Fórum Ubuntu Linux - PT
16 de Abril de 2014, 07:18 *
Olá, Visitante. Faça o login ou registre-se.
Perdeu o seu e-mail de ativação?

Login com nome de usuário, senha e duração da sessão
Notícias: Informações da última versão: Ubuntu Linux 13.10 - Saucy Salamander
 
   Home   Ajuda Regras Pesquisa Login Registre-se  
Anúncios
Páginas: [1] 2   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Requisitos de hardware para instalar o Ubuntu e Família em um PC ou Notebook!  (Lida 2227 vezes)
galactus
Equipe Ubuntu
Usuário Ubuntu
*****
Deslogado Deslogado

Mensagens: 3.366



Ver Perfil
« em: 14 de Agosto de 2013, 19:35 »

Chegamos então em algumas perguntas recorrentes no fórum que não querem calar: Qual a melhor versão do Ubuntu para o meu hardware? 32 ou 64bits?

Foi pensando em ajudar as pessoas que procuram este fórum com essas dúvidas básicas, que resolvi escrever este Guia/Tutorial.  Eu usei parte da documentação oficial do Ubuntu, que será listada ao final, informações de alguns Blogs e minha experiência pessoal desde 2004 usando Ubuntu e derivados. Desde máquinas consideradas tanto “top” de linha quanto máquinas jurássicas.

Este Guia/Tutorial vai abranger desde a versão 12.04 até a 13.04, 32 ou 64bits. Quando a versão 13.10 sair pretendo atualizar o tutorial. Qualquer erro é só falarem que eu corrijo. Dicas que melhorem o artigo também serão bem vindas.


1) Requisitos mínimos  e médios para instalação das várias versões do Ubuntu

    Obs.: Com os requisitos mínimos você será capaz de instalar a referente versão do Ubuntu mas não quer dizer que seu sistema terá um bom desempenho para uso diário.

1.1 Ubuntu

Processador: No mínimo um Intel Atom com um núcleo a 1.6Ghz ou equivalente ( estão nesta categoria os velhos AMD Athlon XP1600+ e Pentium III 1.2Ghz, por exemplo). Como requisito médio  um processador com dois núcleos ou mais com pelo menos 1.6Ghz com menos de 5 anos. De maneira geral, para um real bom desempenho multitarefa, processadores com menos de 4 anos de idade e pelo menos dois núcleos a 1.6Ghz.

Memória: Se for realizar uma instalação com um Live-CD ou Live Pendrive, no mínimo 512MB , melhor ter 1GB de RAM. Se utilizar a instalação em modo texto do Alternate CD, no mínimo 256MB de RAM, mas depois para utilizar o sistema, serão necessários 512MB de RAM ou mais. Eu recomendo no mínimo 2GB de RAM para um bom desempenho multitarefa.

Parte gráfica: O Unity é o maior vilão no consumo de recursos do Ubuntu, para um bom desempenho, tenha uma placa de vídeo dedicada com no mínimo 128MB de RAM. Ela deverá ser capaz de uma resolução de 1024X600 e usar a versão 1.4 do OpenGL em diante. Se for vídeo da Intel no mínimo uma GMA 950. Se for ATI no mínimo uma Radeon 3450 com driver fglrx (proprietário). Se for Nvídia no mínimo uma Geforce 6600 com driver nouveau (livre). Para placas jurássicas, esqueça, o desempenho é sofrível ou simplesmente nem funciona! Se puder atualizar a versão do Xorg e do OpenGL para versões mais recentes da que o seu Ubuntu usa, melhor ainda. Até o momento, sem o Unity 7 com Xmir finais, quanto mais potente a sua placa de vídeo, melhor.

Espaço em disco: Para uma instalação mínima 5GB. Para uma instalação com “conforto”, com espaço para seus programas e alguns documentos 15 – 20GB. Se o Ubuntu for o seu sistema principal ou único, o céu é o limite. Sorridente

Mas galactus, quero partir para um particionamento mais detalhado, não sigo o particionamento assistido do instalador.

