuais que existem no monitor do seu computador, o que significa que se p.ex. houver 8 monitores virtuais, então quando você conectar o monitor externo seu sistema passará a operar com 16 monitores virtuais, e isso requer bastante poder de processamento gráfico, além de poder "amplificar" um eventual problema de baixo desempenho porventura causado por algum dos drivers de vídeo (item 1).

Se após você reduzir a quantidade de monitores virtuais e reiniciar o computador a lentidão persistir, reduza a quantidade de monitores virtuais para 2 e reinicie novamente o computador.

Caso o problema persista, talvez a hipótese 3 seja a causa. Uma solução que funciona em alguns casos dessa hipótese (não tenho como garantir que funcionará no seu caso) consiste em seguir os seguintes passos:

i) Primeiramente, verifique se você tem o GEdit instalado e, em caso negativo, instale-o com este comando:
Código: [Selecionar]
sudo apt-get install gedit -y
ii) Em seguida, acesse a pasta /etc/X11/xorg.conf.d/ ou então crie-a, caso ela não exista. Um comando que você pode executar no terminal para fazer isso é este:
Código: [Selecionar]
if [ ! -d /etc/X11/xorg.conf.d ]; then sudo mkdir /etc/X11/xorg.conf.d; fi
iii) Uma vez que você tenha o editor de textos GEdit instalado e a pasta /etc/X11/xorg.conf.d exista, verifique se dentro de /etc/X11/xorg.conf.d/ existe algum arquivo cujo nome termine com intel.conf. Em caso afirmativo (se o arquivo existir), esse arquivo deverá ser aberto para edição. Em caso negativo (se o arquivo não existir), ele deverá ser criado com o nome padrão 20-intel.conf. Para fazer essa verificação e já abrir (ou criar e em seguida abrir) o arquivo para edição, execute o seguinte supercomando, no terminal do shell:
Código: [Selecionar]
if [ -f /etc/X11/xorg.conf.d/20-intel.conf ]; then sudo gedit /etc/X11/xorg.conf.d/20-intel.conf; elif [ $(sudo updatedb ; locate -i intel.conf |grep /etc/X11/xorg.conf.d |head -1) = $() ]; then sudo gedit /etc/X11/xorg.conf.d/20-intel.conf; else sudo gedit $(sudo updatedb ; locate -i intel.conf |grep /etc/X11/xorg.conf.d |head -1); fi
iv) Uma vez que o arquivo *-intel.conf esteja aberto no editor GEdit, proceda como segue:
iv-i) Caso o arquivo já possua algum código, adicione o seguinte código antes (acima) da linha EndSection: Option "VSync" "false":
Código: [Selecionar]
Section "Device"
    Identifier  "Intel"
    Driver      "intel"
    Option      "VSync" "false"
EndSection
iv-ii) Caso o arquivo não possua nenhum código (esteja em branco), ou ainda caso a linha EndSection: Option "VSync" "false" não exista dentro do arquivo que já contém algum código, vá até o topo (início) do arquivo e adicione o código mostrado em iv-i.

v) Salve o arquivo (vá em Arquivo e clique em Salvar, ou então use a combinação de teclas Ctrl S), em seguida feche o GEdit e reinicie o computador.

vi) Teste se o problema com o monitor externo continua ocorrendo. Caso o problema persista, execute novamente o supercomando do item iii (para voltar ao arquivo que você havia editado), então adicione as seguintes linhas de código ao início (topo) do arquivo:

Código: [Selecionar]
Option"TripleBuffer" "True"
Option"BackingStore" "True"
Option "PixmapCacheSize" "300000"
Option "OnDemandVBlankInterrupts" "True"
Option "InitialPixmapPlacement" "2"
Option "GlyphCache" "1"

...e daí execute novamente as ações do item v.

Se nada disso resolver, não sei como ajudar. :P
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline marcos90

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 64
    • Ver perfil
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #32 Online: 31 de Outubro de 2017, 14:22 »
Placa mãe Intel onboard HD2500 
Xubuntu 16.04.03
Kernell atual : 4.10.0-38-generic

Não consegui mudar o kernell , mesmo seguindo o tutorial por completo , incluindo a desabilitação do KMS  na tela de boot do Grubs . A instalação dos pacotes Debs aparentemente ocorre normal , mas quando reinicio e digito :  uname -ir ,  o kernell não mudou .
Tentei com outras distros como o xubuntu 17  e o Ubuntu Mate , mas sem sucesso também .
Meu problema está descrito https://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,122321.0.html , porém até agora não encontrei uma solução para o meu caso .
« Última modificação: 31 de Outubro de 2017, 14:29 por marcos90 »

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 368
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #33 Online: 31 de Outubro de 2017, 23:29 »
Placa mãe Intel onboard HD2500 
Xubuntu 16.04.03
Kernell atual : 4.10.0-38-generic

Não consegui mudar o kernell , mesmo seguindo o tutorial por completo , incluindo a desabilitação do KMS  na tela de boot do Grubs . A instalação dos pacotes Debs aparentemente ocorre normal , mas quando reinicio e digito :  uname -ir ,  o kernell não mudou .
Tentei com outras distros como o xubuntu 17  e o Ubuntu Mate , mas sem sucesso também .
Meu problema está descrito https://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,122321.0.html , porém até agora não encontrei uma solução para o meu caso .

