Fórum Ubuntu Linux - PT
21 de Setembro de 2014, 13:05 *
Olá, Visitante. Faça o login ou registre-se.
Perdeu o seu e-mail de ativação?

Login com nome de usuário, senha e duração da sessão
Notícias: Atenção usuários de email com anti-spam (Uol e Bol).
 
   Home   Ajuda Regras Pesquisa Login Registre-se  
Anúncios
Páginas: [1]   Ir para o fundo
  Imprimir  
Autor Tópico: Deixar o Mozilla Firefox mais rápido no Ubuntu e redefinir a senha mestra.  (Lida 4814 vezes)
EdvaldoSCruz
Usuário Ubuntu
*
Deslogado Deslogado

Mensagens: 2.242


Viva o Ubuntu !!! (iMAC Apple e Notebook Dell)


Ver Perfil WWW
« em: 13 de Março de 2011, 20:32 »

No Mozilla firefox versão 3.6.15 digite no endereço:

about:config

serei cuidadoso, prometo!

altere os valores abaixo para:

network.dns.disableIPv6 true
network.http.max-connections 50
network.http.max-connections-per-server 17
network.http.pipelining true
network.http.pipelining.maxrequests 100
network.http.pipelining.ssl true
network.http.proxy.pipelining true
plugin.expose_full_path true

Feche a página e reinicie o Mozilla Firefox e usufrua.

Obs: Na nova versão do Mozilla Firefox 4.0 não necessita, mas se quiserem, podem fazê-lo também.

Redefinindo a senha mestra

Se você perdeu ou esqueceu sua senha mestre ou se você quiser desativar o recurso, você pode redefinir a senha mestra. Redefinindo a senha mestra irá remover todas as informações senha armazenada. Ao reiniciar, você vai perder todas as informações armazenadas no Password Manager, pois este é um recurso de segurança built-in para evitar que as pessoas simplesmente redefinir sua senha mestra para ter acesso a suas senhas.

Firefox: Digite: " chrome://pippki/content/resetpassword.xul " sem as aspas, na Barra de Localização (barra de endereços) dê enters e surgirá esse aviso: se remover a senha mestra, todas as suas senhas de sites e e-mails, dados de formulários, certificados pessoais e chaves privadas serão perdidas. Tem certeza que deseja remover a senha mestra?

No rodapé: botão"cancelar" e botão "restaurar o estado inicial"


Thunderbird: menu Ferramentas -> Console de Erros, colar a expressão: Código "chrome://pippki/content/resetpassword.xul" sem as aspas e pressione o botão Executar. Isso irá abrir uma janela perguntando se você deseja redefinir sua senha.

Mozilla Suite / SeaMonkey: "Editar -> Preferências -> Privacidade e Segurança - Senhas> Master -> Redefinir Senha".

Site de referência: http://kb.mozillazine.org/Master_password

Observações:

    Não confundam resetar com remover, pois no remover você terá que digitar a senha e em seguida removê-la.
    No reset você não precisa saber de nada.
    Resetando a senha mestra, você irá apagar todas as senhas que estiverem no seu Thunderbird.
    Creio que no Firefox seja assim também.

Como desinstalar o Google Chrome pelo Terminal(Ctrl + Alt + T)

# sudo apt-get remove google-chrome.*

# sudo apt-get --purge remove google-chrome.*

# sudo apt-get update


Índice das dicas
Usando o VirtualBox no Ubuntu

Criado 11/nov/2010 às 15h14 por Carlos E. Morimoto
9

O VirtualBox está disponível nos repositórios do Ubuntu desde a versão 7.10. Se você está usando o Ubuntu, Kubuntu, Xubuntu ou outra distribuição derivada deles, você pode instalá-lo diretamente via apt-get, a partir dos repositórios principais:

$ sudo apt-get install virtualbox-ose

Em seguida, use o comando "uname -r" para verificar qual é a versão do Kernel em uso e instale a versão correspondente do pacote "virtualbox-ose-modules", como em:

$ uname -r

2.6.24-16-generic

$ sudo apt-get install virtualbox-ose-modules-2.6.24-16-generic

Se, por acaso, você estiver usando um Kernel personalizado, ou não houver um módulo com a versão correta, você pode fazer a instalação do módulo usando o module-assistant, que se encarregará de compilar um módulo sob medida. Comece instalando o pacote, juntamente com o build-essential, que contém os compiladores básicos:

$ sudo apt-get install module-assistant build-essential

Em seguida, gere o módulo usando o comando "m-a a-i" (versão abreviada do comando "module-assistant auto-install"), como em:

$ sudo m-a a-i virtualbox-ose-source

Isso compilará e instalará o módulo automaticamente. Se houver algum erro nesse ponto, verifique se o pacote "build-essential" foi corretamente instalado e se você não deletou acidentalmente os headers do Kernel, que são armazenados na pasta "/usr/src".

O ícone para o VirtualBox é criado no "Aplicações > Ferramentas do Sistema", mas, como de praxe, você pode chamá-lo diretamente via terminal. Entretanto, da primeira vez que tentar executar alguma máquina virtual, receberá uma mensagem de erro avisando que o driver não está acessível para o usuário atual.

Este é um velho bug de usabilidade, que ocorre devido ao uso de um grupo de acesso ao módulo do VirtualBox. Por padrão, apenas o root faz parte do grupo, de forma que nenhum usuário do sistema, incluindo a conta administrativa que foi criada durante a instalação tem permissão para usar o programa. Felizmente, ele é fácil de resolver, basta adicionar seu login de usuário ao grupo "vboxusers", como em:

$ sudo adduser gdh vboxusers

Para que a alteração entre em vigor, e necessário fazer logout (ou reiniciar o micro, o que preferir). A partir daí, é só abrir o VirtualBox, criar a máquina virtual (veja as dicas do post anterior) e usá-lo normalmente:

A grande limitação da versão open-source do VirtualBox é que (pelo menos por enquanto) ela não inclui o suporte a dispositivos USB, que está disponível apenas na versão "completa". É por isso que os screenshots anteriores não incluem a opção "USB". Se você precisa usar um scanner, modem 3G, ou qualquer outro dispositivo USB (que não possua suporte no Linux, ou não possa ser compartilhado através da rede interna) dentro da máquina virtual, sua única opção é migrar para a versão oficial, disponível no http://www.virtualbox.org/wiki/Downloads.

Se você já tiver instalado a versão open-source nos passos anteriores, é necessário primeiro desinstalar o pacote, como em "sudo apt-get remove virtualbox-ose".

Depois de trocar a versão, você notará que a opção "USB" ficará disponível no menu de configuração. Dentro dela, você pode especificar os dispositivos que ficarão disponíveis dentro da máquina virtual. E possível inclusive compartilhar dispositivos que não possuem suporte no Linux, de forma a instalá-los na cópia do Windows rodando dentro da VM.

Como estamos usando o Ubuntu, existem alguns passos adicionais, já que desde a versão 7.10 o diretório "/proc/bus/usb" não vem montado por padrão, fazendo com que o acesso aos dispositivos USB dentro da VM não funcione.

Para corrigir o problema, o primeiro passo é editar (como root) o arquivo  com o comando: sudo -i: " # gedit /etc/init.d/mountdevsubfs.sh" e descomentar as quatro linhas a seguir, que estão dentro da função "do_start ()":

mkdir -p /dev/bus/usb/.usbfs
domount usbfs "" /dev/bus/usb/.usbfs -obusmode=0700,devmode=0600,listmode=0644
ln -s .usbfs/devices /dev/bus/usb/devices
mount --rbind /dev/bus/usb /proc/bus/usb

Edite agora o arquivo com o comando: sudo -i: "# gedit /etc/udev/rules.d/40-basic-permissions.rules", substituindo as linhas:

# USB devices (usbfs replacement)
SUBSYSTEM=="usb", ENV{DEVTYPE}=="usb_device", MODE="0664"
SUBSYSTEM=="usb_device", MODE="0664"

por:

# USB devices (usbfs replacement)
SUBSYSTEM=="usb", ENV{DEVTYPE}=="usb_device", MODE="0664", GROUP="vboxusers"
SUBSYSTEM=="usb_device", MODE="0664", GROUP="vboxusers"

Como pode imaginar, a alteração se destina a fazer com que o grupo "vboxusers" tenha permissão para acessar os dispositivos USB. Sem isso, o acesso por parte do VirtualBox é barrado e eles continuam não funcionando.