Neste caso podemos fazer da seguinte maneira (lembre-se, isso aqui não é regra, é um guia para facilitar sua vida):

Se o seu disco estiver formatado como GPT lembre-se da partição BIOS-boot / EFI.
Bios-boot – 1MB (Bios configurada para modo legado, não EFI).
/boot/efi -  EFI – 100 ~ 250 MB geralmente em FAT32, para máquinas com BIOS de 2011 em diante.


Se o seu disco estiver formatado com a velha tabela de partição do DOS:

/boot  -  250MB ~ 350MB

swap  -  Em geral o mesmo tamanho da RAM. Pelo menos deixe 512MB mesmo em máquinas com   4GB de RAM ou mais.  Alguns programas ainda fazem uso da Swap mesmo com RAM sobrando. Em máquinas jurássicas com pouca RAM, faça a swap ser igual a 2X ou até 4X o tamanho da RAM (máquinas com 512MB a 1GB de RAM principalmente). Quanto mais tempo sua máquina ficar ligada direto ou você fizer uso de aplicações com banco de dados, maior será o uso de Swap.

/ - 5GB ~ 30GB

/home  -  O tamanho que achar necessário, afinal guarda os seus arquivos pessoais e configurações da sua sessão.

/usr  - 10GB

/var  - 2GB

/lib   - 5GB

/opt  - 500MB ~ 5GB  Dependendo do uso dos repositórios Universe.

/etc  -  250MB

/sbin  - 250MB

/bin  - 250MB

Os valores acima não são regras e assume que você  vai usar um disco moderno de grande capacidade se, eu disse se, tiver interesse em criar tantas partições. Em se tratando de espaço em disco, melhor pecar por excesso do que pela falta dele! É muito ruim ter erros devido a falta de espaço no seu sistema.


1.2 Kubuntu


A mesma coisa do Ubuntu, com uma exceção, a parte gráfica. O KDE não exige tanto da parte gráfica quanto o Unity e você pode desligar praticamente todos os efeitos do KDE deixando-o mais leve. Uma placa capaz de no mínimo 640X480 para um KDE sem efeitos. O ideal? Uma capaz de 1024X768 ou mais para rodar os efeitos do KDE com tranquilidade.



1.3 Xubuntu

Processador: No mínimo um Pentium 4 de 1.5GHz ou equivalente (como um Atlhon XP 1400). Processador médio, para bom desempenho multitarefa, um Atom 330 (dois núcleos a 1.6 Ghz + HT) ou equivalente.

Memória: No mínimo 512 MB de RAM. Você poderá instalar o Xubuntu em máquinas com até 256MB de RAM, usando o Alternate CD, mas o seu desempenho pós instalação será pífio. Eu recomendo 1GB de RAM para bom desempenho multitarefa.

Espaço em disco: No mínimo 2GB para o Alternate Install CD, e 4.5GB para o Live-CD.

Parte gráfica: No mínimo uma FX5200 com 128MB de RAM. Na média, qualquer placa de vídeo onboard desde uma Intel GMA 950 em diante.

Particionamento: As mesmas dicas do Ubuntu.


1.4 Lubuntu


Processador: No mínimo um Pentium III ou equivalente. Eu recomendo no mínimo um Sempron 2400+ socket 462 ou equivalente. Qualquer processador superior a um Atom 330 será muito veloz no Lubuntu.

Memória: No mínimo 256MB de RAM. Eu recomendo pelo menos 512MB. Qualquer coisa superior a 1GB de RAM será mais do que suficiente para um ótimo desempenho multitarefa.

Espaço em disco: Mínimo de 2GB.



1.5 Ubuntu Studio

Igual ao Ubuntu, com uma exceção, memória. O Ubuntu Studio precisa de no mínimo 768MB de RAM para ser instalado. Na sua documentação eles recomendam pelo menos 2GB de RAM pós instalação.