Se o kernel 4.7.10 foi instalado corretamente, ele pode ser inicializado. Provavelmente, o que está ocorrendo é que o GRUB está, por padrão, automaticamente inicializando (boot) o kernel mais recente disponível, que no seu caso é o kernel versão 4.10.0.

Eu fiz o tutorial deste tópico numa ocasião em que o kernel 4.7.10 era bem mais novo que os kernels que estavam vindo nas distribuições *Ubuntu. Atualmente, porém, as distribuições mais novas estão vindo com kernels das séries 4.9 e 4.10 ou mais recentes (no momento em que estou publicando esta mensagem, a mais recente versão estável do kernel Linux é da série 4.13). Como da instalação de um kernel mais novo na distribuição *Ubuntu resulta o GRUB sendo configurado para, por padrão, executar esse kernel mais novo, se o kernel da sua distribuição for de uma versão anterior à 4.7.10, ao instalar o kernel 4.7.10 o seu sistema passará a executar o kernel 4.7.10. Mas, como você está usando uma distribuição que já está com kernel mais recente que o 4.7.10, o GRUB não está inicializando o kernel 4.7.10, mas sim dando preferência ao kernel mais recente que se encontra instalado.

Há como configurar o GRUB para, por padrão, inicializar outro kernel, como p.ex. o 4.7.10. No entanto, como não sabemos se esse kernel 4.7.10 vai lhe atender, o ideal, num primeiro momento, é apenas inicializar o sistema com o kernel 4.7.10 (sem defini-lo como padrão) e usar o computador com esse kernel em execução, para verificar se de fato o kernel resolve o problema que você está vivenciando.

Para isso, é necessário editar o arquivo de configuração do GRUB. Você tem o gedit (GNOME Edit) instalado? Caso não tenha, execute este comando no terminal do shell do Linux, para instalar o gedit:

Código: [Selecionar]
sudo apt-get install gedit -y
Uma vez que o gedit esteja instalado, execute o comando abaixo para fazer o gedit abrir o arquivo de configuração do GRUB para edição:

Código: [Selecionar]
sudo gedit /etc/default/grub
Modifique o teor do arquivo grub, de modo que ele tenha/passe a ter as 4 linhas de código abaixo, exatamente como mostradas:
Código: [Selecionar]
GRUB_DEFAULT=0
#GRUB_HIDDEN_TIMEOUT=0
#GRUB_HIDDEN_TIMEOUT_QUIET=true
GRUB_TIMEOUT=10

O parâmetro GRUB_DEFAULT serve para informar ao GRUB qual opção de inicialização deverá ser usada. O argumento (valor) padrão desse parâmetro é 0. Essa opção é modificada para instruir o GRUB a p.ex. inicializar outro kernel, por padrão. Mas no momento nós não vamos mexer nisso.

Os dois parâmetros seguintes precisam ser desabilitados (aquele caractere # no início de cada linha desabilita as duas linhas e seus parâmetros). Isso evita que o GRUB esconda o menu dele. Consequentemente, quando você reiniciar o computador o menu do GRUB aparecerá, para você poder escolher qual kernel quer inicializar.

O parâmetro GRUB_TIMEOUT serve para definir por quantos segundos o menu do GRUB deverá ficar visível para você escolher o que deseja inicializar. Se você não selecionar uma das opções disponíveis no menu, após N segundos o GRUB selecionará a opção padrão definida em GRUB_DEFAULT. Como no código acima o argumento do parâmetro GRUB_TIMEOUT é 10, o menu aparecerá para você durante 10 segundos: após isso, o GRUB automaticamente inicializará o kernel padrão do seu sistema.

