Recent Posts

Páginas: [1] 2 3 ... 10
1
Aplicativos / Player de música similar (leia pergunta) ao wmp
« Última Mensagem: por rissate Online Hoje às 19:15 »
Galera, alguém conhece algum player de música tipo o wmp? Na verdade, gostaria de duas características do wmp: que as músicas sejam mostradas na biblioteca respeitando a árvore de diretórios do meu notebook, e que seja fácil e prático para criar playlists, tipo arrastando as músicas da biblioteca para a playlist. Pesquisei demais já sobre o assunto, e o player linux que mais se aproximou do que eu quero é o Foobnix. Agradeço pela colaboração.
2
[...] Espero que façam alguma atualização do acesso ao sistema para adequar aos novos navegadores ou façam um instalador do navegador do Bradesco pra Linux.... que acho muito difícil isso acontecer....

Pois então, "Antonino Stornelli",

Porém, como cliente que é,  não deixe de cobrar diretamente a equipe técnica de informática do Bradesco (melhor) e também o seu gerente de conta (menos provável, nem vai saber do que você está falando), pois é inconcebível que uma instituição financeira do porte e da capacidade técnica do Bradesco não apresente uma solução genuinamente Linux para o seu navegador próprio ou para o acesso Bradesco em geral.

Se não fizermos nada, se nos acomodarmos às limitações, essas tendem a ser cada vez maiores.

Faça um esforço concreto nesse sentido, envie um e-mail à área técnica e ainda ao seu gerente de conta, se não atendido eventualmente faça um post no "Reclame Aqui", só assim para as soluções Linux aparecerem.

E apenas um adendo, na conta pessoa física do Bradesco o acesso continua sendo possível a partir do Firefox 52 sem problemas.
3
Screenshots / Lubuntu 16.04.2
« Última Mensagem: por King11 Online Hoje às 16:50 »
4
Boa tarde Yuri!

Para entrar utilizo o link "https://www.ne12.bradesconetempresa.b.br/ibpjlogin/login.jsf"

Fiz o que disse, usar a última versão do Firefox 51. Funciona como antes tudo normal.  Só temo pela segurança, pois o Firefox já sofreu atualização e portanto a 51 vai ficar vulnerável.

 No site do banco tem o navegador do Bradesco. Porém só funciona em Windows e Mac. Link "https://banco.bradesco/html/classic/como-usar/navegador-exclusivo-bradesco.shtm"

Já tentei rodar no Wine mas não tive sucesso. Não sei se precisa instalar o Java no Wine..... tentei instalar a versão do Windows do Java no Wine e não instalou.

Espero que façam alguma atualização do acesso ao sistema para adequar aos novos navegadores ou façam um instalador do navegador do Bradesco pra Linux.... que acho muito difícil isso acontecer....

Uso Linux Ubuntu há muito tempo e não quero voltar pra Windows tão cedo.....
5
Iniciantes / Re:Monografia - Linux, Viabilidade para Desktop.
« Última Mensagem: por agente100gelo Online Hoje às 15:29 »
Minha monografia de conclusão do MBA em Gestão de Negócios em 2005 foi essa:
https://www.yumpu.com/pt/document/view/16324721/monografia-ibmec-projeto-de-migracao-para-software-livre

Fiz a análise da viabilidade financeira.
6
Iniciantes / Re:Não consigo acessar o Banco do Brasil
« Última Mensagem: por druidaobelix Online Hoje às 15:24 »
[...] Se você simplesmente instalou o Warsaw e ele funcionou, é praticamente certo que seu Linux está desprotegido (está com o firewall "desativado").
...então o firewall do seu sistema está, por padrão, executando uma política de aceitar conexões de entrada e encaminhamento de portas, o que é uma má ideia (estou usando um eufemismo).

=> Tenho a impressão de que a maioria dos usuários de Linux está instalando o Warsaw sem vivenciar problemas justamente porque estão usando o Linux com o firewall ativado em "modo passivo": o que na prática é o mesmo que deixar o firewall desativado. :(


Veja, prezado "Sampayu",

Penso que possa ser adequado esclarecer esse ponto de forma mais ampla.

Não uso firewall ativado no Linux e jamais usarei qualquer ferramenta dessa espécie, seja IFW ou IPTABLES, na instalação presente, que está devidamente protegida por um roteador Cisco profissional, o qual possui um excelente firewall por padrão e, querendo, configurável.

Numa outra instalação os computadores são clientes de servidores que fazem todo o gerenciamento de acesso, obviamente incluindo as restrições de firewall, então também não há necessidade de ativar firewall individualmente.