1.6 Edubuntu

   a) Instalado em seu PC para uso diário: Igual ao Ubuntu.

   b) Instalado em servidor para LTSP: No mínimo um Core 2 Duo como processador, ideal seria um Core 2 Quad ou superior. Processadores com apenas um núcleo causarão muita lentidão. Pelo menos 512MB de memória só para o servidor e somar entre 256 a 768MB de RAM para cada cliente adicionado ao LTSP. Então para 20 clientes pelo menos 4GB de RAM, o ideal seriam 8GB de RAM. Espaço em disco: Mínimo de 20GB. É recomendado deixar a partição /home em um disco separado para melhor desempenho. Rede: Ele demanda muito da sua rede. É recomendado uma rede com conexão de 1 Gigabit do servidor para 15 clientes. E conexão de 100mbit dos Thin clients para os Switches.

   c) Os Thin clients (ou terminais “burros”) devem ter no mínimo um processador com 1.5GHz e 256MB de RAM. Ao contrário do que possa parecer, as novas versões do LTSP estão exigindo um bom hardware para desempenhar bem. Não tente usar máquinas jurássicas achando que terá bom desempenho. Processadores Geode e Via não são suportados!


2.  Escolher versão 32 ou 64bits?



Esta é outra pergunta que não quer calar. Mas afinal de contas, melhor ir de 32 ou 64bits? Qual a diferença?
 
Trocando em miúdos, 32 ou 64bits vão se referir ao quanto de memória será capaz de ser endereçada  pelo seu sistema. Se você tiver uma máquina com 2GB de RAM ou menos, não pense duas vezes, use um sistema 32bits mesmo que o seu processador seja 64bits.  Se o seu sistema tiver 4GB de RAM ou mais, use 64bits.Com um sistema entre mais de 2GB e até 4GB de RAM, onde estamos numa “zona cinza”, você pode decidir de acordo com o uso do seu sistema.

Vamos tentar entender o que acontece sem entrar muito em palavreados técnicos. Os sistemas 64bits conseguem endereçar uma quantidade maior de memória para que o processador faça uso dela. Com isso ele perde menos tempo tentando acessar dados no disco. Atividades como decodificação ou codificação de áudio, vídeo e execução de jogos são melhores aproveitadas em sistemas 64bits, desde de que você tenha bastante memória. Sistemas 64bits consomem mais memória que um 32bits. Isso varia muito, mas esse aumento pode ser de 20 a 50% a mais de memória do que um 32bits.
Sistemas 64bits são mais seguros, foram implementadas novas seguranças para as memórias no 64bits, as novas BIOS com UEFI + Windows 8 só funcionam em sistemas 64bits. Não sei se funcionam com o kernel PAE.

Contudo nem tudo são flores. Muitas aplicações funcionam melhor  em 32bits, pois foram escritas para 32bits. Como o Flash, por exemplo. Notem que mesmo usando um sistema 64bits, o flash instalado é 32bits  com uma “gambiarra” para funcionar num 64bits. Sistema 32bits geralmente são mais rápidos em máquinas antigas e com pouca RAM. Sistemas 64bits com pouca RAM são mais lentos que os de 32bits. Afinal ele consome mais memória e vai acabar usando mais Swap, deixando o seu sistema ainda mais lento.

O Kernel PAE foi uma maneira (para não dizer gambiarra) encontrada para fazer um sistema 32bits usar mais de 4GB de RAM. Mas isso tem o seu preço. Sistemas com kernel PAE são mais lentos que seus parentes “puros”.
Por isso que dependendo do uso diário de sua máquina, e da quantidade de RAM disponível, melhor usar um sistema 32bits ao invés de um 64bits.  Se você é um usuário como eu, que gosta de ter várias abas abertas no navegador enquanto escuta música, está baixando Torrents e manipula seus documentos afins, vai notar que seu consumo de RAM vai ser alto. Se tiver pouca RAM e seu sistema for 64bits, vai ter um desempenho ruim. Melhor usar um 32bits.  Agora, seu sistema tem RAM de sobra (4GB em diante) ou você faz uso de muitas aplicações multimídia. Nem pense duas vezes, use 64bits.



3. Considerações Gerais


Você pode estar se perguntando:
- Mas galactus, eu fui ler a documentação oficial do Ubuntu e lá mostra que os requisitos de hardware são menores do que os colocados aqui no seu Guia/Tutorial!