Após efetuar as alterações acima, salve o arquivo e feche o gedit. Agora de volta ao terminal do shell, execute o comando abaixo para que as modificações que você fez sejam aplicadas ao GRUB:

Código: [Selecionar]
sudo update-grub
Reinicie o computador. Quando o menu do GRUB aparecer, use as teclas direcionais ("seta pra cima" ⬆ e "seta pra baixo" ⬇) para selecionar o kernel 4.7.10 (deverá ser uma opção como p.ex. Ubuntu, com o Linux 4.7.10-040710-generic) e então pressione a tecla Enter para confirmar. Após isso, o Linux será inicializado com o kernel 4.7.10. Faça os testes que estiver querendo fazer e verifique se deu certo.

Doravante, sempre que você instalar outros kernels e reiniciar o computador, o menu do GRUB aparecerá e lhe dará 10 segundos para que você possa selecionar uma opção de boot / inicialização.

Caso esteja com o sistema em execução e queira saber quais são todas as opções que o menu do GRUB atualmente possui, retorne ao terminal do shell, digite o comando grub-set-default e então pressione a tecla TAB três vezes.

No meu computador, por exemplo, as opções que aparecem são estas:
Código: [Selecionar]
Opções avançadas para Ubuntu
System setup
Ubuntu
Ubuntu, com o Linux 4.7.10-040710-generic
Ubuntu, com o Linux 4.7.1-040701-generic
Ubuntu, com o Linux 4.7.2-040702-generic
Ubuntu, com o Linux 4.7.4-040704-generic
Ubuntu, with Linux 4.7.10-040710-generic (recovery mode)
Ubuntu, with Linux 4.7.10-040710-generic (upstart)
Ubuntu, with Linux 4.7.1-040701-generic (recovery mode)
Ubuntu, with Linux 4.7.1-040701-generic (upstart)
Ubuntu, with Linux 4.7.2-040702-generic (recovery mode)
Ubuntu, with Linux 4.7.2-040702-generic (upstart)
Ubuntu, with Linux 4.7.4-040704-generic (recovery mode)
Ubuntu, with Linux 4.7.4-040704-generic (upstart)
...em que as três primeiras opções, de cima para baixo, são as que aparecem para mim, no menu do GRUB. E, quando eu estou no menu do GRUB e seleciono Opções avançadas para Ubuntu, surge um submenu que começa com Ubuntu, com o Linux 4.7.10-040710-generic e termina com Ubuntu, with Linux 4.7.4-040704-generic (upstart). No caso, o primeiro item desse submenu (intitulado Ubuntu, com o Linux 4.7.10-040710-generic) é o que possui ID = 0. Portanto, como o GRUB do meu sistema Linux está configurado com GRUB_DEFAULT=0, toda vez em que eu ligo ou reinicio o computador o GRUB automaticamente seleciona a opção zero (ID = 0) por padrão (default), e, consequentemente, inicializa o kernel 4.7.10-040710-generic em "modo normal", que é o modo multiusuário. ;) Os outros modos de inicialização de um mesmo kernel são "recovery mode", que serve para fazer o kernel inicializar o Linux em modo de recuperação (que é um modo monousuário: somente a conta root estará ativa), e o modo "upstart", em que o kernel utiliza o daemon ("serviço") upstart no lugar do padrão, que é o daemon init.
« Última modificação: 01 de Novembro de 2017, 07:18 por Sampayu »
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline marcos90

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 64
    • Ver perfil
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #34 Online: 01 de Novembro de 2017, 16:05 »
Placa mãe Intel onboard HD2500 
Xubuntu 16.04.03
Kernell atual : 4.10.0-38-generic

Não consegui mudar o kernell , mesmo seguindo o tutorial por completo , incluindo a desabilitação do KMS  na tela de boot do Grubs . A instalação dos pacotes Debs aparentemente ocorre normal , mas quando reinicio e digito :  uname -ir ,  o kernell não mudou .
Tentei com outras distros como o xubuntu 17  e o Ubuntu Mate , mas sem sucesso também .
Meu problema está descrito https://ubuntuforum-br.org/index.php/topic,122321.0.html , porém até agora não encontrei uma solução para o meu caso .


Doravante, sempre que você instalar outros kernels e reiniciar o computador, o menu do GRUB aparecerá e lhe dará 10 segundos para que você possa selecionar uma opção de boot / inicialização.

Caso esteja com o sistema em execução e queira saber quais são todas as opções que o menu do GRUB atualmente possui, retorne ao terminal do shell, digite o comando grub-set-default e então pressione a tecla TAB três vezes.