Então, suponho, de forma geral podemos dizer que quando o computador estiver atrás de um roteador no qual esteja ativado o firewall próprio dele, observados o login próprio (=não o que vem de fábrica) + senha forte, isso torna desnecessária a ativação de firewall no Linux.

Não consigo vislumbrar ganho e tampouco necessidade da superposição de dois firewalls ativados para a mesma instalação.

Entendo que para explicar, pelo que sim, pelo que não, é mais fácil mandar logo o cidadão ativar o firewall do Linux e pronto, mas esse não é um fato técnico.

Daí que, creio, como simples opinião, possamos estender essa explicação deixando clara essa exceção.

O usuário Linux é tipicamente bem informado tecnologicamente e consegue entender esses conceitos com facilidade.

Ademais, note, se é adequado, vantajoso ou não ativar firewall no Linux é matéria estranha ao cerne do tópico, que é apenas conseguir acesso à conta corrente através do site do Banco do Brasil.Claro que suplementarmente isso possa ser um ponto, mas o fato é que não é necessário ter firewall ativado para ter acesso ao BB, daí que a questão uso ou não de firewall acaba ultrapassando os limites naturais do tópico, que é apenas acessar o BB.

É uma simples contribuição ao raciocínio, pois sei pela experiência da convivência que seus posts e tópicos são sempre muito bem elaborados, dos melhores deste Fórum, e primam pela qualidade técnica.



7
Iniciantes / Re:Não consigo acessar o Banco do Brasil
« Última Mensagem: por Sampayu Online Hoje às 12:46 »
Apenas instalei o Warsaw direto do servidor, não usei o pacote .deb do Banco do Brasil.

Veja a solução em: https://talesam.org/2017/03/14/instalando-o-modulo-de-seguranca-banco-brasil-warsaw/

Se você simplesmente instalou o Warsaw e ele funcionou, é praticamente certo que seu Linux está desprotegido (está com o firewall "desativado"). Vamos fazer um teste? Execute este comando:

Código: [Selecionar]
for i in INPUT FORWARD; do sudo iptables -S |grep $i; done |grep ACCEPT
Se não apareceu nada, seu sistema está protegido por firewall. Mas, se apareceu isto:
Código: [Selecionar]
-P INPUT ACCEPT
-P FORWARD ACCEPT

...então o firewall do seu sistema está, por padrão, executando uma política de aceitar conexões de entrada e encaminhamento de portas, o que é uma má ideia (estou usando um eufemismo).

=> Tenho a impressão de que a maioria dos usuários de Linux está instalando o Warsaw sem vivenciar problemas justamente porque estão usando o Linux com o firewall ativado em "modo passivo": o que na prática é o mesmo que deixar o firewall desativado. :(

Para resolver isso, é recomendável seguir o que sugeri neste post: ele ensina a fazer uma "limpeza completa" (excluir HDA_BB, Warsaw, desligar o firewall etc.) e em seguida instalar o Warsaw e ativar o firewall com um conjunto básico de proteções.

PS: se o seu sistema estiver com a proteção básica do firewall ativada, então este comando:

Código: [Selecionar]
for i in INPUT FORWARD; do sudo iptables -S |grep $i; done |grep DROP
...retornará algo assim:
Código: [Selecionar]
-P INPUT DROP
-P FORWARD DROP

O que é um bom sinal. ;)
8
Iniciantes / Re:Monografia - Linux, Viabilidade para Desktop.
« Última Mensagem: por novatoBR Online Hoje às 12:27 »
Otimo ponto de vista também, obrigado ^^
também me ajudou muito na ideia de desenvolvimento.

estou na caça de referencias bibliograficas atualizadas, porque as que estou encontrando são antigas... ^^
se puder me mandar alguma referencia sobre o seu comentario agradeceria muito. :D

bom dia

Depende muito da área que você quer focar e do nível técnico que você quer no trabalho.

Se o seu foco é para o usuário de desktop, então o trabalho provavelmente vai estar pelo menos um pouco ligado às interfaces gráficas(GNOME, KDE, Unity, etc). Dentro dessa área das interfaces gráficas que o usuário usa para interagir com o sistema, podemos comparar os diferentes tipos de desenvolvimento, como por exemplo os benefícios e a beleza de um desenvolvimento aberto(olha como é soda a visualização do Github do Gnome por exemplo https://www.youtube.com/watch?v=CgleoBbjhRg). Outro ponto nessa área seira analisar os princípios de design que as diferentes interfaces gráficas utilizam. Enfim, cada pedacinho dá para desenvolver um TCC em cima, mas você tem que saber seu foco para desenvolver as ideias dele, coisa que seu orientador deveria te ajudar a fazer.