- Sim é verdade.

Na maioria da documentação oficial de todas as versões do Ubuntu e família, os requisitos mínimos de hardware são menores do que os colocados aqui neste artigo. Por favor me entenda, eu indico algo que deve funcionar para uso diário e multitarefa. Vejam um exemplo simples e bastante ilustrativo da documentação oficial do Lubuntu. Eles afirmam terem conseguido instalar o Lubuntu num Pentium II com 64MB de RAM! Eu sei que é possível, mas quando eu vou poder usar um sistema direito com tão poucos recursos nos dias atuais?  Não dá!  Numa máquina como essa você teria uma última opção, usar a instalação da imagem mínima do Ubuntu. Uma imagem de apenas 12MB que vai instalar todo o seu sistema pela internet com um assistente em modo texto. Mesmo depois de instalado, muita coisa tem que ser feita. Não toquei neste assunto visto que esse método de instalação serve mais para entusiastas ou os que desejam realmente ressuscitar uma máquina  jurássica.

Se você quiser ver e ouvir bem um vídeo de alta resolução, sem travadas, e poder navegar na internet mesmo com um Firefox com várias abas abertas ou assistir vídeos do YouTube sem problemas enquanto faz outras coisas, etc, etc e tal; não use nada abaixo do que um Atom 330 com pelo menos 1GB de RAM e JFS como sistema de arquivos.

A diferença de consumo de recursos conforme a versão escolhida é muito grande! O meu Kubuntu 13.04 com 64bits, sobe consumindo 340MB logo de cara. Quando estou a todo vapor nas coisas que faço diariamente, este consumo de RAM passa dos 1.2GB. Isso só de RAM. O  meu Core i3 dual core com HT que toca este sistema normalmente está com mais de 30% de todos os núcleos sendo utilizados quando o consumo de RAM é alto assim.

Já um Lubuntu 32bits, versão 12.04, sobe consumindo “incríveis” 98MB de RAM! Além de utilizar  LXDE e OpenBox, muito, mas muito mais leve do que qualquer KDE , Gnome ou  Unity da vida!

Ponha isso na cabeça, quer ter bom desempenho? Tenha um bom hardware. É possível ter bom desempenho com hardware limitado? As vezes, mas vai ter que penar um pouco para poder ter desempenho aceitável. Em alguns casos não vai dar mesmo. Principalmente com placas de vídeo mais antigas ou mais fracas que uma FX 5200.

Em casos de máquinas Jurássicas ou muito limitadas, como a própria documentação do Ubuntu avisa, é melhor procurar outra distribuição voltada para máquinas com tão poucos recursos. Mesmo que seja um Lubuntu.

Espero ter ajudado mais que atrapalhado. Té+

Documentação utilizada para este Guia:

http://askubuntu.com/questions/7034/what-is-the-difference-between-32-bit-and-64-bit-and-which-should-i-choose
https://help.ubuntu.com/community/32bit_and_64bit
http://stackoverflow.com/questions/935443/64bit-vs-32bit-ubuntu-on-low-memory-systems-why-does-ubuntu-64bit-eat-my-ram
https://sites.google.com/site/easylinuxtipsproject/version
http://dullass.blogspot.com.br/2012/10/ubuntu-studio-1210-released.html
https://wiki.ubuntu.com/DemystifyingUnityGraphicsHardwareRequirements
https://help.ubuntu.com/community/DiskSpace
http://edubuntu.org/documentation/12.04/installation-guide
http://xubuntu.org/getxubuntu/
http://howtoubuntu.org/how-to-decide-if-you-should-use-32bit-or-64bit-ubuntu#.UgwIrqydbZs
http://www.howtogeek.com/165144/htg-explains-should-you-use-the-32-bit-or-64-bit-edition-of-ubuntu-linux/
https://help.ubuntu.com/community/Installation/SystemRequirements
http://en.wikipedia.org/wiki/Kubuntu
https://wiki.ubuntu.com/Lubuntu
http://en.wikipedia.org/wiki/Lubuntu
https://help.ubuntu.com/community/Lubuntu/Alternate_ISO
http://jeffhoogland.blogspot.com.br/2010/08/32-bit-vs-64-bit-linux-which-to-choose.html
https://wiki.ubuntu.com/UbuntuStudio/12.04release_notes
http://pt.wikipedia.org/wiki/Xubuntu
http://www.public-software.in/sites/default/new/Custom%20Edubuntu%2012.04%20%28Kalpavriksha%20Installation%29.pdf