No meu computador, por exemplo, as opções que aparecem são estas:
Código: [Selecionar]
Opções avançadas para Ubuntu
System setup
Ubuntu
Ubuntu, com o Linux 4.7.10-040710-generic
Ubuntu, com o Linux 4.7.1-040701-generic
Ubuntu, com o Linux 4.7.2-040702-generic
Ubuntu, com o Linux 4.7.4-040704-generic
Ubuntu, with Linux 4.7.10-040710-generic (recovery mode)
Ubuntu, with Linux 4.7.10-040710-generic (upstart)
Ubuntu, with Linux 4.7.1-040701-generic (recovery mode)
Ubuntu, with Linux 4.7.1-040701-generic (upstart)
Ubuntu, with Linux 4.7.2-040702-generic (recovery mode)
Ubuntu, with Linux 4.7.2-040702-generic (upstart)
Ubuntu, with Linux 4.7.4-040704-generic (recovery mode)
Ubuntu, with Linux 4.7.4-040704-generic (upstart)
...em que as três primeiras opções, de cima para baixo, são as que aparecem para mim, no menu do GRUB. E, quando eu estou no menu do GRUB e seleciono Opções avançadas para Ubuntu, surge um submenu que começa com Ubuntu, com o Linux 4.7.10-040710-generic e termina com Ubuntu, with Linux 4.7.4-040704-generic (upstart). No caso, o primeiro item desse submenu (intitulado Ubuntu, com o Linux 4.7.10-040710-generic) é o que possui ID = 0. Portanto, como o GRUB do meu sistema Linux está configurado com GRUB_DEFAULT=0, toda vez em que eu ligo ou reinicio o computador o GRUB automaticamente seleciona a opção zero (ID = 0) por padrão (default), e, consequentemente, inicializa o kernel 4.7.10-040710-generic em "modo normal", que é o modo multiusuário. ;) Os outros modos de inicialização de um mesmo kernel são "recovery mode", que serve para fazer o kernel inicializar o Linux em modo de recuperação (que é um modo monousuário: somente a conta root estará ativa), e o modo "upstart", em que o kernel utiliza o daemon ("serviço") upstart no lugar do padrão, que é o daemon init.

Obrigado pela aula e pelas informações  !

Nem me ocorreu de ter pensado em entrar nas opções avançadas do xubuntu na tela do
Grubs !  Estava tudo lá certinho , desde o começo !  :)
Mas em relação aos Kernels antigos , pelo que vi , esse 4.7.10 já é ultrapassado e pode ter algum problema
em relação á alguma brecha de segurança ?
Ainda vou testar , pra ver como vai se portar . Mas acredito que o problema não é de Hardware , pois
eu uso o Windows7 também no mesmo pc e nunca deu esse tipo de problema . Só a placa mãe que é meio antiga "2011/2012" .

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 368
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #35 Online: 01 de Novembro de 2017, 17:30 »
Obrigado pela aula e pelas informações  !

Nem me ocorreu de ter pensado em entrar nas opções avançadas do xubuntu na tela do
Grubs !  Estava tudo lá certinho , desde o começo !  :)
Mas em relação aos Kernels antigos , pelo que vi , esse 4.7.10 já é ultrapassado e pode ter algum problema
em relação á alguma brecha de segurança ?
Ainda vou testar , pra ver como vai se portar . Mas acredito que o problema não é de Hardware , pois
eu uso o Windows7 também no mesmo pc e nunca deu esse tipo de problema . Só a placa mãe que é meio antiga "2011/2012" .

De nada. ;)

Eu uso o XUbuntu 16.04, que é uma versão LTS (Long Term Support => Suporte de Longo Termo). No caso, o suporte é de 5 anos. Como o XUbuntu 16.04 é de abril de 2016, o suporte dele vai até abril de 2021. A versão 16.04 é denominada Xenial Xerus (ou simplesmente xenial) e os kernels da versão xenial são os kernels da série 4.4, conforme ilustrado aqui. No suporte denominado LTS está incluída a garantia de atualização do kernel, o que significa que todas as correções importantes que forem efetuadas nos kernels mais novos serão "backportadas" para o kernel versão 4.4 do XUbuntu 16.04, durante esse período de 5 anos de suporte. Digo: se, por exemplo, o kernel 4.10 corrigir um bug que existia no kernel 4.4.9, essa correção do kernel 4.10 será aplicada no kernel 4.4.9 e então será lançada a versão 4.4.10 (o kernel 4.4.9 continuará com o bug, porém uma versão do kernel 4.4.9 sem o bug será lançada com o número de série/versão 4.4.10).

Você pode ver a lista de kernels da série 4.4 neste link. Ao abrir esse link, procure pela palavra xenial que você verá uma extensa lista de kernels que começa com o kernel 4.4.9-xenial e termina com o kernel 4.4.95, lançado em 27/10/2017. Observe que, decorrido 1 ano e meio do lançamento do *Ubuntu 16.04, o kernel 4.4 já passou por 86 atualizações (já foram lançadas 86 novas versões, dentro da série 4.4). Isso ocorre porque correções presentes em kernels mais novos estão sendo "backportadas", ou seja, aplicadas em kernels mais antigos, para beneficiar esses kernels.