Pois bem, "novatoBR",

Qual é o seu curso?
Que perfil, técnico, universitário, enfim, do que se trata?

Não fique desesperado, isso não deveria ser motivo de desespero transcendental, certamente existem coisas mais importantes na vida.  :)
Quantos meses você ainda tem para detalher e escrever essa monografia?

A maior dificuldade em te ajudar é que defendo a tese exatamente contrária, isto é, que o Linux não está preparado para o desktop e, segundo penso, nunca estará, ou pelo menos num horizonte visível não há nenhum indicativo de que isso venha a ocorrer.

Note que a questão não é apenas técnica, ou talvez seja apenas minimamente técnica, no que seria solucionável, mas sobretudo comercial.

Um produto não cai nas graças do consumidor apenas porque ele é inerentemente melhor nisso ou naquilo, apenas não é assim que as coisas funcionam no mundo real.

Claro que o Linux é tecnicamente melhor, mas e daí, melhor para quem e em quais circunstâncias de uso real?

Perceba ainda que o Android, que é um filhote direto do Linux, isto é, um Linux modificado pelo Google para dispositivos móveis, domina de maneira absoluta o mercado.

Então, neste ponto temos o Linux dominando de maneira absoluta o mercado de servidores, onde notoriamente dos 500 maiores Top supercomputadores do planeta 99,99% rodam Linux, isto é, 499 executam Linux e o 1 restante executa Unix e ainda a supremacia absoluta no mercado dispositivos móveis, através do Android, caminhando também para essa supremacia no mercado IoT (Internet of Things=internet das coisas), mas não no mercado desktop de PCs, personal computers, computadores pessoais, onde o market share é quando muito, generosamente, de 2%, sendo o restante do mercado ocupado de forma avassaladora pelo sistema operacional comercial, vulgo Windows da Microsfot, detendo algo como 85% desse market share, uns 10% com a Apple e é essa a realidade do mercado.

Parece que por aqui, além do carnaval e samba, se produz pouco conteúdo intelectual e se escreve menos ainda, exceto a bobageira trivial de sempre, então é melhor ou pelo menos mais prático ir beber nas fontes externas.

Um simples exemplo do que pode ser encontrado por aí:

Major Linux Problems
on the Desktop, 2017 edition

https://itvision.altervista.org/why.linux.is.not.ready.for.the.desktop.current.html

Coloque no seu grande guru da informação, aquele que tudo sabe e tudo vê, o Google, algo como a expressão "is linux ready for the desktop" e veja o que retorna.

Entretanto, insisto nisso, grande parte dessas análises, segundo penso, enfocam apenas o aspecto técnico quando na verdade não é essa a essência da questão, e sim financeira e comercial.

Esqueça esses discursos infantis, de inclinação puramente ideologica e desgarrados da realidade do mundo e da concorrência capitalista, pois não retratam a realidade.

Ninguém tem dinheiro hoje, no planeta, que queira correr o risco de investir confrontando diretamente o domínio de mercado PC da Microsoft, hoje uma empresa de 500 bilhões de dólares na NYSE (New York Stock Exchange), isto é, a Bolsa de Valores do centro do mundo.

Quem colocaria o seu capital em risco nessa empreitada e qual seria o retorno esperado sobre o investimento?

A Apple, uma empresa de mais de 600 bilhões de dólares não colocou, o Google, pela Alphabet, que é a controladora do grupo, igualmente de mais de 500 bilhões de dólares, também não colocou.

Você colocaria o seu capital em risco nessa empreitada?


Eu já acho o contrário, até mesmo porque é isso que a própria prática mostra: milhões de pessoas, incluindo eu, usam Linux no desktop com sucesso e benefícios em relação a outras plataformas. Se linux vai alcançar grandes porcentagens de todo o mercado do desktop? Não sei, mas por exemplo a Cacau Show não está nem perto de ser uma empresa que abocanha grande parte do seu mercado e nem por isso ela "não está praparada" para ele.

E se formos olhar de uma forma mais certa, para o mercado ao invés de para a plataforma, vemos que: o desktop está em decadência; o mobile, e com ele o linux através do Android, ganhando muito terreno; como se isso já bastasse para aumentar a penetração e importância do linux no mercado, grande parte das aplicações, dados e sistemas estão se movendo para a nuvem, área em que o linux também domina. Então, a contragosto dos gigantes Apple e Microsoft, linux vem crescendo e muito.