« Última modificação: 14 de Agosto de 2013, 19:52 por galactus » Registrado

* Linux Mint 16 Mate 64bits / Windows 7 64bits Casa! * Galaxy Note 8 - Trabalho.
* CentOS 6.4 64bits Servidor de arquivos em modo texto - Casa * MacOS Mavericks 10.9.1  - Mac Mini servidor multimidia - Casa
pylm69
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 477



Ver Perfil
« Responder #1 em: 14 de Agosto de 2013, 21:36 »

 Eu tenho um hardware descente aqui mas abandonei o KDE e fui pro XFCE, tenho 4 GB de ram mas não gosto de passar dos 1 GB de uso Sem Graça o xfce aqui inicia com 190 MB de ram, e com o chromium e umas 10 abas, vai a 900 ~ 1 GB @__@
Registrado

Rolling Release é o máximo \o/
Renan Rischiotto
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 2.264


Ver Perfil
« Responder #2 em: 14 de Agosto de 2013, 21:42 »

Ainda não li, mas parece que o tópico é bom!

Parabéns Galactus  Sorridente, vou dar uma lida.

Não vou poder ler agora porque to vendo uma gameplay de AoE III '-'
« Última modificação: 14 de Agosto de 2013, 21:46 por Renan Rischiotto » Registrado

Arthur Bernardes
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 4.460



Ver Perfil
« Responder #3 em: 14 de Agosto de 2013, 21:48 »

Ótimo tópico, grande mestre Galactus.

Muita coisa que eu sei aprendi com vocês aqui. Contente
Registrado

Renan Rischiotto
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 2.264


Ver Perfil
« Responder #4 em: 15 de Agosto de 2013, 01:17 »

Agora eu já li...muito bom mesmo! Excelente galactus!


Mas tenho duas perguntas:

- Como saber qual versão do OpenGL meu Ubuntu está usando? Como saber qual está instalado? Como atualizar?

- Agora fiquei confuso com a questão dos 32 e 64-bits, pois o nosso amigo nomade criou um tópico explicando que se o seu processador for 64 bits, deve-se usar 64 bits não importando a quantidade de memória RAM do sistema. Já no seu tópico você diz totalmente ao contrário. Realmente essa diferença de opiniões deixa qualquer um atordoado.
Registrado

galactus
Equipe Ubuntu
Usuário Ubuntu
*****
Deslogado Deslogado

Mensagens: 3.366



Ver Perfil
« Responder #5 em: 15 de Agosto de 2013, 08:13 »

Ótimo tópico, grande mestre Galactus.

Muita coisa que eu sei aprendi com vocês aqui. Contente

Obrigado. Também aprendo muito com vocês na parte de Redes e Servidores!
Registrado

* Linux Mint 16 Mate 64bits / Windows 7 64bits Casa! * Galaxy Note 8 - Trabalho.
* CentOS 6.4 64bits Servidor de arquivos em modo texto - Casa * MacOS Mavericks 10.9.1  - Mac Mini servidor multimidia - Casa
galactus
Equipe Ubuntu
Usuário Ubuntu
*****
Deslogado Deslogado

Mensagens: 3.366



Ver Perfil
« Responder #6 em: 15 de Agosto de 2013, 08:31 »

1) Como saber qual versão do OpenGL meu Ubuntu está usando? Como saber qual está instalado? Como atualizar?

2) Agora fiquei confuso com a questão dos 32 e 64-bits, pois o nosso amigo nomade criou um tópico explicando que se o seu processador for 64 bits, deve-se usar 64 bits não importando a quantidade de memória RAM do sistema. Já no seu tópico você diz totalmente ao contrário. Realmente essa diferença de opiniões deixa qualquer um atordoado.