Claro: no Xubuntu 16.04.1 o kernel não deixa de ser sempre o 4.4 (a menos que você manualmente instale um kernel de uma série mais nova). Como consta aqui, se você instalou o XUbuntu 16.04.0 ou 16.04.1, então o kernel que veio instalado nele é da série 4.4, mas se você instalou o XUbuntu 16.04.2 então o kernel que veio instalado nele é da série 4.8, ao passo que na versão 16.04.3 o kernel usado será da mesma série em uso no *Ubuntu 17.04, na versão 16.04.4 o kernel será da série do *Ubuntu 17.10, e na versão 16.04.5 o kernel será da mesma série que a usada no *Ubuntu 18.04.

O que eu quero dizer com tudo isso é que, mesmo que você esteja usando um kernel 4.4, ele está sendo atualizado de tempos em tempos, pois sua distribuição versão 16.04 é LTS, tem suporte até o ano 2021. O que muda é que se você estiver com um kernel como p.ex. da série 4.10 então o kernel não apenas terá as correções mais novas (que foram "backportadas" para kernels mais antigos, como p.ex. os da série 4.4), mas também o kernel 4.10 terá todas as melhorias de código que foram implementadas para esse kernel poder funcionar com drivers mais novos, executar novas funções etc. Isso significa que embora não haja um problema crítico ou risco/perigo em usar um kernel 4.4 apenas por ser um kernel 4.4 (já que ele ainda está dentro do período LTS dele, e portanto está recebendo as correções que são "backportadas" dos kernels mais novos para os mais antigos), ao usar um kernel posterior ao 4.4 você estará usando um kernel que contém novos recursos, e isso pode ser bom (ou pode ser ruim, pois novos recursos podem trazer também novos bugs).

Então, no fim das contas, acredito que se o kernel que veio com sua distribuição é posterior ao da série 4.7 mas está dando algum problema em seu computador, é uma boa você testar o kernel 4.7. Às vezes, fazer uma "regression" (adotar um kernel de série ou versão anterior à que está sendo usada pela sua distribuição) pode livrá-lo de algum bug sem necessariamente subtrair algum recurso, ou então subtraia um recurso de que você no entanto não necessita, pois está disponível no kernel mais novo porém seu computador não necessita desse novo recurso presente no kernel mais novo.

Como é muito complicado saber detalhadamente as diferenças entre os kernels (cada kernel tem literalmente milhões - cerca de 15 milhões de - linhas de código, então imagine comparar os códigos de 2 kernels...), a maneira mais prática de saber qual kernel lhe atenderá melhor é instalar uma versão de kernel imediatamente mais nova que a disponível em sua distribuição. Caso ela não dê certo, instale uma versão imediatamente posterior à mais recente que você instalou no sistema, e então adote-a como padrão caso ela funcione como esperado ou então descarte-a caso contrário (e, neste caso, repita o procedimento de instalar um kernel de uma versão imediatamente mais nova, até eventualmente chegar a um kernel mais novo que efetivamente funcione com seu computador). É tentativa e erro. E, contanto que se trate de kernel estável de versão LTS que ainda está sendo suportada (como é o caso das versões 16.04 e 17.04, atualmente: as versões lançadas em outubro, que são as que terminam com .10, não são LTS: têm suporte de apenas 9 meses: tempo suficiente apenas para fazer um filho, rs ;D), não há por que se preocupar com falhas de segurança, por exemplo, pois falhas de segurança encontradas em kernels mais novos são "backportadas" para todos os kernels que sejam afetados pela tal falha e ainda se encontrem dentro do ciclo de vida LTS deles. ;)

Eu não sei qual versão do XUbuntu exatamente você instalou aí (16.04.0, 16.04.1, 16.4.2, 16.04.3 etc.), mas olhe lá o gráfico que lhe enviei, para saber qual a versão padrão de kernel que veio na sua distribuição (caso você não saiba e não consiga ver isso no sistema porque já desinstalou os kernels originais), e daí vá testando kernels mais novos. Se porventura os kernels mais novos não resolverem seu problema e você chegar à última (mais recente) versão de kernel disponível sem conseguir se livrar do problema que esteja afetando seu sistema, aí inicie a "regression", ou seja, comece a testar kernels de versões anteriores à versão do kernel que veio instalado por padrão, na sua distribuição Linux.
« Última modificação: 01 de Novembro de 2017, 17:35 por Sampayu »
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline marcos90

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 64
    • Ver perfil
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #36 Online: 08 de Novembro de 2017, 13:48 »