Inclusive eu acho que essas grandes corporações só conseguiram tanto monopólio e dominar tanto terreno por causa dos estados nacionais, que forçavam as políticas de cerceamento de criação e controle de ideias com a redoma de processos judiciais e patentes, que desencoraja e elimina qualquer um que ouse fazer 1 pequeno ícone parecido com algo dessas empresas. Não sou deus para saber como seria(talvez nem ele saiba), mas se não fosse a força armada estatal em favor dessas empresas muito provavelmente elas não seriam o que são hoje e existiriam sistemas alternativos privados e livres tomando boa parte da fatia do mercado, quem sabe algum desses sistemas concorrentes, que não puderam surgir, viesse até a derrubar e falir essas corporações que hoje são gigantes incrivelmente bilionários e monopolistas.
9
Bom dia Sampayu!

Acompanho toda sua instrução (há muito tempo) de como usar o java de forma segura em posts anteriores com sucesso! Parabéns!!! ;)

Em razão da atualização dos navegadores a ferramenta Java não funciona como explicado. Porém vc fez a citação abaixo no post anterior:

Em razão disso, e considerando que o Banco do Brasil e demais bancos migraram para outras soluções de segurança (a principal delas tem sido o Warsaw: módulo de segurança que utiliza a tecnologia de websockets e SSL)

O banco que trabalho é Bradesco. Bradesco Net Empresa. Utiliza o java :-\

O Warsaw funciona no Bradesco? Já teve experiência no Bradesco Net Empresa?

Infelizmente não tenho conta no Bradesco pra poder relatar meu caso. Você usa este link, para acessar?

O que eu fiz para usar um navegador com JRE (Ambiente de Execução Java) eu comentei neste post, a partir da linha em que se lê "Como por enquanto o módulo de segurança Java do Banco do Brasil continua funcionando". Essencialmente, o que você pode fazer é baixar o Firefox 51, daí entre no Firefox 52 (versão mais atual que você tiver instalada) e desative o recurso de atualização automática (pois caso contrário assim que você executar o Firefox 51 - que funciona com Java - ele se atualizará para a versão 52 ou mais atual - que não funciona com Java).

Após isso, basta fechar o Firefox 52 (ou mesmo desinstalá-lo do seu sistema, com o comando sudo apt-get firefox purge -y) e daí criar um atalho para o firefox 51.

Esse Firefox 51 pode ser salvo em qualquer lugar. Se você for a única pessoa que usa seu computador com Linux, pode p.ex. salvar a pasta firefox dentro da sua pasta pessoal /home/seu-nome-de-usuário/firefox, daí crie um atalho no seu Desktop que aponte para /home/seu-nome-de-usuário/firefox/firefox e pronto. Abrir essa pasta via gerenciador de janelas e executar um clique duplo sobre o arquivo binário firefox também irá funcionar. ;)

Se o Firefox 51 estiver detectando o plugin Java e a página do Bradesco NET Empresas ainda estiver usando o módulo (applet) Java, usar o Firefox 51 será um workaround (um "paliativo") até que o banco migre para outra solução mais atual.

Os desenvolvedores dos navegadores web mais populares abandonaram de vez o desenvolvimento e suporte ao NPAPI, portanto é um caminho sem volta: os bancos terão de se adaptar. Embora seja possível os bancos migrarem para o Java Web Start (que requer a instalação do JRE no computador), pelo que tenho visto a maioria tem preferido mesmo usar websockets que criam conexões full duplex (bidirecional) entre o seu computador e o computador do banco, por intermédio de uma conexão TCP que usa algum certificado digital SSL autoassinado (assinado pelo próprio programa do módulo de segurança websocket) para "mostrar" para o servidor que o módulo de segurança que se encontra em seu computador (e pedindo conexão com o servidor do banco) é um programa legítimo solicitando um acesso legítimo.
10
Iniciantes / Re:Monografia - Linux, Viabilidade para Desktop.
« Última Mensagem: por novatoBR Online Hoje às 12:19 »
Senhor, me aceite como discipulo.  \o/
tenho apenas dois meses para entregar a mono, então farei uma pesquisa rapida e infelizmente meu inglês é podre..
mas tenho interesse em conhecer mais, guardarei seu nick pra te procurar novamente quando tiver tempo de estudar realmente ^^ obrigado, me ajudou bem até na ideia de mono que estou desenvolvendo.  ^^