1) É fácil, apt-get install mesa-utils. Depois é só fazer:

glxinfo | grep "OpenGL version"

O exemplo do meu Kubuntu 13.04:

root@galactus-Movel:/home/galactus# glxinfo | grep "OpenGL version"
OpenGL version string: 3.0 Mesa 9.2.0-devel


Se quiser usar as versões mais novas do Mesa e do opengl, só através de PPAs de terceiros. Como  no seu tutorial que atualiza o Xorg para poder atualizar a placa de vídeo.  Mas não precisa se preocupar tanto em relação ao OpenGL. É que a versão 1.4 já é suportada por todas as placas de vídeo com pelo menos 7 anos de idade! O OpenGL vai depender do seu hardware também. A cada nova placa de vídeo, mais melhoramentos são incluídos para tirar proveito de novas versões do OpenGL. Então em placas velhas demais, não tem como tirar proveito de novas versões do OpenGL.


2) Não existe motivo para ficar atordoado. Sorridente E também não estou aqui para contrariar ninguém. Da pesquisa que eu fiz, e pode ler que tem bastante documentação a respeito, incluindo testes de desenvolvedores, fica claro que usar um sistema 64bits com pouca RAM é atraso de vida. A páginação de memória é muito maior no 64bits, daí você começa a abrir um monte de coisas, e você não tem RAM. Pra onde vai o que sobrou? Para Swap!  Agora, se você usar esse sistema abrindo uma coisa de cada vez, daí tudo bem!   Outra coisa, o kernel PAE padrão dessas novas versões do Ubuntu 32bits são mais lentos que o kernel usado na versão 64bits. Mas nada te impede de usar um kernel apenas 32bits em máquinas com pouca RAM.
Registrado

* Linux Mint 16 Mate 64bits / Windows 7 64bits Casa! * Galaxy Note 8 - Trabalho.
* CentOS 6.4 64bits Servidor de arquivos em modo texto - Casa * MacOS Mavericks 10.9.1  - Mac Mini servidor multimidia - Casa
pylm69
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 477



Ver Perfil
« Responder #7 em: 15 de Agosto de 2013, 12:50 »

 Hoje em dia qualquer pau velho tem suporte a 64bits, até meu antigo atom 330 tinha 64bits mas só 1 GB de ram então eu usava versões 32bits, só usei 64 nele com o Peor OS que é somente 64 bits
Registrado

Rolling Release é o máximo \o/
haereticus
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 976


Xubuntu 12.04.2 x64


Ver Perfil
« Responder #8 em: 15 de Agosto de 2013, 13:38 »

Discordo plenamente do Artigo 2. Está defasado 5 anos no minimo na tecnologia.

Quer dizer que o cidadão com um i5 ou i7 e 2gb de ram vai usar 32bits ?

E um cidadão com core2duo com 4gb de ram pode usar 64 bits ?

Incoerente por demais, me desculpe...

Mais inconsistências :
Contudo nem tudo são flores. Muitas aplicações funcionam melhor  em 32bits, pois foram escritas para 32bits. Como o Flash, por exemplo. Notem que mesmo usando um sistema 64bits, o flash instalado é 32bits  com uma “gambiarra” para funcionar num 64bits. Sistema 32bits geralmente são mais rápidos em máquinas antigas e com pouca RAM. Sistemas 64bits com pouca RAM são mais lentos que os de 32bits. Afinal ele consome mais memória e vai acabar usando mais Swap, deixando o seu sistema ainda mais lento.

Quero ver o cidadão executar a biblioteca de jogos da steam usando um i7 com 2gb e 32bits (a lá pentium IV) por exemplo.


--

O amigo nomade fez um texto aqui no fórum, que tem embasamento atualizado sobre as arquiteturas, plataformas e sistemas.

« Última modificação: 15 de Agosto de 2013, 13:47 por haereticus » Registrado

Notebook: Samsung 305E4A-BD1 - AMD A6-3420M (Quad Core) @2.4GHz - Radeon™ 6520G 512MB - 8GB - HD 500GB - 14” LED HD - HDMI - Bluetooth - Webcam 1.3 HD - Base CoolerMaster Notepal Ergostand - Mouse X7 Oscar 750bk 3200dpi.