Eu não sei qual versão do XUbuntu exatamente você instalou aí (16.04.0, 16.04.1, 16.4.2, 16.04.3 etc.), mas olhe lá o gráfico que lhe enviei, para saber qual a versão padrão de kernel que veio na sua distribuição (caso você não saiba e não consiga ver isso no sistema porque já desinstalou os kernels originais), e daí vá testando kernels mais novos. Se porventura os kernels mais novos não resolverem seu problema e você chegar à última (mais recente) versão de kernel disponível sem conseguir se livrar do problema que esteja afetando seu sistema, aí inicie a "regression", ou seja, comece a testar kernels de versões anteriores à versão do kernel que veio instalado por padrão, na sua distribuição Linux.
Valeu !  Estou usando há quase uma semana sem problemas . Ás vezes acontece um leve travamento quando estou com muitas janelas do navegador abertos . Mas dura apenas 1  segundos só no Navegador  . Mas travar , rebootar ou sair e voltar de uma sessão , nunca mais aconteceu !
Só tenho uma dúvida pois quando  entro em opções avançadas no Grubs e clico na opção 4.7.10 , aparece uma mensagem do tipo "Failed to find cpu0 device node"  durante o boot  Isso é normal ?

A versão do Kernel original que veio no Xubuntu 16.04 é a 4.10.38
 

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 368
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #37 Online: 08 de Novembro de 2017, 18:29 »
Valeu !  Estou usando há quase uma semana sem problemas . Ás vezes acontece um leve travamento quando estou com muitas janelas do navegador abertos . Mas dura apenas 1  segundos só no Navegador  . Mas travar , rebootar ou sair e voltar de uma sessão , nunca mais aconteceu !
Só tenho uma dúvida pois quando  entro em opções avançadas no Grubs e clico na opção 4.7.10 , aparece uma mensagem do tipo "Failed to find cpu0 device node"  durante o boot  Isso é normal ?

A versão do Kernel original que veio no Xubuntu 16.04 é a 4.10.38

De nada. :)

Quanto ao erro Failed to find cpu0 device node, na verdade não é um problema: isso é apenas uma mensagem de alerta de uma das camadas internas do kernel. Tendo em vista que os kernels de arquitetura i686 possuem o parâmetro CONFIG_OF habilitado (para o kernel ser capaz de detectar árvores de dispositivos dentro do computador) mas o software do circuito do seu computador não possui tal árvore, surge essa mensagem de erro (o kernel não encontra a árvore e aí emite a mensagem de alerta). Enfim: essa mensagem é inofensiva, pois não há nada de errado: embora o kernel seja capaz de funcionar com computadores que informam a árvore de dispositivos, o kernel não precisa dessa árvore para poder funcionar (tanto que está funcionando normalmente, no seu computador). ;)

Quanto aos travamentos (que na verdade não são travamentos em si: apenas quedas de desempenho) que ocorrem com navegadores web e outros aplicativos, isso em parte está relacionado aos próprios aplicativos e às bibliotecas que utilizam (demandam mais recursos que o computador é capaz de fornecer no momento), e em outra parte deve-se a limitações de desempenho do próprio driver amdgpu/radeon durante o processamento de gráficos 3D. Não é um problema, apenas uma limitação de desempenho do seu computador com esses aplicativos, e também uma limitação de implementação tanto dos aplicativos quanto do driver gráfico. A causa dos reais travamentos (kernel panics) foi eliminada, e é por isso que o sistema não está mais congelando (a ponto de você ter de desligar o computador "no dedo"): isso não vai mais acontecer.  :D
« Última modificação: 08 de Novembro de 2017, 18:31 por Sampayu »
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline tthanny

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 1
    • Ver perfil
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #38 Online: 20 de Novembro de 2017, 21:10 »
Olá! belo tutorial!

Eu consegui baixar e instalar tudo. O problema foi na hora de testar e aparecia o kernel 4.10.
Mesmo assim, depois eu consegui ver as engrenagens rodando. nao demorou muito, o computador travou e teve que rolar um dedoff. :(

o que pode ser? refiz os passos 3 vzs e deu o mesmo resultado.

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 368
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #39 Online: 20 de Novembro de 2017, 21:35 »
Olá! belo tutorial!

Eu consegui baixar e instalar tudo. O problema foi na hora de testar e aparecia o kernel 4.10.
Mesmo assim, depois eu consegui ver as engrenagens rodando. nao demorou muito, o computador travou e teve que rolar um dedoff. :(

o que pode ser? refiz os passos 3 vzs e deu o mesmo resultado.