Qual é o seu curso?
Sistemas de Informação

Que perfil, técnico, universitário, enfim, do que se trata?
Inicialmente iria fazer uma monografia sobre 'Linux, alternativa de SO' onde migraria Windows para Linux em Desktop.
depois, após conversar com meus professores de que o principal motivo pelo qual alguma empresa iria querer migrar seria o fato
do custo, licença... porém, a licença nesse caso não seria um problema mas talvez uma solução para empresas, pois mais importante que um custo
a impresa quer responsáveis, e no caso do Windows, se algo ocorrer elas poderiam responsabilizar a microsoft. Então, o ponto que eu estava defendendo sobre licença meio que ficou ruim, já não era bom a forma como eu mostrava. Mas, então eu comecei a desenvolver uma mono com a enfase no 'linux, viabilidade para desktop' ... iria apenas mostrar se o linux em 2017 é viavel para Desktop para usuarios comuns. Minha justificativa esta um pouco ruim, mas pretendo melhorar conforme for estudando mais sobre o assunto.

Não fique desesperado, isso não deveria ser motivo de desespero transcendental, certamente existem coisas mais importantes na vida.  :)
Quantos meses você ainda tem para detalher e escrever essa monografia?
tenho 2 meses.. apenas... é....


Pois bem, "novatoBR",

Qual é o seu curso?
Que perfil, técnico, universitário, enfim, do que se trata?

Não fique desesperado, isso não deveria ser motivo de desespero transcendental, certamente existem coisas mais importantes na vida.  :)
Quantos meses você ainda tem para detalher e escrever essa monografia?

A maior dificuldade em te ajudar é que defendo a tese exatamente contrária, isto é, que o Linux não está preparado para o desktop e, segundo penso, nunca estará, ou pelo menos num horizonte visível não há nenhum indicativo de que isso venha a ocorrer.

Note que a questão não é apenas técnica, ou talvez seja apenas minimamente técnica, no que seria solucionável, mas sobretudo comercial.

Um produto não cai nas graças do consumidor apenas porque ele é inerentemente melhor nisso ou naquilo, apenas não é assim que as coisas funcionam no mundo real.

Claro que o Linux é tecnicamente melhor, mas e daí, melhor para quem e em quais circunstâncias de uso real?

Perceba ainda que o Android, que é um filhote direto do Linux, isto é, um Linux modificado pelo Google para dispositivos móveis, domina de maneira absoluta o mercado.

Então, neste ponto temos o Linux dominando de maneira absoluta o mercado de servidores, onde notoriamente dos 500 maiores Top supercomputadores do planeta 99,99% rodam Linux, isto é, 499 executam Linux e o 1 restante executa Unix e ainda a supremacia absoluta no mercado dispositivos móveis, através do Android, caminhando também para essa supremacia no mercado IoT (Internet of Things=internet das coisas), mas não no mercado desktop de PCs, personal computers, computadores pessoais, onde o market share é quando muito, generosamente, de 2%, sendo o restante do mercado ocupado de forma avassaladora pelo sistema operacional comercial, vulgo Windows da Microsfot, detendo algo como 85% desse market share, uns 10% com a Apple e é essa a realidade do mercado.

Parece que por aqui, além do carnaval e samba, se produz pouco conteúdo intelectual e se escreve menos ainda, exceto a bobageira trivial de sempre, então é melhor ou pelo menos mais prático ir beber nas fontes externas.

Um simples exemplo do que pode ser encontrado por aí:

Major Linux Problems
on the Desktop, 2017 edition

https://itvision.altervista.org/why.linux.is.not.ready.for.the.desktop.current.html

Coloque no seu grande guru da informação, aquele que tudo sabe e tudo vê, o Google, algo como a expressão "is linux ready for the desktop" e veja o que retorna.

Entretanto, insisto nisso, grande parte dessas análises, segundo penso, enfocam apenas o aspecto técnico quando na verdade não é essa a essência da questão, e sim financeira e comercial.

Esqueça esses discursos infantis, de inclinação puramente ideologica e desgarrados da realidade do mundo e da concorrência capitalista, pois não retratam a realidade.

Ninguém tem dinheiro hoje, no planeta, que queira correr o risco de investir confrontando diretamente o domínio de mercado PC da Microsoft, hoje uma empresa de 500 bilhões de dólares na NYSE (New York Stock Exchange), isto é, a Bolsa de Valores do centro do mundo.

Quem colocaria o seu capital em risco nessa empreitada e qual seria o retorno esperado sobre o investimento?

A Apple, uma empresa de mais de 600 bilhões de dólares não colocou, o Google, pela Alphabet, que é a controladora do grupo, igualmente de mais de 500 bilhões de dólares, também não colocou.

Você colocaria o seu capital em risco nessa empreitada?
Páginas: [1] 2 3 ... 10