Sony Xperia L - Android 4.1.2
Arthur Bernardes
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 4.460



Ver Perfil
« Responder #9 em: 15 de Agosto de 2013, 13:54 »

Isso ainda vira polêmica na televisão. Triste

É um assunto que chega à estragar amizades.
Registrado

haereticus
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 976


Xubuntu 12.04.2 x64


Ver Perfil
« Responder #10 em: 15 de Agosto de 2013, 14:01 »

Seminários, debates e palestras rendem em polêmicas. É bom para se entrar num consenso comum.
Registrado

Notebook: Samsung 305E4A-BD1 - AMD A6-3420M (Quad Core) @2.4GHz - Radeon™ 6520G 512MB - 8GB - HD 500GB - 14” LED HD - HDMI - Bluetooth - Webcam 1.3 HD - Base CoolerMaster Notepal Ergostand - Mouse X7 Oscar 750bk 3200dpi.

Sony Xperia L - Android 4.1.2
galactus
Equipe Ubuntu
Usuário Ubuntu
*****
Deslogado Deslogado

Mensagens: 3.366



Ver Perfil
« Responder #11 em: 15 de Agosto de 2013, 15:02 »

Discordo plenamente do Artigo 2. Está defasado 5 anos no minimo na tecnologia.

Quer dizer que o cidadão com um i5 ou i7 e 2gb de ram vai usar 32bits ?

E um cidadão com core2duo com 4gb de ram pode usar 64 bits ?

Incoerente por demais, me desculpe...

Mais inconsistências :
Contudo nem tudo são flores. Muitas aplicações funcionam melhor  em 32bits, pois foram escritas para 32bits. Como o Flash, por exemplo. Notem que mesmo usando um sistema 64bits, o flash instalado é 32bits  com uma “gambiarra” para funcionar num 64bits. Sistema 32bits geralmente são mais rápidos em máquinas antigas e com pouca RAM. Sistemas 64bits com pouca RAM são mais lentos que os de 32bits. Afinal ele consome mais memória e vai acabar usando mais Swap, deixando o seu sistema ainda mais lento.

Quero ver o cidadão executar a biblioteca de jogos da steam usando um i7 com 2gb e 32bits (a lá pentium IV) por exemplo.


--

O amigo nomade fez um texto aqui no fórum, que tem embasamento atualizado sobre as arquiteturas, plataformas e sistemas.



Você tem todo direito de discordar, espernear, gritar, fazer escândalo, enfim, fazer o que der na telha!

O artigo é claro. Isso não é regra, é um guia.

Desde de quando uma pessoa que pode comprar um Core i5 ou i7 vai ter menos de 2GB de RAM?

Eu tenho um Core i7 em overclock e com muita RAM com sistema 64bits. É fácil fazer esse teste aqui na minha máquina! Deixa eu comprar um pente fajuto de 1 ou  2GB de RAM e querer fazer as mesmas coisas que eu faço com 8GB num sistema de 64bits pra ver onde vai parar o desempenho do meu i7! Se eu conseguir, pode deixar que eu mesmo te entrego a minha máquina!

Acho que fui muito claro, para máquinas desmemoriadas, com 2GB ou menos, onde o camarada vai fazer um monte de coisas ao mesmo tempo, vai dar parginação até umas horas e vai usar swap. Desde de quando swap é mais rápido que RAM?

Mas como disse antes, isso não é regra. Se o cara é feliz e faz bem a ele usar o seu sistema 64bits com pouca RAM, pra mim não tem problema nenhum! Eu mesmo não usaria, mas tem quem usa.

Registrado

* Linux Mint 16 Mate 64bits / Windows 7 64bits Casa! * Galaxy Note 8 - Trabalho.
* CentOS 6.4 64bits Servidor de arquivos em modo texto - Casa * MacOS Mavericks 10.9.1  - Mac Mini servidor multimidia - Casa
galactus
Equipe Ubuntu
Usuário Ubuntu
*****
Deslogado Deslogado

Mensagens: 3.366



Ver Perfil
« Responder #12 em: 15 de Agosto de 2013, 15:04 »

Isso ainda vira polêmica na televisão. Triste

É um assunto que chega à estragar amizades.