Oi, tthanny. Obrigado pelo elogio ao tutorial. :)

Seu caso parece ser o mesmo relatado pelo usuário marcos90. Consequentemente, recomendo seguir as dicas que publiquei na resposta 33. :)
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline Izabela

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2
    • Ver perfil
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #40 Online: 06 de Dezembro de 2017, 19:36 »
Galera, segui os tutoriais indicados (o primeiro e o da resposta 33 q contém a atualização do kernel 4.10.0) e ainda não consegui solucionar o problema de travamento do meu pc... :(

Sou marinheira de primeira viagem com o Linux e to tentando me entender com esse sistema, sendo muito persistente pra não desistir dele e voltar pro windows. Então, conto com ajuda de vcs pra me da um apoio rs.

Tentei fazer os últimos passos (da resp 33) umas 3 vezes. Na primeira instalei o gedit, porém não consegui  fazer o gedit abrir o arquivo de configuração do GRUB para edição (aparece a msg de "comando não encontrado", sendo que digitei tudo certinho!)
Nas outras vezes que tentei refazer os passos, a mesma mensagem se repete e não consigo dar boot na minha máquina com opção de escolha entre o kernel 4.10.0 e o 4.7.10 e o travamento persiste (não consigo abrir o mozila pra copiar as msg que aparece pq é a partir disso q ele trava).

Por favor me ajudem, pq depois disso ainda tenho que resolver o problema do wireless que não ta sendo reconhecido e fico com uma dificuldade imensa de usar esse PC!!

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 368
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #41 Online: 06 de Dezembro de 2017, 22:17 »
Galera, segui os tutoriais indicados (o primeiro e o da resposta 33 q contém a atualização do kernel 4.10.0) e ainda não consegui solucionar o problema de travamento do meu pc... :(

Oi, Izabela. A provável razão disso é que seu sistema ainda está usando o kernel versão 4.10 ou outro que não seja o 4.7. Você chegou a executar o comando uname -r para ver qual kernel está em execução? Se a resposta desse comando não iniciar por 4.7.10, seu sistema Linux continua, por padrão, executando um kernel de uma versão mais recente que a 4.7.10, sendo essa a mais provável razão para os problemas de travamento.

No entanto, caso o comando uname -r informe que o kernel 4.7.10 está em execução, então o problema é outro, provavelmente não está relacionado à GPU da AMD.

Sou marinheira de primeira viagem com o Linux e to tentando me entender com esse sistema, sendo muito persistente pra não desistir dele e voltar pro windows. Então, conto com ajuda de vcs pra me da um apoio rs.

Este é um exemplo de problema bem maior que esse do kernel, que você poderia ter caso ainda usasse Windows. ;D

Tentei fazer os últimos passos (da resp 33) umas 3 vezes. Na primeira instalei o gedit, porém não consegui  fazer o gedit abrir o arquivo de configuração do GRUB para edição (aparece a msg de "comando não encontrado", sendo que digitei tudo certinho!)

Se o sistema respondeu que o comando não foi encontrado, então ou (1) você cometeu um erro de digitação ou então (2) o GEdit não foi instalado.

Sugestão: use o ponteiro do mouse (ou do touchpad ou clickpad do notebook, caso esteja em um notebook e o notebook esteja sem mouse) para selecionar o código do primeiro comando mostrado lá na resposta 33 (comando de instalação do GEdit); em seguida, clique com o botão direito sobre esse código selecionado e, no menu que surgir, selecione a opção "Copiar"; em seguida, abra uma janela do emulador de terminal, clique sobre ela com o botão direito e, no menu que surgir, selecione a opção "Colar". Deste modo, você se certifica de que o comando foi corretamente copiado da página e colado no terminal do shell. Certifique-se de que não haja nenhum espaço em branco no início do comando. E observe que deve haver um (mas somente um) espaço em branco entre as palavras sudo e apt-get, assim como também deve haver um (mas somente um) espaço em branco entre as palavras apt-get e install, entre install e gedit, e entre gedit e -y.

Após colar o comando no emulador de terminal do shell Linux e se certificar de que o comando foi colado direitinho, pressione a tecla Enter para que o comando seja executado. Ele pedirá sua senha: digite a senha que você usa para efetuar login na interface gráfica e então pressione a tecla Enter para confirmar. Se durante a digitação da senha (antes de confirmar a senha com Enter) você cometer algum erro de digitação da senha, use a combinação de teclas Ctrl U: isso fará com que o campo senha seja "esvaziado". Após usar a combinação de teclas Ctrl U, digite novamente a sua senha e então pressione a tecla Enter.