Para que tudo funcione, falta apenas confirmar que a sua conta de usuário foi adicionada ao grupo "vboxusers" (sudo adduser $USER vboxusers), como já fizemos ao instalar.

Por Carlos E. Morimoto. Revisado 11/nov/2010 às 15h14

Citar

instalar pelo site do Virtual box
https://www.virtualbox.org/wiki/Downloads
instala o DKMS pra ñ rolar problemas na hora de usar o programa,digita ae no terminal
sudo apt-get install dkms
quando vc tiver baixado e instalado digita isso no terminal:
sudo adduser <o seu nome de usuário> vboxusers
sem os <>
E instala o pacote de extensôes pra ñ ter problemas com dispositivos USB 2.0,fiz isso aqui no meu Pc e a virtualbox roda macio!
Se tiver dúvida lê esse artigo
http://www.hardware.com.br/dicas/virtualbox-ubuntu.html

http://www.hardware.com.br/dicas/virtualbox-ubuntu.html

http://ubuntuforum-br.org/index.php?topic=96965.new;topicseen#new

Como Diminuir os ícones da área de trabalho do Ubuntu 12.04 PP LTS

Abra qualquer pasta, vá ao menu editar > preferências, e altere o padrão de visão dos ícones, caso queira ícones grandes selecione 150% 200% 400% ou pequenos 66% 50% 33% e não se esqueça de mudar para: ver novas pastas usando: visão compacta e clique em fechar.

Nas outras abas, configura: comportamentos, exibição, colunas da lista e visualização.


========================

Instalando indicator-keylock Ubuntu 12.04

Após adquirir um novo notebook este mês, notei que o mesmo não tem leds de indicação de CAPSLOCK e NUMLOCK, mas isso na hora de colocar uma senha no terminal por exemplo fica meio complicado as vezes não sabemos se está em caixa alta ou baixa...

Quando lembrei que na versão 10 do meu Ubuntu eu tinha o indicador na area de notificação, então resolvi procurar informações para colocar na nova versão 12.04 do meu ubuntu, na procura achei pelos repositórios do Scott Barnes, que fiz o seguinte processo:

Adicionei o repositórios via terminal:

sudo add-apt-repository ppa:tsbarnes/indicator-keylock-daily

sudo apt-get update

sudo apt-get install indicator-keylock

após a instalação reiniciei ubuntu e vualá na area de notificação apresenta CapsLock ON/OFF

Não funciona no Ubuntu 12.10 QQ ainda.

========================

local aonde se encontra os wallpapers do ubuntu, clique aqui.

Espero que supra as suas necessidades.

Observação: caso tenha resolvido, não esqueça de colocar no seu tópico "Resolvido" e como você resolveu, para que todos que tenham o mesmo problema nesse excelente Fórum Ubuntu, solucionem também. A comunidade agradece

  Viva o Ubuntu !!!!!!!  Contente


e vamos que vamos.

**********************

Espero que supra as suas necessidades.

Observação: caso tenha resolvido, não esqueça de colocar no seu tópico "Resolvido" e como você resolveu, para que todos que tenham o mesmo problema nesse excelente Fórum Ubuntu, solucionem também.
A comunidade agradece. Piscada

  Viva o Ubuntu !!!!!!!  Contente


e vamos que vamos.
« Última modificação: 23 de Janeiro de 2013, 09:06 por EdvaldoSCruz » Registrado

Jesus Cristo está voltando(Ap.1:7). PREPARE-SE !!!!!!! Meu JESUS CRISTO, tenhas misericórdia dessas Almas Viventes também *IPDA*
Para os Iniciantes, como eu, links de solucionar problemas rapidamente.
Páginas: [1]   Ir para o topo
  Imprimir  
 
Ir para:  

Powered by MySQL Powered by PHP Tema desenvolvido por FaBMak e n3t0
Powered by SMF 1.1.19 | SMF © 2006-2009, Simple Machines
© 2014 Canonical Ltd. Ubuntu e Canonical são marcas registradas da Canonical Ltd.
XHTML 1.0 válido! CSS válido!