Não sei o motivo da polêmica, é um artigo simples. Não to obrigando ninguém a usar isso como regra! Deixo claro que não é regra.

E Arthur, não to bravo com ninguém! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
« Última modificação: 15 de Agosto de 2013, 15:47 por galactus » Registrado

* Linux Mint 16 Mate 64bits / Windows 7 64bits Casa! * Galaxy Note 8 - Trabalho.
* CentOS 6.4 64bits Servidor de arquivos em modo texto - Casa * MacOS Mavericks 10.9.1  - Mac Mini servidor multimidia - Casa
Arthur Bernardes
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 4.460



Ver Perfil
« Responder #13 em: 15 de Agosto de 2013, 17:09 »

Não sei o motivo da polêmica, é um artigo simples. Não to obrigando ninguém a usar isso como regra! Deixo claro que não é regra.

E Arthur, não to bravo com ninguém! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Obrigado por lembrar Galactus, deviam achar que eu estava atirando em todos aqui. Sem Graça

Só tenho medo de deixar de sair em cerveja pra sair em guerra nuclear. kkkkkkkkkkkkkk

Forte abraço. Piscada
Registrado

Renan Rischiotto
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 2.264


Ver Perfil
« Responder #14 em: 15 de Agosto de 2013, 21:56 »

1) Como saber qual versão do OpenGL meu Ubuntu está usando? Como saber qual está instalado? Como atualizar?

2) Agora fiquei confuso com a questão dos 32 e 64-bits, pois o nosso amigo nomade criou um tópico explicando que se o seu processador for 64 bits, deve-se usar 64 bits não importando a quantidade de memória RAM do sistema. Já no seu tópico você diz totalmente ao contrário. Realmente essa diferença de opiniões deixa qualquer um atordoado.

1) É fácil, apt-get install mesa-utils. Depois é só fazer:

glxinfo | grep "OpenGL version"

O exemplo do meu Kubuntu 13.04:

root@galactus-Movel:/home/galactus# glxinfo | grep "OpenGL version"
OpenGL version string: 3.0 Mesa 9.2.0-devel


Se quiser usar as versões mais novas do Mesa e do opengl, só através de PPAs de terceiros. Como  no seu tutorial que atualiza o Xorg para poder atualizar a placa de vídeo.  Mas não precisa se preocupar tanto em relação ao OpenGL. É que a versão 1.4 já é suportada por todas as placas de vídeo com pelo menos 7 anos de idade! O OpenGL vai depender do seu hardware também. A cada nova placa de vídeo, mais melhoramentos são incluídos para tirar proveito de novas versões do OpenGL. Então em placas velhas demais, não tem como tirar proveito de novas versões do OpenGL.


2) Não existe motivo para ficar atordoado. Sorridente E também não estou aqui para contrariar ninguém. Da pesquisa que eu fiz, e pode ler que tem bastante documentação a respeito, incluindo testes de desenvolvedores, fica claro que usar um sistema 64bits com pouca RAM é atraso de vida. A páginação de memória é muito maior no 64bits, daí você começa a abrir um monte de coisas, e você não tem RAM. Pra onde vai o que sobrou? Para Swap!  Agora, se você usar esse sistema abrindo uma coisa de cada vez, daí tudo bem!   Outra coisa, o kernel PAE padrão dessas novas versões do Ubuntu 32bits são mais lentos que o kernel usado na versão 64bits. Mas nada te impede de usar um kernel apenas 32bits em máquinas com pouca RAM.

Obrigado =)
Registrado

Páginas: [1] 2   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Tema desenvolvido por FaBMak e n3t0
Powered by SMF 1.1.19 | SMF © 2006-2009, Simple Machines
© 2014 Canonical Ltd. Ubuntu e Canonical são marcas registradas da Canonical Ltd.
XHTML 1.0 válido! CSS válido!