Em seguida, repita o procedimento acima (de "copiar e colar" o comando e então executá-lo com a tecla Enter) para o segundo comando (o que usa o GEdit para editar o arquivo de configuração do GRUB), certificando-se de que haja um (mas somente um) espaço em branco entre as palavras sudo e gedit, idem entre as palavras gedit e /etc/default/grub


Nas outras vezes que tentei refazer os passos, a mesma mensagem se repete e não consigo dar boot na minha máquina com opção de escolha entre o kernel 4.10.0 e o 4.7.10 e o travamento persiste (não consigo abrir o mozila pra copiar as msg que aparece pq é a partir disso q ele trava).

Se o sistema não estiver usando o kernel 4.7.10 (ou se estiver mas o problema não for relacionado à GPU AMD), o problema vai continuar ocorrendo. Mas, pelo que você está relatando, o mais provável é que o kernel 4.7.10 esteja instalado mas não esteja em execução.

Caso você continue tendo problemas ao tentar instalar o GEdit e usá-lo para editar o arquivo de configuração do GRUB, faça o seguinte: reinicie o computador e, assim que ele for iniciar o boot do Linux (o que ocorre logo após a tela inicial da BIOS do computador), pressione a tecla Esc (Escape) algumas vezes. Isso fará o menu do GRUB aparecer. Se não funcionar é porque você demorou demais para pressionar a tecla Esc: em tal caso, reinicie novamente o computador e pressione a tecla Esc / Escape um pouco antes do momento em que você a havia pressionado. Em algum momento você vai conseguir pressioná-la no momento ideal para acionar o menu do GRUB.

Quando conseguir acessar o menu do GRUB, use as "setas" (teclas direcionais) "para cima" e "para baixo" para selecionar Opções avançadas para Ubuntu, daí pressione a tecla Enter, selecione a opção Ubuntu, com o Linux 4.7.10-040710-generic e então pressione novamente a tecla Enter. Isso fará o GRUB inicializar o sistema Linux com kernel 4.7.10. Use o comando uname -r para se certificar de que o sistema do seu computador está usando o kernel 4.7.10 e então fique algumas horas usando-o com o kernel 4.7.10, para ver se o sistema vai "travar" ou não. ;)
« Última modificação: 06 de Dezembro de 2017, 22:28 por Sampayu »
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline Kamei Hyoga

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 1.095
  • Ubuntu 11.04
    • Ver perfil
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #42 Online: 10 de Dezembro de 2017, 18:22 »
Para desfazer, basta um comando como o abaixo?

 
Código: [Selecionar]
sudo apt-get remove linux-headers-4.7.* linux-image-4.7.*;  update-grub

Offline Sampayu

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 368
  • "Não é possível semear de mãos fechadas"
    • Ver perfil
    • YouTube
Re:Elimine o travamento / kernel panic do Ubuntu 16.04 com gráficos AMD
« Resposta #43 Online: 10 de Dezembro de 2017, 18:59 »
Para desfazer, basta um comando como o abaixo?

 
Código: [Selecionar]
sudo apt-get remove linux-headers-4.7.* linux-image-4.7.*;  update-grub

Este comando é suficiente:
Código: [Selecionar]
sudo apt-get remove linux-*4.7.10* -y
:)
« Última modificação: 10 de Dezembro de 2017, 19:01 por Sampayu »
Yuri Sucupira ("Sampayu")

Offline Izabela

  • Usuário Ubuntu
  • *
  • Mensagens: 2
    • Ver perfil
Agradecida pelo esclarecimento Sampayu!
Meu erro era a digitação dos comandos mesmo (não tava colocando o espaço no comando sudo gedit), já q não estava conseguindo acessar a internet pra copiar esses comandos.

Pois bem, consegui fazer as edições e tal, mas na hora q reinicio e aparece o menu do GRUB o meu teclado não funciona e não da pra escolher a forma de iniciação  :(
(mas não desanimei do Linux pq já me convenci que os problemas do windows são bem maiores q esse hahaha)

Como acredito que o problema esteja relacionado ao uso do kernel 4.10, gostaria de deixar o 4.7.10 como padrão para que este seja iniciado automaticamente.
As opções que aparecem no meu pc são essas:

Opções avançadas para Ubuntu
Ubuntu
Ubuntu, com Linux 4.10.0-28-generic
Ubuntu, com Linux 4.10.0-40-generic
Ubuntu, com Linux 4.10.0-42-generic
Ubuntu, com Linux 4.7.10-040710-generic
Ubuntu, with Linux 4.10.0-28-generic (recovery mode)
Ubuntu, with Linux 4.10.0-40-generic (recovery mode)
Ubuntu, with Linux 4.10.0-42-generic (recovery mode)
Ubuntu, with Linux 4.7.10-040710-generic (recovery mode)

Como devo editar o GRUB_DEFAULT=0 ??